06/09/2017

Sou um Demônio e preciso da sua ajuda

Sou um monstro.

Não estou dizendo isso no sentido de ser uma pessoa horrível ou algo to tipo; Quero dizer que sou uma criatura monstruosa vinda diretamente do inferno para se alimentar do medo e do sofrimento humano. Deve estar se perguntando o motivo de eu estar escrevendo isso para você; é que preciso de ajuda. Chegarei aos detalhes logo mais, mas antes preciso explicar o porquê que necessito de seu amparo.

Cerca de seiscentos anos atrás, alguns praticantes de magia negra descobriram um texto antigo em latim e me invocaram para esse plano de existência para seguir seus comandos. Porém, um dos bruxos, acho que seu nome era Adriel, errou parte do ritual e assim eu não estava mais preso aos desejos deles. Aparentemente queriam que eu trouxesse o apocalipse para destruir à terra e deixá-los como líderes da nova era. Achei isso tudo um pouco demais, então, ao invés disso, apenas esquartejei todos.

Até poderia ter realizado o apocalipse, mas o erro de Adriel fez com que eu chegasse à terra com apenas uma pequena fração dos meus poderes.

De qualquer forma, deixei Adriel vivo, porque parecia ser um cara legal. Depois disso ele virou padeiro, se não me engano.

Queimei o pergaminho de invocação e voltei para meu plano de existência, aonde fiquei atormentando almas perdidas junto de meus filhos. Entretanto, parece que eu devia mesmo ter matado Adriel, pois, sem meu conhecimento, ele transcreveu o ritual e passou para sua prole antes de morrer. O feitiço ficou perdido por séculos, até que um dos descendentes de Adriel encontrou-o no sótão de seu tataravô enquanto organizava um brechó com as coisas antigas depois da morte do velho.

Esse então decidiu traduzir só por curiosidade, e depois disso acreditou que o conteúdo traduzido daria uma ótima "creepypasta". Até incluiu a invocação original em latim para ficar mais interessante. Isso foi alguns anos atrás quando os contos de terror de rituais estavam começando a estourar. Para minha surpresa e irritação, as instruções da minha invocação se tornaram bastante populares. Nessa época, eu não tinha estado na terra faziam quase mil anos e só tinha sido trazido para cá pelos bruxos de magia negra mais poderosos que existiam.

Agora, toda semana eu tenho sido arrancado da paz do meu inferno para um banheiro escuro por um adolescente bêbado com uma lanterna enfiada na cara tentando assustar o coleguinha.

Veja bem, muito tempo atrás, quando ser alfabetizado era algo extremamente raro, minha invocação era absurdamente difícil. Hoje em dia, onde quase todo mundo sabe ler e o Google Tradutor existe, é tão fácil quanto tirar doce de um bebê.

A minha sorte é que Adriel não só ferrou no dia que me invocou, mas também quando estava transcrevendo o ritual, então não fico preso a vontade de ninguém quando sou puxado para cá. Isso é ótimo, porque adolescentes bêbados geralmente me pedem para fazer umas coisas bem estranhas. Entretanto, ainda sou invocado com apenas uma pequena fração de meus poderes, então normalmente apenas os assusto profundamente para que não me incomodem mais antes de me enfiar de volta no inferno.

Foi assim até Lucy.

Mês passado uma garotinha de seis anos de idade encontrou minha "creepypasta" de ritual de invocação e tentou realizá-la. Por sorte, fez o final corretamente. Eu já tinha certeza que um dia aconteceria, sendo que era apenas um pequeno erro de transcrição que Adriel cometera.

O problema é que ela não é má em nenhum sentido da palavra. Conseguiu invocar um demônio capaz de realizar o apocalipse na terra, mas tudo que pede é para que eu materialize algodão-doce e filhotinhos em seu quarto.

Seus pais sempre ficam boquiabertos quando vão buscá-la no colégio e a menina está cercada de pelo menos oito cachorrinhos.

