01/03/2017

Árvores com Olhos

Antes desse conto, gostaria de deixar aqui uma nota sobre minha decepção com alguns leitores. Uma de nossas colaboradoras, Bea, saiu da equipe nesta segunda-feira. O motivo foi que não aguentava mais os comentários maldosos que estavam sendo feitos em suas traduções/ postagens. Coisas como "Uma m**da, perdi meu tempo lendo" ou "Que lixo, pior coisa que li na minha vida". E eu sei que ela não é a única que recebe esses tipos de comentários.

 Eu sempre sou a primeira a levantar a bandeira da liberdade de expressão, mas existe uma linha tênue entre dar a sua opinião negativa sobre um conto que não gostou e comentar coisas absurdamentes sem educação e que afetam o emocional do tradutor. 

Já falei diversas vezes aqui que NÃO GANHAMOS NADA para fazer o blog. Nenhum dos colaboradores são remunerados e nem mesmo eu o Gabriel lucramos. Fazemos o que fazemos porque assim como vocês somos amantes do terror e queremos proporcionar para os brasileiros o prazer de ler contos que ainda não estão disponíveis em português. 

Eu ainda vou deixar os comentários em anônimo em aberto, mas se tivermos mais incidentes como esse, serei obrigada a bloquear os comentários anônimos por tempo indeterminado, apenas pessoas com conta google poderão comentar. E se mesmo assim não parar, os comentários então precisarão de aprovação dos moderadores para aparecerem no blog. 

E gente, sério, são essas coisas que me fazem pensar em desistir do blog, sabe? Eu já estou aqui há mais de 6 anos e não quero ter que me desligar desse projeto tão bacana e importante pra mim por motivos de algumas pessoas não conseguirem se expressarem educadamente. Isso ferra com meu emocional.

NÓS, TRADUTORES, EDITORES, MODERADORES, SOMOS PESSOAS COMO VOCÊ. TEMOS SENTIMENTOS COMO VOCÊ. PODEMOS COMETER ERROS COMO VOCÊ. 

Gastamos horas e horas do nosso tempo para procurar e traduzir coisas para vocês. Atrás da tela estão seres humanos se dedicando para trazer entretenimento para você. Pense antes de comentar. 

Agora vamos ao conto:
-

Comprei essas páginas em uma loja de penhores local pelo equivalente a cinquenta centavos. Era a única coisa lá escrita em inglês. Não faço ideia de qual seu significado, mas o fato de que contem os nomes dos exploradores que desapareceram é perturbador. 
-

29 de Junho de 2016

Que isso seja um registro de nossos momentos finais. Eu sei que não sairemos dessa. 

30 de Junho de 2016

Eles levaram Jane ontem a noite. Hoje de manhã as árvores tinham seus olhos. Todas as árvores; Cada buraco de nó, cada espaço, cada interstício, está preenchido com seus olhos. Dois olhos copiados em milhares. Não sei como. Nada disso faz sentido. Mas estão me encarando. Estamos sendo observados. Eles seguem cada um de nossos movimentos, como se já não soubessem o que vai acontecer. 

1º Julho de 2016

As plantas estão nos enforcando. Cada passo é mais difícil e estamos parando a cada 15 minutos para descansar. O ferimento na perna de Art piorou. Não vou nem ousar em tentar tirar o plástico e metal do celular fundido em sua cintura e coxa. Podemos sentir o cheiro do apodrecimento. Não há dúvidas que ele irá morrer se não conseguirmos atendimento médico. 

Entretanto, isso é apenas uma fantasia digna de deboche agora. Estamos a milhares de quilômetros de qualquer pessoa. Sem moradores locais, sem médicos, ninguém. Apenas a selva imperdoável. Posso ouvir Art gemendo enquanto andamos.

2 Julho de 2016

Eu vi um deles no rio. Não nos notou. Estava tomando milhares e milhares de litros de água. Aonde que guardava tudo aquilo dentro de seu corpo esquelético é um mistério para mim. Tudo isso é um mistério para mim. 

