14/07/16

Série Runners/Corredores (PARTE 3) - Antes: Pouquíssimo Progresso

ATENÇÃO : ESSA SÉRIE/CREEPYPASTA É +18. CONTÉM CONTEÚDO ADULTO E/OU CHOCANTE. NÃO É RECOMENDADO PARA MENORES DE IDADE E PESSOAS SENSÍVEIS A ESSE TIPO DE LEITURA. LEIA COM RESPONSABILIDADE. 
***
Se não leu as outras partes ainda, clique abaixo na parte desejada e será redirecionado:
(PARTE 1) - (PARTE 2)

Anotações Gerais GeneMedica
Rakesh Chandrasekhar
16 de Março de 2015

As observações superficiais dos registros de Kyle Arrington e relatórios de data sugerem que estamos no caminho certo. Consegui que me fossem enviadas a maioria das amostras coletadas durante a expedição e mandei para sequenciamento e análise. AppDyn está aguardando por nossos resultados antes de continuarem com seu próprio trabalho com as amplificações e transceptores, mas a junção de empresas parece estar por fim atrasando tudo.

Os fragmentos de amostra que foram mandadas diretamente para o laboratório de testes parecem promissoras. Os pontos de falha do MR1 até o MR331 não apresentam problemas com o MR332. Entretanto, a transmissibilidade entre mamíferos através da explosão de esporos e vias secundárias ainda é mais lenta do que nossa meta.

Anotações Gerais GeneMedica
Rakesh Chandrasekhar
17 de Março de 2015

Conversei com Rakesh Patel da AppDyn sobre emprestar-nos um de seus transceptores. Isso será feito amanhã, o que é perfeito, pois a sequência e análise do MR332 estará disponível amanhã pela manhã.
Funcionários do turno da madrugada no laboratório 4 fizeram um pequeno avanço quando descobriram que o MR332 tinha tido uma taxa de 100% de transmissão quando aplicado a moscas. Entretanto, a degradação de tecidos continua sendo a maior preocupação, uma vez que diminui o raio de transmissão secundária. A mortalidade das moscas foi de 96% na primeira hora e de 100% na terceira hora. 

Anotações Gerais GeneMedica
Rakesh Chandrasekhar
20 de Março de 2015

Nossos pesquisadores não tiveram sucesso ao tentar vincular o zigósporo MR332 no respirócito de iteração mais recente do AppDyn. A AppDyn não está disposta a nos fornecer especificações de design completo, afirmando que só estarão disponíveis assim que a junção da GeneMedica/AppDyn esteja completa.

Isso é um retrocesso enorme, sendo que maior parte de nossas amostras tenham sido construídas no pressuposto sucesso da síntese de zigósporos/respirócitos. Dito isso, os respirócitos ainda estão sensíveis as transmissões on/off feitas pelo transceptor da AppDyn, o qual eu protegi de Rakesh Patel.

Camundongos expostos ao respirócito puro foram capazes de exercer cerca de 4000% acima dos valores base. Danificações estruturais de pernas e patas estavam nos níveis esperados. Essa porcentagem terá que crescer espontaneamente para chegar ao objetivo modelado. 

Anotações Gerais GeneMedica
Rakesh Chandrasekhar
23 de Março de 2015

Houveram sugestões de que o fracasso da síntese dos zigósporos e respirócitos possa ser minimizado com nossas tecnologias de Hemo Engenharia. Mesmo que eu entenda o processo de pensamento por trás desta sugestão, estou incerto de sua viabilidade no geral. Seria necessário aquisições significativas de hospitais, bancos de sangue, e outras instalações médicas nais quais seriam gastos capital muito acima do disponível pela GeneMedica. Vou sugerir que isso seja avaliado novamente após a junção de empresar, mas considerando os custos e riscos imensos envolvidos, não irei aumentar o nosso orçamento de hemo engenharia. Continuaremos a trabalhar na síntese.

Anotações Gerais GeneMedica
Rakesh Chandrasekhar
24 de Março de 2015


AppDyn nos enviou os resultados do nosso modelo-base da síntese dos zigósporos/respirócitos e da receptividade do modelo do início de transceptor de sinais PHz. Como previsto, os respirócitos embutidos nos esporos aceitam comandos complexos enquanto dentro de seu hospedeiro. Isto seria um grande alívio se não estivéssemos falando sobre modelos que ainda não refletem a realidade. 

CONFIDENCIAL - Anotações Gerais GeneMedica
CONFIDENCIAL - Acesso apenas para 11A
CONFIDENCIAL Rakesh Chandrasekhar
CONFIDENCIAL - 25 de Março de 2015

Dr. Erin McConnell: falecido
Dr. Arthur Crane: falecido
Dr. Abasi Ndoga: falecido
Dr. Li Chen: falecido
Dr. Annette Chang: vivo

Ordenei o fechamento imediato do laboratório 4 localizado no sub-porão 3, assim como o início de entrevistas com os sobreviventes e quarentena indefinida. 

Filmagens das câmeras de segurança mostram Dr. Li Chen esvaziando clandestinamente um frasco de zigósporos no chão do laboratório de Amostras. O laboratório de Amostras não exige o uso de trajes de proteção. Os doutores McConnell, Crane, Ndoga, e Chen começaram a apresentar sintomas em questão de minutos. Dr. Crane conseguiu acionar o alarme e iniciar o confinamento antes de ser dominado. 

