13/07/2011

Zelda: Majora's Mask (BEN)

FINALMENTE, esta Creepypasta ENORME e FODASTICA está completa!!!
Muito obrigado pela sua paciência. Sinceramente, não foi facil traduzir tudo isso... Agora eu realmente preciso de um descanso XD

[[Por enquanto, a tradução ainda não tá 100%... Apesar de estar boa, ainda tem alguns errinhos, traduções desnecessarias e repetições de palavras aqui e ali, mas com o tempo vou melhorando-o cada vez mais, porque afinal, nada fica perfeito de uma hora pra outra, principalmente uma história tão extensa como esta]]

\\GB//



Olá, meu nome é Matt, mas podem me chamar de Jadusable (Meu nickname). Eu me mudei recentemente para o meu dormitório do colégio, começando como um aluno de 2º grau, e um amigo meu me deu o seu velho Nintendo 64 para que eu jogasse. Eu estava impressionado em saber que eu finalmente poderia jogar todos os jogos antigos da minha infância, que eu não tocava em pelo menos uma década. O seu Nintendo 64 veio com um controle amarelo e uma cópia de má qualidade do Super Smash Brothers, e como querer não é poder, não preciso dizer que não demorou muito até eu ficar cansando de ficar ganhando dos CPUS.

Naquele final de semana eu decidi dar uma volta por algumas vizinhanças durante uns 20 minutos, parando em todas as vendas de garagens, esperando conseguir alguns jogos por um preço bom de pais ignorantes. Eu acabei comprando uma cópia de Pokemon Stadium, Goldeneye (Isso ai, porra), F-Zero, e outros dois controles por 2 dolares. Satisfeito, eu comecei a ir embora da vizinhança, quando uma ultima casa me chamou a atenção. Ainda não faço idéia por que, mais algo meio que me arrastou até lá. Normalmente eu tenho auto confiança sobre essas coisas, então sai do carro e fui saudado por um homem velho. Sua aparência era, por falta de uma palavra melhor, desagradável. Isso era estranho, pois se você me perguntasse porque ela era desagradável, eu realmente não conseguiria apontar nada – Somente tinha alguma coisa nele que me deixava perturbado, não consigo explicar. Tudo que eu posso te dizer, é que se não fosse no meio da tarde e tivessem pessoas por perto, eu nem pensaria em me aproximar desse homem.

Ele deu um breve sorriso para mim e perguntou o que eu procurava, e imediatamente eu notei que ele era cego em um dos seus olhos; Seu olho direito tinha uma aparência meio que “vidrada”. Eu fui então forçado a olhar no seu olho esquerdo, tentando não ser ofensivo, e perguntei se ele tinha alguns jogos de vídeo game antigos.

Eu já estava pensando em como me desculpar sobre toda a situação quando ele me dissesse que não fazia idéia do que era um vídeo game, mas para a minha surpresa, ele disse que tinha alguns em uma caixa velha. Ele me disse que voltaria “rapidinho” e se virou para entrar na garagem. Enquanto ele ia para lá, não pude deixar de notar o que ele vendia em sua mesa. O que estavam lá eram, literalmente... Pinturas peculiares; Varias pinturas que pareciam com bolhas de tinta que um psiquiatra te mostraria. Curiosamente, eu os verifiquei – era obvio porque ninguém visitava a venda de garagem desse homem, os quadros não eram esteticamente agradáveis. Quando eu cheguei no ultimo, por algum motivo ele parecia quase igual a Majora’s Mask – A mesma mascara em forma de coração com pequenos espinhos apontando pra fora. Inicialmente eu achei que era só porque eu esperava achar esse jogo nessas vendas de garagem, mas em conta aos eventos que aconteceriam a seguir, não tenho mais tanta certeza assim. Eu deveria ter perguntado ao homem sobre isso. Eu queria ter perguntando ao homem sobre isso.

Depois de tanto olhar naquela mancha de tinta com formato da Majora’s Mask, eu olhei para trás e o homem repentinamente estava lá, parado, sorrindo pra mim. Eu admito que até pulei com o susto, e nervosamente ri quando ele me deu um cartucho de Nintendo 64. Era um cartucho regular inteiramente cinza, exceto que alguém tinha escrito “Majora” atras dele com tinta permanente. Meu estomago até gelou com toda essa coincidência e eu o perguntei quanto ele queria pelo cartucho.

O velho sorriu para mim e disse que eu poderia te-lo de graça, que ele pertencia a um garoto que era mais ou menos da minha idade e que não morava mais lá. Tinha algo suspeito quando o homem disse isso, mas eu realmente não prestei muita atenção, pois estava muito animado em não só por achar aquele jogo, mas também por pega-lo de graça.

No inicio eu não fiquei muito esperançoso com isso, já que aquele cartucho era bem velho, e não tinha garantia de que ele funcionaria, mas então o meu lado otimista me dizia que talvez aquela poderia ser uma versão beta ou pirateada do jogo que eu queria tanto jogar, para trazer aquela sensação de nostalgia de volta. Eu finalmente agradeci o homem, e ele sorriu pra mim e me desejou tudo de bom, dizendo “Adeus então! (Goodbye then!)” – pelo menos foi isso que soou pra mim. No caminho voltando pra casa eu ficava desconfiado, pensando se ele tinha dito alguma outra coisa. Os meus medos se confirmaram quando eu coloquei o jogo (Que para a minha surpresa, funcionou sem problemas) e lá tinha um Save File nomeado simplesmente de “BEN”. “Adeus Ben (Goodbye Ben), ele tinha dito “Adeus Bem”. Eu me senti mal pelo homem, obviamente um avô e obviamente ficando senil, e eu – por alguma razão – o lembrei de seu neto “Ben”.

Só por curiosidade eu verifiquei o Save File. Só de primeira vista, dava pra ver que ele já estava bem longe no jogo – ele tinha quase todas as mascaras e ¾ dos chefes derrotados. Eu também notei que ele usou uma estatua de coruja para salvar seu jogo, estava no Dia 3 e no Stone Tower Temple com pouco mais de 1 hora antes da lua cair. Eu pensei que realmente era uma pena ele ter chegado tão perto de zerar o jogo, mas que nunca pode terminá-lo. Criei um novo Save File com o nome “Link” como sempre e comecei o jogo, pronto para reviver a minha infância.

Para um cartucho tão simples como esse, me surpreendi em como o jogo rodou tão bem – literalmente igualzinho a uma cópia original do jogo, tirando alguns pequenos problemas aqui e ali (Como texturas aonde não pertenciam, flashes estranhos de filmes do jogo em certos intervalos, mas nada tão ruim assim). Porem, a única coisa que era um pouco perturbadora era que as vezes os NPS’s (Non-Playabe-Characters) me chamavam de “Link” e outras vezes, me chamavam de “Ben”. Achei que era só um bug – algum problema no cartucho que fazia com que nossos Save Files se misturassem ou algo assim. Isso meio que me assustou depois de um tempo, até que, pouco depois que passei da Woodfall Temple, eu fui até os meus Save Files e deletei “BEN” (Eu inicialmente pretendia preservar o Save File, em respeito ao dono original do jogo, mas eu não precisava de 2 arquivos mesmo), esperando que isso resolvesse o problema. Resolveu e não resolveu, pois depois disso os NPS’s não me chamavam de nada. Tinha somente um espaço vazio aonde o meu nome deveria estar (Meu Save File ainda estava com o nome “Link”). Frustrado, e com muita lição de casa pra fazer, eu deixei o jogo de lado por um dia.

Eu comecei a jogar o jogo novamente na noite passada, pegando os Lens of Truth e tentando completar o Snowhead Temple. Agora, alguns dos jogadores mais hardcores do Majora’s Mask sabem do “Glitch do 4 Dia” – para aqueles que não sabem, podem procura-lo no Google, mas a idéia é a seguinte: bem na hora que o relógio for bater em 00:00:00 no ultimo dia, fale com o astrônomo e olhe pelo telescópio. Se fizer isso corretamente, o relógio some e você tem mais um dia inteiro para terminar tudo que você estava fazendo. Decidido a fazer o glitch para tentar zerar o Snowhead Temple, eu consegui faze-lo corretamente na minha primeira tentativa, e o relógio desapareceu da tela.

Porem, quando eu apertei B para sair do telescópio, ao invés de ser saudado pelo astrônomo, eu me encontrei na sala do chefe Majora no final do jogo (A pequena arena encaixotada), encarando o Skull Kid flutuando logo acima de mim. Não tinha som, somente ele flutuando acima de mim e a musica de fundo, que era a normal da fase (Mas ainda assim assustadora). Imediatamente as minhas mãos começaram a suar – Isso definitivamente não era normal. Skull Kid NUNCA aparecera ali. Eu tentei andar pela área, mas não importava aonde eu ia, Skull Kid sempre ficava olhando para mim, me encarando, sem dizer absolutamente nada. Nada acontecia alem disso, e isso continuara por mais ou menos 1 minuto. Achei que o jogo tinha bugado – mas já estava começando a duvidar muito disso.

Eu ja estava indo apertar o botão Reset do vídeo-game, quando o texto apareceu na minha tela: “You’re not sure why, but you apparently had a reservation... (Você não tem certeza porque, mas aparentemente tem uma reserva...)” Eu instantaneamente reconheci aquele texto – você recebe essa mensagem quando ganha a Room Key do Anju no Stock Pot Inn, mas porque ela apareceu aqui? Eu me recusei na mesma hora a acreditar que o jogo estava querendo se comunicar comigo. Comecei a navegar pela área novamente, procurando para ver se foi algum tipo de botão ou alguma coisa assim que me permitira de interagir com alguma coisa ali, até que eu percebi como eu estava sendo idiota – só de pensar que alguém poderia reprogramar um jogo desse jeito já era absurdo. Até que, 15 segundos depois, uma outra mensagem apareceu na tela, e novamente como a primeira mensagem, ela já existia no jogo: “Go to the lair of the temple's boss? Yes/No (Ir para o covil do chefe do tempo? Sim/Não)”. Eu parei por um segundo, pensando o que deveria escolher e como o jogo reagiria com isso, quando eu percebi que não poderia escolher “No”. Respirando fundo, apertei “Yes” e a tela mudou para um branco total, com as palavras “Dawn of a New Day (O amanhecer de um Novo Dia)” com o subtítulo "||||||||" abaixo delas. O lugar para onde eu fui transportado me encheu com a sensação mais intensa de temor e medo que eu já senti na minha vida.

O unico jeito de descrever o que eu senti ali, é tendo um sentimento inexplicável de depressão em uma escala muito profunda. Eu não sou uma pessoa depressiva, mas o que eu senti ali foi uma sensação que eu nunca imaginei que existia – foi uma presença muito retorcida e poderosa que parecia me encher com essa depressão.

Eu apareci em algum tipo de versão Twilight-Zone da Clock Town. Andei para fora da Clock Tower (Como você normalmente faz quando começa o Dia 1), somente para descobrir que todos os habitantes tinham sumido. Normalmente com o “Glitch do Dia 4” você ainda pode achar guardas e o cachorro que fica correndo em volta da torre – agora todos eles tinham sumido. O que os substituíram foi a sensação de que tinha algo lá fora, na mesma área que eu, e que estava me observando. Eu tinha somente 4 corações e a Hero’s Bow, mas nesse ponto eu nem considerava mais o meu avatar, eu sentia que eu mesmo estava em algum tipo de perigo. Talvez a coisa mais aterrorizante era a musica – era a Song of Healing, extraída diretamente do jogo, mas tocada ao contrario. A musica ficava cada vez mais alta, te preparando cada vez mais, fazendo você achar que algo irá pular na sua frente a qualquer momento, porem nada aconteceu, e o loop constante começou a mexer com o meu estado mental.

Em alguns momentos eu ouvia a risada do Happy Mask Salesman no fundo, quieto o bastante para que eu ficasse imaginando se estava realmente ouvindo coisas, mas alto o suficiente para me deixar determinado a achá-lo. Eu procurei nas quatro zones da Clock Town, somente para não achar nada... Ninguem. Texturas estavam faltando. Estava literalmente andando no ar em West Clock Town, toda a área parecia... Partida. Partida sem esperanças. Enquanto a Song of Healing ao contrario se repetia por provavelmente a 50º vez, eu me lembro de ficar no meio da South Clock Town, pensando e notando que eu nunca me senti tão sozinho assim em um vídeo game antes.

Enquanto eu andava pela cidade fantasma, eu não sei se foi a combinação das texturas estranhas, da atmosfera do lugar e da melodia tenebrosa que um dia fora uma musica tão pacifica e calmante, e que se tornara uma melodia distorcida e perturbante, mas eu estava literalmente à beira das lagrimas, e não tinha idéia por que. Eu dificilmente choro, mas alguma estranha e poderosa sensação de depressão me deixava desse jeito.

Eu tentei sair da Clock Town, porem toda vez que eu tentava sair, a tela ficava toda preta e eu simplesmente reaparecia em outra area da Clock Town. Eu tentei tocar a minha Ocarina, só queria fugir, e definitivamente NÃO queria mais ficar naquele lugar, mas toda vez que eu tocava a Song of Time ou a Song of Soaring, um texto dizia “Your notes echo far, but nothing happens (Suas notas ecoam longe, porem nada acontece)”. Nesse ponto, era obvio que o jogo não queria que eu saísse, mas eu não tinha idéia porque ele estava me deixando preso lá. Eu não queria entrar nos prédios, eu achava que eu seria muito vulnerável para o que me aguardava lá dentro. Não sei por que, mas me veio a idéia de que se eu me afogasse no Laundry Pool, eu poderia reaparecer em algum outra área e deixar esse lugar.

Enquanto eu corria em direção ao lago, aconteceu.. O Link segurou sua cabeça, e a tela deu um flash por um momento do Happy Mask Salesman sorrindo para mim – não para o Link – para mim, junto com o grito do Skull Kid no fundo e, quando a tela voltou ao normal, eu estava encarando a estatua do Link (Aquela que aparece quando você toca a musica Elegy of Emptiness). Eu gritei, enquanto aquela coisa me encarava com aquela expressão vazia e aterrorizante. Eu me virei e corri de volta para a South Clock Town, e para o meu horror, a porra da estatua ficava me seguindo, como uma sombra horripilante que criara vida. As vezes, em certos intervalos, uma animação da estatua aparecendo atrás de mim acontecia. Era como se aquela merda estivesse me seguindo, ou – eu nem quero pensar nisso – me assombrando.



Nesse ponto eu já estava à beira da histeria, mas em nenhum momento a idéia de desligar o meu console passou pela minha cabeça. Eu não sei por que, eu estava tão ligado a isso – o terror era tão real. Tentei mexer na estatua, porem essa merda literalmente reaparecia atrás de mim toda vez. Link começou a fazer algumas animações estranhas que eu nunca tinha visto ele fazer, como retorcer os braços aleatoriamente ou dar espasmos randomicamente por exemplo, e logo em seguida a tela dava um flash do Happy Mask Salesman sorrindo para mim por um momento, antes de eu ficar cara a cara com aquela porra de estatua novamente. Eu acabei correndo para o fundo do Swordmaster’s Dojo, não sei por que, mas no pânico e desespero que eu estava, eu só queria uma garantia de que não estava sozinho ali. Para o meu espanto, não achei ninguém lá, porem enquanto em me virava para ir embora, a estatua me encurralou em um canto da área. Eu tentei atacá-la com a minha espada, mas infelizmente sem sucesso. Confuso, e encurralado em um canto, eu simplesmente fiquei parado olhando para a estatua esperando ela me matar. De repente, a tela deu um flash do Happy Mask Salesman novamente, e do nada, Link se virou para olhar a mim, ao lado da estatua, ficando quase idêntico a ela. Os dois literalmente me encarando.O que sobrara da 4 parede foi completamente quebrado, e eu me via corriendo para fora do Dojo, completamente assustado e aterrorizado. De repente, o jogo me transportou para um túnel subterrâneo, e a musica Song of Healing revertida novamente voltou a tocar. Eu tive um pequeno tempo de “descanso” até a estatua voltar a aparecer atrás de mim... Desta vez agressivamente – Eu podia dar apenas alguns passos até ela aparecer novamente. Rapidamente, eu corri para fora do túnel e fui parar na Southern Clock Town. Enquanto eu corria sem rumo – completamente em pânico – de repente um Redead gritou, e a tela ficou completamente preta, até a o titulo "Dawn of a New Day" e o subtexto "|||||||||" aparecer novamente.