Estou coberto de mordidas de mosquitos e aranhas. Uma ferida de pressão está se formando em meu ombro por ficar apoiando Art enquanto andamos. Os animais estão começando a sentir o cheiro dele, já espantei alguns pássaros que tentavam bicá-lo enquanto tentava dormir. Por sorte, consegui matar um deles essa manhã. Hoje comeremos.



3 Julho de 2016

Não podemos ir a lugar nenhum hoje. Art está imóvel. Posso ver algo se movendo por debaixo da pele de sua ferida. Acho que possa ser larvas de Ostridae, mas não tenho certeza. Alguma coisa é. Os restos do celular estão começando a cair junto com a pele infeccionada que cede aos poucos. É óbvio que as queimaduras vão da cintura até o fêmur. Ele resmunga quando se senta. Não sei se sabe que estou aqui.

4 Julho de 2016

Acordei vendo um deles perto de Art. Não me mexi. Eu não conseguiria mesmo que quisesse. Enquanto eu observava, ele passava a ponta de seus dedos flácidos contra a perna de Art. Eu arfei, e a coisa virou seu rosto em minha direção. Nós nos encaramos por um certo tempo, até que se voltou novamente para meu amigo. Segurou-o por debaixo das pernas, nas dobras dos joelhos, e foi embora. 

Art chorava. Não havia sangue saindo das feridas. Eu podia ver os músculos, tendões, até as intersecções de seu fêmur, junto com medula rosada de dentro. A parte com o celular derretido estava amarela e verde com um reservatório de fluídos por baixo. Mas nada pingava. A ferida havia sido invisivelmente cauterizada.

Mas ainda está morrendo.
5 Julho de 2016

Eles levaram Art ontem a noite. Seus olhos castanhos se juntaram com os azuis de Jane nas árvores. Todos os três, agora. Me observam. 

6 Julho de 2016

Haviam seis deles na parte mais turbulenta do rio que passei, enchendo-se de água. A parte do rio que ficava logo após onde estavam tinha se transformado em uma fina linha de água. Não me importo mais se me avistarem. Eles sabem que estou aqui. 

Vi a primeira vila desde que nós três nos separamos. É maravilhoso pensar que uma semana atrás éramos três. A vila estava transformada. As pedras estavam cobertas de um tecido vivo, que se movia. Parece músculo. Músculo e veias. Podia ouvir o som de algo sendo enchido por ar enquanto andava. Nem perdi meu tempo para ver o que era. Pelo meu mapa, preciso andar ainda mais uns três dias até o ponto comercial mais próximo. 

7 Julho de 2016

Tudo olhos, nenhuma árvore. Troncos de olhos, galhos de olhos, folhas de olhos. Nada além de olhos. O rio está seco.

Creepypasta relacionada: Registros finais de uma exploração

Escito por/ Written by UnsettlingStories.com


45 comentários:

  1. Ótima creepy! Eu adoro creepy diarios e fiquei muito feliz ao ver q essa era uma dela. Eu sou fã das traduções e dos trabalhos desse blog e fico mt triste em saber q existem pessoas q n sabem dar valor :'(
    Ps:Essa creepy me lembrou aquela da exploradora q achou uma cidade de carne(n lembro o nome mas ja foi postada aqui no blog)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nome é "Registros finais de uma exploração"
      Ela botou no final da creepy, realmente tao relacionadas kkk

      Excluir
  2. Encontrei hoje essa página e já vou salvar nos favoritos...Poxa vida,certas pessoas não merecem mesmo as coisas viu?? Gente mal educada e grosseira!!! pois gostei,adorei a tradução está otima e compreendi bem a história,esse povo mal agradecido merece uma surra!!! Otima página,parabens!!!
    E a historia é bizarra,assustadora...Adorei mesmo!!

