18/04/15

Acho que meu marido fez alguma coisa com um dos gêmeos - Parte III

Eu me mexi desconfortavelmente no sofá, lutando contra a onda de náuseas que me invadia.

"Você precisa entender o pai do Phillip, Louis. Louis era um filho da puta. Ele casou com Claire, a mãe de Phillip, estritamente para reprodução. Sei que soa como besteira nos anos 2000, porra, até nos anos 70 isso era besteira. Mas a família de Louis tinha algum laço obscuro do passado com a Dinastia Romanov, e para Louis, Alexei era uma vergonha para a Rússia. Havia algo errado com Nicolau se este foi o melhor que ele pode fazer por um filho e herdeiro do trono. Louis pessoalmente acreditava que havia algo errado com a czarina, Alexandra, como se Deus já não houvesse amaldiçoado as mulheres para começar. Ela deve ter pecado muito para dar à luz um filho deformado."

Todd parou, vendo o olhar de desprezo e horror em meu rosto. E então continuou.

"Louis era um otário. Claire o amava, acredito eu. Ou pelo menos gostava dele. A família de Louis possuía uma quase bem sucedida empresa de transporte, ABC Shipping. A família de Claire mal era alfabetizada, ela era a mais velha de sete irmãos. Ela ter concluído o Ensino Médio era um grande feito em sua família. Acho que ela estava deslumbrada com o charme do velho mundo e sim, com o dinheiro dele. Eles estavam casados e não havia muita pressão para Claire engravidar logo – só se fosse um filho. Filhas não tinham qualquer utilidade para Louis. Filhas não poderiam herdar a ABC Shipping. Louis precisava, como se costuma dizer por aqui, de ‘um herdeiro e uma reserva’ Ele não queria arriscar e ter um filho incapaz de gerir a empresa. Claire teve sorte, ela engravidou em poucos anos. Phillip quase a matou, ela ficou em trabalho de parto por três dias. Louis não estava lá, ele não apareceria a menos que ele recebesse a notícia de que era seu tão esperado filho. Minha mãe estava lá, por isso eu sei de tudo isso. No entanto, assim que Phillip nasceu, Louis passou a ser mais agradável com Claire, mas não por muito tempo. Ele estava muito animado por ter seu herdeiro, mas havia muita pressão para ter o segundo. Claire queria engravidar novamente, ela realmente tentou. Não porque quisesse, mas porque Louis a deixaria.”

“Por que eles não se divorciaram?”

“Claire era Católica. Você não se divorcia sob essas circunstâncias. Claire teve alguns abortos espontâneos, o tempo todo Louis estava perto dela. Finalmente ela ficou grávida e não abortou. Agora lembre, todo esse tempo estava sendo dito a Phil que ele estava destinado à grandeza por seu pai. Que o sol nasce e se põe por sua causa. Louis também dizia que uma filha era legal, mas apenas se você já tivesse dois filhos. Coloque o mínimo de tempo e esforço para criá-las como puder e então as case o mais breve possível. Phil foi encorajado a tirar sarro de sua mãe por não conseguir manter uma gravidez. Sua pobre mãe. Ela apenas olhava como se toda sua esperança tivesse se esvaído, ela sempre parecia tão triste. Phillip e eu brincávamos juntos e sua mãe dava o que queríamos. Biscoitos, doces, bolos, o que fosse. Phil nunca ouvia ‘não’. Então Leslie nasceu. Louis estava furioso com ela, porque tinha levado uma eternidade para engravidar de novo e tinha o descaramento de ter uma menina. Dava para ouvir os gritos e a briga a um quarteirão. Louis começou a se envolver com outras mulheres, como se sua vida dependesse disso, e ignorava Claire. Phil batia em Leslie quando ela chorava, e odeio dizer isso, mas eu achava engraçado. Você beliscava ela, ela chorava. Você batia nela, ela chorava ainda mais. Isso era doentio. Claire nos mantinha fora da casa tanto quanto podia, apenas para que ela pudesse ter um tempo sozinha com a filha que só ela se importava.”

Não consegui me segurar, corri para a pia da cozinha. Tudo o que tinha comido na semana foi para fora. Olhei para Todd, que estava pálido e suado. Fiz um gesto para que ele continuasse, imaginando que diabos eu tinha deixado entrar na minha casa e com que diabos havia me casado.

“Phil decidiu que sua mãe estava demorando demais quando Leslie chorou. Claire dormia a maior parte do tempo, e tinha começado a beber muito. Então Phil deveria só... colocar sua mão sobre a boca. Claire sempre o pegava a tempo, ela cuidaria de tudo o que Leslie precisasse. Mas na noite em que Leslie morreu... Você está bem, Isabelle? Tem certeza de que quer ouvir isso?”

Eu balancei a cabeça, atormentada pelo que eu já tinha ouvido. Trouxe meus joelhos o mais perto do peito possível, um gesto de defesa para proteger a vida crescendo dentro de mim.

“Phillip acordou naquela noite e me pediu para pegar um copo d’água. Seja qual fosse o motivo, não importa. Ele puxou o cobertor sobre a cabeça da Leslie até que ela parou de respirar. Ele disse que tinha sido muito fácil, ela era tão pequena, nem chegou a lutar. Ele sabia que seu pai não ficaria tão aborrecido, mas sua mãe diria alguma coisa à polícia. Foi por isso que ele disse que havia ouvido um barulho e ela estava roxa. Ele dizia que meninas eram inúteis, e por causa de Leslie seu pai nunca estava em casa. Então, sim, a polícia questionou todos eles. Mas quem vai suspeitar de um garoto de sete anos? Os policiais, os assistentes sociais, os enfermeiros, todos eles, só percebiam que ele estava em choque.”

