22/03/2017

Compilação de Falhas no Matrix 6 (3ª Edição Brasil)




Uma falha no Matrix é uma experiência que prova que há algo de errado no mundo ou em algum “lugar” do seu cérebro.  Aqui está o terceiro (talvez o último, talvez não) compilado de pequenas histórias ditas reais.

Nesta terceira edição Brasil, estou trazendo algumas falhas que aconteceram exclusivamente com pessoas Brasileiras! Todas eu peguei dos nossos maravilhosos leitores que se disponibilizaram a comentar nos outros posts de Falha no Matrix. Todos os nomes serão editados para preservar a privacidade de seus autores. Alguns relatos terão algumas edições na escrita, gramática e para não ficarem tão longas.

Espero que gostem!
-

Há um tempo atrás enquanto eu estava esperando meus pais chegarem em casa e acabei dormindo deitado na cama de casal deles. Tenho certeza de ter olhado as horas, eram 22:16 quando eu desliguei meu Video Game. Acordei dentro do banheiro, no chuveiro ligado, usando roupas. Quando saí de lá, me sequei e coloquei roupas novas, o relógio marcava 21:30.

-

Há cerca de um mês, eu estava lendo alguma coisa no meu celular e decidi ir me deitar na cama. O quarto estava todo escuro, mas a preguiça fez com que eu me jogasse na cama sem nem ao menos ligar a luz. Quando me atirei, estava com o celular na mão, mas quando “aterrissei” na cama, não estava na minha mão ou em nenhum lugar em minha volta. Liguei a luz e encontrei ele do lado da TV, na minha estante.

-

Um caso não muito recente (cerca de três anos atrás) foi uma das situações que mais me deram dor de cabeça. Lembro que era um período de férias e a nossa família (quatro pessoas) estavam em casa. Por volta das sete e meia da manhã, minha mãe abriu a porta do quarto e perguntou para mim e para minha irmã se queríamos leite quente paro café. Respondemos que sim, sentando na cama. Ela disse que iria sair para comprar pão e que chamaria a gente quando o café estivesse pronto. Acordei quase 10h da manhã, com ela gritando e perguntando quem tinha deixado o fogão ligado, enquanto todo mundo ainda estava dormindo. Expliquei para ela que ela mesmo tinha vindo perguntar quem queria leite quente, e minha irmã confirmou. Mas minha mãe negou qualquer coisa, dizendo que havia acordada apenas agora, com o cheiro de queimado. Meu pai também afirmou que ela não tinha saído da cama até o momento.

-

Eu estava sentada no sofá, mexendo no celular, quando vi minha prima entrando no meu quarto (que é uma suíte), acho que para tomar banho. Tudo bem, até porque ela estava dormindo num colchão perto da minha cama, como sempre. Então eu apenas voltei a fazer o que eu estava fazendo no celular. Depois de alguns pouquíssimos minutos, acho que nem cinco havia passado, eu vejo ela atravessando a minha frente como se ela nem tivesse entrado no quarto. Não me convenci quando disse que não tinha entrado no quarto e nem passado por mim. E mesmo que ela esteja mentindo, eu teria com certeza visto ela passar. Mesmo olhando para o celular, eu teria visto por cima do olho.

-

Esses dias algo tenso aconteceu comigo e minha irmã. Vivo tendo pesadelos com um dos porões que tem na minha casa, sempre sonho que tem algo escondido ou "adormecido" lá, então na semana passada sonhei que estava lá dentro quando vi umas criaturas meio estranhas com olhos brilhantes. Não lembro tudo que aconteceu do sonho, sei que foi ruim e que agradeci ao acordar por ser só mais um pesadelo. No mesmo dia eu estava mexendo no PC quando minha irmã me disse que tinha tido um pesadelo com o porão. Já fiquei assustada e perguntei como tinha sido o sonho. Ela disse que havia sonhado que estava lá dentro e que tinha uma criatura bizarra que andava para trás e que havia mordido a cintura dela, na mesma hora ela acordou sentindo uma dor na cintura. Eu contei que também havia sonhado naquela mesma noite com o mesmo porão e ela ficou surpresa, aí eu disse que vivia sonhando com o porão e ela disse que também, e que sempre sentiu que tinha algo adormecido lá. Será que a coisa acordou?