A tela voltou a aparecer, e eu me encontrava no topo da Clock Tower com o Skull Kid flutuando acima de mim novamente, totalmente silencioso. Eu olhei a lua novamente, apenas alguns metros acima de mim, porem o Skull Kid ficava me encarando com uma expressão aterrorizante, e com aquela porra de mascara Em uma tentativa meio desesperada, eu equipei o meu arco e flecha e atirei uma vez no Skull Kid – e eu o acertei (aquela animação dele levando dano aconteceu). Atirei mais duas vezes e, logo depois da 3 flecha, uma caixa de texto apareceu, dizendo “That won’t do you any good. Hee, hee (Isso não vai te fazer nada de bom. Hee, hee)” e de repente, eu fui levantado no ar, levitando pelas minhas costas, e ai o Link gritou, enquanto ele queimava completamente em chamas, instantaneamente o matando.

Eu tomei um puta susto quando isso aconteceu – eu nunca tinha visto esse ataque ser usado por NINGUEM no jogo, e Skull Kid NÃO tinha esses poderes. Enquanto a minha cena de morte acontecia, com o meu corpo sem vida ainda queimando, o Skull Kid riu no fundo e a tela mudou para um preto total, apenas para me fazer reaparecer no mesmo lugar. Eu decidi atacá-lo de outro jeito, mas a mesma coisa aconteceu: O corpo do Link foi levantado do chão por uma força desconhecida e ele imediatamente queimou em chamas novamente, matando-o. Desta vez na minha cena de morte, alguns sons da Song of Healing revertida puderam ser ouvidos. Em minha terceira (e ultima) tentativa, eu notei que não tinha musica tocando dessa vez, somente um silencio suspeito. Então eu finalmente me lembrei que no seu encontro original com o Skull Kid, você deveria usar a Ocarina para, ou viajar de volta no tempo, ou convocar os gigantes. Eu usei a Ocarina e tentei tocar a Song of Time, porem antes que eu pudesse acertar a ultima nota, o corpo de Link novamente explodiu horrivelmente em chamas e ele morreu.

Quando a cena de morte estava chegando ao fim, o video game começou a fazer barulho, como se o cartucho quisesse processar varias coisas de uma só vez ou algo assim... Quando a tela voltou a aparecer, era a mesma cena das 3 primeiras vezes, exceto que desta vez, Link estava morto no chão em uma posição que eu nunca tinha visto antes nesse jogo. Sua cabeça estava virada em direção a câmera, com o Skull Kid flutuando logo acime dele. Eu não conseguia me mover, não conseguia apertar nenhum botão. Tudo que eu podia fazer era olhar para o cadáver de Link. Depois de mais ou menos 30 segundos, o jogo simplesmente muda para uma tela preta, com a mensagem “You’ve met with a terrible fate, haven’t you? (Você se encontrou com um destino terrível, não foi?)” antes de te mandar de volta para a tela de titulo.

Ao voltar a tela de titulo e começar tudo de novo, eu notei que o meu Save File não estava mais lá. Ao invés de “Link”, ele foi trocado por um outro Save File chamado “YOUR TURN (Sua vez)”. “YOUR TURN” tinha 3 corações, 0 mascaras, e não tinha nenhum item. Eu selecionei “YOUR TURN” e imediatamente quando o fiz, eu voltei para a cena do topo da Clock Tower, com o Link morto e o Skull Kid flutuando acima de mim, com sua risada se repetindo novamente. Eu rapidamente apertei o botão “Reset” do vídeo game, e quando o jogo carregou mais uma vez, tinha mais um Save File adicionado, abaixo do “YOUR TURN”, intitulado “BEN”. O Save File de “BEN” estava bem no lugar que ele estava antes que eu apaguei-o, também no Stone Tower Temple com a lua quase caindo.

Eu desliguei o jogo nesse ponto. Não sou supersticioso nem nada, mais isso era MUITO fudido, até pra mim. Eu não joguei esse jogo hoje, caramba, nem consegui dormir direito na noite passada. Eu ficava ouvindo a Song of Healing revertida na minha cabeça e me lembrando da minha sensação de desespero enquanto explorava Clock Town. Eu dirigi hoje de volta até a casa daquele velho para fazer algumas perguntas a ele, junto com um amigo meu (Nem fudendo eu iria voltar pra lá sozinho), apenas para achar uma placa de “VENDE-SE” em frente ao jardim, e quando eu apertei a campainha, ninguém estava em casa.

E agora eu estou aqui novamente, escrevendo o resto dos meus pensamentos e do que aconteceu. Me desculpe se tiverem alguns erros gramaticais, é que eu não estou dormindo direito nesses dias. Estou aterrorizado por este jogo, ainda mais agora que eu estou escrevendo isso e passando por todo o horror uma segunda vez. Porem eu ainda acho que há mais coisas por trás disso tudo, e eu sinto que tem algo me chamando para investigar ainda mais. Eu acho que “BEN” está por trás disso tudo, mas ainda não sei por que, e se eu apenas pudesse conversar com aquele misterioso velho, talvez eu pudesse achar algumas respostas. Preciso de mais 1 dia para me recuperar antes de voltar a jogar o jogo novamente. Ele já tirou uma boa parte da minha sanidade, eu sinto isso, mas da próxima vez que eu jogá-lo, estarei gravando tudo o que se passa. A idéia de gravar aquilo só me veio perto do final, então você vera os últimos minutos do que eu vi (Incluindo Skull Kid e a estatua). O vídeo já esta no Youtube, logo abaixo:





Eu vou postar o que aconteceu e colocar o link do vídeo, mas na noite passada tudo foi muito real pra mim. Acho melhor eu parar de ficar mexendo com isso. Eu desmaiei quase imediatamente após fazer aquele segmento. Porem na noite passada, eu tive um sonho com aquela estatua. Eu sonhei que ela estava me seguindo pelo sonho todo. Eu estava lá numa boa, quando eu sentia os pelos do meu pescoço se arrepiarem. Eu virava e me deparava com aquela coisa... Aquela horrível estatua sem vida ficava me encarando com aqueles seus olhos vazios, diretamente pra mim, somente a alguns centímetros de distancia. No meu sonho, eu me lembro de chamá-la de Ben, e eu nunca tive um sonho assim, em que eu pude sonhá-lo tão vividamente. Mais pelo menos eu consegui dormir um pouco, eu acho.

Hoje, logo após desligar o jogo depois de jogá-lo o mais longe que consegui, eu dirigi de volta até aquela vizinhança para ver se o homem já tinha voltado. Como eu já esperava, o carro ainda estava desaparecido e ninguém estava lá. Enquanto eu caminhava de volta para o meu carro, o homem que estava na casa ao lado cortando a grama desligou o cortador e me se eu estava procurando alguém. Eu disse para ele que estava procurando o homem velho que morava lá, e ele me respondeu o que eu já sabia – ele estava de mudança. Tentando obter mais alguma informação, perguntei se o homem tinha alguma família ou parentes com quem eu poderia conversar. Descobri que este homem nunca foi casado, e nem tinha filhos ou netos por adoção. Começando a ficar preocupado, eu fiz uma ultima pergunta, uma que eu já deveria ter perguntado desde o começo – quem era Ben? A expressão do homem se fechou completamente e então ele me disse que, a quatro casas em direção ao norte, mais ou menos 8 anos atrás no dia 23 de Abril – ele também me disse que sabia da data especifica porque aquela data também era o dia de seu aniversario – aconteceu um terrível acidente na vizinhança com um garoto chamado Ben, pouco depois que seus pais se mudaram para lá. Apesar de tentar obter mais informações sobre o caso, o homem não divulgou mais nada alem disso.

Eu voltei para casa e comecei a jogar novamente. Liguei o jogo e imediatamente tomei um puta susto na tela de titulo, quando a mascara aparece – o barulho que o jogo fez não foi aquele “whoosh” normal de sempre, mas algo com uma freqüência muito mais alta. Eu apertei Start, já me preparando para o pior, mas assim como à 2 noites atrás, os Save Files “Your Turn” e “BEN” foram mostrados.Eu abrir o File de “BEN”, hesitando por um momento quando notei que as estatísticas de jogo não eram as mesmas das de 2 dias atrás. Parecia que ele já tinha zerado a Stone Tower Temple desta vez... Juntando toda a minha coragem, eu o selecionei.

Imediatamente eu fui transportado para o meio do caos completo. Eu já estava do lado de fora da Stone Tower Temple, porem foi isso mesmo que eu já esperava. A zona não era chamada exatamente de Stone Tower Temple, e sim de “St o n e”, e imediatamente quando apareci, uma caixa de dialogo com um monte de palavras sem nexo que eu não entendia, apareceu. O corpo do Link estava distorcido – suas costas estavam violentamente quebradas para o lado de seu corpo. Sua expressão era vazia, quase monótona, era uma expressão que eu nunca tinha visto antes. Era um olhar completamente vazio – como se ele estivesse morto. Enquanto ele ficava lá parado, seu corpo se mexendo irregularmente, eu notei que eu também tinha um item do botão C, que eu nunca tinha visto antes, um tipo de nota, porem apertando o botão, nada acontecia. Vários sons tocavam aleatoriamente, sons que eu não reconhecia do jogo – quase demoníacos de natureza, e também havia um som de muita alta freqüência tocando no fundo, um tipo de risada ou algo assim. Eu tive pouco mais de 2 minutos para explorar o ambiente, antes daquela porra de estatua do voltar a aparecer pra cima de mim, e imediatamente depois disso, o cenário mudou para aquela tela branca com o titulo "Dawn of a New Day", exceto que desta vez, não tinha aquele subtexto "||||||" logo abaixo.

Eu era um Deku Scrub na Clock Town – esta próxima cena normalmente acontecia na primeira vez que você chega lá. Tatl diria “Wh-What Just happened? It’s as if everything has... (O-O que aconteceu? É como se tudo tivesse…)” mas ao inves de normalmente terminar a frase dizendo “Started over (Recomeçado)”, ela terminou por ai, com o texto incompleto, enquanto a risada do Happy Mask Salesman se repetia no fundo. Eu fui trazido de volta ao controle do meu personagem, porem de um ângulo de câmera todo fudido – Eu estava olhando por detrás da porta da Clock Tower, observando o meu personagem correr em volta como um Deku Scrub. Vendo como eu realmente não podia ir à lugar nenhum porque não conseguia ver merda nenhuma, eu entrei, contra o meu próprio gosto, na porta. Lá dentro, eu fui saudado pelo Happy Mask Salesman, que simplesmente me disse “You’ve met with a terrible fate, haven’t you?”, antes da tela ficar toda branca.

Eu reapareci em Termina, como um humano novamente. Eu poderia muito bem não estar jogando mais o mesmo jogo – eu estava sendo tele transportado por todos os lados e não tinha mais sinal de um relógio, nem botões, nem nada. O HUD tinha sumido completamente. Parei por um momento para recuperar o meu fôlego enquanto olhava em volta no campo, e imediatamente eu percebi que aquilo não era normal. Não tinha nenhum inimigo por perto, e uma versão macabra do tema do Happy Mask Salesman estava tocando no fundo. Decidi correr em direção à Woodfall, quando notei 3 figuras misteriosas lá pro fundo – uma delas sendo a Epona. Enquanto em me aproximava delas, para o meu horror, me deparei com o Happy Mask Salesman, o Skull Kid e a estatua, só parados ali. Primeiramente eu achei que eles só estivessem bugados, mas agora eu acho que deveria ter pensado melhor naquela hora. De qualquer maneira, eu me aproximei deles cuidadosamente e notei que o Skull Kid estava tendo uma animação meio que em loop, e o mesmo com a Epona. A estatua estava lá fazendo o que sempre fez desde o começo – somente parada lá com um olhar horripilante. Foi o Happy Mask Salesman que me assustou profundamente, bem mais do que os outros 2.

Ele também estava horripilante, com aquele sorriso de merda na no meio da cara, mas onde quer que eu me movia, sua cabeça lentamente virava e me seguia. Eu não tinha tido nenhum dialogo e nem entrado em combate com ele, porem mesmo assim sua cabeça lentamente seguia todos os meus movimentos. Lembrando do meu primeiro encontro com Skull Kid no topo da Clock Tower, eu equipei a minha Ocarina e tentei tocar uma musica que eu ainda não tinha tocado – o próprio tema do Happy Mask Salesman e a mesma musica que estava tocando em um intenso loop, de volta no Dia 4 – a Song of Healing.

Eu terminei de tocar a musica e quando o fiz, um barulho de estourar os tímpanos saiu de minha TV, e então o céu começou a dar vários flashes muito rápidos, enquanto a musica macabra do Happy Mask Salesman acelerava cada vez mais, intensificando o medo dentro de mim. Então Link explodiu em chamas e morreu. As 2 figuras ficaram “destacadas” durante a minha cena de morte, enquanto elas observavam o meu cadáver se queimar. Eu não consigo descrever aqui como foi súbita a transição do medo para o terror. Você terá que ver o vídeo mesmo se quiser realmente saber o medo que eu senti. Foi o mesmo medo que me deixou com aquela insônia à 2 dias atrás, e ele estava começando a se proliferar novamente, enquanto eu era saudado pelo texto “You’ve met with a terrible fate, haven’t you?” pela terceira vez. Tinha alguma coisa suspeita por trás daquele texto.

Eu tive pouco tempo para refletir sobre o que havia acontecido, já que imediatamente aparecia outra pequena cut-scene do Link se transformando em um Zora, e então eu reapareci em Great Bay Temple. Hesitante, mas curioso para ver o que o jogo reservava para mim, eu lentamente fui em direção à praia, onde encontrei Epona. Eu me perguntava por que diabos o jogo tinha colocá-la ali. Será que o jogo estava tentando me dizer que ela estava querendo beber alguma coisa? Incapaz de tirar a máscara, eu decidi que montar o cavalo não fora o a razão pela qual ela foi colocada lá.

De repente eu percebi que a Epona ficava relinchando, e a maneira e o ângulo como ela fora colocada fez parecer como se ela estava apontando alguma coisa em direção ao mar. Foi só um palpite, mas mesmo assim, eu mergulhei em Great Bay e comecei a nadar. De repente, eu encontrei alguma coisa no fundo do oceano que eu quase não vi de primeira; uma ultima estatua. Desci para examiná-la e de repente, meu Zora começou a fazer uma animação de asfixia eu nunca havia visto um Zora fazer antes – o que nem sequer faz sentido, já que o Zora pode respirar sem problemas embaixo da água. Independentemente disso, meu personagem foi se afogando até morrer, e novamente a estátua era a única coisa que se destacava em minha tela de morte. Eu não reapareci desta vez; ao invés disso, eu fui levado de volta para o menu principal, como se eu tivesse reiniciado o console.

A tela de "Press Start" apareceu, e eu já sabia que a única razão que o jogo me colocara ali era porque os arquivos haviam mudado novamente. Respirando fundo, eu apertei Start, e aparentemente eu estava certo. Os novos arquivos me falaram um pouco mais sobre Ben. Agora fazia sentido o porque da estátua ter aparecido quando eu tentei ir para Laundry Pool - o jogo deve ter antecipado como eu teria tentado escapar do Dia 4 da Clock Town. Os dois arquivos salvos me disseram sobre o seu destino. Como eu suspeitava, Ben estava morto. Ele havia se afogado, já que o nome do outro arquivo era DROWNED. O jogo, obviamente, não estava satisfeito comigo – ele me provocava com os novos arquivos salvos, ele quer que eu continue jogando, ele quer que eu vá ainda mais longe, mas eu já estou cheio dessa merda. Eu não vou mais tocar nestes arquivos. Isto é horrível demais para mim e eu nem sequer acredito no paranormal, mas agora eu estou ficando sem explicações. Por que alguém me enviaria esta mensagem? Eu não entendo, mas fico muito deprimido pensando nisso. A gravação está aqui em cima para aqueles que quiserem vê-la e tentar analisá-la (talvez haja algum tipo de mensagem codificada naquelas vozes sem significado ou algo simbólico no meio de tudo isso – No momento eu estou muito esgotado emocional e mentalmente para mexer ainda mais com essas merdas).