    ResponderExcluir
  3. Olha, conheço o blog a alguns anos, e reconheço o trampo q vcs tem com cada conto, cada Creepy dessas...eu posso falar, todos esses anos, teve uma falha ou outra, mas nda q impedisse o leitor de curtir e aproveitar aqui... então, sempre tem alguem pra criticar negativamente aqui ou ali, mas a maioria q vive aq no blog gosta, curte, aprova esse objeto...sou um desses e nao quero q haja a perda de moderadores nem nada..
    força a todos, vcs sao os melhores...
    e otima creepy, essa das arvores :)

    ResponderExcluir
  4. Muito bom...Não entendi nada...Mas ainda assim é muito bom :D

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Eu fui uma das pessoas que pediu novos moderadores aqui, jamais me expressei dessa maneira rude como citado acima. Porém, gente, os novos moderadores em sua maioria estão trazendo conteudos muito fracos, e fica pior quando eles mesmos criam as creepys, gente, não da pra ler as creepys originais de uns moderadores aí, falta muito estudo, leitura e conhecimento do genero para ficar pelo menos regular. Todos aqui temos a consciência de que não é um trabalho remunerado, assim como também muitas pessoas desenvolvem outros hobbys artísticose inclusive gastam com isso, mas além disso as pessoas tem muita visibilidade aqui nesse blog, com essa visibilidade ela pode mostrar um trabalho muito bom, no qual pode até render frutos (como algumas pessoas que começaram creepys tão fantásticas que viraram livros) ou mostrar um trabalho meia boca fruto de uma escrita ainda muito crua até para o blog, de ambas as formas a pessoa ainda esta tendo visibilidade e as pessoas se manifestam. Resumindo acho que primeiramente os moderadores tem que entender de creepy, estudar os vários generos de forma que refine e saia do obvio para escrever, assim como os tradutores ao escolher as creepys. (Sem falar na pessoa encarregada da creepy dos fãns, mds tá bem ruim). Eu pessoalmente gosto das creepys quea divina trás, todas elas, incluindo as de generos que eu nao curto muito (como as do palhaço) por que percebe se que todas saem do óbvio, mesmo sendo generos ja conhecidos, acho que esse bom gosto se deve ao amadurecimento leitura, fica a dica para os novatos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabens cara, voce conseguiu dar uma critica construtiva sem hate e sem xingamento. É raro ver uma pessoa como voce na internet. Parabens mesmo, me fez reconquistar a fé na internet

      Excluir
    2. Que isso, so falei o que eu acho. Ahah (sou mulher, meu nome significa garota invisível em alemão).

      Excluir
  7. So fui eu que achei a parte da vila coberta por tecido vivo muito parecida com uma creepypasta que vocês postaram?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei a mesma coisa, "2" amigos, sumiços, fusão comcobjetos, diário...
      É idêntico