Agora eu já nem ligo mais em destruir a humanidade e me deliciar com suas almas destruídas, só quero voltar para a casa. Então estou pedindo sua ajuda. Preciso que alguém realize meu ritual de banimento para que eu volte para o inferno e viva em paz.

É bem simples, na verdade. Só desenhar um pentagrama em um espelho, acender sete velas e ler as seguintes palavras:

Daemonum Magister ab antiquo,

dono tibi mea corpus, gratia liberabo vos

ego vivere invite vos intra corpus mea

ego immolo anima mea

nos vanae humanae creaturae,

nos apetimus mortis et infernus

producat in fine hominis

Amen

Então se alguém aí poder me ajudar, ficaria eternamente grato.

Esse conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigada! Se gostou, comente, só assim saberemos se você está gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião! 


24 comentários:

  1. Hahahha, esperto ele ;)

    (Primeira vez q comento, mas já acompanho as creeps aqui a muuuuuito tempo! Parabéns Divina!)

    ResponderExcluir
  2. Eu fiz e não deum certo, acho que erraram

    ResponderExcluir
  3. ETA LEK SELOCO UMA CRIANÇA ENTEDIOU UM DEMÔNIO

    ResponderExcluir
  4. Vou msm tentar :P

    (Impressão mt grande de que conheço essa tal pessoa q comentou pela primeira vez hj ... Ou talvez minha cabeça está me mostrando apenas oq tenho vontade de ver RS)

    ResponderExcluir
  5. Vou msm tentar :P

    (Impressão mt grande de que conheço essa tal pessoa q comentou pela primeira vez hj ... Ou talvez minha cabeça está me mostrando apenas oq tenho vontade de ver RS)

    ResponderExcluir
  6. Eu tô até agora imaginando baphomet digitando no notebook hahahaha 10/10

    ResponderExcluir
  7. Épica!!!!!!! xDDDDDDD

    Como uma creepy tão foda como essa consegue ser engraçada ao invés de assustadora. Mas sério, me deu pena do demônio xDDDDDDDDDDD

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Cara coitado do demônio vô ajudar ele vai que quando eu for pro inferno ele se lembra de mim e me ajuda sei lá

    ResponderExcluir
  10. Trollpasta 10/10 sério kk Gostei da história

    No final somos tão monstruosos quanto o próprio cavaleiro do apocalipse

    ResponderExcluir
  11. Eu fiquei com dó dele hauahauhauaha
    Vamos ajudar o demônio a voltar pro inferno e dessa vez que ele fique lá! Já pensou se outra cria de 6 anos consegue invocar o cara de novo?! Q

    ResponderExcluir
  12. "dono tibi mea corpus, gratia liberabo vos" significa "Teu dou meu corpo, com gratidão libero-o para ti" ou coisa assim.
    "invite vos intra corpus mea" é "te convido para entrar no meu corpo".
    Outra parte fala que o invocador quer que a alma sofra no inferno.

    Não vai me pegar hoje, capeta.

    ResponderExcluir
  13. normal eu ter entendido parte do texto sem jogar no google?
    De qualquer forma seria bem interessante se no final do texto em latim tivesse uma frase em latim:
    você nunca precisou de pentagramas ou velas, apenas recitar o encantamento

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. non requirit candelae aut pentagram
      Recolamus etiam hoc solum dicta incantatio
      tipo isso

      Excluir
  14. Pra quem estiver curioso, o ritual no final serve para deixar que o demônio possua seu corpo

    ResponderExcluir
  15. As aulinhas de latim fizeram bem.

    O texto, em resumo, serve pra você jogar a sua própria alma no inferno, e permitir que o demônio possua seu corpo.

    ResponderExcluir
  16. 10/10
    O demônio e a garotinha vão ficar na memória

    ResponderExcluir
  17. G-zuis. vá possuir a almo do capeta... não pera

    ResponderExcluir
  18. "EU SÓ QUERO VOLTAR PRA CASA!" osh, azarado. Logo uma menininha de seis anos? Eu já teria pedido uma cama das superpoderosas

    ResponderExcluir