05/07/2017

Um aviso vindo de 60 anos no futuro

Onde começar?
Sim, realmente estou escrevendo isso aqui no ano 2078. Enquanto a viagem no tempo é uma realidade aqui, não é na forma que seus filmes de ficção científica do início do século XXI fazem você acreditar que funciona. Não há humanos entrando em máquinas e viajando de volta no tempo. Não. Apenas informação que podemos mandar de volta. Isso não deve ser muito estranho, mesmo para todos vocês aí em 2017. Se você pesquisar na internet, verá que os cientistas já estão trabalhando no envio de informações binárias básicas pelo tempo.
Em 2078, essa tecnologia já existe há quase 10 anos, mas é conhecida apenas por alguns e é fortemente controlada. Foi nos estágios experimentais iniciais quando tudo virou uma loucura, e eu estou entre os poucos que tem acesso. Como funciona? Bem... Não faz nem sentido entrar nesse quesito. Explicar isso aqui seria como um de vocês tentar explicar para alguém de 1800 como um Smartphone funciona. 
Embora experimentações certamente já aconteceram com a tecnologia, nenhuma tentativa foi feita para tentar realmente alterar o passado. Ninguém tem uma ideia de que possíveis problemas isso geraria, mas dado o mundo em que estou vivendo agora, acabei por tomar a decisão de que as coisas não podem ficar piores.
2071 foi quando as coisas começaram a ficar realmente más, mas para ajudá-los a entender tudo, suponho que eu deveria primeiro dar um esboço básico do que esse mundo é no momento. As pessoas geralmente têm uma versão romântica do futuro. Vou dizer que, até 2071, as coisas eram muito mais diretas do que você pensa. Peço desculpas a qualquer leitor "internacional" por eu me focar mais na América do Norte, mas é de onde eu venho e o que conheço. Na época que eu cresci, havia pouca ênfase no estudo da história do mundo.
Certo, vou mandar bala. 
Tive que pesquisar, mas vi que um empresário chamado Donald Trump é o atual presidente dos Estados Unidos. Ele não é um grande nome na história, dura apenas um mandato e não foi suficientemente significativo para ser querido ou odiado ao longo prazo.
Houve reformas na mídia nos Estados Unidos no início da década de 2020, que fizeram os lucros em cima de notícias diminuir drasticamente, o que, por sua vez, fez com que o "clickbait" fosse menos polarizado. Isso criou uma população mais educada e de mentalidade aberta, a qual conduziu a muitas reformas ambientais.
A década de 2040 é a primeira década em um século em que as temperaturas globais e a população global começaram a cair. As calotas de gelo não derretem mais. Os padrões climáticos nunca se alteram. 
No que diz respeito à geopolítica, os Estados Unidos ainda é o único super poder do mundo em 2071. A China ainda está próxima economicamente dos EUA, mas muito atrás militarmente. A Rússia e o seu vasto arsenal nuclear ainda estão por aqui, assim como na Europa, embora mais fragmentada.
Brasil e Argentina são potências econômicas totalmente desenvolvidas.
Índia e Paquistão tiveram algumas rivalidades na década de 2030, o que desencadeou uma guerra nuclear. Isso quase levou a uma catástrofe global, mas seu resultado final foi que o Paquistão foi quase apagado da Terra e uma Índia em ruína econômica.
Acho que é suficiente por enquanto. Eu poderia continuar falando de outras mudanças, como quando a realidade aumentada (e além) alterou a maneira como você vê o entretenimento, mas não é sobre isso essa postagem. Isso aqui é um aviso. 
2071: O ano em que as coisas deram errado.
Começou com um aumento dramático nas doenças mentais em grande parte de pessoas que nunca tinham apresentado sintomas antes. No início ninguém sabia o que estava errado, mas finalmente foi revelado que eles eram casos de VCJD. Ou, como vocês conhecem melhor, a doença da vaca louca. 
Isso foi causado por um surto da doença no final de 2017 (sim, você está lendo o ano certo) em basicamente todas as vacas que eram usadas pelos maiores fornecedores de carne do mundo, sendo que as repercussões foram tão mal-entendidas e causaram uma série de encobrimentos corporativos que escondeu a verdade do público em geral. E antes que você soubesse, cerca de 30% da carne bovina no mundo estava contaminada muito antes de começarem os casos. Então isso significa que muitos de vocês serão os primeiros a contraíram essa doença. Mas o vírus fica adormecido em seus corpos por mais de 50 anos. Muitos de vocês irão morrer durante esse período de incubação de 50 anos, mas você já terá passado para seus filhos e netos. Ninguém entendia que doença era aquela que estava dormindo em nossos corpos há tanto tempo, sendo transmitida hereditariamente.
Embora houvesse alguns casos esporádicos e leves da doença, onde os sintomas eram evidentes, não foi até 2071 que as coisas viraram de ponta cabeça. 
Casos de doença mental surgiram em milhões. VCJD come seu cérebro, sabe? Os maiores casos foram nos países considerados nações "desenvolvidas" durante o período de incubação no final de 2017, já que foram esses que consumiram mais as carnes. 