      Excluir
  8. A internet vem mudando desde que voces começaram a postar nesse nlog, infelizmente. Eu lembro da época em que o boog tinha começado, as postagens sobre o The Rake, o Jeff the Killer e afins, que me deixavam com medo de dormir com a luz apagada... Aquela época foi o auge da internet, a época em que voce podia postar qualquer coisa sem ser criticado por todos os lados, sem ser zuado. Enfim, a melhor época da internet.
    Mas tempos vão e tempos vêm. A internet, como qualquer outra coisa, mudou. Para pior. Hoje a liberdade de expressão está sendo mascarada. Está sendo tranformada em uma coisa muito pior: falta de respeito, e libertinagem.
    Qual a diferença entre liberdade e libertinagem? Bem, infelizmente o ser humano tranforma tudo em coisa ruim, até mesmo a liberdade. Libertinagem é nada mais, nada menos, que liberdade demais. Nem a liberdade de expressão se salva dela.
    Hoje em dia dar a opinião é suicídio. Postar alguma coisa te torna vulnerável. Se você não tiver controle emocional para lidar com isso, infelizmente ocorre o que aconteceu com a Bea: desistência. Eu nao vou criticar ela, porque eu sei que ela não é a primeira e provavelmente não será a última pessoa a desistir de seus sonhos por causa de algumas pessoas que não sabem criticar; apenas sabem xingar e falar asneiras. Infelizmente são esses poucos babacas que atrapalham o emocional das pessoas, como aconteceu com a Bea.
    Então, ao invés de simplesmente criticar, dizer que odiou, xingar a postagem e essas merdas que adoram fazer, porque simplesmente não falam que não gostou e porque? É tão simples, e em vez de fazer a pessoa desistir dos sonhos, a motiva. Porra, eu fico muito puto com isso. Desculpa a mini-bíblia nos comentários, mas foi preciso.
    Divina, nao desista do blog. Nao faça com que muitos percam por causa de alguns babacas escrotos que nao sabem conviver na internet e nao sabem diferenciar uma critica construtiva de falta de respeito. Por isso, se for realmente preciso, infelizmente eu concordo que deve ser feita a proibição de comentarios anonimos, porque se tem uam coisa que me dá raiva é hate anonimo. Primeiro porque isso é uma sto de tremenda covardia, voce utilizar de uma ferramenta anonima do google para hatear livremente. Olha aí a libertinagem. E segundo por que, infelizmente, sao essas poucas criancas de 5 anos de idade que atrapalham os outros. Se quer dar hate, se identifica PORRA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpem os erros de portugues, escrevi na pressa. Espero que tenham entendido o que eu quis dizer. Grato.

      Excluir
    2. Mano, até parei de ler no "sem ser criticado"
      Quem realmente veio desde os inícios das postagens sabe que 60% dos comentários eram hates xingando e ofendendo os tradutores sem motivo algum, mesmo sendo na melhor creepypasta do mundo. Tinha gente que só xingava mesmo e pronto, tipo "vai toma no cu filho da puta" sem nenhum tipo de crítica, argumentação ou motivo.

      Excluir
  9. O povo precisa entender que a internet nao é uma terra sem lei. Ela tem suas regras de convivencia e de respeito. Mas infelizmente, algumas pessoas idiotas nao sabem que regras sao essas por que nao sabem conviver em sociedade. Aí fica aquela história que a internet é uma terra sem lei, quando na verdade esta bem longe disso.

    ResponderExcluir
  10. Ótima creepy, lembrei de um jogo, mas esqueci o nome kk
    Sobre a nota inicial da Divina, que triste cara :/ to realmente triste pela Bea, infelizmente nem todos conseguem aturar essas "crianças" que nem o djabo sabe de onde brotam. Era legal comentar antes, era legal ver os comentários e as interações antes, até mesmo em creepys que não eram tão boas tinham umas "zoeiras" ao seu nível. E agora temos isso, um bando de desocupados que querem exigir algo que nem eles mesmo conseguem dar, né? O comentário do rapaz em cima mostra basicamente o que penso também. Enfim, "novatos" entre outros, se estiverem lendo isso, vamos aprender a ter um pouco de bom senso, ok? Ninguém é obrigado a te agradar em nada. Gostou? Ótimo. Não gostou? Paciência, não? Eles estão tentando, prezem o esforço deles.

    ResponderExcluir
  11. Realmente essas pessoas não dão valor, como vc disse, vcs demoram horas e dias pras creepys, e a gente, apenas alguns minutos pra ler e depois ainda tem gente que vem reclamar e esculachar a pessoa que escreveu/traduziu. Por isso o mundo nao vai pra frente, por causa de pessoas como essas, que sao egoístas com isso, entao imagina como sao com as coisas da vida.
    Sobre a creepy, adorei, nao tenho do que reclamar, sem pontos negativos, nem na traduçao e nem na historia <3

