20/06/15

Tem alguma coisa muito estranha acontecendo com minha esposa - Parte IV

Ei pessoal, peço desculpas pela demora. Se você já não o fez, leia minhas postagens anteriores antes de continuar (Parte I, Parte II, Parte III). Bem quando eu pensei que tinha encontrado paz, quando poderia continuar com minha vida, as coisas se tornaram mais estranhas. Então os olhos de Natalie permaneceram pretos. Depois de duas semanas fingindo que as coisas estavam bem, eu tentei conversar com ela sobre toda a situação. Mas ela sempre encontrava um jeito de contornar a conversa. As coisas nunca mais foram as mesmas. Nós jantamos em silêncio. Eu acordo à noite e a encontro encarando o teto. Já era o suficiente, eu não poderia continuar vivendo desse jeito, eu precisava encontrar um jeito de consertar as coisas. E o único modo que eu conhecia era voltando àquela casa perturbadora. Eu sentei com Natalie e nós tivemos uma longa conversa sobre tudo o que havia acontecido e ela relutantemente concordou que nós precisávamos voltar à casa. O que quer que aquelas ‘irmãs’ fossem, nós precisávamos confrontá-las.

Então, antes de ir para a casa, nós montamos um plano. Pensamos que espelhos poderiam ajudar, por isso me certifiquei de trazer um espelho comigo. Quero dizer, neste ponto, por que não? Além disso, sabendo quão escuro estava dentro da casa da última vez, eu comprei alguns óculos de visão noturna. Agora, a questão sobre Natalie me acompanhar na viagem ou não. Considerando que ela tinha sido minha salvadora toda vez, nós decidimos que era melhor que ela fosse comigo. No entanto, eu não a deixaria entrar na casa sob nenhuma circunstância. Eu também tenho me certificado de que ela é ela mesmo. Mesmo que Natalie tenha se tornado significativamente mais silenciosa do que antes, eu tenho feito diversas perguntas e esperado respostas para me certificar de que é ela. Eu posso ver a tristeza em seus olhos, como ela sabe que eu perdi completamente a confiança que eu costumava ter nela. Mas ela concorda, e responde às minhas perguntas, sabendo que é a única maneira que eu posso manter a cabeça no lugar com toda essa situação.