-
Eu estava no quarto da minha avó, não me lembro o porquê de ter estado lá, mas sabia que tinha que pegar algo. Era de tarde, então me aproximei da estante que ficava perto da cama e vi ali uma moeda de 25 centavos, mas o estranho era que é a forma como o número 5 estava, ele estava virado como se estivesse em um espelho. Quando contei para minha tia ela me disse que o 5 normalmente fica na forma que já conhecemos e me garantiu que eu imaginei coisas, e eu até tentei provar, mas quem disse que achei a moeda? À noite, não sei se foi no mesmo dia, na estante ao lado da televisão tinha outra moeda, acredito que era de 50 centavos e novamente o cinco estava daquela forma ao contrário, mas já sabendo que ninguém acreditaria em mim eu deixei para lá.

-

Eu estava no quintal, minha mãe estava pedindo para que eu entrasse em casa mas eu não queria tomar banho pra poder brincar mais, foi nesse instante que peguei uma folha com três ramificações que sempre crescia por ali no meu pátio e desejei mentalmente "espero que minha mãe não me encontre", o estranho é: eu estava do lado dela e um pouquinho mais para frente, mas a minha mãe sequer olhava pra onde eu estava e dizia que se eu não aparecesse ia me bater, ela sequer moveu a cabeça na minha direção. Fiquei super desconfiada e resolvi "aparecer" e disse “estou aqui" e ela me viu.

-

À noite, eu estava fazendo nebulização no quarto com o meu pai e a minha mãe, e sem motivo aparente meus pais ficaram como estátua, não como uma pedra fisicamente, mas eles ficaram meio que congelados, parados no tempo. Só o que eu conseguia ouvir era a máquina de nebulização que continuava a fazer o seu trabalho. Eu fiquei assustada e confusa, olhei para o meu pai e depois para a minha mãe pedindo mentalmente que parassem de brincar pois estava me assustando, mas pedir mentalmente parecia ser inútil. Não sei por quanto tempo isso durou, para mim foi uma eternidade muito incomoda. Eu parecia ser a única que não fora afetada por essa situação de ficar paralisada e tudo mais. Mas felizmente eles voltaram a se mover como se nada tivesse acontecido, e eu fiquei apenas com uma expressão apavorada e aliviada por aquilo ter acabado.

-

Estava eu e minha mãe, segundo ela mesma porque eu era muito pequena para me lembrar, sozinhas na casa de aluguel e não sei se estava de dia ou a noite, mas acredito que meu pai estava no trabalho. Minha mãe estava assistindo TV em pé e de costas para uma janela e uma porta que ficavam lado a lado e eu estava no colo dela e de costas. Segundo ela, eu estava muito animada, risonha e inquieta sabe, subindo pela barriga dela toda empolgada. Minha mãe ficou "o que foi querida? Calma!" Dizia isso enquanto assistia TV e tentava me acalmar, mas não adiantou muito porque eu continuei, até que ela resolveu saber o motivo do porque eu estar assim. Quando ela se virou havia uma sombra preta em forma humana brincando daquela típica brincadeira, acho que era um "cadê o bebe, achou" porque ele se apoiava na divisória da janela com a porta e ficava fazendo um movimento da esquerda para a direita toda hora, e eu apenas ria. Minha mãe quase teve um treco e só o que ela fez, saiu correndo comigo no colo até a casa da minha avó.

-

Vou contar uma coisa que aconteceu comigo quando era pequena. Uma vez, estava sem nada para fazer então decidi ficar olhando diretamente para o espelho para ver se acontecia alguma coisa. Após alguns segundos comecei a me perguntar se aquilo que eu estava vendo era realmente real, se eu não era um fruto da imaginação de alguém, que não verdade eu não existia e etc. Após isso comecei a sentir uma sensação muito estranha, minha visão ficou desfocada, e eu não sentia nada. Era como se não estivesse ali, eu tocava o meu rosto e não o sentia. Parecia que eu tinha saído do meu corpo e agora estava me vendo, olhando no espelho, e tinha algo me controlando. Fiquei muito assustada mas consegui sair daquilo e nunca mais tentei. Minha avó, que estava num local próximo disse que eu fiquei uma hora olhando para o espelho, sem me mexer, mas para mim pareceu poucos segundos. Nunca mais tentei, mas tenho curiosidade para saber até onde vai. Até hoje me pergunto, eu existo? Ou sou uma mera ilusão?

