27/06/16

Histórias de um entregador de pizza (PARTE 1)


Se a companhia para quem trabalho descobrir que estou escrevendo isso, tenho certeza que eu seria demitido imediatamente, então essa é a razão do texto estar intencionalmente vago. 

Meu nome é T e sou entregador de pizza em uma cidadezinha de interior ao norte do Canadá. Estou escrevendo isso aqui logo após terminar meu turno e também estou todo cagado de medo, então perdoe meus erros de digitação. A cidade rural na qual faço entregas tem aproximadamente 25 mil pessoas espalhadas ao longo do sopé de uma enorme montanha. Muitos dos moradores aqui são fazendeiros, lenhadores, e coisas desse tipo. Temos uma pequena universidade aqui, então estudantes de outras cidades estão morando aqui também. Ao contrário da maioria das pizzarias com tele-entrega, a que eu trabalho permite que você peça uma pizza mesmo estando fora da cidade, contanto que esteja dentro dos 50 km de distância estipulados pela companhia. Nosso restaurante faz isso porque muitos dos moradores moram em suas fazendas que ficam fora do limite da cidade. Obviamente, isso faz com que eu e os outros entregadores fiquemos longe da matriz por períodos longos de tempo. Durante entregas distantes, não é esperado que voltemos por pelo menos uma hora, então só depois disso que nosso chefe nos ligava para ver se está tudo bem. E pra melhorar, ficamos abertos até as 5 da manhã todos os dias. Essa combinação de variáveis fez com que eu fosse testemunha de diversas coisas bizarras e assustadoras durante meus anos de trabalho lá. Nunca contei para ninguém sobre; mas depois do turno de hoje, preciso tirar isso do peito. Estou quase certo que por pouco não fui assassinado nesta noite.

A noite de hoje começou como todas as noites de terça-feira: Eu estava recebendo uma miséria de gorjetas e me tornando cada vez mais depressivo a respeito da minha carreira como moto-boy. Naquele dia eu já tinha feito diversas entregas fora de área para aqueles malditos caipiras que não me deram nem moedas de gorjeta. Quando o computador da loja apitou informando que havia uma nova tele-entrega, já tinha certeza que seria fora de área. Obviamente, era uma casa que nunca tinha feito pedido antes que ficava a exatamente 50 quilômetros do nosso ponto. Bastante irritado, olhei o alerta de pedido especial e me senti um pouquinho melhor:

"GRANDE GORJETA SE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES FOREM CUMPRIDAS: Leve a pizza para dentro da casa no quarto do segundo andar, a porta estará destrancada." Instruções como essas não são raras, algumas pessoas são preguiçosas pra caramba. Emocionado que finalmente receberia uma gorjeta decente, sai de lá em velocidade recorde com o carro. Eu nem se quer parei para tomar um café, como geralmente faço durante essas viagens longas.

Depois de dirigir cerca de 25 minutos por uma estrada de terra, cheguei no que meu GPS indicava como sendo o endereço correto. Eu não vi nenhuma casa ao redor por pelo menos 5 Km dali, mas novamente, isso não é incomum no interior. Estacionando na frente da casa, percebi que as paredes da casa estavam bastante detonadas. Da estrada parecia normal, mas quando cheguei perto eu pude perceber que ninguém morava lá fazia um bom tempo. A casa tinha dois andares, com um telhado faltando algumas telhas e várias janelas quebradas. E pra melhorar, a porta da frente não estava lá nem para contar história. 

"Destrancada é o caralho," sussurrei para mim mesmo enquanto abria a porta do meu carro e andava até o outro lado do carro para pegar a caixa de pizza. Enquanto eu fazia isso ouvi um barulho que fez todos os pelos do meu corpo se arrepiarem. Da janela do segundo andar na extrema esquerda, na qual ficava o quarto que eu deveria ir segundo as instruções do cliente, eu pude ouvir uma risada baixa. Mas o que me deixou todo cagado e que não era uma risada normal do tipo achei-alguma-coisa-muito engraçada. O único jeito que consigo descrever é que parecia que alguém que nunca tinha ouvido uma risada na vida estivesse tentando imitar uma risada de verdade. Parecia tão... falsa. Era um longo "haaaaaaaaaaaaa" seguido por um "HA" curto e alto. Tudo naquela risada era estranho.

Todo borrado de medo, eu fui até a porta e soltei um "olá?" fraco. Não importava o quanto eu tentasse, aquele som bizarro não saia da minha cabeça. Depois de esperar 30 segundos, ouvi uma resposta: "Estou faminto, venha logo." Garanto que lendo você ache essa frase bastante inofensiva, mas o jeito que seja lá o que estava lá em cima falou, fez com que eu começasse a entrar em pânico só de pensar em entrar na casa. O jeito que a frase foi dita foi tão inumana e tão errada, o ritmo da fala estava descompassado e parecia muito tenso. Não preciso dizer que não fiquei lá para descobrir quem estava no segundo andar. Derrubei a pizza no chão e sai correndo o mais rápido que um ser humano pode correr. Apesar de estar escrevendo isso agora na segurança de minha casa, ainda estou tenso e com muito medo.