    ResponderExcluir
  12. Lembrei da creepy relacionada na metade do enredo. Bem intrigante.
    Primeiro comentário meu aqui, já acompanho o blog há um tempinho, só agora criei coragem (ainda sou meio tímido nesse caso, mas vou indo me acostumando). Uma pena a equipe ter tido essa baixa por causa de críticas infames, vazias e destrutivas. Eu, que também produzo conteúdo similar sem ganhar nenhum centavo (nunca fazendo questão por tal), já me preparo pra tudo quando de vez em quando dou uma conferida e no fim das contas o que vale é saber relevar as críticas que verdadeiramente agregam algo proveitoso que futuramente tenha serventia para melhorias em função de evoluir, o que chama-se de construtividade. Não vou criticar a decisão da moderadora, pois cada um reage à sua maneira ante a imbecilidade de odiadores e também, dependendo da destrutividade da crítica, se fosse comigo, eu chegaria a perder a paciência e recomendar bons modos à essa pessoa, muito embora ignorar certos comentários inúteis seja a opção mais eficiente e deve ser praticada.

    ResponderExcluir
  13. Poxa eu só sou ruim com o Andrey mesmo mas é de brinks sou fã do cara

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito da creepy.

    Sinto muito pela colaboradora que saiu, imagino como devem ser chatos comentários ofensivos assim. Eu simplesmente acho que se o que a pessoa vai falar não for acrescentar em nada (uma crítica construtiva acrescenta, um elogio acrescenta) a pessoa não deveria nem postar. Não sei como anda o blog recentemente, já que desde que entrei na universidade, há mais de 4 anos só visito esporadicamente, mas espero que quem saiu não se deixe afetar muito mais pelos comentários negativos, esse tipo de situação é chato até para quem quer colaborar e não faz parte da equipe. Já cheguei a inclusive traduzir uma creepy e mandar para cá, há muuuuuito tempo atrás, mas nem cheguei a ver se chegaram a usar, mas hoje em dia não sei se arriscaria novamente, comentários tóxicos afetam muito pessoas.

    ResponderExcluir
  15. Quando vejo um hate aqui, dá vontade envocar o satã pra despedaçar o prego que faz isso!
    Caramba! Para de encher o saco do pessoal do site! Não gosto de creepy diário, mais não vou dizer absurdos por isso. Divina, acho eh que você rsta certa em pensar em moderar os comentários. Emendar uma creepy na ojtra foi de tirar o fôlego. Mais não posso me aventurar mais no comentário por não ser tão faw de creepys diário. Mais sou fã da divina, e como TODOS nesse blog, nunca me decepcionam.

    VIDA LONGA AO CPBR!
    KEEP CREEPPING!

    ResponderExcluir
  16. Creepy curta e boa. O que faltava para eu dormir bem XD.
    Para todos os mods: eu sei q n eh facil para vcs manterem esse blog ativo. Inclusive, sabendo q se n postarem um dia milhões de pessoas vão criticar. É uma lei basica: se for comentar, comente algo que presta. Quando o blog decaiu e mt gnt veio aq criticar a falta do conteúdo, eu defendi vocês com unhas e dentes. Porque não é fácil você traduzir sem ganhar nada e ainda ser cobrado e xingado. Minha opinião sobre tudo nesse blog é formada a partir do que eu penso que vocês sentem. Por isso acho importante elogiar e corrigir, e vejo isso acontecendo mt ultimamente, pessoas comentando coisas construtivas. Acho q os fãs do CPBR evoluíram nisso. Infelizmente, não todos. Smp tem um babaca q só serve pra desmotivar e xingar. SEMPRE. É uma pena que a Bea tenha se rendido a eles, porque é uma perca NOSSA. Ela se livrou desse tipo de comentário e nós perdemos uma tradutora. CONGRATULATIONS pra você que não sabe criticar, não sabe elogiar, só sabe xingar e apontar defeitos. Eh por sua causa que perdemos uma mod. É tão fácil apontar os erros, não? Mas é soluções? Acontece que a felicidade dos mods é a nossa felicidade, e se não houver respeito para com eles vamos os perder cada vez mais. Muito obrigada, pelo trabalho e esforço de vocês. É impossível agradar a todos e mesmo assim eu sei que vocês tenham. Vocês são fodas, inclusive você, Bea.