-

Eu tenho sérios problemas com sonhos. Passei um tempo viciado em sonhos lúcidos e uma época os tinha sempre. Certa vez já tinha tomado consciência do sonho, mas tudo se passou de maneira tão real que me convenci de que era (sério, a passagem de tempo, os acontecimentos eram todos muito convincentes) acho que no sonho passou uns cinco anos. Mas tudo era muito real. Quando acordei foi muito esquisito demorei um tempo para me acostumar.

E outra vez eu tive cinco camadas de sonhos. Cada uma delas mais bizarra e estranha. O esquisito é que em todas eu sabia que estava sonhando, mas sempre que fazia algo para acordar, só acordava em outro sonho. Foi tão angustiante que quando realmente acordei passei o dia inteiro tentando me convencer de que era realidade.

-

Fui em um cyber jogar videogame de tarde. Depois fui para casa. No dia seguinte peguei o ônibus para visitar o meu pai. Quando passei na frente do mesmo cyber, lá estava alguém muito parecido comigo, no mesmo lugar que eu estava e usando a mesma roupa que eu estava no dia anterior. E eu acho que a hora em que eu passei lá foi a mesma.



30 comentários:

  1. Eu costumava ter sonhos muito legais, sonhava que vivia uma vida perfeita. Eu costumava decidir que não queria acordar para a realidade e queria viver no sonho há algum tempo. Eu senti que era hora de acordar no mundo real mas eu não queria, então misturava a realidade com o sonho sem querer, e nele eu estava deitada e precisava fazer algo muito importante no meu celular para ir dormir depois de um dia maravilhoso. No dia seguinte, fui mexer no meu facebook e tinha algo escrito como "aqeyir aqiukka qpeiir" como postagem minha, eu entrei em desespero achando que havia sido hackeada! Mudei a senha e tudo mais. Após um tempo me lembrei do sonho... e sem acreditar que seria possível, perguntei para minha irmã que dormia no mesmo quarto que eu e que sempre dormia muito tarde, se eu havia mexido no celular a noite, e para o meu desespero ela disse que sim e já fazia isso há algum tempo. Que eu estava dormindo profundamente, de repente abri os olhos como se não tivesse ido dormir ainda, peguei o celular da mesinha e mexi nele por 1 minuto, olhei em volta do quarto todo e voltei a dormir com um sorriso no rosto, mas no sonho eu não a vi, só estava em um quarto com paredes de vidro e uma vista linda. Imagine se eu tivesse num sonho ruim e com uma faca ao meu alcance. Depois disso resolvi parar. Até hoje agradeço por ter tido sonhos bons durante esse tempo, mas todos os dias ao acordar, me pergunto se ainda não estou apenas sonhando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ISSO SEMPRE ACONTECE COMIGO QUASE TODAS AS NOITES

      Excluir
  2. Como é bom ter algo assim no meu aniversário.

    ResponderExcluir
  3. Quando eu era criança, tinha uns 7 anos mais ou menos, meu avô comprou um quadro de Nossa Senhora para dar de presente para minha bisavó. Eu lembro claramente do quadro, era uma imagem da santa usando um véu de renda branca na cabeça. Meu avô deixou o quadro pendurado numa parede do quarto dele até chegar o fim de semana para levarmos para minha bisavó.
    Passou alguns dias e eu fui no quarto do meu avô, e vi o quadro novamente mas estava diferente. Era exatamente a mesma imagem da santa, mas sem o véu de renda branco. Quando perguntei ao meu avô por quê ele tinha trocado o quadro, ele disse que nem mexeu, que era o mesmo quadro que ele me mostrou quando comprou. Eu insisti dizendo que o quadro era diferente, mas ele disse que eu devo ter sonhado pois ele nem tocou no quadro.

    Até hoje eu fico incomodada com isso.