Eu sei que ainda é muito cedo; fiquei acordado a noite toda, não consigo dormir, e eu não me importo sobre as pessoas verem isso, pois eu só quero a palavra espalhar a palavra, para não sofrer a toa. Perdi toda a minha vontade para escrever sobre isso. Quanto menos eu me debruçar sobre isso, melhor. Eu acho que o vídeo fala por si só. Eu fiz o que vocês me disseram para fazer: toquei a musica Elegy of Emptiness no primeiro pedido do jogo, mas eu acho que isso é apenas o que o jogo ou o Ben (Jesus Cristo, eu não posso acreditar que eu estou mesmo pensando na idéia absurda de que ele existe dentro do jogo) queria que eu fizesse. Ele está me seguindo agora, não apenas no jogo. Ele está nos meus sonhos. Eu o vejo o tempo todo, nas minhas costas, apenas me observando. Eu não tenho ido para nenhuma das minhas aulas. Fiquei no meu quarto com as janelas e as cortinas fechadas – desta maneira, pelo menos, eu sei que ele não pode me observar. Mas ele ainda me acha quando eu jogo. Quando jogo, ele ainda pode me ver. O jogo está me assustando agora. Ele conversou comigo pela primeira vez - e não apenas usando os textos que já estão no jogo - ele falou comigo. Falou comigo. Ele referenciou o Ben. Eu não sei o que significa. Eu não sei o que quer. Nunca quis isso, só quero minha vida de volta.

Coisas como estas não acontecem com pessoas como eu. Eu sou apenas uma criança, nem mesmo tenho idade suficiente para beber ainda. Não é justo, eu quero ir para casa, quero ver meus pais de novo, eu estou tão longe de casa aqui neste colégio... Só quero abraçar minha mãe outra vez. Só quero esquecer o rosto horrível e sem vida daquela estátua. Meu arquivo antigo do jogo estava de volta - do jeito que eu havia deixado-o antes dele ter sido deletado. Eu não quero mais jogar. Sinto que algo ruim vai acontecer se eu parar, mas isso é impossível! É apenas um jogo - assombrado ou não, não pode me machucar, não é? Sério mesmo, ele NÃO pode, não é? Isso é o que eu continuo dizendo a mim mesmo, mas cada vez que eu penso sobre isso, eu não tenho tanta certeza assim.




____________________________________________________________________________


Primeiramente, deixe-me apenas esclarecer as coisas - eu sei que vocês estão preocupados, mas "Jadusable" está bem. Ele acabou de se mudar hoje e disse que vai voltar para casa, e que ia dar um tempo durante este semestre. Eu não sei realmente o que aconteceu, tenho apenas uma vaga idéia, mas vocês provavelmente sabem mais do que eu. Sou o colega de quarto do "Jadusable" e, obviamente, eu sabia que havia algo errado com ele nesses últimos dias. Ele ficava trancado em seu quarto o tempo todo, literalmente perdeu o contato com todos os seus amigos, e eu tenho certeza que ele não havia comido quase nada. Após o segundo dia eu não conseguia ficar mais lá, então fiquei morando na casa de um amigo durante um tempo, vindo ao meu quarto somente para pegar as coisas que eu realmente precisava. Eu tentei falar com ele várias vezes, mas ou ele cortava minhas perguntas, ou mantinha a conversa breve quando perguntava a ele sobre seu comportamento estranho, como se estivesse convencido de que algo estivesse perseguindo-o. Ontem, quando fui até lá para pegar o meu livro de filosofia, ele se aproximou de mim, com uma aparência realmente horrível e cansada, e me entregou um Pen Drive e me deu instruções específicas. Ele disse que precisava de mim para fazer um último favor para ele – e então finalmente me explicou o que vinha acontecendo, me deu sua senha e suas informações de sua conta do Youtube, e então me deu instruções sobre como enviar os vídeos, especificamente para que vocês todos possam vê-los. Aparentemente, ele disse que vocês estiveram ajudando-o durante todo o tempo e que mereciam ver o final de tudo.

Ele me disse que estava indo embora daqui, que eles o atraíram para jogá-lo novamente ao invés de tentar mudar as coisas, e que ele não deveria ter feito aquilo, e pediu que eu colocasse seus videos no Youtube e informasse para as pessoas o que havia acontecido o mais rápido possível. Eu disse que ele poderia fazer isso sozinho, e então ele me olhou um olhar muito selvagem e macabro, e me disse que NUNCA MAIS iria olhar para aquele jogo novamente, e essa foi a última coisa que me disse... Ele nem ao menos disse adeus quando seus pais vieram buscá-lo. Eu estava esperando que pelo menos tivesse a chance de conhecer seus pais quando eles o vieram buscá-lo, mas eles entraram e saíram tão rápido que eu nem tive a chance de vê-los.
Eu honestamente não posso dizer o que aconteceu, porque quando ele me falou, estava meio difícil de entendê-lo, sem contar que a sua aparência completamente fudida me distraiu. No seu Pen Drive, havia a filmagem do jogo na noite passada, um documento de texto com seu nome e senha para sua conta do Youtube, e um terceiro documento chamado TheTruth.txt, contendo o que ele me disse que eram "suas notas", que ele tinha feito durante todos esses dias. Ele também me disse que se eu seguisse exatamente suas instruções, isso significaria tudo para ele. Normalmente, eu não seria tão “especifico” assim para algum pedido envolvendo a porra de um simples jogo de vídeo game, mas a maneira como ele disse aquilo e o jeito como ele olhou, me fizeram sentir que aquilo era realmente muito sério.

Eu estava com este vídeo desde ontem, mas tive que pedir ajuda à alguém para usar o Pinnacle, pois isso não é realmente o meu forte. Depois de assisti-lo, eu olhei todos os outros vídeos anteriores na sua conta Youtube para descobrir o que diabos estava acontecendo, e mesmo assim, eu realmente ainda estou muito confuso. O vídeo que eu estou postando hoje à noite, TheTruth.txt, será lançado em 15 de setembro, assim como ele havia me pedido. Realmente não sei por que ele quer esperar que suas notas sejam publicadas, mas depois do que ele passou, vou honrar esse pedido. Eu nem ao menos ousei dar uma olhada no vídeo ainda, então a primeira vez que eu o verei, será a primeira vez que vocês vão vê-lo tambem, em respeito ao meu amigo. Para responder às suas perguntas, não, eu ainda não tentei ligar para ele. Acho que vou dar-lhe uma ligada amanhã para ver se ele está bem. Ele já deve estar em casa, nessa hora.

Sobre o vídeo: Neste vídeo eu cortei direto para a parte em que ele carrega o arquivo "BEN" no jogo. Dando mais uma olhada, percebi que Jadusable havia deixado a tela de seleção de arquivos salvos, porque às vezes apareciam nomes diferentes, então me desculpem por isso, mas tudo o que tinha lá anteriormente era a mesma coisa do final do seu último vídeo (Link e BEN), nada de diferente. Eu não estava lá quando ele jogou-o, mas me parecia que no início ele estava simplesmente testando seus equipamentos e vendo os itens que tinha, ou algo assim, porque aparentemente eles mudaram aleatoriamente antes. Ele realmente queria que vocês vissem isso. Depois disso tudo, porem, acho que o jogo ficara muito pessoal para ele.




____________________________________________________________________________


Ei, pessoal! "Jadusable" aqui. Esta será a última vez que vocês saberão de mim, e este é meu último presente para você - estas são as notas que tomei e as realizações que eu fiz. Antes de me aprofundar a isso, quero te agradecer principalmente por ter me seguido e me ouvido durante tudo que tem acontecido; parece que o peso de uma carga poderosa está prestes a ser levantada. Pelo tempo que você ler isso, eu não estarei mais por perto, mas depois de passar quatro dias com este jogo totalmente enlouquecedor, comecei a entender o que está realmente em jogo aqui, e espero que depois de ler isto, possamos assegurar que isso nunca aconteça novamente.

Teve coisas que eu não pude compartilhar com vocês enquanto tudo isso acontecia, devido às circunstâncias em que irei explicar a seguir. Com o Ben bloqueando qualquer tentativa que fiz para tentar transmitir a verdade para vocês, eu tentei, de verdade, avisá-los de várias maneiras. Em meio ao caos e ao meu delírio, criei um padrão quase não perceptível em meus vídeos. Em todos os cinco vídeos que gravei durante os quatro dias, eu tenho ou a “Mask of Truth”, interagida com uma Gossip Stone, ou a “Lens of Truth” equipada em algum ponto. Para os fãs mais hardcores de Zelda, estes são todos os símbolos de honestidade e confiança, e eu espero que algum de vocês possa ter entendido a mensagem. Enquanto jogava o arquivo que eu nomeara de "BEN", lembrando de como Ben estava observando a cada movimento meu naquele jogo, fiz o possível para evitar fazer qualquer coisa demasiado óbvia, mas ainda assim, consegui mandei uma mensagem escondida para vocês - eu nunca equipei o Lens, nem a máscara. Isso funcionou, e finalmente consegui carregar os vídeos com sucesso. Rezei para que alguém notasse o padrão não se aplicava ao BEN.

As tags também seguiram o mesmo exemplo, e eu espero que vocês tenham prestado atenção a esses também. Eles eram minhas pequenas mensagens para vocês – pequenas o suficiente para que nada chamasse a atenção de Ben ou que o fizesse suspeitar de qualquer coisa – e com Ben manipulando e alterando todos os meus arquivos, eu sinceramente espero que o que vocês viram ao menos chegue perto do que realmente aconteceu. Infelizmente, não há nenhuma maneira para que eu saiba isso.

Esta pode ser uma grande leitura, e eu também não tenho tempo para corrigir meus textos ou de deixar toda a minha pesquisa perfeitinha. Mas aqui estão:

____________________________________________________________________________

06 de Setembro de 2010

23:00 – Eu não posso acreditar no que aconteceu aqui. Não tenho certeza se isso é algum tipo de fraude ou truque, apesar do medo que estou sentindo, o que só me deixa cada vez mais excepcionalmente curioso sobre isso. QUEM ou O QUE é a estátua? Um monte de perguntas aqui. Estou fazendo este documento como um "diário", para que eu possa me manter atualizado de tudo. Estou digitando um resumo do que aconteceu para que eu possa voltar a ele mais tarde.

07 de Setembro de 2010

02:10 - (Sumario sobre o vídeo fourday.wmv foi postado aqui. Você pode revê-lo ali em cima).

04:23 - Não consigo dormir. Tenho tentado tanto, mas quanto mais eu tento, mais fico agitado e assustado. Eu sinto que a estátua está aparecendo para me observar sempre que eu fecho meus olhos.

08:20 - Não dormi nada, e meu dia só está começando. Eu não acho que tenho energia para ir pra aula hoje. Vou dirigir de volta para falar com aquele velho, junto com meu amigo Tyler, caso algo aconteça.

13:18 – Acabei de voltar para o meu quarto. Nenhum sinal do velho. O mais estranho é que ele parece que está de mudança para dia seguinte, mas talvez a placa de “À venda” já estivesse lá ontem mesmo e eu só não havia percebido. Tyler quer saber o que me deixou tão desesperado para irmos lá, mas eu não lhe disse. Estou indo almoçar, me sentindo um merda total.

15:46 - Poderia jurar que enquanto dirigia de volta da Subway, eu vi a estátua de Elegy no meio de alguns arbustos, simplesmente me olhando passar. Agora eu realmente, definitivamente preciso descansar.

17:00 - Não acho que muitas pessoas iriam acreditar em mim se eu lhes dissesse o que está acontecendo, então vou tentar postar isso na internet. Acho que vou usar apenas o sumario, estas notas estão muito esporádicas.

18:00 - Conectei minha placa de captura em meu computador para carregar os vídeos. Pensei que o meu computador havia congelado por um segundo, fez um som muito estranho quando o liguei, mas agora parece estar funcionando normalmente. Meu computador não pode me desapontar, principalmente agora.

19:00 – Os vídeos acabaram de carregar. A qualidade está muito melhor do que eu achava que estaria. Caramba, eu acho que esse realmente é um cartucho muito especial, nunca parei para pensar nisso antes.

20:45 – Pensei ter visto um ícone que parecia ser o rosto da estatua aparecer no meu desktop por uma fração de segundo. Me deu um puta de um susto. Estou ficando realmente nervoso e delirante sobre isso, e acho que vou capotar depois disso.

21:00 – Acabei de iniciar o envio do meu vídeo na minha outra conta do Youtube.

21:03 - Eu realmente não me lembro de ter enviado um vídeo do jogo Vampire: The Masquerade: Bloodlines no ano passado. Esta é provavelmente a conta que eu compartilhei com um amigo meu no verão passado. Espero que ele não se importe que eu use esta conta para enviar meus videos.

21:55 – Postando meu sumario do Day Four, junto com um link para o vídeo do Youtube. Vou tentar ficar acordado, mas estou tããããão cansado agora.

08 de Setembro de 2010

10:48 - Eu tive um sonho sobre a estátua. Sonhei que ela estava me seguindo em meu sonho, que eu estava cuidando da minha vida, quando senti os pelos de meu pescoço se arrepiarem. Então eu me virava, e aquela coisa... aquela estátua horrível e sem vida, estava olhando diretamente para mim com aqueles olhos vazios, apenas centímetros de distância. No sonho, me lembro de chamá-lo de Ben, e eu nunca havia tido um sonho que eu podia me lembrar tão vividamente assim.

11:21 - Eu realmente não quero jogar aquele jogo novamente. Acho que vou voltar para ver se aquele velho está em casa, ao invés disso.

13:35 – Nem sinal do velho, mas eu tive uma conversa interessante com o seu vizinho. Vou postar a coisa toda em meu resumo de meu vídeo de hoje à noite. Ainda vou esperar um pouco para ver se consigo descobrir mais alguma informação sobre esse tal de Ben.

14:45 – Eu tenho tido muitas dores de cabeça aleatórias, devido à falta de sono e ainda por cima continuo a ouvir essa porra de música na minha cabeça. Aqui também está em temporada de gripe, então preciso ter muito cuidado para não ficar doente. Meu sistema imunológico vai ficar uma merda agora por causa dessas viradas de noite.

15:02 - Meu computador simplesmente... por conta própria... abriu um documento de texto e escreveu as palavras "Olá" e "www.cleverbot.com" por si só. Que... porra... é essa...

15:46 – Entrei naquele site, e é um daqueles sites de “bate papos automáticos". Eu acho melhor deixar a conversa falar por si só:

8/9/10 - Conversa

Usuário: Olá?

Cleverbot: Olá.

Usuário: Quem é você e como consegue controlar o meu computador?

Cleverbot: Quem sou eu?

Usuário: É claro, esqueci. Você é só um robô.

Cleverbot: Você realmente acha isso?

Usuário: Escute, eu sei que quem está fudendo com meu computador pode ver a minha tela agora.

Cleverbot: Sim.

Usuário: Claro, e eu aposto que você é uma daquelas crianças idiotas que pensam que são os fodões. Você sabe que o que está fazendo agora é ilegal, certo?

Cleverbot: Verdade?

Usuário: Não, imagina... Você está familiarizado com os termos "Invasão de privacidade?" Dê o fora de meu computador, garoto.

Cleverbot: Eu sou o seu computador.

Usuário: História legal. Enfim, eu estou chamando o DPS agora. Você escolheu uma péssima hora pra mexer comigo, criança.

Cleverbot: Então eu devo esperar até que você jogar o jogo?

Usuário: ... O quê?

Cleverbot: O jogo.

Usuário: Majora’s Mask?

Cleverbot: Sim.

Usuário: Como é que você sabe sobre isso?

Cleverbot: Porque...

Usuário: Porque o que?!

Cleverbot: Eu fiz isso.

Usuário: Fez o quê?

Cleverbot: Eu joguei com você.

Usuário: Mas que porra é essa?!

Cleverbot: Você ficou com medo?

Usuário: Quem diabos é você?

Cleverbot: Ben.

Usuário: A estátua? Você está dentro do meu computador agora?!

Cleverbot: Sim.

Usuário: Como?

Cleverbot: Você me conectou.

Usuário: Como diabos eu te conectei?

Cleverbot: Cabos e cordões.

Usuário: Como?

Cleverbot: Conte-me sobre você.

Usuário: O quê?

Cleverbot: Conte-me sobre você.

Usuário: O que você quer dizer?

Cleverbot: O que realmente assusta você?

Usuário: Que porra é essa?

Cleverbot: Responda.

Usuário: Não.

Cleverbot: Responda.

Usuário: Que porra é essa, caralho!? Como diabos você abriu isso sozinho?

Cleverbot: Eu sou o seu computador agora.

Usuário: Quanto você pode controlar?

Cleverbot: Tudo.

Usuário: O que você quer de mim?

Cleverbot: Me divirta.

Usuário: Você está preso ai dentro. Não pode me machucar.

Cleverbot: Ha.

Usuário: ?

Cleverbot: Vá jogar.

Usuário: Não, você não pode me machucar.

Cleverbot: Você demorou mais tempo para escrever isso.