As ruas começaram a se encher com as pessoas afetadas. Gente que já havia vivido vidas bem-sucedidas e produtivas estavam agora sem rumo, andando pelas ruas murmurando incoerências. No início, havia instalações que tentavam ajudá-los, mas dentro alguns meses, as vagas tinham se esgotado. As coisas atingiram um ponto crítico quando a porcentagem de infecção atingiu cerca de 15% da população. Simplesmente não havia lugar para essas pessoas. As famílias que não tinham experiência em lidar com doenças mentais foram forçadas a tentar ajudar, mas quando mais e mais de seus familiares começaram a apresentar sintomas, isso se tornou impossível. Quando a porcentagem de infectados atingiu cerca de 50%, a sociedade em geral estava começando a se desligar. Em 80%, a América era basicamente um manicômio. 
Eu deveria ser claro e dizer que isso aqui não é uma história sobre zumbis do tipo que foi popular na televisão no horário nobre em 2017. A maioria dos infectados não era violento e a maioria morreu dentro de alguns dias de desidratação ou fome. Eles se sentavam nas ruas, às vezes murmurando incoerentemente, em um estado aparente de perplexidade. Alguns ainda tinham o senso de roubar casualmente os armazéns abandonados para se sustentar, enquanto outros simplesmente ficavam imóveis até que a doença os definhassem. De qualquer forma, não responderiam quando provocados. Eles estavam em um estado vegetativo.
Mas houve um pequeno grupo que reagiu diferente. Lembro-me de caminhar pelo meu bairro quando vi um homem gritando no topo de seus pulmões no meio da rua. Quando eu passava por ele, olhamos diretamente um para o outro. Não consigo esquecer o que vi quando presenciei sua dor, confusão e insanidade naqueles olhos. Ele colocou suas mãos com unhas compridas no rosto e começou a arrancar os pedaços. O sangue escorria do que restava de suas bochechas enquanto ele lambia a carne e o sangue das pontas dos dedos. Continuava a gritar nesse processo todo. Eu estava presenciando um homem comer seu próprio rosto. Ele estava indo para a segunda rodada quando eu desviei o olhar e apressei o passo. Vi outro homem que, de alguma forma, perdeu um dos braços (arrancou sozinho?) e o segurava-o com o outro braço como um bastão, batendo em outros infectados que passavam por seu caminho. Quando esse me viu, ele gritou insanidades e correu por minha volta por um tempo, balançando seu braço/bastão.
E as crianças infectadas... Eram as mais insuportáveis. No fundo, sabiam que algo estava terrivelmente errado e ainda tinham o instinto de chorar. De alguma forma, encontraram-se e se amontoavam entre si, chorando em uma sincronia louca. Você tem que entender que eu gostaria muito de poder ajudá-los. Mais do que tudo. Mas em pouco tempo, havia milhares deles nos principais centros da cidade. Eu vi um homem, parcialmente infectado, tropeçar em direção a um grupo de crianças que choravam perto de uma das principais pontes da cidade. Ele gritava "calem a boca!" entre surtos de risadas histéricas e gritos. Ele pegava as crianças que choravam uma de cada vez, e as jogava da ponte. Ele ria e batia na própria cabeça com as duas mãos enquanto observava as crianças caírem. Ainda havia uma parte séria dele que estava tentando afastar esses pequenos de sua miséria? Ou não havia nenhuma parcela de lógica naquela loucura?
Há tantos outros detalhes que eu gostaria de incluir, mas isso já está ficando enorme. A grande história é que o governo americano (eu realmente não posso falar sobre o que estava acontecendo em outros países) não se curvou completamente e entrou em colapso. Começou a reunir sobreviventes e movê-los para algumas cidades-chave, na tentativa de restabelecer a ordem.
Essas pessoas eram, em grande parte, os descendentes daqueles que não comeram carne em 2017, bem como uma porcentagem muito pequena de pessoas que, por qualquer motivo, pareciam imunes à doença. Depois de alguns anos, pareceu que as coisas poderiam se recuperar completamente. Havia aproximadamente 20 milhões de sobreviventes nos Estados Unidos. Poucos infectados ainda estavam vivos naquele momento. As coisas talvez fossem, de fato, ficar bem. 
E então a doença se mutou e começou a ser transmissível pelo ar. 
Eu fui um dos poucos trazidos para um abrigo no subsolo com uma dúzia de outros membros do governo americano. Podemos ser as últimas 30 pessoas que restam no mundo.
Não tenho ideia se o futuro pode ser alterado. Ninguém sabe dessas coisas. Talvez a raça humana esteja destinada a desaparecer no ano de 2078 e não há nada que possamos mudar. Mas, no caso de haver uma chance, eu sugiro que todos evitem comer carne durante o próximo ano ou algo do tipo. Isso não é uma campanha pró-vegetarianismo disfarçado como um pedido de ajuda do futuro.
Eu não sou um vegano tentando pregar um estilo de vida sem crueldade. Não sou hindu tentando proteger a santidade da vaca. Sou um homem sentado no fim do mundo, tentando dar à raça humana ao menos uma chance de sobrevivência. Acredite no meu aviso, ou não. Mas eu tinha que tentar. Eu tinha que tentar. 
Esse conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigada! Se gostou, comente, só assim saberemos se vocês estão gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da opinião de vocês! 