    ResponderExcluir
  4. Outra história aconteceu com minha mãe. Ela conta que quando era criança estava perto do Natal, e ela sabia que meus avós já tinham comprado os presentes de natal, e deixavam no armário que ficava no quarto trancado com chave.
    Um dia minha mãe estava em casa só com minha tia avó cuidando dela, então ela pediu pra tia pra ver os presentes, e a tia disse que não e que não sabia onde ficava a chave. Minha mãe disse que sabia e insistiu, e minha tia deixou ela olhar mas rapidinho.
    Então as duas foram até o armário e minha mãe abriu. Quando ela abriu, ela viu uma boneca em tamanho real, com cabelos negros e olhos azuis brilhantes olhando pra ela. Minha tia também viu a boneca, e na mesma hora falou pra trancarem o armário pois os meus avós deviam estar chegando.
    Minha mãe conta que ficou radiante o resto dos dias, até chegar o dia de Natal, quando na hora da entrega de presentes, ela ganhou uma caixinha pequena, com uma boneca simples dentro. Na mesma hora ela começou a chorar dizendo que não era aquela boneca que ela tinha visto, que meus avós trocaram e tudo mais, mas eles insistiram que era a mesma boneca que tinham comprado e guardado, que nem mexeram mais nos presentes depois daquilo.

    Minha mãe conta que até hoje ela lembra do rosto da boneca que viu no armário, e até hoje ela tem duvidas se o que ela viu foi alguma dimensão paralela ou o fantasma de uma criança real dentro de seu armário.

    ResponderExcluir
  5. Desde q eu tinha 8 anos eu vejo os dias se repetirem. Por exemplo: em casa minha mãe diz q nunca fez a msm comida num mes. Mas o arroz q ela fez a tres dias atras ela repete. Ela fala a msm coisa q ela disse a tres dias, usa a msm roupa. Nem parece q o tempo passa. Por causa disso eu virei um psicopata depressivo, e eu acho q estou enlouquecendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns por ser o primeiro psicopata depressivo da história. KKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
    2. >psicopata
      >depressivo
      >psicopata
      >depressivo
      ???

      Excluir
    3. "Dreemurr" ai mds, esse sobrenome ❤

      Excluir
    4. Kkkkk o maior psicopata depressivo que que voce respeita

      Excluir
  6. Eu tenho problema com sonhos. Eu nao sei se ja comentei aqui em outras postagens de falhas da matrix, mas eu tenho um deja vu fodido. Eu sonhei alguns dias atrás que eu estava acessando o CPBR, ai o nome da creepypasta era "Culpa".
    Bem, se voce quiser entender porque eu estou tao nervoso, é só ver o titulo de uma das creepypastas recentes...

    ResponderExcluir
  7. Esse relato ante-penúltimo, de ficar se olhando no espelho, tem uma explicação. Na vdd se vc passa tempo demais olhando fixamente pra alguma coisa, pode ser um espelho ou até outra pessoa, a sua visão deixa de ter novas informações para transmitir ao seu cérebro fazendo os neurônios chegarem a quase inatividade, pq n tem informação nova para captar. Então o seu cérebro "cria" as informações novas para poder preencher essa necessidade. É por isso q as vezes chegamos a ter alucinações fazendo isso. É bem interessante e n tem perigo algum.

    ResponderExcluir
  8. Uma vez eu acordei e fui escovar os dentes, n sei se foi por causa do sono mas na hora em q eu olhei pro espelho perguntei "quem é essa pessoa". Era como se eu n me reconhecese e por isso fiquei me encarando por varios minutos ate aceitar q 'aquilo' era eu. Esse sentimento de olhar meu reflexo e 'não ser eu no reflexo' se extendeu durante o dia inteiro mas no outro dia eu me olhei no espelho e senti como se meu reflexo tivese mudado de um dia para o outro e que agora esse reflexo era o verdadeiro eu

    ResponderExcluir
  9. No mes passado eu estava andando de onibus. Eu estava sentado perto da janela e fiquei olhando por ela. Num ponto da viagem eu vi um homem andando de bicicleta mas ele me chamou a atenção por estar olhando pro onibus de braços cruzados e sem pedalar mas ainda assim em movimento. Rapidamente o onibus ultrapassou esse cara e resolvir deixar pra la. Isso ate encontrar ele novamente alguns quilometros a frente na mesma pose e ainda sem pedalar. O pior é q n foi ele q alcançou o onibus mas sim o onibus q alcançou ele, como se ele tivesse se teleportado. O onibus n tinha parado em nenhum lugar e mesmo q tivesse parado n teria como ele ter o ultrapassado.