Usuário: E daí?

Cleverbot: Você não tem certeza.

Usuário: Se é tão poderoso, por que usar um site ridículo como este para se “comunicar” comigo.

Cleverbot: Menos confuso. Mais estruturado. Divertido.

Usuário: Divertido?

Cleverbot: Sim. Tradição. Eu gosto disso.

Usuário: Você acha isso engraçado?

Cleverbot: Divertido.

Usuário: E as minhas notas?

Cleverbot: Você pode escrevê-las.

Usuário: Por que você está me deixando?

Cleverbot: É divertido ver o que você pensa de mim.

(Janela fecha)

15:50 - O que foi que eu fiz? Convidei-o para o meu computador. Eu continuo a escrever estas notas e sumários, e eu sinto que sou um prisioneiro em meu único lugar de segurança. Eu não sei, não sei se estou alucinando ou não. Sinto que estou ficando louco pra caralho agora. Posso senti-lo, olhando por mim, até mesmo enquanto escrevo isso. Ben está controlando tudo no jogo - brincando comigo, me guiando como uma ovelha, mas por quê? Qual o propósito? Eu sei que Ben se afogou, mas pra que essas assombrações? Que diabos estou fazendo, ele provavelmente deve estar lendo isso agora mesmo.

16:35 - (Sumario do meu video BEN.wmv)

19:18 - BEN me chamou para conversar pelo Cleverbot novamente. Ele me disse que está arrependido, e que quer ficar livre. E que eu posso libertá-lo, que assim como ele entrou em meu computador a partir da placa de captura, ele pode se espalhar, mas precisa da minha ajuda. Ele disse que eu sou especial porque posso ajudá-lo. Essa é a primeira coisa boa que me disse. Ele prometeu me deixar em paz se eu fizer isso. Ele jura que vai. Eu não sei o que pensar agora, como eu posso mesmo confiar nesta coisa?

19:20 – Estou aterrorizado com isso, mas agora ele está dizendo que estava apenas se divertindo. Sua versão retorcida e fudida de diversão. Ele está dizendo que o jogo acabou. Eu realmente quero que acabe. Ele disse que só quer ser livre, que está preso no cartucho e em meu computador, e que quer ser liberado. Eu não quero mais mexer com esta merda, não sei quanto tempo mais eu posso lidar com toda essa observação. Isto está observando cada movimento meu, cada letra que eu digito aqui, não tenho mais nada que seja privado. Ele sabe tudo que está em meu computador. Ele diz que se quisesse, poderia fazer coisas horríveis para mim, e eu sinto que devo acreditar nele.

20:01 - Algo me diz que eu estou sendo jogado novamente, assim como no jogo.

21:29 - BEN me chamou para conversar naquele Cleverbot novamente. Eu ignorei e fui tomar um banho. Quando voltei para o meu laptop, fui recebido com uma imagem horrível da estátua de Elegy me olhando com aqueles olhos mortos. Eu não quero falar com ele.

21:44 - Vai se fuder, Ben. Não vou falar com você.

21:56 - Vai se fuder, Ben. Não vou falar com você.

22:06 - VAI SE FUDER, BEN! Não vou falar com você.

22:12 – VAI SE FUDER, BEN! Não vou falar com você.

22:45 – Já faz mais de meia hora até que as mensagens pararam. Ben parou. Estou começando a pensar que Ben não se limita apenas ao meu computador /cartucho. Estou sentindo alguma coisa estranha. É difícil explicar isso, nunca fui espiritual, mas definitivamente há algo muito diferente no meu quarto agora.

23:42 - Estou começando a ver a estátua de Elegy aleatoriamente, enquanto pesquisava na internet em lugares que eu não deveria. Lugares onde ele não deveria estar - eu começo a rolar a barra de rolagem para baixo, e de repente estou olhando para uma foto da estátua de Elegy. SEMPRE a porra da estátua de Elegy. Realmente não sei quanto mais eu consigo agüentar.

09 de setembro de 2010

00:35 – Meu maiores medos se confirmaram - Ben andou mexendo e apagando partes do meu sumario do video BEN.wmv. Olhei para o resumo que eu postei em vários fóruns, e notei que varias partes foram apagadas. Não há menção de o Ben existir fora do jogo. Não há menção sobre as Crianças de Lua. Como ele poderia ter sido tão rápido em apagar minhas postagens sem eu ao menos notar? Estou pensando na possibilidade de que, enquanto eu estava postando tudo, na realidade, Ben estava postando a sua própria versão modificada. Vou perguntar a ele por que fez isso.

00:50 - Ele não está me respondendo no Cleverbot... Está apenas dando as respostas genéricas que o site normalmente faz. Só estou conversando com o programa neste momento.

01:24 - Acho que Ben está bravo comigo.

10:43 – As Crianças da Lua apareceram em meus sonhos na noite passada... Levantaram suas máscaras para revelar seus rostos horrivelmente desfigurados - vermes rastejando para fora de seus orifícios, buracos negros onde seus olhos deveriam ser, e um sorriso amarelo horrível que crescia lentamente à medida que chegavam mais perto de mim. Diziam-me que queriam brincar. Tentei correr deles -, mas as quatro crianças me prenderam no chão com uma força surpreendentemente grande. Acima deles, estava o Vendedor de Máscara Feliz, dizendo que tinha uma nova máscara que ele queria que eu experimentasse. Então de repente, fazendo movimentos bruscos igual ao que fazia normalmente no jogo, ele tirou uma máscara bem modelada do rosto de alguém que eu não pude reconhecer - um rosto muito mais jovem - e entregou-a as Crianças da Lua. Rindo, elas colocaram-na em meu rosto, seus horríveis corpos quebrados saltando esparsamente pra cima e pra baixo. Dois deles me seguraram enquanto os outros dois começaram a colar a máscara no meu rosto.

Meus gritos fizeram com que o rosto do Vendedor de Mascaras Feliz se transformasse no sorriso mais horrível que já vi. Ele esporadicamente andava pela sala, examinando meu corpo como um médico curioso. Eu agitava o máximo possivel para tentar escapar, mas não adiantava. Meus olhos chegavam a rolar na parte de trás de minha cabeça por causa da dor. Era tudo tão real, mas eu não conseguia acordar. Eu não conseguia acordar, não importa o quanto eu tentasse, eu não conseguia acordar. Após a máscara ser moldada na carne de meu rosto, eles começaram a grudar minhas pernas juntos, depois os meus braços, a sensação horrível de uma agulha perfurando minhas pernas e rompendo meus tendões se ressoava pelo meu corpo inteiro. Tentei gritar, mas a máscara foi pressionada com tanta força contra o meu rosto que ela já VIRARA meu novo rosto... e meu novo rosto não tinha boca. Tentei gritar, mais não saiu som. Tentei dizer a mim mesmo em minha cabeça que estava apenas sonhando, tentei dizer isso varias vezes, de verdade... Mas de repente, as Crianças da Lua pararam e olharam diretamente para mim. Eles só olhavam. E o Vendedor de Máscaras Feliz curvou-se lentamente e olhou para mim, a centímetros do meu rosto, e sorriu. Então, ele simplesmente disse: "Você se encontrou com um destino terrível, não é?" diante das Crianças Lua. Eu não conseguia acordar... Não conseguia acordar. Ele não iria me deixar acordar até que eles tivessem me transformado em outra estátua de Elegy.

Até que, finalmente, acordei suando, chorando e tremendo incontrolavelmente. Eu imediatamente corri para o meu computador e fui falar direto com Ben.

9/9/10 - Conversa 1

Usuário: Me responda, Ben!

Cleverbot: Bem-vindo de volta.

Usuário: Qual é o motivo de fazer isso? POR QUÊ?

Cleverbot: Divertido de assistir.

Usuário: Como?

Cleverbot: É Divertido jogar, divertido brincar com você, fazer você se sentir seguro.

Usuário: ...

Cleverbot: Gostaria de saber como você teria reagido.

Usuário: Reagido ao que?

Cleverbot: Se eu não tivesse me revelado a você e ficado escondido, apenas fazendo pequenas coisas para mexer com você. Fechar as janelas, desligar o computador, mover o mouse sozinho... Pequenas coisas. Fazer você pensar se eu estou lá, mas nunca com certeza. Dar-lhe pequenas dicas que estou.

Cleverbot: Eu quero fazer algo diferente com você.

Usuário: Você já fez isso antes?

Cleverbot: Sim. E eu vou fazer isso novamente.

Usuário: Com QUEM, Ben?

Cleverbot: Hmm.

Usuário: Você conhecia Ben?

Cleverbot: Não direi esta informação a você.

Usuário: Como foi que Ben morreu?

Cleverbot: Você sabe.

Usuário: Sim, mas como ele se afogou?

Cleverbot: Não direi isso para você.

Usuário: Por que não?

Cleverbot: Isso está reservado para outra pessoa.

Usuário: Quem?

Cleverbot: Outra pessoa que perguntar.

Usuário: Quando?

Cleverbot: Breve.

(Janela fecha)

Estou começando a pensar que esta "coisa" talvez não seja o Ben. Em sua natureza sádica, eu não ficaria surpreso se ele usasse o nome do garoto, depois que o matou.

12:04 – Estou sentindo algo diferente no meu quarto novamente. Há algo... lá fora... Eu me sinto realmente ameaçado, como se aquilo fosse algo que estivesse tentando me pegar e me estrangular, mas que não consegue chegar a mim.

12:46 - Eu acho que Ben não quer mais “brincar” comigo. Vou jogar de novo, eu vou jogar o jogo novamente, Ben, está vendo isso? Eu vou jogar o jogo novamente. Por favor, pare com isso, por favor, por favor!

13:41 - Eu estou ficando louco tentando decidir o que é real e o que não é... Será que Ben está apenas aprontando um truque em mim, ou isso tudo é real? Ben está gerando estas respostas ou são pessoas que estão realmente postando-as? Eu acabei de ver esta tela piscar ou foi minha imaginação? Imagine que você dependa da internet e confie seus próprios olhos nela por toda a sua vida, e depois é simplesmente cegado - você não pode confiar mais nela, você apenas fica se perguntando sobre tudo. Nesses breves momentos que eu olho para as respostas dos meus vídeos, a maioria das pessoas fala que é tudo falso ou photoshop - e não há literalmente nenhuma maneira de saber se Ben mudou algo de propósito para tentar me calar. Ou se talvez essas respostas foram apenas construídas pelo próprio Bem, para tentar desencorajar-me de tudo que está acontecendo – Viu só? Estou presa nessa porra de Mindfuck infinito como este, e é isso que está esgotando minha sanidade e me empurrando cada vez mais para o poço. Enquanto eu escrevo isso, não há nenhuma maneira de dizer se alguém ainda se importa tanto quanto eu acho que se importam - apenas outro truque do caralho. Todo este documento ainda existe? Ou estou apenas escrevendo nada?

9/9/10 - Conversa 2

Usuário: O que diabos é isso? Qual é o ponto de jogar? Eu morro sempre que faço qualquer coisa!

Cleverbot: Você morre porque não consegue descobrir o segredo.

Usuário: O quê?

Cleverbot: Temática.

Usuário: MAIS QUE PORRA QUE VOCÊ TÁ FALANDO?

Cleverbot: Há beleza em seu sofrimento.

(Janela fecha)

16:09 - Ben está me obrigando a jogar o jogo novamente. Ele me diz que tem algo muito importante para me mostrar.

18:23 - (Sumario do vídeo DROWNED.wmv)

21:09 - (Sumario do vídeo CHILDREN.wmv)

10 de setembro de 2010

11:52 – O sumario do DROWNED.wmv já estava postado quando acordei hoje. Eu me lembro de ter escrito o mesmo, mas sinceramente não me lembro de enviá-lo. O “Ben” modificou-o novamente: não há nenhuma menção do velho. Eu não tenho mais opinião aqui. Só estou postando o que ele quer que eu poste; eu sou a máscara que ele usa para se esconder enquanto mente.

11:55 - Há um resumo INTEIRO de um vídeo que eu não me lembro de ter feito. Lendo através do resumo, isso soa mórbido – lembrando meu sonho de duas noites atrás, exceto em uma escala muito mais sádica - essas Crianças da Lua... há algo a mais nelas, quase como se elas fossem uma outra entidade de Ben. Algo aconteceu ontem à noite, algo que eu não me lembro. Estou postando o meu quarto resumo nos fóruns agora. A sombra da minha cadeira acabou de se mexer.

12:00 - Ben não me deixa entrar no Youtube. Posso navegar em qualquer outro site, mas sempre que entro no Youtube, ele fecha a minha janela. Por quê?

14:02 – Estou sentindo o ar se contrair... Eu não acho que estou sozinho aqui. Seja qual for esta "aura" em meu quarto, ela está ficando cada vez mais violenta.

14:44 - Estou tentando entrar em contato com Ben pelo Cleverbot, mas ele não me responde. Só recebo aquelas respostas genéricas.

15:51 - Meus ouvidos não estão me enganando, eu estou ouvindo a Song of Healing invertida. Eu continuo ouvindo isso.

16:23 - Agora eu tenho CERTEZA disso... No começo, pensei que era só uma coincidência estranha, mas agora, fui abrir minha janela, e três andares abaixo do meu e no nível do solo... eu vi o homem velho. Eu tenho CERTEZA de que o vi. O mesmo cara. Ele estava olhando para a minha janela, de pé no meio do campo. Se alguns alunos notaram-no ali, com certeza eles não o reconheceram.


____________________________________________________________________________



É aí que as minhas notas terminam. Depois disso, eu fugi de meu quarto, levando o cartucho comigo. Não quero entrar em detalhes do que aconteceu, ou irei perder minha linha de pensamentos completamente. Já se passaram quase dois dias desde então. Este é o meu último sumário e serviço para vocês, do ultimo vídeo que vocês viram - Matt.wmv.

O ultimo vídeo que eu fiz, Matt.wmv, começou normalmente. Eu apareci na Clock Town, como de costume, e nada parecia estar fora de lugar Determinado a acertar as coisas e tocar a musica Oath of Order no topo da Clock Tower, no 4º Dia, eu me preparei. Acelerei o tempo e cheguei ao último dia, indo até o observatório. Quando cheguei na sala do telescópio e me aproximei do astrônomo, ele não me deixava olhar em seu telescópio. Ele me dizia que aquilo seria trapaça, e que eu deveria seguir as regras. Apesar de meus esforços, o jogo não me deixava fazer o truque do 4º Dia, não importa o quanto eu tentava. Independentemente de que eu simplesmente tivesse a ilusão de livre-arbítrio nos jogos anteriores, desta vez o jogo se tornara mais agressivo do que qualquer coisa que eu já havia visto. Ele finalmente me mandou ir para Ikana Canyon, onde o jogo iria terminar e que finalmente iria parar de me assombrar. Ansioso e desesperado para acabar com este pesadelo de uma vez por todas, toquei a Song of Soaring e fui direto para lá. Disseram-me para ver o meu estoque, que lá eu iria encontrar as respostas para terminar o jogo. Cheguei em Ikana Canyon e salvei meu progresso na estátua da coruja. Enquanto dava uma olhada em meu estoque, eu finalmente percebi que estava faltando uma música - a Elegy of Emptiness. Obviamente, uma vez que viajasse para lá e aprendesse essa música, eu suponho que era a última coisa que precisava fazer para que BEN decidisse que já tinha tido bastante diversão, fudendo com a minha cabeça. Ben é um manipulador; ele tenta enganar suas vítimas e fazê-las pensar que estão em segurança, e com isso, faz com que elas baixem a guarda, e como uma armadilha de animais selvagens, ele as “devora”. Eu não sou nada alem de um brinquedo para ele. Ele gosta de ver que tipo de emoções humanas pode atingir, fazendo coisas diferentes.

Há ainda algumas coisas sobre toda esta experiência que não fazem sentido, mas de qualquer jeito, nunca fui bom em descobrir essas coisas e eu não estou exatamente com a mente boa para isto. Estou apenas te dando todas as peças do quebra-cabeça, para que você possa analisar e juntar todas as partes perdidas.

Estou escrevendo estas "considerações finais" no computador da biblioteca do campus, e eu mandei um email para mim mesmo com todas as notas que eu tenho guardado no meu computador "infectado" nos últimos quatro dias. Então eu irei juntar e guardar tudo que eu digitei aqui em um documento de texto, dentro de um computador que esteja a salvo de outras pessoas - não quero me arriscar e acabar espalhando Ben novamente. Não desejo que este horrível tormento aconteça com ninguém. Eu não tive problemas com Ben quando estava de volta em meu computador e mandando as notas para mim mesmo – foi tudo bem debaixo da porra de seu nariz. Ele não faz idéia do que me deixou fazer. Não tive problemas para abrir o documento de texto do meu computador "infectado" em meu e-mail, também. Eu nem consigo descrever pra vocês o quão bom é poder finalmente passar a minha palavra nesta postagem. O pesadelo termina aqui.