Chegamos na casa às 11:00 horas em plena luz do dia, não que isso fizesse diferença já que a casa estava escuro como sempre dentro. Como era uma área muito remota, eu não me senti mal em prender uma corrente na porta da frente e puxá-la com o meu caminhão. Eu não estava deixando qualquer porta se fechar em mim desta vez. Natalie ficou a cerca de 10 metros de distância da moldura da porta, de modo que ela ainda pudesse me ver enquanto eu caminhava. Minha teoria era que estas "irmãs" pareciam ser incapazez de encará-la, por isso, enquanto eu mantinha uma boa linha de visão com Natalie, eu esperava que ela não iria aparecer. Com meus óculos de visão noturna ativado, entrei na casa com Natalie nervosamente falando "Seja cuidadoso, querido..." Mesmo que muita coisa tivesse acontecido, eu ainda encontrava uma sensação de conforto em sua voz. "Tudo vai ficar bem, eu prometo, vamos acertar isso...." Eu falei de volta. O ar estava pesado dentro da casa, e eu achei que era um pouco difícil de respirar, mas, no entanto, eu tinha planejado esta viagem por alguns dias e eu não estava prestes a desistir. Eu vi os símbolos novamente nas paredes, eu peguei o meu celular e tirei algumas fotos. Tudo na casa estava destruído e empoeirado, exceto um pequeno armário na parede do outro lado da sala de estar. Até agora eu estava andando em uma linha reta, mantendo visão com Natalie. Mas este armário parecia estranho, ele tinha muitos símbolos em torno dele, e era o único objeto na casa que parecia ser intocado. Não houve nenhum sinal das "irmãs". "Eu vou verificar algo muito rapidamente, eu já volto, tá bem?" Eu falei para Natalie, que balançou a pela sala, e olhou nas gavetas. Todas estavam vazias, exceto a última, que tinha uma pequena bolsa de couro com um diário dentro. Eu imediatamente a coloquei no bolso e comecei a voltar. Então, eu me virei para encontrar o rosto sorridente de minha esposa, com um copo de água na mão e olhos que pareciam mais verdes do que nunca. Honestamente, por um momento eu admirei seus belos olhos verdes, só para parar imediatamente com isso e perceber que era a entidade que eu estava enfrentando. Eu lentamente comecei a caminhada dando a volta nela. Assim que passei por ela "Está tudo bem aí???" Natalie gritou do lado de fora. No momento em que o som de sua voz me atingiu, ouvi um vidro quebrar atrás de mim. Eu sabia o que estava acontecendo, e naquele momento cheio de adrenalina, eu disse dane-se, eu vou acabar com isso. Eu peguei o espelho, me virei e segurei na frente de seu rosto. Agora eu podia vê-la através dos meus óculos de visão noturna, a cabeça inclinada, sorrindo. Aquilo soltou um grito e quebrou o espelho na minha mão. Eu lentamente comecei a recuar em direção a linha de visão de Natalie, de olhos bem fechados. Bem quando eu pensei que eu estava quase lá, eu esbarrei em alguém. Então eu senti uma mão no meu ombro, e um rosto bem próximo ao meu. "Você veio para nós!" Sussurrou em meu ouvido. A parte mais preocupante não foi que os meus olhos estavam fechados, foi o fato de que soava como cinco pessoas dizendo isso exatamente ao mesmo tempo, com algumas vozes mais grossas e algumas vozes mais agudas. Então eu senti outra mão enquanto eu estava sendo puxado para o chão com uma força que eu não poderia compreender. Quando eu caí, eu me arrastei para a pouca luz que vinha pela porta. Eu mal tinha me afastado o suficiente para ver Natalie gritando do lado de fora e correndo em direção à casa. "PARE, NATALIE, PARE, NÃO ENTRE!" Eu gritei quando ela parou a alguns centímetros da porta. "Não, não, não... você também não... eles não podem ter você também... eles disseram que não" Na hora, eu realmente não prestei atenção ao que ela disse, senti uma mão segurando meu pé, sabendo que eles estavam tentando me arrastar para fora de sua visão. Notei que meu telefone tinha caído. Neste ponto eu fiquei muito tonto e eu alcancei meu telefone. Mesmo estando escuro, o rosto de Natalie se iluminava na tela do telefone. Seus belos olhos verdes radiantes como sempre. Eu dei-lhe uma última olhada antes de eu começar a desmaiar. Mas logo antes de desmaiar, eu senti a mão soltando meu pé