    ResponderExcluir
  17. Eu acho que, infelizmente, o hate anonimo na internet não vai acabar por métodos "convencionais", digamos assim. O hate anonimo é como aquele primo chato que só sabe te zuar e te xingar. A única forma de acabar com o hate, sendo ele anonimo ou nao, é bem simples, na verdade: ignora.
    De 30 comentarios, digamos que 6 sejam de hate anonimo. Isso quer dizer que existem 24 comentarios construtivos ou que nao ofendem a ninguem. Por que voce vai ligar para 6 pessoas se existem outras 24 que te apoiam e querem seu bem?
    Infelizmente a única solução para o hate é você ir se acostumando e se adaptando psicologicamente a ele, seja na internet ou nao. Bea, eu sinto muito que você tenha sentido na pele o peso que é postar alguma coisa na internet. Infelizmente, como eu ja falei, voce nao é a primeira e nao será a última. Mas pelo menos que a sua saída sirva de reflexão para o povo que adora simplesmente xingar. Quando a creepy é bo, eu nao vejo tanta gente assim comentar dizendo "Otima creepy", "10/10", ou coisas do tipo. Mas quando a creepy é ruim, meu amigo, brota idiota do INFERNO pra te critacar. Parece um bando de zumbi, nao sabem fazer NADA. Nao sabem elogiar, nao sabem motivar, nao sabem fazer nada além de hate gratuito. Sinceramente, sao essas pessoas que estragam a internet.

    ResponderExcluir
  18. Eu sempre defendi os moderadores, até por que eu já fui dono de blog, e eu acabei desistindo por que nao tinha tempo.
    Eu já senti o que eles estao sentindo. Eu sei exatamente como é você postar algo com toda boa vontade e chegar alguns babacas e te xingar. Principalmente alguns novatos. Isso é horrível, galera. O pessoal querendo começar no trabalho e vocês criticando eles sem dó. Sério, qual o problema em simplesmente dizer que nao gostou? Não, você TEM QUE xingar, TEM QUE falar bosta. Porra cara, sério, pra que isso? Pra que xingar que nem um débil mental na internet? Aposto que, se for fazer uma apuração aqui, 80% desses haters sao menores de 13 anos. Mas essa apuração nunca vai acontecer, por que eles hateiam EM ANONIMO, em sua maioria. Já nao basta mostrar pro mundo que é babaca, ainda tem que mostrar pro mundo que é um puta covarde. Parabens pra voce que hateia na internet. Voce está contribuindo para o mundo ficar cada vez mais uma merda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém vai perder tempo criando uma conta fake só pra ofender, só se for uma pessoa sem o que fazer da vida. OPS hater não tem nada pra fazer da vida mesmo

      Excluir
  19. Sobre a creepy, sim, eu gostei dela. Nao foi uma 10/10 completa, mas prendeu minha atenção. Gostei bastante.

    ResponderExcluir
  20. Por isso,cada hate que eu ver aqui, eu vou responder. Nao importa se for anonimo ou nao, se xingou ou nao. Fez hate,vai ter resposta minha no comentario. Quer discutir, nem tenta, por que eu sei que quem hateia nao tem argumento.

    ResponderExcluir
  21. Lembro de uns anos atrás, quando existia um grupo de "comentaristas" frequentes detentores de um humor saudável. Não vou lembrar todos os nomes pois sempre fui mais um observador do que tudo neste site, mas enfim, havia um deles bem peculiar que, mesmo quando a creepy deixava a desejar, fazia-me dar umas boas gargalhadas, uma tal de Senhora dos Absurdos ou coisa do tipo. Mesmo destoando do propósito do site, que no caso visa proporcionar medo ou sensação correlacionada, era extremamente gratificante. Enfim, foi um mero devaneio em relação à atual criticidade destrutiva. Sou grato por todos esses anos de creepypastas, anos nos quais venho silenciosamente observando os altos e baixos do site. Não se esqueçam que existem vários leitores que compreendem a situação. Obrigado !