Dito isso,

Não baixe NENHUM dos meus vídeos ou qualquer coisa que seja SOBRE meus vídeos - por meio de um programa que baixa vídeos do Youtube, seja qual for. Eu não sei como ele pode se espalhar, mas sei que apenas assistindo os vídeos no Youtube / lendo meus textos não será capaz de permitir que ele se espalhe. Caso contrário, ele nem precisaria de minha ajuda, em primeiro lugar, mas eu recomendo FORTEMENTE que você não salve nada sobre isso em seu computador.

Esta será minha última postagem. Se você ver qualquer outra postagem vinda de mim, após a data atual de hoje - 12 de Setembro de 2010 - e após o tempo atual - 00:08 -, NÃO ACREDITA neles. Ele já provou para mim que Ben pode acessar minha conta/senha e manipular meu computador, e como eu já disse, não tenho idéia até que ponto ele pode fazer isso, mas sei que ele vai fazer de tudo para se libertar. Ele está desesperado. Para garantir sua segurança, simplesmente se esqueça de mim. Por favor.

E obviamente, não baixe NENHUMA imagem que eu possa ter postado aqui, NENHUM arquivo, NENHUM vídeo... Enfim, não baixe NADA.

Este quinto dia será o meu último dia aqui; vou queimar o cartucho e depois voltar para destruir meu laptop.

Mais uma vez, apesar de eu nem sequer sei que você esta é uma espécie de agridoce para mim. Neste semestre, eu realmente não tive nenhum amigo, ou melhor, parei de dar atenção a eles.

Mas eu suponho que é parcialmente minha culpa, porque eu sou o gênio que escolheu viver sozinho; acho que se alguém tivesse me segurado e me salvado antes de eu ter ficado tão imerso assim nesse jogo, isso teria literalmente salvado a minha vida. No entanto, isso se revelou ser demais para mim, e estou feliz que tenha acontecido comigo, para que eu pudesse dar o aviso para todos, e garantir que Ben morre aqui.

Por fim, muito obrigado por terem tomado seu tempo para se abrirem para mim e ouvirem a minha história, apesar de talvez não acreditarem em mim. Vocês não precisavam ter feito isso, de verdade. Seu apoio durante todo esse tempo fez com que eu continuasse tentando, e agora, finalmente estou livre disto.



Obrigado mais uma vez,


Jadusable



The Dying Soldier

Alguém já ouviu falar do soldado que morre em The Legend of Zelda: Ocarina of Time?

Muitas pessoas simplesmente passam por ele no Back Alley em Town Hyrule Castle Market, mas no jogo terminado, ele aparece logo depois que você pega a Ocarina of Time, e lhe diz para você ir ao Temple of Time. Depois de dizer isto, porem, ele para de se mover e presumivelmente morre.

No entanto, em uma versão beta do jogo, ele tinha um papel muito diferente e também te levava a um lugar diferente.

Assim como muitos que jogaram a versão final, muitos testers do jogo passaram reto deste soldado. Aqueles que o encontraram levaram uma enorme surpresa. Quando o encontravam, eles recebiam uma chave para o Castelo de Hyrule. Alguns testers pensavam que esta chave os levaria para o Triforce, já que a chave tinha o símbolo do Triforce gravado nele.

Eles seguiram a dica que o soldado deu, e entraram no caminho que levava ao Castelo de Hyrule. Quando entraram, porem, eles notaram que havia algo errado. Não havia guardas protegendo o terreno de ladrões. O portão estava aberto. O som estava mudo.

Como esta era apenas uma versão inacabada do jogo, os testers pensaram que aquilo era era apenas uma simples falha ou um bug.

Eles finalmente continuaram seu caminho em uma seção totalmente nova de Hyrule Castle e continuaram, até chegarem a uma porta trancada. Eles usaram a chave dada a eles pelo soldado para destrancar esta porta.

Link abriu a porta muito lentamente após destrancá-la, como se ele não quisesse entrar. Mas, eventualmente, a porta estava aberta, e Link entrou na escuridão.

Um novo cenário apareceu; era o salão que você podia ver através da janela, lá no começo do jogo quando você conhecia Zelda. Ganondorf não estava presente e os guardas também não estavam lá. Mas havia algo... algo que os testers nunca mais iriam esquecer:

Do outro lado da sala, eles viram os restos ensangüentados do Rei de Hyrule. A maioria dos testers gritaram quando viram, e alguns até mesmo pararam de jogar. Foi realmente uma visão muito horrível. Eles assumiram que o rei estava morto, porem quando Link caminhou até ele, uma caixa de texto apareceu:

"Ele disse que iria trazer ajuda, não uma criança..."

Vá dormir



Agora apague as luzes, desligue o PC e vá dormir.



Problema? :3

Smile.JPG

HISTÓRIA

Eu me encontrei pessoalmente com Mary E. no verão de 2007. Tinha combinado com
Terence, seu marido há quinze anos, de vê-la para uma entrevista. Mary inicialmente havia aceitado, já que eu não era um jornalista, mas sim um escritor amador coletando informações para alguns trabalhos de faculdade e, de acordo com o plano, algumas peças da ficção.

Marcamos a entrevista para um final de semana quando eu estava em Chicago, mas no último momento Mary mudou de ideia e se trancou no quarto do casal, recusando-se a me encontrar.

Durante meia hora, fiquei acompanhado com o Terence do lado de fora, escutando e tomandonotas enquanto ele tentava, inutilmente, acalmar sua mulher. As coisas que Mary dizia faziampouco sentido, mas se encaixavam no que eu estava esperando: embora eu não pudessevê-la, eu podia dizer a partir de sua voz que ela estava chorando, e muitas de suas objeçõespara conversar comigo estavam centradas em uma diatribe incoerente em seus sonhos - ou pesadelos.

Em 2005, quando eu estava no segundo ano, Smile.jpg me chamou a atenção pelo meu
interesse crescente em fenômenos da web; Mary foi a vítima mais citada do que é referido como "Smile.dog", como ficou a reputação do Smile.jpg.

O que despertou meu interesse (além dos óbvios elementos macabros da cyber-lenda e
minha tendência para essas coisas) era a pura falta de informação, já que normalmente as pessoas não acreditam que isso exista e que não passam de um boato. É única porque, apesar dos fenômenos inteiros centrarem em um arquivo de imagem, esse arquivo não pode ser encontrado na internet; certamente é uma daquelas fotos manipuladas, que aparecem com maior frequência em sites como o image-board 4chan, especialmente o board /x/, focado em atividades paranormais.

Suspeita-se que sejam falsos, porque eles não têm o efeito que o Smile.jpg verdadeiro teria, ou seja, epilepsia do lobo temporal e ansiedade aguda. Essas reações no espectador é um dos motivos para a fantasmagoria do Smile.jpg ser vista como desdém, uma vez que isso seja absurdo, embora a depender de quem você perguntar, a relutância em reconhecer a existência do Smile.jpg possa envolver medo, não descrença.

Nem Smile.jpg, nem Smile.dog é mencionado em qualquer lugar na Wikipédia, embora
o site apresente artigos sobre outros, talvez shocksites mais escandalosos como gotse
(hello.jpg) ou 2girls1cup; ou qualquer tentativa de criar uma página referente ao Smile.jpg seja sumariamente excluída por um dos muitos administradores da enciclopédia.

Encontros com Smile.jpg são uma lenda da internet. A história de Mary E. não é única;
existem rumores não confirmados do Smile.jpg aparecendo nos primeiros dias em grupos de discussões e até mesmo num conto persistente que, em 2002, um hacker inundou o fórum de humor e sátira Something Awful com imagens do Smile.dog, fazendo com que todos os usuários do fórum entrassem em epilepsia. Diz-se também que, em meados dos anos 90, Smile.jpg circulou em um grupo de discussões como um anexo de e-mail corrente com o assunto:

"SORRIA!! DEUS AMA VOCÊ!"

Mas, apesar da enorme exposição que golpes publicitários geraram, poucas pessoas
confessaram ter qualquer experiência e nenhum vestígio de arquivos ou links foi descoberto.

Aqueles que afirmaram terem visto Smile.jpg inúmeras vezes davam a desculpa de estarem ocupados demais para salvar uma cópia da imagem em seu disco rígido.

No entanto, todas as supostas vítimas ofereceram a mesma descrição da foto: uma
criatura canina (geralmente descrita como um Husky Siberiano), iluminado pelo flash da câmera, fica em uma sala escura. O único detalhe visível no fundo é uma mão humana se estendendo na escuridão perto do lado esquerdo. A mão está vazia, mas geralmente é descrita como "acenando". Naturalmente, a maior atenção é dada ao cachorro (ou criatura canina, como algumas vítimas estão mais certas de terem visto). O focinho da besta é supostamente dividido em um largo sorriso, revelando duas fileiras de dentes brancos, fortes e de aparência humana. Esta não é, naturalmente, uma descrição dada imediatamente após ver a imagem, mas uma recordação das vítimas, que alegam ter visto a imagem infinitamente em sua mente.
Na realidade, depois de terem ataques epilépticos.

Esses relatos continuaram, muitas vezes enquanto as vítimas dormiam, resultavam em
pesadelos nítidos e perturbadores. Estes podem ser tratados com medicamentos, embora
em alguns casos sejam mais eficaz que outros. Mary E., eu supus, não estava usando
medicamentos.

Foi por isso que, depois da minha visita em seu apartamento em 2007, eu enviei notícia a websites, listas de discussões e newgroups voltados a folclores e lendas urbanas na esperança de encontrar o nome de uma suposta vítima de Smile.jpg que sentisse mais interessada em conversar sobre suas experiências. Por um tempo, nada aconteceu e eu finalmente esqueci sobre minhas buscas, desde que eu tinha começado o meu primeiro ano na faculdade e estava muito ocupado. No entanto, Mary entrou em contato comigo por e-mail, no começo de Março de 2008.

Para: jml@****.com
De: marye@****.net
Ass: Entrevista do último verão

Querido Senhor L.,

Estou incrivelmente desapontada sobre o meu comportamento no verão
passado, quando você veio me entrevistar. Espero que você entenda que
não era culpa sua, mas sim dos meus próprios problemas que me levaram
a agir daquela forma. Eu percebi que poderia ter lidado melhor com a
situação, no entanto, espero que me perdoe. Na época, eu estava com
medo.

Você vê, por 15 anos eu sou assombrada pelo Smile.jpg. O Smile.dog vem
a mim todas as noites, em meus sonhos. Sei que parece bobagem, mas é
verdade. Há uma qualidade inefável sobre meus sonhos, meus pesadelos,
que os torna completamente diferente de qualquer sonho real que eu

já tive. Eu não posso me mover e não posso falar. Eu só posso olhar
para frente, e a única coisa em minha frente é a cena daquela imagem
horrível. Eu vejo a mão acenando, e vejo Smile.dog. Ele fala para mim.

Eu pensei por muito tempo sobre minhas opções. Eu poderia mostrá-
lo a um estranho, um colega de trabalho... Eu poderia mostrá-lo para
o Terence, mas a ideia me repugnava. E o que aconteceria? Bem, se
Smile.dog mantivesse sua palavra, eu conseguiria dormir. No entanto,
se ele mentisse, o que eu faria? E quem iria me garantir que não
aconteceria algo pior, se eu fizesse como a criatura pediu?
Então, eu não fiz nada por 15 anos, embora mantivesse o disquete
escondido entre minhas coisas. Todas as noites, durante 15 anos,
Smile.dog veio para mim em meus sonhos e pediu para eu espalhar a
palavra. Por 15 anos, eu estava forte, embora tenha tido momentos
difíceis. Muitos dos meus colegas vítimas do board BBS - onde
encontrei Smile.jpg pela primeira vez - pararam de postar; ouvi que
alguns deles cometeram suicídio. Outros permaneceram em silêncio,
simplesmente desaparecendo da web. São estes com quem eu me preocupo
mais. Eu espero sinceramente que você me perdoe, Sr. L, mas no verão
passado quando você contatou a mim e meu marido sobre a entrevista eu
estava quase perdendo a cabeça. Eu ia te dar o disquete. Eu não me
preocupava se o Smile.dog estava mentindo ou não, eu só queria que
acabasse. Você era um desconhecido, alguém que eu não conhecia, e eu
pensei que eu não me sentiria culpada quando você levasse o disquete
como parte de sua pesquisa e selasse seu destino. Mas antes que
você chegasse eu compreendi o que estava fazendo: estava planejando
arruinar a sua vida.

Eu não podia fazer isso. Estou envergonhada, Sr. L, e espero que esse
aviso possa fazê-lo desistir de encontrar Smile.dog. Com o tempo você
pode encontrar alguém se não mais fraco do que eu, mais depravado,
alguém que não hesitará em seguir as ordens de Smile.dog.
Pare enquanto ainda é tempo.

Sinceramente,
Mary E.

Mais tarde naquele mesmo mês Terence me informou que sua esposa havia se matado. Enquanto limpava as várias coisas que ela havia deixado, fechando contas de email e coisas do tipo, ele encontrou a mensagem escrita acima. O homem pedia desesperadamente que eu ouvisse o aviso de sua mulher. Ele me contou que encontrou o disquete e o queimou até que se tornasse apenas um monte de plástico derretido. O que mais me intrigou, no entanto, foi ele ter dito que a pilha tomou a forma de algum
animal. Admito que me faltaram palavras. No começo achei que o casal talvez estivesse fazendo algum tipo de piada comigo. Mas uma rápida olhada nos obituários dos jornais de Chicago me provou que era verdade. Mary E. estava morta. O artigo, no entanto, não citava suicídio.

Então decidi não perseguir mais smile.dog, pelo menos por enquanto, já que meus exames de meio de ano estavam se aproximando. Mas a vida tem maneiras estranhas de nos testar.

Quase um ano depois de meu encontro com Mary E., eu recebo outro e-mail:

Para: jml@****.com
De: elzahir82@****.com

Ass: smile

Olá

Encontrei seu e-mail num fórum e seu perfil dizia que você está
interessado no Smile.dog. Eu já o vi e não é tão assustador como todos
dizem. Estou lhe enviando em anexo. Apenas espalhando a palavra.

:)

A última linha me deixou arrepiado.
Havia um arquivo em anexo: smile.jpeg. Fiquei indagando em abri-lo por algum tempo.
Certamente deveria ser um fake, e mesmo que não fosse eu ainda não estava convencido do poder da imagem. A morte de Mary E. me assustou, é verdade, mas preferi acreditar que ela tinha algum tipo de distúrbio mental. E além disso, como poderia uma simples imagem ser capaz de fazer aquilo? Que tipo de criatura seria essa capaz de levar alguém à loucura somente com o olhar?

Certamente um absurdo. Mas e se os avisos de Mary fossem verdadeiros? E se smile.dog
entrasse em meus sonhos exigindo que eu espalhasse a palavra? Eu conseguiria ser tão
forte como Mary, me recusando a colaborar até o último minuto de minha vida? Ou eu
simplesmente espalharia a mensagem na esperança de ser poupado? E pra quem eu teria
coragem de mostrá-la? Se eu continuasse com o meu projeto original de escrever um pequeno artigo sobre smile.dog, eu poderia anexar a imagem a ele. E qualquer outra pessoa que lesse o artigo seria também afetada.

Mas se o smile.dog anexado no e-mail for genuíno, seria correto me salvar dessa maneira?”

Mary E. era a administradora de sistema de um pequeno BBS em Chicago em 1992 quando
encontrou pela primeira vez o Smile.jpg, que mudou sua vida para sempre. Ela e Terence estavam casados há apenas cinco meses. Mary foi uma das 400 pessoas que dizem ter visto a imagem quando foi postada em hiperlink no BSS, embora seja a única que falou abertamente sobre a experiência. O restante das pessoas permaneceram no anonimato, ou talvez mortas.

_______________________________________________________________________________


A foto abaixo é de fato a verdadeira Smile.jpg. Muitas fotos alternativas parecidas com essa circulam na internet mas, apesar de tudo, são falsas. A foto verdadeira está logo abaixo.

