Postagens Semanais

Segunda-Feira
Francis Divina

Terça-Feira
Gabriel Azevedo

Quarta-Feira
Francis Divina

Quinta-Feira
Gabriel Azevedo

Sexta-Feira
Talisson Bruce

Sábado
==========

Domingo
==========

A Andarilha

Nos anos 90, uma menina se suicidou depois de ver uma imagem postada em um antigo fórum.

A imagem era de uma figura - que alguns identificaram como uma mulher - de pé em uma estrada vazia. A figura é transparente ao ponto das pernas serem pouco visíveis e é iluminada por uma  fonte luz desconhecida na direção da câmera.

Se são faróis, uma lanterna de mão ou o flash da câmera em si, não se sabe ao certo, pois a fonte real da imagem nunca foi identificada. Nenhuma característica facial pode ser distinguidas, mas a figura é facilmente identificada  por seus membros longos e ossudos, que são semelhantes a pernas de aranha. Aqueles que já viram a imagem ou sabem de sua existência, conhecem a figura como "A andarilha".

O primeiro relato conhecido da Andarilha aconteceu em 1996. Jane, uma universitária que estava visitando sua família durante as férias, tinha um certo interesse com coisas sobrenaturais. Ela viu a imagem do Andarilho no fórum junto com a frase "Você consegue me ver? Consigo te ver também."

Dezenas de outros usuários viram a mesma postagem. Muitos não deram muita bola - era apenas um tanto "engraçado". Outros reclamaram dizendo que sentiram dores de cabeça enquanto olhavam para a imagem, e reclamações semelhantes vem sendo feitas desde então.

De acordo com a família de Jane, a garota teve pesadelos na noite em que visualizou a imagem.  Ela dizia acordar e ver a andarilha pela janela. As vezes a coisa arranhava a janela com sem membros de aranha, mas normalmente só ficava lá e a encarava. A menina não conseguia se mover na presença dela, como se várias mãos invisíveis a segurassem. Mesmo se fechasse os olhos, ela ainda a via.

A família estava certa que a garota só tinha se assustado com a imagem online e em resultado estava tendo pesadelos, até que Jane começou a relatar que via a Andarilha enquanto acordada. Estava convencida que estava sendo seguida pela entidade. Ela a via mesmo quando estava em um quarto cheio de pessoas ou em um lugar público, mesmo que ninguém mais visse. A família de Jane temia por sua sanidade, mas apenas asseguraram a ela que a Andarilha não era real.

Eles sabiam que não podiam sentar e esperar pelo melhor. Jane precisava de ajuda. Mas quando sua mãe bateu na porta do quarto, não recebeu nenhuma resposta. Cuidadosamente abriu a porta, sem querer perturbar ou assustar sua filha, mas ainda assim não ouviu nada.

Jane não estava em sua cama. Não estava sentada na frente do computador. Ela não parecia estar no quarto até que sua mãe deu uma olhada no guarda-roupa.

Lá, Jane foi encontrada enrolada em um canto. Sangue banhava todo o seu corpo,  vazando do grande corte em sua garganta. Ela segurava um papel manchada de sangue que dizia "Ela não pode mais me ver."

O caso de Jane não é isolado. Pelo resto dos anos 90, muitos adolescente sumiram ou cometeram suicídio depois de ver a imagem da Andarilha. Desde a virada do século - apesar de todo meu esforço para localizar a imagem - esta parece ter desaparecido.

Entretanto, recentemente postei em um fórum perguntando se alguém já ouvira falar sobre a Andarilha. Já tinha feito isso várias vezes e normalmente apenas uma ou duas pessoas diziam ter ouvido a história, mas ninguém tinha visto a imagem. Desta vez foi diferente. Logo após a postagem, recebi uma mensagem na minha inbox.

O assunto da mensagem era "CONSIGO TE VER". No corpo estava escrito "Você consegue me ver? Consigo te ver também."

Havia uma imagem anexada na mensagem. Não posso confirmar se é a Andarilha real ou não, mas tenho de te avisar que, se escolher ver a imagem, você faz por sua conta e risco.