Eu acordei no hospital. Assim que minha visão embaçada ficou clara, Natalie saltou para mim e me deu um abraço. "Oh, graças a Deus você está bem!!! Você pode ver? Olhe para mim, você pode ver?" Quando ela me soltou, a primeira coisa que notei foram seus olhos verdes. Eles estavam tão radiantes quanto costumavam ser. "Seus olhos..." eu murmurei. Natalie soltou um grito de alegria quando ela percebeu que eu podia ver "SIM!!! Sim, amor, meus olhos estão bem, eu me sinto como eu mesma agora! Tudo está bem!" Eu tinha tantas perguntas, mas o médico insistiu que eu descansasse. Na manhã seguinte, enquanto os médicos estavam completando toda a papelada de minha alta, falei com Natalie sobre o que aconteceu na casa. Ela explicou que, quando eu estava caindo inconsciente, ela correu para dentro de casa só para ver que as "irmãs" estavam olhando para a tela do meu telefone. No instante em que Natalie as viu, elas olharam para ela. Depois de um breve olhar elas desapareceram. Ela também me disse que quando ela estava me puxando para fora da casa, ela começou a ruir e desabar no chão, nós quase não conseguimos sair. Sério? Eu pensei comigo mesmo. Era tão simples? Então lembrei das as fotos que eu tinha tirado na casa e peguei meu telefone para olhar para elas. "O que você está procurando, amor?" Natalie perguntou quando ela me viu passando desesperadamente por minhas fotos. "Eu tirei algumas fotos na casa... mas eu não consigo encontrá-las..." Eu respondi enquanto eu me perguntava o que lhes aconteceu. "Hmmm eu não me lembro de você de tirar fotos..." ela pegou meu telefone e deslizou-o na bolsa "mas vamos nos preocupar com isso mais tarde, eu estou tão feliz que você está bem!" E ela me deu um abraço. Ela estava agindo um pouco estranho. Será que ela exclui as fotos do meu telefone? Notei meu casaco pendurado na porta, o mesmo que eu tinha usado quando eu entrei na casa. Fui vesti-lo "Está frio aqui!" Eu sorri para Natalie. Então o médico pediu-lhe para assinar alguns papéis e quando ela se virou eu imediatamente senti meu bolso interno. Eu podia sentir o pequeno diário de couro. Desde que voltamos para casa, Natalie tem estado constantemente ao meu lado, literalmente. A única vez que eu não estava com ela foi quando eu fui usar o banheiro. Eu retirei o diário e olhei para a primeira página "Aqui reside o pouco conhecimento que adquirimos ao longo de gerações, desde o nascimento das "irmãs"". Eu estava prestes a virar a página quando Natalie começou a bater na porta "Você está bem???" "Sim, eu estou bem, eu já saio!" Eu gritei de volta. Algo não está certo, ela não vai me deixar sozinho nem por um instante. Para não mencionar o que ela disse antes de desmaiar, ela sabe alguma coisa e não vai me dizer. Mas eu não quero confrontá-la ainda.

Eu fui trabalhar hoje e tentei ler o diário sempre que eu tive chance, mas eu tive um dia atarefado. A história é bastante longa, mas estou chegando perto de terminá-la. Hoje cedo, eu saí do trabalho duas horas mais cedo e dirigi até a casa supostamente demolida. O que eu vi me perturbou. A casa foi queimada do chão, como se alguém tivesse deliberadamente ateado fogo nela. Por que Natalie mentiria para mim? Ela colocou fogo na casa? Eu também estou começando a duvidar muito do que ela tem dito recentemente.

Natalie continua me chamando para ir para a cama e eu estou no meu escritório escrevendo essa atualização. Eu continuo mentindo, dizendo que eu estou escrevendo algo para o trabalho. Eu também disse a ela que eu tenho que ir ao trabalho amanhã de manhã por algumas horas para compensar o tempo que eu estava no hospital. Ela acreditou e, em vez disso, eu vou para um café para terminar de ler o conteúdo do diário. Vou atualizar vocês em breve sobre o conteúdo do diário.
_________________________________________________________________________________

CONTINUA...


14 comentários:

  1. Será que é a Natalie? Acho que não...

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Ai caralho estor nervousor, to sentindo uma treta, tb acho que n é a Natalie..
    Parabéns, a série está otima, smp deixando a gnt na expectativa pra proxima parte!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. essa série e a "acho que meu marido fez algo com um dos gemeos" merecia um filme mt bem produzido... porque e foda pra krl

    ResponderExcluir
  7. "Nós quase não conseguiu sair"... doeu meu coração ×_× arruma aí Flávia :3

    ResponderExcluir
  8. Desculpe pelo seu coração, Vicky! kkkkkkkkk
    E obrigada!

    ResponderExcluir
  9. Flávia linda ♥ posta pelo amor de Odin ♥

    ResponderExcluir
  10. A Natalie parece que q não a Natalie, olha a marca no pulso caramba!

    ResponderExcluir