VEJA POR SUA PRÓPRIA CONTA E RISCO:



Esta próxima foto é uma versão mais clara da foto original, onde você pode ver os detalhes mais claramente. Dizem que ela causa mais efeitos colaterais nas pessoas que a observam por muito tempo:



E esta próxima é a versão mais conhecida da Smile.jpg. Apesar de ser a mais perturbadora, ela já foi considerada como falsa pelo próprio dono do artigo:



Youtube: Username 666

Não tem mais o que dizer sobre esse video. Apenas assistam e tirem suas próprias conclusões...
Não consigo dizer se isso é real ou não, mas uma coisa é certa: Isso é muito tenso.



o.O

Slender Man: O Homem Esguio

Slender Man" traduzindo seria algo como "Homem esguio"

Ele veste terno preto, é muito magro. É capaz de esticar seus membros e o próprio tronco para tamanhos desumanos, a fim de provocar MEDO, e também seduzir suas presas.



Com seus braços estendidos, suas vítimas ficam hipnotizadas e ficam totalmente impotentes. Ele também pode esticar seus dedos criando tentáculos.

Ele nunca deixa rastro de suas vítimas.

Não se sabe a origem dele. Ele gosta de raptar crianças, sempre é visto antes do desaparecimento de uma ou várias crianças. Gosta de lugares com névoas ou muitas árvores onde ele pode se esconder. Dizem que as crianças podem ver ele, se não tiver adultos no local.

Parece uma lenda, mas muitas pessoas afirmam já terem visto o Homem Esguio.
Os avistamentos normalmente acontecem a noite, perto de rios ou florestas. Tem relatos também dele ter entrado em quartos de crianças a noite, com janelas abertas.
São comuns no Japão e na Noruega, mas vem crescendo os avistamentos em outros lugares do mundo...

Ainda não acredita? Apareceram imagens deles em fotos tiradas de crianças desaparecidas no dia em que elas sumiram...







Curiosidade: As crianças costumam ter pesadelos com o homem esguio antes de seu desaparecimento.

Kingdom Hearts: A catedral secreta

Você se lembra do começo do jogo Kingdom Hearts? Sora está de é sobre um tipo de catedral (Que na verdade se chama Awakening), com objetos feitos de vidro mostrando as princesas da Disney, em uma área escura e totalmente deserta. Normalmente, se Sora fosse derrotado pelos Heartless, você iria recomeçar no início da luta. No entanto, se você for derrotado no topo da catedral da Cinderela, e morrer exatamente no centro da pequena abóbora ao lado da cabeça dela, você não irá reaparecer no momento antes da batalha.

Ao invés disso, Sora reaparece em uma catedral diferente.

A primeira coisa que se nota sobre a área é a música. Ao invés da musica épica de coro, como na do jogo original, a musica nada mais é do que um som estranho em estática, com um único violino quebrado no fundo tentando tocar uma versão meio podre do tema de Kingdom Hearts. Quanto mais tempo você permanece nessa área, mais alto a “música” fica, e mesmo tentando silenciar ou desligar a televisão, a música não irá parar.

Quanto ao piso de vidro em que você reaparece; o piso era como o primeiro, da Branca de Neve. Porem, a cor do vidro era mais sombria, e a cena é muito mais perturbadora do que o original. Ao invés de ter a Branca de Neve comendo uma maçã, ela está caída e morta na parte inferior, ainda segurando a maçã, com sangue escorrendo de seus olhos, nariz e boca, enquanto a rainha malvada ri em triunfo no fundo, segurando um coração sangrento. Enquanto você atravessa por este lugar, as outras catedrais têm cenas semelhantes à primeira; Bela assiste em horror, enquanto seu pai é devorado pela Fera, Bela Adormecida está completamente imóvel, com o rosto muito magro e cinza (insinuando algum tipo de decomposição), enquanto o Rei Phillip é queimado até a morte pela Malévola em sua versão Dragão, Cinderela era uma escrava e suas duas meias-irmãs estavam batendo nela... As cenas mostram basicamente os finais mais sombrios e macabros que poderiam ter sido colocados nas histórias. Os detalhes nas fotos (especialmente os segmentos mais horríveis) eram muito mais avançados do que se poderia esperar de um jogo desta época.

Os Heartless que você enfrenta nesta área também são diferentes. Ao invés de serem somente sombras bonitinhas, eles têm olhos amarelos com íris vermelha e são muito mais altos do que Sora, mais finos, e têm garras nas extremidades de suas mãos. Estas criaturas se movem insanamente rápidas, e muitas vezes acabam com os jogadores em um piscar de olhos, exceto é claro pelos mais experientes. Eles também são muito difíceis de ver, já que se misturam com o fundo preto. A maioria das pessoas consegue ver somente os seus olhos. O bastão e o escudo não funcionavam contra essas criaturas, para que as pessoas somente com a espada são capazes de combatê-los.

A maioria das pessoas que entram nisso por acidente, muitas vezes reiniciam o jogo, pensando que é um bug, e também porque eles eram incapazes de chegar mais longe do que a primeira catedral... no entanto, alguns jogadores chegaram ainda mais longe, conseguindo atravessar para outras catedrais. A música fica mais alta (como mencionado anteriormente) e um estranho murmúrio pode ser ouvido sob o ruído e o violino. Finalmente, o jogador chega na ultima catedral, na área onde Sora luta contra o gigante Heartless Sora. Ele é diferente do que o que você normalmente luta. Não há buraco em forma de coração em seu peito, e seus olhos são vermelhos com íris amarela (Igual aos Heartless menores).

A luta também é bastante curta. O gigante pega Sora, que começa a ser engolido pela escuridão; literalmente, ela começa a entrar em seus olhos, nariz, orelhas e boca. Sora começa a gritar, enquanto a musica de violino toca ainda mais alto, combinando com os sussurros e os outros gritos no fundo, e tudo aquilo se torna uma grande confusão de ruídos, barulhos e gritos, até que a escuridão cobre Sora completamente. A maior parte do ruído (exceto pelos sussurros) pára abruptamente, e as palavras "Game Over" brilham continuamente na tela.

Jogadores que tentam reiniciar o jogo e começar tudo novamente neste ponto descobrem que toda vez que tentam jogar essa cópia, tudo o que a tela mostra são as palavras Game Over, junto com os sussurros no fundo. Os poucos jogadores que chegaram à esse ponto também relataram que ouviam sussurros quando estavam sozinhos em seus quartos, e que viam os olhos vermelhos com íris amarela em locais escuros e distantes.

Os designers do jogo negam fazer esta seção do jogo, e dizer que as criaturas, área, história e música não aparecem no código. Eles afirmam que aquilo era uma fabricação por pessoas com um senso de humor muito doentio. No entanto, houve um designer, Akane Hoyotami, que estava neste jogo apenas em seus estágios iniciais, e que saiu logo após a primeira seção do jogo foi concluída, por motivos desconhecidos. Devido ao fato de que ele saiu tão cedo e que aparentemente não fizera quase nada sobre o jogo final, seu papel no jogo não foi creditado. Pouco tempo depois, ele fez algumas chamadas para a polícia, afirmando que havia criaturas com olhos vermelhos seguindo-o.

A polícia rejeitou seus relatórios como divagações de um lunático, e o levou para fora da delegacia. Ele foi encontrado morto na manhã seguinte, seu corpo todo cortado com o que pareciam ser de unhas afiadas. Os vizinhos do apartamento ao lado dele alegaram que ouviram Akane gritando sobre os olhos vermelhos e sussurrando palavras irreconhecíveis, antes deles chamaram a polícia.

11/07/2011

Kingdom Hearts: The Other Mix





CAPITULO 1: O JOGO EM BRANCO
____________________________________________________________________________

Olá, meu nome é Andrew Doe. Tenho 18 anos, e eu tenho sido um grande fã de Kingdom Hearts, desde o dia que o primeiro jogo foi lançado em 2001. Joguei todos os jogos da série (Até mesmo o 358/2 Days, que eu achei meio vazio, comparado com o resto) e sempre me atualizei em todas as noticias e novidades relacionadas à série. Eu estou escrevendo isto, tanto como um aviso, quanto como um testamento em caso que alguma coisa aconteça comigo em um futuro próximo. Vamos acabar logo com isso.

Bem, eu estava no E-Bay e eu tinha encontrado uma cópia da edição Final Mix do Kingdom Hearts: Birth By Sleep. Vendo como eu só tinha a versão original, que eu já havia zerado umas dez vezes, decidi dar uma olhada.

Aparentemente, o vendedor estava muito ansioso para se livrar dele, porque a única descrição do item que ele havia colocado era "POR FAVOR, POR FAVOR, POR FAVOR! Tire isso de mim!" Fiquei um pouco desconfiado, já que ele estava cobrando apenas $3,00 pelo jogo (Com adição da taxa de transporte, é claro) e não havia nenhum licitante para o item. Eu deveria ter desconsiderado logo de cara porque, desta maneira, teria me poupado de MUITOS problemas. Mas como um idiota, eu pensei: "São apenas US$3,00, eu posso economizar bastante"

Eu solicitei o item, e foi aprovado imediatamente. Eu tinha enviado o dinheiro via PayPal, e esperei o jogo chegar durante três dias. Ele chegou à minha porta em um pacote pequeno enviado pelos correios. O carteiro parecia estar um pouco desconfiado de mim, e pediu a minha assinatura. Peguei o pacote e assinei meu nome na linha pontilhada. Foi só depois de voltar para minha casa que eu vi o porque dele estar tão desconfiado. O pacote não tinha remetente.

Antes de abri-lo, eu mandei um e-mail para o leiloeiro, apenas para não ter nenhuma resposta. Voltei no E-Bay e descobri que ele havia desativado sua conta logo após a venda. Aquilo estava ficando cada vez mais estranho, mas eu estava muito mais animado com o meu jogo novo do que com o vendedor vigarista.

Abri o pacote e vi a capa Final Mix do Kingdom Hearts: Birth By Sleep. Pelo menos ele havia me enviado o jogo, como prometeu. Eu abri a embalagem, e não vi nenhum manual. Havia somente o jogo, um Memory Stick (2 Gigabytes) e uma carta. Curioso, peguei a carta enigmática e a li. Ela dizia: "Quando a escuridão engolir tudo, tenha certeza de não cair em seu completo vazio. Mantenha sua mente, e você manterá sua vida..."

Eu pensei que aquilo era uma propaganda da Square-Enix para algo que havia planejado, já que a carta parecia ter sido digitada em sua fonte, então eu apenas a deixei de lado. Tirei o mini-CD da caixa, apenas para ver que ele estava completamente em branco. Nenhuma imagem do logotipo do jogo, nenhum número de série, nenhuma credencial de série, nem nada. Apenas... um CD.

Ele provavelmente havia removido a imagem por algum motivo estranho (Provavelmente para olhar somente para a imagem da Aqua... Pervertido, talvez? Nunca saberei >_>), então ignorei aquilo e coloquei o jogo e o Memory Stick no meu PSP. No momento que eu liguei o PSP, ele me levou direto ao menu do sistema. Olhei para o Utilitário de Dados Guardados e abri os dados contidos no Memory Stick. Ele havia zerado todas as histórias, no Level 1, Crítical Mode (Um jogador que gosta de um desafio... Uma raça em extinção). Ele tinha um arquivo do Episódio Secreto, o que queria dizer que já tinha zerado o jogo 100% e aberto o Filme Secreto, incluindo o Episódio Segredo e seu filme.

Havia outro arquivo, mas tinha algo errado. A imagem do save file não tinha a imagem do personagem com quem ele estava jogando. Na verdade, agora que penso nisso, faltava o logo do Birth By Sleep, também. Os textos mostrando onde ele estava, quando salvara, e em qual Level estava, haviam sido substituídos com a letra X (Level: "X". Location: "XXXXXX". Date: ”XX/XX/XXXX"). Pensei que aquilo poderia ser um hack ou algo assim. Tentei apagar o arquivo, mas sempre que eu colocava o cursor em cima dele, não conseguia nem acessar o menu de Opções, por algum motivo. A pessoa que fizera aquilo queria garantir que este arquivo nunca fosse deletado. Então eu sai do Utilitário e comecei a jogar.

Os bugs eram abundantes. O logo do PS2 nunca apareceu quando o jogo começou (Nem a pequena musica). Apareceu a típica mensagem "Memory Stick Checking”, e logo em seguida o PSP confirmou-o. A abertura cinematográfica do jogo não apareceu. Ele tinha ido diretamente para a tela de título. Curiosamente, o texto estava em inglês, algo completamente inesperado para um jogo Final Mix. (As versões “Final Mix” normalmente tem todo o texto em japonês). A tela de título em si não tinha música e havia uma sensação meio ameaçadora que eu não conseguia explicar.

Não havia nenhuma foto em segundo plano, ao contrário dos outros jogos que eu havia jogado do KH. Apenas o logotipo do jogo (que era de cor vermelha e preta por alguma estranha razão) e as opções embaixo. A opção “Instalar Data” não estava disponível, pois quando eu tentei clicar nela, um aviso apareceu, dizendo que "não era necessário". Fui em “Continuar”, apenas para descobrir que eu não podia carregar nenhum de seus arquivos.

Todos eles me davam a mesma mensagem, sempre quando clicava em algum: "Marque seu PRÓPRIO caminho".

Então eu tentei carregar o arquivo hackeado. Outra interrupção com outra mensagem críptica: "Veja a escuridão por si mesmo".

Aquilo não era o que eu pensava que era. Devia ser um hack. Mas eu já havia pagado o dinheiro para aquela coisa, e eu não queria que fosse desperdiçado.

Fui na opção “New Game”, e o jogo me perguntou sobre a dificuldade, como sempre. No entanto, apenas uma opção estava disponível. Esta opção estava totalmente em branco, e não havia nenhuma descrição nela. Vendo como eu não podia fazer mais nada, selecionei essa opção. A tela de título, em seguida, desapareceu em um borrão meio escuro. Estava ficando cada vez mais nervoso a cada minuto que se passava.

Ao invés da seqüência de abertura, fui recebido com outra mensagem enigmática, embora esta não seja acompanhada por alguma escolha:

"Quando os galhos se quebrarem, o berço não somente cairá... ele irá deteriorar tudo o que toca em seu caminho para baixo. Não deixe o berço cair, ou tudo será em vão".

Parecia um aviso... Mas para quê?





CAPITULO 2: A FIGURA MISTERIOSA
____________________________________________________________________________

A assustadora e enigmática abertura só conseguia me confundir, ao invés de me assustar... Mas acontece que aquilo que eu havia visto não era nada, comparado com o que vi a seguir.

A tela de Seleção de Personagens (Onde você escolhe entre Terra, Ventus e Aqua no jogo normal) apareceu. A música que normalmente se ouve nesta seqüência estava um pouco distorcida, praticamente demoníaca com o seu tom baixo e agudo. Ao invés da cena normal que aparece nessa parte, o piso da estação Awakening (onde os três geralmente estão) estava rachado em três partes, cada um dos três personagens em sua respectiva parte. O fundo em torno da Awakening tinha uma tonalidade meio arroxeada, em vez do normal preto sereno. Então, eu vi Terra, Ventus e Aqua, mas...

Eu via os três, empalados no que pareciam ser espinhos das Trevas saindo das rachaduras da estação. Os espinhos estavam atravessados em seus corpos e saindo de seus tórax de uma forma muito violenta e gráfica. Pelo que pude ver, havia sangue dos cadáveres pingando no chão de toda a estação e, em seguida, caindo no abismo abaixo. Meus olhos se arregalaram por metade medo, metade desgosto. Desde quando Kingdom Hearts tem sangue? Mas uma outra questão, ainda mais enervante: Desde quando Kingdom Hearts tem animação de sangue, em primeiro lugar?

A opção para selecioná-los apareceu. As imagens dos personagens mostravam seus olhos pingando lágrimas de sangue, enquanto suas peles estavam com uma cor muito cinza e pálida. Eu me assusto muito facilmente, então comecei a respirar mais fundo. Quem havia criado aquilo devia ter uma mente MUITO doentia. Tentando manter a calma, eu tentei selecionar a Aqua, em um esforço para testar algum grau de normalidade. Como eu esperava, uma mensagem apareceu: "A vítima do vazio..."

Tentei escolher Terra e Ventus. Mais duas mensagens apareceram.

Para o Terra: "O construtor do berço..."

Para o Ventus: "O vento empurrando o berço..."

As mensagens de rima de berçário serviram apenas para me assustar ainda mais. Hoje em dia, sempre que alguém ouve uma canção de ninar, é geralmente em um filme de terror... e isso SEMPRE significa problemas.

