30/05/15

Tem alguma coisa muito estranha acontecendo com minha esposa - Parte I

Olá!
Essa é mais uma série e o autor é o usuário Darkhawkz do NoSleep.
A história foi dividida em 5 partes, e aqui vai a primeira:

Este é minha primeira postagem aqui, mas eu sinto que vocês deveriam saber sobre isso. Se você quiser chegar ao ponto alto da história, você pode pular para o quarto parágrafo. Enquanto crescia, eu sempre tive medo de monstros. Até na faculdade, onde a maioria consideraria estar na hora de ser chamado de adulto, meus maiores medos eram monstros debaixo da cama, no guarda-roupa ou na janela. Eu sempre dizia a mim mesmo o quão tolo isso era, me vendo como adulto nesse ponto e continuar temendo algo que eu sabia que não existia. Isso foi antes de... conhecer minha esposa. Mas antes de contar o que aconteceu, deixe-me detalhar como eu conheci minha esposa e o quanto ela significa para mim. 

Eu conheci Natalie na faculdade. Eu era um nerd, mas ela viu algo em mim que nenhuma outra garota tinha visto. Ela era uma pessoa extremamente gentil, que sempre tinha a mais doce das intenções. Conforme eu passava mais tempo com ela, percebia quantas coisas tínhamos em comum. Para mim ela era a garota mais bonita do mundo. Eu podia olhar em seus olhos verdes pelo resto da minha vida, e foi isso que eu escolhi fazer quando a pedi em casamento. 

Avançando para a vida de casado, eu estou trabalhando agora, enquanto ela está cursando um mestrado online. A vida é boa, a vida é realmente perfeita, muito perfeita. Desde que nos casamos, eu contei tudo, meus mais profundos segredos, meus sentimentos mais profundos, e mais importante, os meus medos mais obscuros. Eu me lembro de quando falei a primeira vez sobre meu medo bobo de monstros, num primeiro momento ela riu. Mas com o tempo, ela percebeu como eu às vezes tremia na cama, deitado e acordado com medo. Tendo o coração doce que ela tem, ela me abraçava, e dizia que estava tudo bem. Minha esposa se tornou minha protetora, ela se tornou a única a manter os meus receios a salvo. Seu rosto tornou-se o de um anjo para mim, um que iria me proteger de qualquer coisa assustadora que a vida tivesse reservado para mim. Eu passei a confiar naqueles belos olhos verdes, e cada vez que eu a via, eu sabia que estava a salvo. 

Agora vamos para as coisas.... estranhas que têm acontecido nos últimos tempos. O primeiro incidente que me lembro que poderia ser definido como estranho, aconteceu às 3:00 da manhã uma noite. Eu acordei sentindo muita sede, e por ser o cara medroso do mundo, acendi a luz do flash para ir buscar um pouco de água. Assim que acendi a luz notei que a minha esposa não estava na cama. Olhei para o banheiro e a luz estava acesa e eu podia ouvir a água escorrendo, então eu supus que ela estava lá. Meio dormindo eu desci as escadas até a cozinha e quase tive um ataque cardíaco quando vi minha esposa encostada em um canto bebendo água. Assim que eu a vi, porém, eu me senti seguro. Ela sorriu para mim enquanto bebia a água do copo. Eu estava muito cansado e murmurei algo sobre o quão quente estava e peguei um pouco de água. Ela continuou a sorrir para mim enquanto eu terminei a minha água e subi as escadas. Enquanto eu caminhava de volta para cima eu falei que ela deveria voltar para a cama visto que era tão tarde. Quando eu voltei para o meu quarto, lá estava ela, dormindo. Este foi o momento em que acordei completamente. Eu podia jurar que ela estava lá embaixo bebendo água. Com medo de voltar lá embaixo, eu a acordei e disse o que tinha acontecido. Meio dormindo, meio chateada, ela me confortou e me disse para voltar para a cama. Na manhã seguinte, ela brincou sobre eu ter tanto medo do escuro que eu a via em todos os lugares como minha protetora. "Além disso, eu estava usando o banheiro quando você pensou que eu estava fora da cama", afirmou. Com aquele sorriso quente, como eu poderia pensar de outra forma? 