O que você acha que era? Sou um cagão por não ter subido lá, e provavelmente era só um  velho gordo que não queria se levantar da cama? Novamente, peço desculpas pelos palavrões e qualquer erro de digitação.

--T
-

Se gostou desse conto,  comente, só assim saberemos se vocês estão gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião! Obrigada!

KEEP CREEPYING!


39 comentários:

  1. Muito boa, um entregador cagão postando seus relatos... Traduziram ou foi um brasileiro que escreveu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acha que um brasileiro mora no interior do Canadá entregando pizzas?

      Excluir
    2. Só porque uma pessoa é brasileira o personagem de sua creepy ou qualquer outra história não pode ser do Canadá? rs'

      Excluir
    3. Você acha que um brasileiro mora no interior do Canadá entregando pizzas?

      Excluir
    4. Vdd pode ser um brasileiro q escreve sobre alguem de fora,mas Poxa o Brasil e enorme e poderia ser situada aki isso me incomoda,brasileiro q paga pau de gringo,se tivesse falado de alguem lugar Di interior de sampa ou do norte do pais da pra dar credibilidade

      Excluir
    5. Vdd pode ser um brasileiro q escreve sobre alguem de fora,mas Poxa o Brasil e enorme e poderia ser situada aki isso me incomoda,brasileiro q paga pau de gringo,se tivesse falado de alguem lugar Di interior de sampa ou do norte do pais da pra dar credibilidade

      Excluir
    6. Heuehuehe eu acho,já conheci brasileiro q mora na França como garçom,no equador jogando futebol,no Japão... Enfim tem brasileiro fazendo de tudo em todo canto do .mundo oq nao no canada entregando pizza? Heueheuehwu o conto è massa

      Excluir
    7. Heuehuehe eu acho,já conheci brasileiro q mora na França como garçom,no equador jogando futebol,no Japão... Enfim tem brasileiro fazendo de tudo em todo canto do .mundo oq nao no canada entregando pizza? Heueheuehwu o conto è massa

      Excluir
    8. Malditos brasileiros que jogam na Europa!!!!

      Excluir
  2. Creepy muito boa.. Nota 10.. Espero as próximas partes

    ResponderExcluir
  3. lembrei do conto "matéria cinzenta", do rei do maine <3

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. continuaaa, essa creepy parece tao natural scr

    ResponderExcluir
  6. Entregar pizza a 50km de distância? De carro ainda? Isso é o mais estranho. Mas a creepy e boa

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Amei.Creepy original digamos assim...quer dizer,pelo menos EU nunca li nenhuma Creepy do tipo....
    Por enquanto todo mundo elogiando daqui a pouco vai ter gente dando os conhecidos "4/10" '-'

    Meus parabéns Divina.Estou esperando as continuaçoes !
    O autor da Creepy está escrevendo a Creepy ainda,ou ja escreveu e vc só falta traduzir ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Olha, a principio serão apenas 3 partes, pois a última parte ele postou a 2 meses atrás e não tem mais atualizações recentes. Mas vou ficar de olho, caso ele lance mais alguma coisa da série traduzirei e postarei com certeza.

      Excluir
    2. Vai ver ele perdeu o medo e seguiu as instrucoes das outras pizzas

      Excluir
    3. Ah okay então Divina.Obrigada !

      Excluir
    4. Ah okay então Divina.Obrigada !

      Excluir
  9. Amei ♡♡♡♡
    Continuem por favor ♡

    ResponderExcluir
  10. Amei ♡♡♡♡
    Continuem por favor ♡

    ResponderExcluir
  11. Creepy muito boa, nunca tinha pensado nesse lado da vida dos entregadores de pizza, o único angulo que eu via era o de ENTREGADORES DE FELICIDADE COM BORDA RECHEADA. Louco.

    ResponderExcluir
  12. Caramba, divina eu sou apaixonada por vc casa cmg, a pessoa que mais posta creepys boas <3 cara essa creepy é boa, deu para imaginar tudinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Divina! Se você se casar com ele ( ou ela sei lá.) Eu posso ser padrinho?

      Excluir
  13. Quem ligaria pra uma pizzaria morando num raio de 50Km? E quem numa pizzaria faria entrega num raio de 50Km????? Isso é loucura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Loucura é vc não conhecer o tinder dos restaurantes. De 2 à 161km, a área de pesquisa.

      Excluir
  14. Adoreiii!! Quero mais

    ResponderExcluir
  15. Essa creepy tem uma naturalidade incrível. Curti muito.

    ResponderExcluir
  16. So buguei qdo ele disse ser motoboy e depois saiu de carro pra entregar a pizza...

    ResponderExcluir
  17. Coitado do gordinho que não pode se levantar da cama e ficou lá... esperando a pizza... pra sempre...

    ResponderExcluir