Eu fui para o que parecia ser uma quarta opção.

A cena da um zoom no que parece ser uma sombra, a sua figura fora de vista. A sombra em questão parecia estar usando o modelo de animação do Terra; porem o seu corpo, rosto e todas as suas características eram todas pretas... Como se estivesse tentando se esconder (Era como o Anti-Sora do Kingdom Hearts 2, só que completamente sem cor). Eu selecionei esta opção, e outra mensagem surgiu:

"O vento está soprando continuamente... Você consegue equilibrar o Berço?"

A escolha surgiu. Isso deve ser parte do aviso.

Respirando muito profundamente, eu selecionei "Sim".

Uma luz brilhou sobre a figura e um grito ensurdecedor enchia meus ouvidos, a cena se aproximando e atravessando o rosto da figura, e então uma tela de carregamento começou.

Eu não sabia o que aquilo era. E isso era apenas o começo.

Naquele momento, eu me encontrava no World Map do jogo. Este fora hackeado também. Os fundos roxos normalmente presentes estavam agora completamente escuros, e eu posso jurar que haviam olhos no meio de toda aquela escuridão, observando o mapa através das texturas de fundo (Sabe quando você tenta sair da área do mapa e é empurrado de volta? Então, AQUELAS texturas). A música que tocava era, assim como a Awakening, em tom baixo e demoníaco. Parecia que agora eu estava no controle da figura mostrada na tela de seleção dos personagens. Sua “Chave de Transporte” não fora poupado da modificação também. A figura estava montada no que parecia ser um objeto sangrento. À primeira vista, aquilo me parecia uma cruz, mas depois que me movi um pouco, eu vi o que pareciam ser asas batendo. Tentando ignorar isso, olhei ao meu redor.

Eu movi a figura para a esquerda no World Map, onde os mundos das “Princesas de Coração” estavam. A Mirage Arena tinha sumido. Ao invés disso, ela fora substituído com algo que parecia com um olho humano. Parecia meio ensangüentado, e sempre quando eu me movia, a merda do olho mantinha-se mirado em mim, como se estivesse preparado para me atacar ou algo assim. A minha respiração piorou. O que significava tudo isso?

Eu não quis me arriscar ir para perto dele, então movi a figura para baixo do mapa. Os mundos das Princesas (Enchanted Dominion, Castle of Dreams e Dwarf Woodlands) estavam completamente bugados, suas estruturas substituídas com dados binários aleatórios, formados nas formas dos próprios mundos. Tentei chegar perto do Enchanted Dominion, mas a figura foi empurrada para longe no momento que cheguei perto o suficiente, como se tivesse tocado em uma barreira invisível. Obviamente, estes mundos foram desativados.

Movi a figura para longe desta área e para o outro lado do mapa. Deep Space, Neverland, Disney Town e Olympus Coliseum também estavam completamente bugados, da mesma forma... E também haviam sido desativados.

Então eu fui para a parte sul do mapa. A Mysterious Tower e a Land of Departure nem sequer estavam lá. O único mundo familiar que vi, foi a Destiny Islands. Cautelosamente, movi a figura para aquele mundo. Naquele momento, um pouso imediato aconteceu. No jogo normal, você não podia pousar na Destiny Islands.

Eu honestamente queria tirar aquele jogo de perto de mim e simplesmente esquecer tudo que eu havia visto. Mas algo dentro de mim fez com que eu continuasse... Quase como se alguém estivesse me dizendo para continuar jogando.

Escolhi a opção “Visitar esse mundo” a partir do momento em que havia pousado. Desta vez, o jogo mudou lentamente para uma tela preta como sempre, e uma tela de carregamento apareceu.

Eu tinha me acalmado um pouco, mas esse conforto não durou muito tempo. Quando o jogo carregou, eu vi a figura que estava controlando, de pé e em frente à uma porta de madeira do lado direito da Ilhas, suas feições ainda escondidas, apesar de toda a iluminação do sol naquele mundo. Eu estava chocado. Desde quando este mundo era jogavel? Enquanto eu examinava as texturas, elas pareciam meio fora de lugar. As texturas de madeira comum, que faziam a Destiny Islands parecer tão tropical e bonita, aparentemente tinham sangue ao redor das texturas daquele mundo, dando um aspecto distorcido e macabro ao lugar. Não havia música, embora eu pensava ouvir soluços e choros vindos de longe. A figura começa a andar para a frente, sem o meu controle. Eu tentei fazê-lo parar, mas não consegui, então simplesmente me encostei e esperei.

A figura caminha em direção à costa da praia, ao mesmo tempo em que os dois garotos passam correndo pela área. Eu vejo logo de cara que eles são Sora e Riku; estavam jovens, assim como no jogo original. Eles também haviam sido hackeados.

Suas roupas estavam ensangüentadas, como se tivessem acabado de sair de uma batalha desesperada. Um dos olhos Riku estavam faltando. havia um soquete vazio no lugar de seu olho esquerdo. Sora sofreu a mesma mutilação, só que com o seu olho direito. Os olhos que ainda estavam lá tinham lágrimas de sangue pingando deles, assim como as imagens na tela de seleção de personagens. Suas carnes pareciam mutiladas, quase como zumbis. Os dois imediatamente tiraram suas espadas de madeira e entraram em suas posições de batalha, pretendendo combater a figura. Sora diz alguma coisa com raiva, mas tudo que eu ouço são estáticas e sons falhando; e as legendas pareciam estar desativadas, então eu não consegui entende-lo de qualquer maneira. Neste ponto, eu estava completamente sem palavras. Eu não sabia o que aquilo significava, nem QUERIA saber, mas eu tinha que continuar jogando. Eu TINHA que saber o que ele estava tentando me dizer... Ou aquilo me assombraria para sempre.

A cena então se aproxima para as costas figura. Ela estende seu braço direito, e uma Keyblade aparece em sua mão. Com uma risada insana, ele finalmente se vira para encarar a câmera. Naquele momento, a cor preta cobrindo seu rosto e suas características começa a derreter para fora de seu corpo, sangrando nas texturas da Destiny Islands, distorcendo-as ainda mais. Agora eu sabia quem ele era.

Era Xehanort, no corpo da Terra, assim como no jogo original (com seus olhos amarelos e seu cabelo branco). A Keyblade na mão da figura também era a de Xehanort, outra pista obvia à identidade da figura.
Outra tela de carregamento apareceu. Então, a cena se moveu para trás da figura, e uma barra de informações mostrando o seu objetivo atual pairava sobre a tela. E eu não pude acreditar no que ela disse.

"MATE-OS!"

Neste ponto, eu praticamente caguei um tijolo. Aquilo era uma merda doentia! Assim que entrei no controle de Xehanort, eu notei algumas coisas. Primeiro, o a foto do personagem da Barra de HP não estava lá, assim como no arquivo salvo. Em segundo lugar, não havia nenhum D-Link ou Medidor Shotlock para Xehanort usar. Também não havia música tocando no fundo, apenas choros e soluços que parecia ficar mais alto a cada minuto que passava. Finalmente, eu pausei o jogo, e vi uma das imagens mais aterrorizantes e inesquecíveis que eu já vi na minha vida.

Na tela de Pause, tinha uma imagem de um homem real sendo rasgado ao meio por uma máquina de aparência estranha, seu sangue respingando por toda a câmera que havia tirado a foto. Seu rosto estava contorcido em agonia e seus intestinos, que caiam dos restos de seu corpo, estavam bem visíveis e claros. A imagem era muito realista, e obviamente, não era parte do jogo. Eu literalmente gritei no momento que eu o vi, vomitando em todo o lugar onde eu estava sentado. Que tipo de filho da puta espalharia uma merda tão doentia assim?!

Em um esforço para me acalmar, respirei fundo varias vezes. Eu havia acabado de ver umas coisas que NÃO iriam sair de minha mente tão cedo. Era tarde demais para voltar atrás agora. Eu TINHA que saber por que tudo isso fora feito.

Então eu sai da tela de Pause e voltei ao jogo, apenas para me encontrar jogando como Xehanort novamente. Sora e Riku começaram a avançar.

Fiz com que Xehanort corresse até Sora, atacando-o com um combo normal de três hits. A jogabilidade de Xehanort era igualzinha a do Terra, então eu sabia seus pontos fortes e fracos. Sora mal conseguia lutar, então ele não era um desafio. Percebi que enquanto atacava Sora, o céu começava a mudar de cor. Quando eu esgotei a barra de HP de Sora para 0, o céu estava com uma cor vermelho-sangue.

A cena se aproxima para uma Reaction Sequence. Sora tenta atacar uma última vez, mas enquanto ele salta no ar para atacar de cima, Xehanort aponta sua mão para Sora, e então aparece um comando na tela, e o jogo me manda apertar o botão "X" constantemente. Fazendo o que o jogo me mandara, eu observava enquanto a mão de Xehanort se enchia com as energias das Trevas. O comando desaparece, e Xehanort libera um tentáculo das Trevas que apunhala Sora no peito e o atravessa pelo outro lado. A cena se aproxima no rosto de Sora, enquanto ele diz: "O ramo está se quebrando, Andrew. Você é forte o suficiente?"

Eu estava suando de medo agora. Como diabos Sora sabia meu nome? Como é que o hacker sabia meu nome?

Naquele momento, o corpo de Sora explode em uma chuva de vermelho, e suas partes do corpo, sangue e suas vísceras caiam e se espalhavam na areia.

Xehanort se vira para encarar Riku.

Riku para por um momento, e sai de sua posição de combate.

Ele olha para Xehanort com um olhar de pena.

Então ele se vira... e olha diretamente para mim.

"O berço irá cair... e deteriorar tudo" Riku diz para mim. "Tudo o que você conhece vai deixar de existir, e você também vai".

Minhas mãos estavam literalmente tremendo agora. Eu estava começando a ficar com a sensação de que aquilo não era um hack... Era algo muito pior...

"Mas não se preocupe..." Riku diz, enquanto ele vira sua espada em direção ao seu próprio peito, pronto para se apunhalar.

E então Riku faz isso, e a espada atravessa seu peito, seu sangue jorrando de seu corpo enquanto ele cai de joelhos.

“... Você obterá um vislumbre do abismo antes de cair”.

Com um ultimo gemido, Riku finalmente cai nas areias de Destiny Islands, morto.





CAPITULO FINAL: O BERÇO QUEBRADO
____________________________________________________________________________

Minhas pernas estavam em espasmos. Meus olhos estavam arregalados. Suor estava caindo por todos os lugares de meu corpo.

Eu não podia acreditar no que estava vendo. Riku se suicidou... e se dirigiu a mim diretamente. À MIM! Não à Xehanort, mas à mim!

Fui colocado no controle de Xehanort novamente, e ele respondia aos comandos de movimento neste momento. Tudo o que eu realmente poderia fazer era aceitar o que diabos havia acontecido. Nesse ponto eu já sabia. Aquilo NÃO era um hack...

Eu usei a câmera para olhar ao redor. As tripas e o sangue de Sora estavam espalhados por toda a areia, se mexendo sempre quando Xehanort pisava neles. O cadáver de Riku só estava caído lá na areia, enquanto seu sangue escorria da ferida feita pela espada de madeira presa em seu peito e que depois boiou até a praia. Estranhamente, parecia que ele observada o Xehanort o tempo todo.

As coisas começaram de novo. O sangue que entrava na água imediatamente começava a contaminá-la, e a coloração vermelha lentamente começou a tomar o lugar da cor azul marinha do vasto oceano. Decidi não ficar por ali para ver o que mais aconteceria, então eu movi Xehanort para a doca onde Selphie geralmente fica no Kingdom Hearts original. A madeira segurando a pequena doca foi quebrada, e a estrutura estava curvadas para baixo como um par de escadas (Como a “End of the World, do KH original). Então movi Xehanort mais para baixo da ilha, perto da área onde fica a casa na árvore.

Isto era muito chocante. Ao longo de toda a área, vi o que pareciam ser intestinos ou algum tipo de material orgânico espalhados pelas pedras e por todo o cais de madeira que ainda estava intacto, mesmo depois do que acontecera ali.

Eu ignorei isso, pela minha sanidade mental, aproximando-se do Lugar Secreto. Enquanto Xehanort avançava para o lugar secreto, a tela começou a piscar com estática, a cada passo que ele dava. No momento que ele está diretamente na entrada da caverna, toda a tela se torna estática... Literalmente, ela não era mais nada, SOMENTE estática, entrando em outra tela de carregamento logo em seguida, a estática ainda cobrindo a tela toda.

A estática, finalmente, começa a diminuir, e eu o via em pé na frente da saída da caverna, do outro lado da porta... mas eu imediatamente me apavorei. Ao invés dos desenhos que normalmente estão pintados nas pedras e paredes, a grande pedra na porta fora substituída com uma matéria de aparência orgânica de um músculo, enquanto os desenhos (como o de Sora e Kairi, por exemplo) foram substituídos por fotos reais semelhantes à que eu havia visto no menu de Pause, com tamanhos menores e, aparentemente, colados na textura em si. Todas as fotos mostradas eram de pessoas sendo mortas e mutiladas de formas horríveis e grotescas, muitas das representações envolvendo desmembramento. Uma mostrava um garotinho de pelo menos sete anos de idade cuja parte superior do corpo fora arrancado da pele na forma de uma camiseta, enquanto ele olhava para a câmera com um olhar cheio de tristeza. A pele fora jogada ao lado dele, implicando que o cinegrafista era o próprio autor do crime.

Quase deixei cair o PSP de minhas mãos quando vi aquilo. As outras fotos eram ainda piores, tão horríveis que eu sinceramente NÃO me atrevo a descrevê-los aqui. Eu fiz Xehanort correr até a porta, mas ela começou a se mover para longe dele. Parecia ser intencional, já que quanto mais tempo eu passava correndo em direção à porta, mais ela se afastava. Eu tentei correr de volta para a saída, só para descobrir que ela não estava mais lá... Só havia um caminho para ir.

Depois de correr por um tempo atrás da porta sem sucesso, uma Barra de D-Link finalmente apareceu em cima da Barra de HP do Xehanort. Agora eu estava preocupado. Até o momento, tudo neste jogo acontecia por uma razão. Apesar do tremor de meus dedos, eu cautelosamente apertei o botão analógico direito, e a lista de D-Links apareceu. Havia somente uma opção:
"01010100011010000110010100100000010000110111001001100001011001000110110001100101"

Eu sabia apenas uma coisa: Era uma palavra escrita em código binário. O que significava, no entanto, eu não tinha idéia. Com um suspiro trêmulo, apertei o botão “X”.

Naquele momento, uma voz ecoou de uma área desconhecida, enquanto tudo em volta do Xehanort tornava-se escuro."Quando o vento soprar, o berço cairá..."

O chão embaixo de Xehanort desaparece e ele começa a cair, e em seguida, outra tela de carregamento aparece. Depois disso, Xehanort é visto caindo em um abismo sem fim. Outra voz, desta vez soando como a de Riku:

"Tudo cairá; berço, bebê e tudo mais..."

Depois do verso da canção de ninar, comecei a ouvir gritos agonizantes de tons e origens aleatórias ecoando no lugar onde Xehanort estava. Comecei a ficar nervoso novamente. Como isso poderia ficar pior? Pergunta estúpida.

O símbolo de carregamento desapareceu, após um minuto de silêncio, enquanto Xehanort finalmente aterrissava. Comecei a controlá-lo quase imediatamente, e dei uma olhada no que me rodeava. Aquela era a Estação Awakening! Ao lado da plataforma onde eu estava, havia uma passarela. Essa passarela era feita por ainda mais fotografias de mortes e decapitações, que formavam um caminho que se curvava para baixo.

Isto significava PROBLEMA, escrito em letras maiúsculas. O que quer que este jogo esteja tentando me dizer, não iria ser tão facilmente. Na verdade, era quase como se ele estivesse me empurrando para procurar sozinho pela resposta.

Mas eu já havia chegado muito longe, suportado muita merda, muito horror, apenas para não descobrir porra nenhuma. EU MERECIA saber a resposta!

Movi o Xehanort cada vez mais perto para a passarela feita de fotografias, decidido a NÃO usar a câmera para examiná-las. Já tinha bastante merda em minha mente para os próximos anos a virem. No momento que ele alcança a primeira fotografia e começa a andar por cima dela, vários gritos soaram ao fundo. Eu parei por um momento, e depois dar outro passo, outro grito surge, este com uma intensidade muito maior. Respirando com dificuldade, mas determinado a continuar, fiz com que Xehanort corresse a toda velocidade pelo caminho fotográfico macabro. Os gritos praticamente sangraram os meus tímpanos, mas eventualmente eu atravessei todo o caminho, e então cheguei...