Dr. Chang voltou do banheiro imediatamente para seguir os procedimentos de confinamento e pode ver pela janela do laboratório os efeitos dos zigósporos nos doutores McConnell, Crane, Ndoga e Chen. As filmagens das câmeras de segurança mostraram que os efeitos dos zigósporos nos doutores estavam de acordo com as observações de campo de Kyle Arrington, embora muito mais rápido devido a concentração-artificial dos zigósporos usados para fins de teste.

Um bilhete foi encontrado no armário de Dr. Chen, que dizia, "Seremos os primeiros a viajar."

Ordenei a incineração do sub-porão 3 seguido pela coleta de amostras da carne dos falecidos. Laboratórios 1 à 3 e 4 à 28 não serão afetados e pesquisadores continuarão sem saber de tal evento. 

Não é esperado que esse atraso afete a junção das empresas GeneMedica/AppDyn, entretanto a perda das amostras de zigósporos e também dos quatro doutores irá dificultar o progresso da síntese de zigósporos/respirócitos. AppDyn está sendo notificada sobre o incidente. 
-
EM BREVE: "Série Runners (PARTE 4) - Antes: Pouquíssimo Ar"

Se gostou,  comente! Só assim saberemos se vocês estão gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião! Obrigada!
KEEP CREEPYING!

Todos os créditos para / All credits to: Unsettling Stories

TRADUÇÃO POR: FRANCIS DIVINA


32 comentários:

  1. Esse negocio ta ficando massa, me lembra um pouco dead space.

    ResponderExcluir
  2. Eu acompanho esse canal desde que a página inicial era a de um curupira (Sei lá o que era aquilo, na época eu achava que era um curupira) e as histórias eram muito corridas, não tinham história, e muitas vezes eu nem entendia direito. Eu me orgulho de ter acompanhado isso aqui é ver no que se tornou. Cada dia que passa ganha mais o meu respeito e admiração.
    Parabéns pelo excelente trabalho Divina, Gabriel e todos os outros adms que tem feito o Cpbr ter virado isso aqui!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então... Se você ainda lembra, era realmente um curupira? Kkkk

      Excluir
    2. Era o Ben da creepypasta do Zelda.

      Excluir
    3. Eu lembro que já foi uma estátua amaldiçoada do link (Creepypasta de um jogo da série Zelda). Mas não sei de nada sobre um curupira XD

      Excluir
    4. Ah, ok kkkkkkkkkk eu não conhecia creepypastas direito,então eu achava que era o curupira, mas pensando bem, realmente parece o Ben do Zelda

      Excluir
  3. Eu tenho uma duvida, quem conta essa parte é um personagem diferente da introdução, não é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aparentemente, são vários narradores que variam conforme a parte. Neste, é o Rakesh que o personagem narrador da Introdução se referia. A próxima parte já é narrada por outra personagem.

      Excluir
    2. então ou Rakesh é um nome muito comum (na India talvez) ou é um tipo d posto pq o narrador dessa pt fala com outro Rakesh...
      a 1ª e 2ª parte é narrada pelo Kyle Arrington q ate falou com um Rakesh na parte 2, so não sei com qual Rakesh...

      Excluir
    3. Rakesh Chandrasekhar é da GeneMedica, chefe de Kyle Arrington.
      Rakesh Patel é alguém da AppDyn.

      Excluir
  4. "Seremos os primeiros a viajar"
    Tenso... Mais confesso que tmb é meio intrigante essa parte.
    Bom estou gostando cada vez mais dessa Creepy !

    ResponderExcluir
  5. Essa creepy é muito intrigante. Quero maissssss

    ResponderExcluir
  6. Bomba química: /
    Parabéns pelo esforço divina, mas não conseguiu me prender a história achei muito brega, mas enfim, parabéns pela tradução, sinto falta dos outros tradutores, ultimamente só você tem postado, o retorno da cpbr ao estrelado se deve totalmente a tu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda tem muitas partes para serem lançadas, não desiste ainda da creepy. Te digo que já traduzi a quarta parte e está cada vez mais interessante. Vai que você gosta?
      E muito obrigada pelos elogios, eu faço o que posso! <3

      Excluir
  7. Gente, tá cada vez mais perfeita a série, parabéns Divina ❤

    ResponderExcluir
  8. Bateu saudade dos detalhes nojentos heushsusgushshs
    Boa tradução ; )

    ResponderExcluir
  9. Estou lendo esta creepy sedento por caos e destruição. Tomara que tenha, e seja no mínimo igual ao vísceras do Chuck palabalala. Ótimas tradução e velocidade de postagens

    ResponderExcluir
  10. Zerei o blog esta cada vez melhor
    Acompanhando a nova serie muito boa.

    ResponderExcluir
  11. Gosto muito dessa creepypasta, mas confesso que essa parte me deu uma preguiça kk

    ResponderExcluir
  12. Fiquei meio bugada em relação ao nome Rakesh (pensei "ue sao dois" e "a nao eh o msm narrador das outras partes"), até a Divina esclarecer que realmente são dois. Nada que comprometesse a minha leitura. Ótima tradução, creepy foda q tá me prendendo cada vez mais — estilo Os 1%.

    ResponderExcluir
  13. Adorando a nova série! Parabéns pelo trabalho, Divina.

    ResponderExcluir
  14. Entendi porra nenhuma dessa parte

    E porque diabos o Chen lá jogou os negócios no chão da sala de amostras?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pela descrição não foi acidente e sim proposital

      Excluir