10/08/16

Série Runners/Corredores (PARTE 10) - Durante: Sangue demais

ATENÇÃO : ESSA SÉRIE/CREEPYPASTA É +18. CONTÉM CONTEÚDO ADULTO E/OU CHOCANTE. NÃO É RECOMENDADO PARA MENORES DE IDADE E PESSOAS SENSÍVEIS A ESSE TIPO DE LEITURA. LEIA COM RESPONSABILIDADE. 
***
Se não leu as outras partes ainda, clique abaixo na parte desejada e será redirecionado:

Sou administrador de um dos hospitais mais importantes da cidade de Nova York. Não estou autorizado para falar sobre isso, mas é tão desconcertante que acho que mais pessoas deveriam saber. Está acontecendo um aumento inexplicável e inesperado dos estoques de bolsas de sangue. Não só no nosso, mas em hospitais e bancos de sangue do mundo todo.

Ninguém sabe de onde vem ou como chegam aqui. Todos os testes e exames de rotina dizem que estão em perfeito estado e livres de quaisquer patologias ou impurezas. Mas o fato é: não sabemos o que está acontecendo.

Você tem que entender - hospitais e bancos de sangue no mundo todo sempre tendem a estar em falta de estoque. Por isso que sempre vemos campanhas para doação de sangue. Entretanto, nas últimas semanas, apareceu tantas bolsas em nosso hospital que fomos obrigados a dispensar algumas, pois a validade está expirando antes de termos a chance de usá-los. Por mais estranho que pareça, a história piora.

Essa é a parte que me preocupa em estar divulgando, porque sei que estarei fodido se algum dos outros administradores descobrirem que fui eu que escrevi essa revelação. Assinei um acordo de não divulgação que dizia explicitamente que não poderia falar sobre isso para ninguém. Mesmo assim, não posso ficar calado. Quando dispensamos sangue, fazemos isso com ajuda do incinerador, assim como o resto do lixo hospitalar. A temperatura do fogo é tão quente que basicamente tudo evapora e só o que sobram são cinzas. Mas esse sangue não evaporou. Aconteceu algo completamente diferente.

Um zelador do hospital estava fazendo um trabalho não relacionado no terraço quando a fumaça do incinerador começou a sair pela chaminé. Parecia normal no começo, mas então a fumaça começou a afunilar e moscas começaram a se dissipar lá de dentro. Ele falou que as moscas voaram reto para cima por uns dois minutos e ficaram paradas em cima do terraço como uma nuvem. Depois de outro minuto, caíram como chuva e explodiram, cobrindo o terraço e o zelador com o mesmo sangue que tentamos incinerar. Depois fizemos mais uma tentativa de queimar o sangue, desta vez com os administradores do hospital aguardando no terraço. Tivemos o mesmo resultado. 

Nossos administradores entraram em contato com outros hospitais pelo país. Eles também experienciaram a mesma coisa que nós. Os bancos de sangue estão ficando com estoque excessivo e pessoas de todos os lugares estão recebendo este sangue que apareceu do nada. 

A última coisa que irei mencionar é um paciente que foi re-admitido ontem a noite. Ele havia recebido alta há um mês, depois de uma cirurgia que havia requirido diversas transfusões de sangue. Essas transfusões foram feitas com o sangue misterioso antes que notássemos que era diferente. Sua nova internação foi por conta de um incêndio que aconteceu em sua casa. Ele chegou no pronto socorro com 60% do corpo coberto de queimaduras de terceiro grau. Enquanto trabalhavam nele, moscas irromperam de sua carne e caíram ao chão, explodindo em enormes gotas de sangue.

O paciente veio a falecer pouco depois disso. A equipe médica ficou assustada e confusa, mas eles não sabem de toda história. Mas vão saber logo. Por favor, me ajudem a divulgar o que está acontecendo. O sangue não para de chegar. 
-
EM BREVE: "Série Runners/Corredores (PARTE 11) - Durante: Moscas demais"

Se gostou,  comente! Só assim saberemos se vocês estão gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião! Obrigada!
KEEP CREEPYING!