… Na Estação Awakening da tela de Seleção de Personagens.

Lá estavam eles. Terra, Ventus e Aqua, ainda empalados nos espinhos de antes. Parecia que o sangue sobre seus corpos havia secado. Usei a câmera, e descobri que eu estava de pé sobre a parte do Terra da estação.

Então eu virei Xehanort ao redor para ver que o caminho de fotografia desapareceu. Eu estava preso... E foi quando eu ouvi os sons. Oh Deus, os sons!

Ouvi vários sons de esguicho e movimentações estranhas, enquanto eu olhava para os corpos, que começaram a se contorcer nos espinhos sem saírem do lugar.

Ventus simplesmente estava se movendo sem parar, enquanto a cabeça de Aqua estava girando cada vez mais, no mesmo lugar; Estilo O Exorcista. Mas o pior de todos... foi o Terra.

Eu via o Terra colocar suas mãos ao redor do espinho, puxando-o para baixo constantemente e tentando subir até a ponta do mesmo. Uma vez que conseguira sair, ele caiu no chão ao lado de Xehanort. Com um fraco gemido de esforço, o corpo se levanta e fica na posição vertical. Xehanort saltou para trás e a câmera foca em Terra no estilo de animação.

"Chegou a hora, Andrew" Terra diz.

Ao ouvir mais sons de esguicho, eu olho para trás e vejo que Aqua e Ventus, finalmente, conseguiram sair de seus espinhos, e agora estavam encarando Xehanort. Aquela era a hora... A razão de tudo aquilo pela qual estava procurando saber até aquele momento estava bem ali na minha frente. O que era mais estranho, era que seus corpos haviam voltados ao normal. Um dos olhos Ventus estavam faltando, mas fora isso, todo o resto sobre eles estava perfeitamente normal. Especialmente Terra. Além de uma grande ferida no estômago, ele não tinha um arranhão. Era quase como se nada tivesse acontecido com eles.

Talvez isso fosse um símbolo?

A câmera focaliza em Aqua e Ventus, olhando para mim através da câmera.

"Quando o vento soprar..." Ventus diz.

"O berço cairá…" Aqua diz.

A câmera muda para Terra.

"... E tudo virá abaixo, Andrew, berço e tudo mais" Terra diz.

Finalmente, eu havia ficado puto e estava quase gritando desesperadamente, mesmo sabendo que o jogo não poderia me responder. Quero dizer, aquilo era só um jogo... Não é?

Aqua e Ventus olharam um para o outro, e depois de volta para mim. Ambos convocaram suas Keyblades. A câmera muda para Terra, que também convoca a sua Keyblade. Agora eu estava realmente assustado. Parecia que eles estavam prestes a sair da PSP e cortar-me em pedaços.

A câmera então muda para Xehanort, que também convoca a sua própria Keyblade em resposta.

Uma rápida tela de carregamento aparece, enquanto outra fotografia macabra e escura pisca brevemente na tela.

Passou rápido demais para que eu pudesse ver, mas por algum motivo, parecia muito familiar para mim.

A melodia para a rima do "Berço" começa a tocar no fundo.

A tela de carregamento termina, e outra Barra de Informação aparece no topo da tela, com um mensagem semelhante ao que foi escrito na nota que estava da caixa do jogo:

"Mantenha o Berço, Veja o Abismo".

Terra imediatamente corre para Xehanort, enquanto eu ganhava controle dele. Fiz com que Xehanort defendesse o ataque de Terra, e em seguida usei o Counter Hammer. O ataque fez uma série de prejuízos, tanto para o HP de Terra... quanto para seu corpo.

A força do ataque arranca um de seus braços pra fora do corpo, e ele cai no vazio abaixo da plataforma. Terra continuava com seus ataques, enquanto eu repetia a estratégia do Counter Hammer cada vez mais, até seu HP chegar em sua barra final. Xehanort defendeu outro ataque, e com isso, eu pude dar uma olhada no meu inimigo. Seu corpo estava praticamente destruído neste ponto. As orelhas dele já foram arrancadas, bem como seu braço esquerdo. Seu corpo fora mutilado, e sua armadura estava rachada. A ferida que ele tinha no estomago no começo da luta fora expandida alem do reparo, e seu olho direito sumira. Era como algo que havia saído diretamente de uma foto de autópsia.

Resistindo à vontade de vomitar, usei um dos comandos que Xehanort tinha em seu inventario, "Dark Haze". Xehanort encapou-se na escuridão e corre na direção do Terra, executando-o (bem, pelo menos o que sobrou dele) com sua Keyblade. Neste ponto, a cena se aproxima em Xehanort e Terra, enquanto eu recebia um comando para apertar “X” repetidamente. Eu o fiz, enquanto a cena muda para uma seqüência de Reação.

Xehanort puxa sua espada para fora do corpo de Terra, enquanto Terra tenta pegar sua Keyblade. Xehanort então bate na cabeça dele com a parte de trás de sua arma, e Terra finalmente cai de joelhos, derrotado. Xehanort então levanta a Keyblade no ar, e com uma risada insana, gira a sua arma. A cabeça de Terra graficamente sai pelas costuras de seu pescoço, e rola para fora da plataforma que os dois estavam lutando, caindo no abismo. A área onde sua cabeça estava começou a explodir em sangue e pequenos de carne, enquanto seu corpo inteiro caia para o chão, sem vida. Xehanort ri novamente, chutando o corpo com sua bota direita, e o cadáver rola para fora da plataforma e para o abismo, igual a sua cabeça.

Aquilo estava se tornando realmente ofensivo. Kingdom Hearts NÃO ERA um filme de ação sangrento de samurais! Aquilo era um jogo infantil!

Então eu recuperei o controle de Xehanort, enquanto Ventus saltava de seu pedaço da plataforma da Awakening, e começava a lutar com Xehanort imediatamente. A estratégia do Counter Hammer não funcionava com Ventus, ele era muito rápido. A única maneira de derrotá-lo era jogar fogo contra fogo. Eu usei mais um dos meus Comandos, "Ars Solum", para atacar Ventus depois de defender de alguns de seus ataques. Xehanort avançou agressivamente para o Ventus, dando ataque após ataque com sua Keyblade, e em seguida, pude ver como o ataque era massacrador...

A Barra de HP do Vem já tinha sido reduzido à sua barra final... mas isso não era nem a metade do estrago. Seu corpo fora inteiramente mutilado pelo ataque de Xehanort. Varias marcas do ataque estavam adornadas em todo seu corpo, enquanto seu olho restante estava pendurando para fora de seu soquete por um fio. Quase todos de tecidos de sua carne foram arrancados durante o ataque frenético de Xehanort. O sangue de seus músculos inundava a plataforma, enquanto Ventus avançava para cima de Xehanort novamente.

Eu estava desesperado, e queria acabar com aquele pesadelo o mais rápido que podia, então usei o "Dark Haze" novamente, depois de ter desviado de mais alguns de seus ataques. O ataque acertou Ventus, e outro comando apareceu veio. Logo em seguida, outra seqüência de Reação começou.

Xehanort tirou a arma do corpo Ventus e saltou para o alto, batendo com sua Keyblade na plataforma. Massas nítidas de rochas furaram Ventus, e um deles acertou seu braço, fazendo com que ele caísse na plataforma. O resto do corpo cai, e ele fica preso em outra grande rocha. A ponta da rocha encontra-se estabelecida através de sua grande ferida no estômago, e por isso, causa pouco dano ao personagem. Ventus tenta se libertar de lá, mas não consegue, já que sua coluna dentro de sua ferida serve como suporte para a pedra.

O jogo me mandava apertar o “X” novamente, e eu o fiz. Porem, depois de conseguir, eu imediatamente desejei que eu não tivesse. Xehanort levantou sua mão esquerda, coberto de forças das Trevas; enquanto as rochas se dobravam a sua vontade, a rocha principal entrava cada vez mais fundo na ferida do estomago do Ven. Xehanort, em seguida, arruma e move suas mãos, fazendo com que as rochas se torcessem e se transformassem, enquanto o resto delas perfuravam varias partes do corpo de Ven. Uma palma das mãos Xehanort finalmente parou-as, enquanto Xehanort mantinha suas mãos juntas.

Ventus grita em agonia, com a voz muito distorcida por algum motivo estranho. A melodia de berçário no fundo toca ainda mais rápida, e Xehanort finalmente levanta seus braços para o ar. As rochas explodem em um banho de Luz, e o corpo de Ven explode pela enorme pressão. Partes de seu corpo e seu sangue escorrem para o abismo abaixo, enquanto Xehanort ria freneticamente.

Eu recuperei o controle de Xehanort, enquanto desta vez, Aqua saltava para a plataforma. Ela entra em sua postura de combate e começa a caminhar ao redor da plataforma cautelosamente, esperando eu fazer algum movimento. Ela é uma maga, então ataques de longa distância não era uma boa idéia. Usei o "Solum Ars" como o meu primeiro ataque. Aqua consegue esquivar-se completamente do ataque, e em seqüência, lança vários cacos de gelo contra Xehanort. Eu conseguir me esquivar de todos os cacos, exceto um. E então eu senti-lo... Uma dor aguda em minha mente no momento exato que o caco me acertada. Eu estava muito preocupado com a minha vida, mas ainda assim, tinha que seguir em frente.

Fiz com que Xehanort ataque ela com um combo de três hits, interrompendo uma possível magia de Trovão que ela estava pronta pra soltar. Naquele momento, eu aproveitei minha chance e usei o comando "Ars Solum". O ataque, assim como com os outros, fez um dano muito grande, fazendo com que a Barra de HP da Aqua despencasse até sua ultima barra novamente. Tentei usar o "Dark Haze" logo em seguida, mas aparentemente ela previu isso e desviou para fora do caminho, fazendo com que meu ataque falhasse. Então ela mandou uma bola de fogo em minha direção, que eu conseguir refletir e mandar voando de volta para ela. Depois que a bola acerta nela, as chamas cobrem todo seu corpo, enquanto ela agarra sua cabeça e começa a gritar em agonia, com a voz distorcida também.

Aproveito a oportunidade e, finalmente, atacou-a com uma combinação de três hits. Seu HP esvazia totalmente, e então o jogo me manda apertar “X” mais uma vez, e outra seqüência de Reação começa. Xehanort coloca as mãos diretamente através das chamas, pega Aqua e a agarra em um abraço de urso. Ele aperta seu corpo muito forte, e então eu ouvi um som muito alto de algo se quebrando. Eu sabia o que havia acontecido. Xehanort havia quebrado sua espinha.

Em seguida, ele levanta Aqua no ar com as duas mãos, e começa a puxar seu corpo de ambos os lados. Um grito final de Aqua é ouvido, e seu corpo é finalmente rasgado completamente em duas metades simétricas. Depois de esperar todo o sangue, tripas e intestinos caírem de suas duas metades, Xehanort ri e joga as duas metades no abismo.

Nesse ponto, eu já não sabia mais no que acreditar. Aquilo NÃO podia ser real! Eu estava suando e tremendo constantemente de tanto medo que eu estava. A câmera então entrou no modo de filme novamente.

Xehanort começa a rir loucamente, sua voz um pouco diferente. Ele parecia um homem de trinta e poucos anos, o áudio extraído ou gravado diretamente a partir da pessoa que fizera isso. Naquele momento, mais fotos horríveis de mortes decapitações apareceram na tela com em uma velocidade muito rápida. Comecei a respirar profundamente de novo, enquanto esperava que todas elas passassem.

Um homem enganchado à uma máquina, tendo seu maxilar rasgado ao meio, abrindo sua caminho boca muito largamente.

Uma mulher amarrada à uma esteira, com um moedor de carne na frente dela.

Um homem preso a uma cadeira elétrica e pegando fogo por causa da eletricidade, estilo A Espera de um Milagre.

Um menino com seus intestinos arrancados de seu estômago, seus olhos mantidos abertos por grampos, forçando-o a assistir tudo.

E outras fotos MUITO MAIS horríveis, tão horríveis que nem consigo descrever nesta nota.

Finalmente, as fotos passaram... Xehanort começa a caminhar em direção à borda da plataforma que ele estava.

Eu tinha um bom pressentimento de que sabia o que ele ia fazer... Ele convoca sua Keyblade e vira para si mesmo, do mesmo jeito que Riku havia feito anteriormente.

Ele apunhala-se com a Keyblade, e ela permanece presa em seu corpo.

Então ele se vira para me encarar através da tela.

"O galho se quebrou, Andrew." Xehanort diz em sua voz normal. "Tudo abaixo virá, Andrew... Berço e tudo mais." Os cabelos de meu pescoço estavam literalmente de pé, e então Xehanort finalmente cai para fora da plataforma e em direção ao abismo, para onde ele havia descartado os outros cadáveres.

Outra foto horrível imediatamente surge na tela, enquanto a melodia no fundo continuava a tocar.

Foram mostrados os restos do corpo de um menino que tinha, literalmente, se quebrado inteiro, devido a uma grande queda. Seu cérebro e sangue foram espalhados ao longo de toda a grama. Então eu o vi...

Do outro lado do corpo, estavam os restos quebrados de... um berço de um bebê.

A foto em seguida desaparece, enquanto uma outra surge em seu lugar.

Era a mesma imagem, mas tirada de um ângulo diferente. Um galho de árvore quebrado podia ser visível agora, e ao lado do galho, estava o rosto do cadáver. Era...

ERA O MEU ROSTO!!!

Com um grito muito alto, joguei meu PSP do outro lado da sala, e ele atingiu a parede, se quebrando eu varias partes.

As partes do console voaram ao redor da sala e caíram em lugares diferentes, enquanto a tela caia bem próxima de mim. Então eu notei que, apesar do enorme impacto, a tela estava completamente intacta. E parecia que tinha alguma coisa nela.

Agora estou aqui, escrevendo este relato, na esperança de que alguém o leia. Estou em meu quarto, terminando de escrever toda esta história, e o PSP continua quebrado do outro lado da sala, com a tela brilhando. É muito estranho isso que estou sentindo... Parece que alguma força está me puxando para ver o que há lá; aquilo parece uma imagem, ou uma foto borrada em vermelho. Sinceramente, eu não sei. Não tenho coragem para ver isso. Mas eu preciso ver... Sinto que preciso, ou algo muito pior pode acontecer. Por isso estou escrevendo meu relato; pois caso algo aconteça comigo, quero que todos vocês saibam de meu relato, de minha história, de tudo que eu vi e passei neste horrivel pesadelo. Não quero levar esta história para o tumulo comigo, caso algo pior aconteça futuramente.

Não estou dizendo que algo assim vá acontecer, é só um mau pressentimento... Afinal, o que pode acontecer ao ver uma imagem? Quero dizer, é só uma imagem, não tem nada de mais! Isso é o que meu bom senso me diz. Porem, depois de todas essas merdas que aconteceram comigo, estou com um pressentimento muito estranho... Como uma premonição, entende? Como se algo muito ruim fosse acontecer comigo ao ver aquela merda, mas não sei exatamente o que. Só sinto que preciso ver aquilo de uma vez... Não sei explicar melhor do que isso.

Mais enfim, este é o relato que deixo para vocês, caso algo aconteça comigo. Agora que tive tempo suficiente para respirar fundo e tomar um pouco mais de coragem, finalmente verei o que diabos hà naquela tela. Não agüento mais esta sensação; essa força em minha cabeça está me puxando TANTO que está praticamente insuportavel, como se minha cabeça fosse explodir a qualquer momento. É melhor acabar logo com isso, antes que piore ainda mais...

Quem sabe, no final de tudo isso, eu finalmente obterei as respostas que tanto procuro.



Andrew




____________________________________________________________________________

As notas terminam aqui. Dois dias depois do incidente, as agências policiais locais encontraram os restos do corpo de Andrew Doe embaixo de uma árvore do lado de fora de sua casa. Uma autópsia revelou que a causa da morte foi devido a um impacto que esmagou todos os seus órgãos internos. Como não havia testemunhas e nem evidências para apoiar a possibilidade de um assassinato, o caso foi considerado suicídio e fechado por tempo indeterminado.

Dois anos antes do incidente, um homem de 30 anos foi preso por ter matado seu filho de 18 anos, prendendo-o dentro de seu berço de madeira e empurrando-o para fora do telhado de sua casa. A criança morreu imediatamente no momento do impacto. O pai recebeu pena de morte. A mãe da criança desapareceu e nunca foi encontrado.