“Todd... Você está me dizendo que meu marido matou a irmã a sangue frio?”

“É um jeito de enxergar isso.”

“E de que porra era para eu enxergar isso? ELE MATOU A IRMÃ!”

“Isabelle, você tem que entender que o pai dele nunca quis uma menina. Nunca. E ele passou isso a Phil. Phillip só pensou que estava fazendo o que seu pai queria. Alguma vez te ocorreu que Phillip tem o nome de um rei? Ou rei Louis? Ou rei Henry? Ou rei Sebastian? Mas Leslie? Isso é apenas um velho sobrenome Escocês, e confie em mim, isso foi intencional. Claire queria algo que tivesse a ver com essa besteira de herança e realeza. Phillip realmente pensava que estava fazendo a coisa certa. Se livrou de Leslie, o pai estava feliz. Claire se suicidou um ano depois e Louis nunca se casou novamente. Eram apenas os dois, o pai o batia por qualquer coisinha, mas sempre dizia que alguém grande como ele não poderia fazer nada errado. O problema é que ele nunca expressou qualquer culpa. Nunca. Você pensaria que vendo sua mãe se matar e seu pai ser um desgraçado cruel o faria pensar duas vezes, mas isso não aconteceu. Ele agiu da mesma forma que você agiria se tivesse pisado num inseto. Minha mãe se sentia muito mal por ele, sempre o chamávamos para jantar, ele sempre dormia em casa. Minha mãe era dona de casa, assim como a maioria das mães. Acho que isso fez mais mal do que bem, ele via minha mãe cozinhando e limpando para meu pai, meu irmão Tom e para mim, o que reforçou sua ideia de que mulheres estavam aqui para servir. Quando Louis morreu, a ABC Shipping morreu junto com ele, Phillip não provou ser bom o suficiente, eu acho. Caso você esteja se perguntando, sim. Louis fez saber que ele considerava Phil um fracasso e não, eu não sei o porquê.”

Eu sentei ali, tremendo e gelada. Phillip... Louis... Leslie. Ok, certamente ele havia mudado desde então. Quero dizer, Cristo todo poderoso. Ele não me considerava uma égua parideira, ele me tinha como esposa. Ele me amava, ele dizia isso. Eu sabia. Jessica estava trazendo lembranças de Leslie, e ele sentia vergonha disso. Tinha que ser isso, devia ser isso. Precisava que essa fosse a única emoção que Phillip estivesse sentindo. Louis era um filho da puta de coração frio e implacável. Mas por que então Phillip insistia em carregar a tradição de dar ao nosso filho o nome de um rei? Talvez fosse uma forma de reconhecer seu pai e encerrar o ciclo. No entanto, por que então ignorar Jessica?

“Isabelle? Está tudo bem? Ei, eu tenho certeza que está tudo bem com ele agora. Quero dizer, ele está emocionado por se tornar pai! Tenho certeza que ele mal pode esperar para conhecer seu menininho e sua menininha. Tenho certeza de que ele simplesmente não quer ser lembrado de Leslie. Você devia ouvir como ele fala...”

“Sobre Henry.” Eu disse calmamente.

“Bem, é, mas isso é só um homem sendo homem.”

“Se ele matou a própria irmã, então porque você ainda é amigo dele? Mantenha seus inimigos por perto, é isso? Você tem medo dele? Quer saber, Todd? Acho que você tem. Por que você mentiu para Phillip e disse a ele que estava me contando sobre uma árvore e uma garota em vez de Leslie naquele dia na festa? Por que só agora eu estou descobrindo sobre isso? Alguma vez te ocorreu que ele matou a irmã e a esposa está grávida de uma menina que ele nunca fala sobre? Merda, Todd, Jessica também pode deixar de existir!”

“E se eu tiver um pouco de medo dele? Eu estava no exército, eles pagaram minha faculdade. Eu posso cuidar de mim mesmo. Phillip, ele é só um...”

Meu telefone tocou. Phillip. Eu nunca quis tanto ignorá-lo. Mas eu sabia muito bem que se eu não atendesse, ele ficaria ligando e ligando, então eu atendi.

“Phillip! Saudade de você! Como está Schenectady? Achei fofo você pedir pro Todd ver se está tudo bem comigo.” Rezei para todos os santos para que eu pudesse me concentrar em algo bom e soasse como se nada estivesse errado.

“Todd está aí? Não me lembro de ter pedido para ele ir te ver. Me deixe falar com o velho Todd por um segundo.”

Foi com o estômago embrulhado e as mãos tremendo que eu estendi meu telefone para alguém que eu ainda não tinha certeza que podia confiar.
_________________________________________________________________________________

CONTINUA...


8 comentários:

  1. Cara é essa Creepy é melhor que muito livro de ficção meu Deus, eu tenho umas escritas...mas essa é muito mito (parabéns)

    ResponderExcluir
  2. Cara é essa Creepy é melhor que muito livro de ficção meu Deus, eu tenho umas escritas...mas essa é muito mito (parabéns)

    ResponderExcluir
  3. Essa creepy ta otima. Quero ver como vai terminar. ansiosa aqui...

    ResponderExcluir
  4. uma pena demorarem TANTO pra postar os capítulos...

    ResponderExcluir
  5. Incrivel Creepy. Deixa o leitor ansioso por saber a sequencia!! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Incrivel Creepy. Deixa o leitor ansioso por saber a sequencia!! Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Cara que creepy maravilhosa *--* pena que demora tanto pros episódios serem postados

    ResponderExcluir
  8. Gente,eu posto uma vez por semana (aos sábados), então todo sábado sai uma nova parte. Um pouquinho de paciência, por favor!

    ResponderExcluir