Uma semana depois, outro incidente estranho. Isso foi em plena luz do dia. Durante uma manhã de sábado, Natalie me acordou às 11:00 e me disse que estava indo comprar mantimentos. Por volta das 11:30 eu finalmente saí da cama e me vesti para um lanche com minha linda esposa. Eu fui para a cozinha e a encontrei bebendo um copo de água. Eu sorri e disse: "Voltou tão cedo, querida?" Ela não respondeu, apenas sorriu enquanto bebia sua água. Antes que eu pudesse me aproximar dela, a campainha tocou e eu imediatamente fui ver quem era. Eu abri a porta. Sim, era minha esposa, de volta com todos os mantimentos. "Ei, não vai me ajudar com tudo isso?", Ela retrucou em tom de brincadeira, enquanto colocava os sacos de papel na porta. Assim que ela viu meu rosto perdendo a cor, ela sabia que algo estava errado. Ela me sentou, me pegou um pouco de água e eu contei a ela o que aconteceu. Desta vez, foi em plena luz do dia, e eu sabia o que eu via. Por mais que eu estivesse acostumado a adorar seus belos olhos verdes, pela primeira vez, eu vi neles um estranho medo. Minha esposa era forte, nunca tinha medo. Ela me disse que havia algo que ela deveria ter me dito há muito tempo. Ela disse que isso acontecia com ela quando ela era muito, muito pequena. Seus pais e irmãos a viam em lugares que sabiam que ela não estava. Eles nunca poderiam explicar essas ocorrências, mas vendo que ela não causou nenhum dano, chegaram a viver com ela sem realmente questionar esses encontros. 

Levei alguns meses para processar tudo o que ela tinha me dito, então eu comecei a viver com isso também. Como eu disse, a minha verdadeira percepção do medo era monstros, e não minha linda esposa. Vários incidentes semelhantes aconteciam, por exemplo, eu a via sentada na cama, apenas para encontrá-la a cozinhar na cozinha lá embaixo. E em todos esses casos, quando eu interagia com esta "entidade" que eu ainda via como minha esposa, ela sorria e não dizia nada. Na verdade, eu encontrava conforto ao ver minha esposa o tempo todo, sempre sorrindo, sempre feliz, e sempre perfeito. É importante notar, porém, que em todos estes incidentes, nunca houve qualquer sobreposição. Eu nunca a vi em dois lugares ao mesmo tempo. Eu acho que qualquer pessoa em sã consciência teria chamado a sua esposa quando pensassem que estavam vendo a entidade. Mas como eu disse, eu encontrava conforto em seus olhos verdes, em seu rosto sorridente, então, honestamente, eu realmente não me importava. 

Então, hoje, tudo mudou. Minha esposa me disse que estava indo visitar seus avós que vivem a uma hora de distância de onde nós moramos. Ela me convidou para ir, mas visto que era um domingo e eu só queria ser preguiçoso, eu disse para ir em frente sem mim. Foi então quando finalmente aconteceu. A sobreposição. Eu estava na minha sala assistindo TV quando me levantei para pegar uma coca-cola. Lá estava ela, minha esposa novamente, tomando água de um copo e apenas sorrindo. Eu estava tão acostumado com isso agora, sabendo que esta era a "entidade", eu sorri e disse: "É bom ver que você ainda está olhando por mim!" Ela sorria e continuou a olhar para mim com aqueles lindos olhos verdes que eu tanto tinha me afeiçoado. Foi quando o telefone tocou e eu me virei para longe da "entidade" para buscá-lo. 