43 comentários:

  1. Acho que em 2078 a medicina já vau estar avançada o suficiente pra cuidar disso. Eu espero :v

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o surto vai começar em 2017 a medicina vai entrar em decadência, é óbvio.

      Excluir
  2. Parece q alguém ganhou uma partida de Plague Inc.

    ResponderExcluir
  3. Ótima creepy! Foge muito do clichê apocalíptico com temáticas manjadas ~ zumbis, robôs, alienígenas, catástrofes, etc. A descrição detalhada do futuro é bem intrigante, e o suspense cria uma tensão ao leitor. Eu, como vegetariano em transição ao veganismo, fiquei ainda mais satisfeito com a creepy. haha Obrigado, Divina. As tuas publicações são realmente incríveis.

    ResponderExcluir
  4. legal, meu sonho um mundo vegetariano/vegan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não entendi o tanto de negativos em meu comentário...é idiota ter utopias? pois eu tenho, não sou hipócrita pra falar que amo animais e ao mesmo tempo comê-los.
      "Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seus semelhantes." - Albert Schweitzer

      Excluir
    2. Sabia que a planta tbm é um ser vivo?

      Excluir
    3. Meus antepassados não criaram arco e flecha pra caçar repolho

      Excluir
    4. (...) Animal ou vegetal (...) É hipócrita da sua parte usar essa frase, ingerindo plantas, você também está matando um ser vivo...der

      Excluir
  5. Só tem uma única falha: a doença não poderia afetar 80% da população mundial de uma vez. Se ela fica 50 anos incubada no corpo, isso implicaria dizer que 80% da população mundial teria mais de 67 anos. E como as crianças seriam infectadas se precisaria de 50 anos incubada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele fala logo depois que ela pode ser transmitida hereditariamente

      Excluir
    2. Mas mesmo assim, não tem como as crianças desenvolverem os sintomas ainda na fase infantil, pois els teriam que esperar até os seus 50 anos de idade para desenvolvê-los, pois esse é o período que o vírus permanece adormecido no corpo

      Excluir
    3. Miguel tem razão. No máximo, esta epidemia somente diminuiria a expectativa de vida média do ser humano como raça, não o extinguindo totalmente e dando curto prazo para encontro da cura.

      Excluir
    4. Finalmente alguém lúcido para comentar isso. Não entendo esse pessoal que elabora todo um textão e não pensa em questões básicas como essa para que a história pareça verossímil.

      Excluir
  6. Ainda bem que sou vegetariana kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai ficar muito triste quando souber da Grande Praga de 2032...

      Excluir
  7. Pelo visto, segundo o cara que postou, o surto começou em Outubro de 2017, e acabou em 2019, segundo estimativas dele

    ResponderExcluir
  8. Eu tava comendo salsicha agora.
    Kdfjgdfjgudfio e>e

    ResponderExcluir
  9. Chega bateu aquele orgulho por se Vegana <3 kkkk Creepy Fantástica.

    ResponderExcluir
  10. Foda-se, eu iria comer carne e morreria feliz

    ResponderExcluir
  11. Acho que é ele que está com a doença da vaca louca 😳😳

    ResponderExcluir
  12. foda-se!
    quem vai morrer são meus bisnetos
    e eu to pouco me fodendo

    ResponderExcluir
  13. foda-se
    quem vai morrer são meus netos
    e eu to pouco me fodendo

    ResponderExcluir
  14. Quer saber?
    Eu não vou virar coelho não
    PEGUEM SUAS PICANHAS
    VAMOS FAZER UM CHURRASCO

    ResponderExcluir
  15. eu parei de levar a serio quando ele falou vou meter bala

    ResponderExcluir
  16. Meus ancestrais nao criaram arco e flecha pra eu ser vegetariano

    ResponderExcluir