Todos os créditos para / All credits to: Unsettling Stories

TRADUÇÃO POR: FRANCIS DIVINA


13 comentários:

  1. Menos complexa que as outras. Mas ainda assim, não sei o que sao essas moscas ainda. Se alguém souber, Divina ou qualquer outra que tenha um capacidade de interpretação de texto boa, me diga por favor o que sao essas moscas.

    ResponderExcluir
  2. Outra coisa: o que o fungo tem a ver com isso?

    ResponderExcluir
  3. Hm só falta mostrar onde o funga entra nessa historia, pq n acho que seja a empresa que esteja fazendo isso, provavelmente o fungo gigante é inteligente ou tem algum cuzão fazendo merda

    ResponderExcluir
  4. Caaaaaaalma, jovens, logo logo vocês vão entender a conectividade entre o sangue, o fogo, a fumaça e os esporos.

    ResponderExcluir
  5. Acho que entendi, so acho ne kkkk
    Mas bora lá, o texto até agr foi dividido em Introdução, "antes" e "durante"
    Acredito que essa serie seja em referencia a experimentos relacionados ao fungo, no começo trabalham com o fungo pois ele apresenta propriedades regenerativas em algumas pessoas, propriedades essas que são hereditarias, pois a mulher que sobreviveu ao fungo teve um filho e ao parti-lo em varias partes, ele se regenerou em varias crianças, o que vem em seguida são experimentos com esses fungos, em um desses experimentos eles testaram variaveis desse fungo em seres humanos, uma dessas variaveis deve ter dado aos seres humanos com esse fungo um sangue que ao invés de criar fungos, criasse essas moscas quando de encontro com o calor, aquele terremoto foi provavelmente num lugar que era de teste dessa variavel, aquela pessoa lá que sobreviveu é quem recebeu a variavel de teste, ou seja, naquela cidade tinha pessoas imunes, mas so a que sobreviveu era a pessoa que recebeu o "placebo" a versão original do fungo o que a fez sobreviver ao desastre natural, as outras tinham a variável das moscas causando o sangue delas com o calor se transformar em moscas, as moscas foram provavelmente em referencia aos experimentos da geração espontânea em que se observava a criação de moscas de um pedaço de carne deixada jogada, o sangue que andam recebendo é por causa da doação de sangue de alguem com a variável das moscas que conseguiu sobreviver e fugiu e ele tem a regeneração e fica doando seu sangue, agr a parte da impressora, a parte passada eu n consigo encaixar ainda kkkk
    Essas minhas ideias tão uma viagem, mas essa serie é uma viagem, tem gente que n gostou, mas a historia da tantos elementos e ele quer que o autor use a criatividade para descobrir como unir todos os pontos e essa forma foi a que encontrei para unir todos os pontos ne

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tava entendendo nada até ler seu comentário. Até que faz sentido!

      Excluir
    2. Eu não tava entendendo nada até ler seu comentário. Até que faz sentido!

      Excluir
  6. Eu to acompanhando essa creepy enquanto tá saindo agora e to entendendo algo em torno de 1% dela hauahau
    Talvez qnd tiver completa e todos os capítulos estiverem aq eu entenda melhor dps de reler umas 2 ou 3 vezes.

    ResponderExcluir
  7. TO ENTENDENDO NADA DESSA PORRA

    ResponderExcluir
  8. Li toda a saga até o momento, do primeiro capítulo até aqui, e só posso dizer uma coisa: PQP!!! É basicamente o fim da vida na Terra, da forma mais nojenta, visceral e cruel possível, muito pior que um apocalipse zumbi. E... VINTE PARTES?! Nem quero imaginar como será a última, me dá uma ânsia só de pensar O.O

    ResponderExcluir
  9. Isso me faz lembrar um episódio de Doctor Who, onde robôs explodem no ar e criam uma nuvem e dessa nuvem cai uma chuva em cima dos cemitérios, a chuva e na verdade um monte de partículas e nanotecnologia, que remodelar os cadáveres e aproveita o corpo para transformarem eles em mais robôs, assim, sempre que eles estivessem em guerra eles nunca seriam destruídos, sempre quando estivessem estivessem menor número eles iriam estivessem mlp lo dor em cima dos cemitérios cemitérios e retornar com nova matéria prima prima e novo processador (o cérebro humano).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... legal e depois dessa postagem eu ter de responder ao Blogger : "não sou um robô " xD

      Excluir