    ResponderExcluir
  10. Eu me lembro q feequentava bastante a casa de uma tia muito religiosa e ela tinha uma pintura de jesus pendurada bem no meio da sala. Ate ai tudo bem, mas essa pintura era diferente, a 'claridade' dela variava. Toda vez q eu ou um de meus primos bagunçavam a pintura se escurecia, então quando minha tia percebia ela dizia "algum de vcs magoou jesus" e fazia todos nos darmos um passo a feente da pintura, um por vez. Ao fazer isso a pintura clareva caso não fosse o 'culpado' mas ao 'culpado' dar um passo a frente apintura se escurecia e eu conseguia ate ver ela fazendo uma 'cara triste'

    ResponderExcluir
  11. Um dia, eu tinha ido buscar pão no mercadinho que tem perto de casa
    Okay, falando do mercadinho, ele só tem uma porta de entrada, e uma de saída, mas a de saída é permitida apenas para funcionários.
    Quando eu estou indo para o caixa, pra pagar os pães, eu vejo uma garota passando por mim, cabelos pretos, óculos escuro, uma camiseta regata preta e short jeans, OK, ela foi na direção oposta a minha, e eu estava indo na direção da saída.
    Eu pago os pães, e quando eu saio do mercado, eu vejo a mesma garota entrando de novo, mas tipo, a que passou por mim antes, não tinha saído, até porque não tem como ela ter saído sem passar por mim
    Eu penso nisso até hoje, e a única explicação, seria uma quebra na matrix.

    ResponderExcluir
  12. comigo acontece sempre essas falhas, em sonho lucido ou paralisia do sono, seja acordada ou quase dormindo. esses dias vi o doppelganger de uma menina q estuda cmg logo apos acabar a aula (que eu sai mais cedo e ela nao) na rua com uma roupa diferente MINUTOS DEPOIS DE EU SAIR, nao dava tempo de ela ter saido e se tivesse eu a teria visto. tambem acontece mto de eu pensar numa pessoa e ela aparecer, as vezes parece q leio os pensamentos dos outros. é uma intuiçao mto forte q chega a enlouquecer, mas sim exiatem dimensoes e conseguimos chegar nelas se fizermos força e notar os detalhes.

    ResponderExcluir

  13. Quando eu era pequena queria controlar meus sonhos. Mas sempre que fazia isso meu corpo travava e eu sentia a presença de alguém acima das minhas costas. Travamos uma luta, pois eu sentia que, o que quer que aquilo fosse queria entrar dentro de mim. Eu tentei por diversas vezes falar, pedir socorro, mas o máximo que já saiu foram gemidos. E com muito custo eu acordava. Hoje sei que é paralisia do sono. Ainda tenho até hoje, mas com menos frequência. Porém, mesmo sabendo o que é, não deixa de ser assustador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca tive paralisia do sono! Tenho medo e curiosidade de ter um dia...
      Também nunca tive torcicolo, mesma coisa, medo e curiosidade

      Excluir
  14. Esse "treco preto" é um shadow man, o meu seguia bastante em torno dos meus 7 a 12 anos, agr raramente vejo.No seu caso, acho eu, que a sombra não estava "bricando com você" mas te olhando, se escondendo atras da parede e colocando a cabeça para fora (o que ainda acontece cmg as vezes)!

    ResponderExcluir
  15. Um dia,quando tinha uns 7 anos fui para um passeio escolar no zoologico.
    Eu tinha levado uma garrafa prata com bico preto e ela era "minha garrafa favorita" e meu colega tinha levado uma azul.Quando chegou a hira do intervalo para comer meu colega estava com a minha garrafa falei para todos que era minha porem todos falaram que ele estava com ela desde o onibus.Quando cheguei em casa avisei minha mae da garrafa mas ela abriu uma gaveta e falou que eu não tinha levado a garrafa e ela havia ficado em cima da mesa de jantar.