"Ei, querido, eu vou chegar um pouco tarde porque o vovô insiste que eu fique para o almoço!" Era minha esposa, e assim que ouvi a voz dela, eu ouvi um vidro quebrando, minha esposa no telefone também tinha ouvido. Me virei e vi que a "entidade" estava agora olhando para mim, o sorriso não estava mais lá. Mas em vez disso, um sorriso falso muito preocupante. Ela estava apontando para mim, com a cabeça inclinada em um ângulo perfeito de 90 graus. Mas não foi isso que me perturbou, eram os olhos. Eles já não eram o verde em que eu encontrava conforto. Eles eram escuros como breu, como os demônios nos filmes. Eu olhei para ela enquanto estava completamente sem palavras. 

"Querido, está tudo bem? Você derrubou alguma coisa?" Minha esposa perguntou ao telefone. Eu sussurrei de volta para o telefone "Eu não, ela derrubou..." Neste ponto minha esposa gritou ao telefone "DESLIGUE E OLHE PARA LONGE!!!" Eu não sei onde eu encontrei forças para fazer isso, mas eu fiz exatamente o que ela disse. Quando eu abri meus olhos, uma fração de segundo depois, ela tinha ido embora. Confuso e assustado, liguei de volta para minha esposa que disse que já estava a caminho. "Isso não deveria ter acontecido, não deveria haver sobreposição, eles disseram que não aconteceria... eles disseram que ela era inofensiva...”. 

Estou com muito medo de apenas sentar e esperar, eu ainda continuo olhando por cima do meu ombro. Minha esposa deve chegar em casa a qualquer momento agora. Assim que ela voltar vou perguntar a ela o que ela quis dizer com "eles" e que diabos está acontecendo. Ela sabe alguma coisa e eu tenho que saber o que é. Nunca pensei que o que eu mantinha tão próximo e tão querido em meu coração, que me protegia, poderia se tornar o monstro que eu mais temo.
_________________________________________________________________________________

CONTINUA...


14 comentários:

  1. Cara, parece ser ótima essa creepy. Continua, Flávia :D

    ResponderExcluir
  2. Krl...Parabéns Flávia,muito boa essa creepy...Ansioso para a próxima parte :3 :3

    ResponderExcluir
  3. Próximo sábado posto a segunda parte!
    Que bom que estão gostando!

    ResponderExcluir
  4. Parece que vai ser tão boa quanto a "Acho que meu marido fez alguma coisa com um dos gêmeos" :3

    ResponderExcluir
  5. Caraca , CPBR voltando às suas raízes :0 primeiro aquelas creepys muito boas , depois aquela sequencia de creepys sobre os gêmeos , depois aquela ótima do Godzilla que ainda está sendo lançado...e agora mais esse. Pessoal , vocês estão trazendo de volta aquela aflição de ler as creepys de antigamente... vocês tem os meus parabéns :D espero que continuem assim

    ResponderExcluir
  6. matheus me lembrou o how i met your mother

    ResponderExcluir
  7. Caramba, que creepy show! Certeza que será ótima. Quero ver é aguentar esperar uma (longa) semana para ler mais! :( hahahahah

    ResponderExcluir
  8. Mt boa,fez valer o tempo que ficaram sem posts "bons" (antes da creepy dos gêmeos, nas creepys dos fãs) Parabéns, ta ótimo

    ResponderExcluir
  9. muito boa. Eu acho que não vou conseguir aguardar tanto para a proxina parte !

    ResponderExcluir
  10. Flaviaaaaa, acompanha essa serie aqui!!!! http://www.reddit.com/r/nosleep/comments/381xvq/my_friend_from_an_insane_asylum_just_called_me/

    ResponderExcluir
  11. Obrigada pela dica, Milena. Vou dar uma olhada. :)

    ResponderExcluir
  12. que tipo de pessoa vê uma duplicata da esposa aparecer na casa do nada e começa a "conviver com isso"?
    Ótima creepy!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Flávia, não sei se lembra de mim porque estou com outra conta mas eu já comentei na saga "Acho que meu marido fez algo com um dos gêmeos" e estou elogiando de novo porque você trouxe mais uma ótima creepy (e você continua gatenha :3 ).

    ResponderExcluir