    ResponderExcluir
  22. Respostas
    1. O quebeu entendi foi que os seres pegavam partes dos humanos e criavam copias nas torres, e os buracos nos troncos das arvores eram os olhos do 1 amigo qualquer coisa pra entender melhor le aqui




      http://www.creepypastabrasil.com.br/2017/01/registros-finais-de-uma-exploracao.html?m=1

      Excluir
  23. Parabens pelo trabalho de vocês!!
    Não fico um so dia sem visitar o blog.
    Continuem por favor!!!

    ResponderExcluir
  24. Divina aquela creepypasta do cobaia o homem tocha vai ter continuaçao? Se nao obrigado mesmo assim otimo trabalho.

    ResponderExcluir
  25. Eu lembrei da creepy relacionada, mas continuei sem entender nada (desculpa, sou burra rs) q

    Sobre a Bea... Bem, é triste. Eu estava falando isso até ontem com uma amiga porque em todo lugar tá cheio de gente assim. O pessoal esquece que a galera do blog não é criadora de contos profissionais e algo do tipo, esquecem que o blog é pra ser um divertimento também... Ficar dando hate é muito fácil, o pessoal só quer perfeição caindo do céu? Ah, por favor né! Primeiro que os gostos são bem relativos; segundo, se não gostou simplesmente sai da página e vai ler outra coisa!

    Desculpa se falei coisa com coisa, mas essa galera estúpida me deixa com muita raiva.

    ResponderExcluir
  26. Acompanho o blog desde 2013, e ler é o meu melhooooor passatempo; por favor não parem de postar. <3

    ResponderExcluir
  27. gente se vcs estiverem precisando de tradutores, tenho interesse kkkk meu sonho desde 2013 trabalhar com vcs.

    ResponderExcluir
  28. Muito boa parabéns sensacional só tem uma coisa não entendi nada

    ResponderExcluir
  29. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  30. Sou fan da pagina e leio bastante pra passar o tempo e relaxar após um dia cheio no meu trabalho. Sei que voces fazem traduções e criam histórias por paixão, sei que tem abuso verbal em excesso nos comentários, portanto, eu particularmente sou a favor de moderar os comentários antes de serem postados (desculpe mais a minha fé na internet já está em baixa). Expressamente pra dar liberdade e paz pra quem escreve e traduz essas histórias fantásticas. Apoio toda crítica construtiva e desprezo o abuso, discriminação e qualquer tipo de violência. Eu sei o quanto é triste deixar de fazer o que gosta por conta desses incidentes triste e degradantes. Força a crepper que saiu e que ela volte a escrever se não aqui, mas em outro local vou ter o prazer de ler novamente. Escrever exige treino, muita leitura e dedicação. É errando que se aprende sempre, é uma forma de aperfeiçoamento, no entanto, não nos torna perfeitos. Somos humanos.

    ResponderExcluir
  31. Olha eu acho super errado o que fizeram com ela, me sinto extremamente triste por isso acontecer com a Bea.
    Porém eu fiz um comentário negativo em uma história que ela mudou o conceito, não avisou e nem deu os créditos necessários
    A história até ficou boa mas ela não avisou quem foi o autor e muito menos que reescreveu
    Uma garota teve que falar e avisar que isso era plágio.
    Mas a Bea respondeu que achava um clichê creepypastas de elevador então mudou o conceito mesmo. Não sei, ela poderia estar em um dia stressante e até cansativo mas acabou fazendo um comentário um pouco desagradável. Mas aí vem a questão.Quem nunca errou?
    Achei triste a saída dela,, e recomendo que bloqueem os comentários anonimos, não custa nada criar uma conta (pode até ser fake) só para comentar um texto que você amou.
    Beijos espero que isso não aconteça mais

    ResponderExcluir