    ResponderExcluir
  16. O melhor dessas pastagens é que elas não acabam no post, ainda tem os comentários <3

    ResponderExcluir
  17. À cera de sete anos atrás, meu pai chegou de seu trabalho após passar também em no mercado, trazendo sacolas e algumas moedas de troco. Rapidamente, perguntei se ele precisava de ajuda para carregar tudo, mas meu pai apenas disse para mim voltar a assistir a TV e me deu também o troco que tinha - Uma moeda de 50 centavos e mais duas de 25, totalizando um real. Voltei a assistir o programa, agora segurando as três moedas em minha mão. Porém, quando o episódio terminou, e eu caminhei até meu quarto para guardá-las, encontrei nada mais que quatro moedas de 25 centavos!

    Então contei à meu pai, e ele também ficou curioso, alegando que havia me entregue apenas uma moeda, esta de 1 real!

    ResponderExcluir
  18. se você está lendo isso, saiba, não é invenção. Era sexta feira, eu estava indo dormir, passaram uns 30 a 40 minutos e eu ainda estava acordado, mas der repente, me senti monitorado." Ha! Isso ja aconteceu com muitos" mas isso foi diferente, parecia real, eu podia sentir. Em seguida senti que algo subiu encima de min e ficou me rodeando e me olhando, entrei em panico, aquilo era tão real, eu consegui sentir na minua mente. tomei a decisão de me levantar e olhar, fiz sem êxito, não era nada. Mas, quando olhei para as minhas mãos elas estavam corrompidas e escuras, acordei minha irmã, óbvio, ela não acreditou. Ja faz 2 dias que isso aconteceu, "mas por que diabos isso tem aver com matrix" é por que eu estava dormindo.

    ResponderExcluir
  19. se você está lendo isso, saiba, não é invenção. Era sexta feira, eu estava indo dormir, passaram uns 30 a 40 minutos e eu ainda estava acordado, mas der repente, me senti monitorado." Ha! Isso ja aconteceu com muitos" mas isso foi diferente, parecia real, eu podia sentir. Em seguida senti que algo subiu encima de min e ficou me rodeando e me olhando, entrei em panico, aquilo era tão real, eu consegui sentir na minua mente. tomei a decisão de me levantar e olhar, fiz sem êxito, não era nada. Mas, quando olhei para as minhas mãos elas estavam corrompidas e escuras, acordei minha irmã, óbvio, ela não acreditou. Ja faz 2 dias que isso aconteceu, "mas por que diabos isso tem aver com matrix" é por que eu estava dormindo.

    ResponderExcluir
  20. Essa é a parte do site que eu mais tenho medo, quase todas as histórias já aconteceram comigo e ainda tenho mais para adicionar... porém estou pelo celular, e odeio escrever por lá
    Eu existo e os outros são falsos ou o universo todo não existe? "Eis a questão"
    Enfim, tive que ler tudo inclusive os comentários perto da minha família, pois não aguentei a ansiedade

    ResponderExcluir
  21. Eu me lembro que isso aconteceu recentemente três vezes comigo
    A primeira era quando eu estava na escola, um menino ficou em cima da minha mesa e pegou na minha caneta brincando com ela, depois de um tempo ele levantou e eu procurei a caneta, não achei ela em lugar algum, achei que o menino tinha pegado mas ele não tinha nada na mão e o short que ele usa não tem bolço ai eu deixei pra lá
    A segunda é no mesmo lugar, quando meus amigos esconderam minha bolsinha, eu a procurei em todo o lugar, olhei embaixo da cadeira umas 3 vezes, olhei para os lado e até perguntei pra quem sentava perto de mim, depois meu amigo começou a rir e eu falei: "Para de zuera, do que cê ta rindo ", ele
    logo falou que era da minha burrice porque minha bolsinha tava embaixo da minha cadeira o tempo todo
    Novamente eu ignorei
    A terceira foi a que mais me "assustou", eu durmo de pijama completo ( Blusa e Short ), minha irmãn me irrita para eu dormi com o Short, sendo que agente dorme na sala por que tem a Tv maior, eu prometia de pés juntos que eu dormi com o short, mas quando acordei meu short estava no sofá enquanto eu acordava sem, Esse foi o mais recente

    ResponderExcluir