31/10/2017

A parte da Deep Web que não deveríamos ver

Presumo que todos vocês conhecem a deep web. Bem, as histórias que vocês devem ter ouvido sobre ela são verdade, não é um bom lugar. Enquanto algumas pessoas estão lá para vender/comprar drogas e armas, ou até mesmo por pura curiosidade, outros... bem, eles obviamente não estão fazendo nada de bom. Mas não estou aqui para falar sobre esse doentes. Estou aqui para falar sobre as mentiras além desse ponto. A parte mais enigmática e inexplicável da internet. A parte que ninguém deveria ver.

Havia um infográfico que surgiu há algum tempo. Não tenho certeza de quando. "Os 8 níveis da internet". Provavelmente você dá deve ter lido ou ouvido algo a respeito. Por mais interessante que fosse, é uma completa besteira. Me desculpe, mas "Derivação Polimérica Falcighol" não significa nada. E o "Sistema Primarca"? Acho que alguém é fã de Warhammer. Não, não há nenhuma mecânica quântica envolvida aqui. No entanto, isso não significa que era um lugar fácil de achar.

Agora, não vou começar a dizer como entrar lá. É improvável que você consiga, mesmo se eu dissesse. Eu não estou me gabando, apenas não tinha uma vida fora disso. Eu fui avisado, claro. Todos me disseram que eu não iria gostar do que visse. Que eu não iria nem sequer entender. Agora eu estou passando esse aviso para vocês. Não tente procurar por isso.

Não há um nome oficial para este lugar, ou pelo menos não que eu tenha visto. Haviam rumores, no entanto. Rumores que variavam de uma sala de bate-papo illuminati para uma novo tipo de inteligência artificial experimental. Na realidade, é muito pior. Depois de um longo e doloroso processo de derrubar firewalls, criptografias, resolver enigmas filosóficos estranhos e seguir links escondidos, finalmente fui direcionado para uma página em branco com uma linha de texto e uma caixa de texto embaixo. "Quid quaeris?" Latim para "O que você procura?". Lembro de ter ficado surpreso. Mas, em retrospectiva, não sabia o que estava esperando. Vou admitir, fiquei um pouco perplexo aqui. Em parte porque não sabia a resposta para aquela pergunta. Eu não tinha nenhum objetivo, apenas queria ver se eu conseguiria fazer aquilo. Tentei algumas respostas genéricas no começo. Digitei "a verdade" e "iluminação". Você sabe, essas merdas de Matrix. Nada aconteceu. Tentei várias respostas, mas nenhuma funcionou. Estava ficando frustrado àquela altura. Talvez fosse uma página de zoeira. Talvez eu realmente não tivesse descoberto nada.

Resolvi twntar algo diferente. Não tenho certeza de como isso veio a mim ou por que eu pensei que funcionaria, mas digitei "o que também me procura". Agora que eu penso sobre isso, essa coisa pode ter sido uma IA. Para minha surpresa, a página ficou em branco. Tipo completamente em branco. Esperei. Depois de uns cinco minutos, fui direcionado para o que parecia um fórum. Não, nem isso. Era mais básico. Apenas uma lista de links sobre um fundo amarelho acastanhado. Os próprios links eram indecifráveis. Apenas sequências aparentemente aleatórias de caracteres, símbolos e letras. Muitos deles eu nunca havia visto. Quase parecia uma linguagem alienígena. Obviamente, apenas um código eu não entendi. Neste ponto, as expectativas estavam incomuns. Cada link era um tiro no escuro. Cliquei no primeiro. Carregou um vídeo ao vivo do que parecia ser as catacumbas de Paris. Assisti por um tempo, mas era normal demais.

Fui para o próximo link. Era um vídeo trêmulo em um ambiente escuro. Mas eu pude distinguir homens em equipamentos táticos. Eles estavam em uma casa, abrindo portas e varrendo cada quarto. Eventualmente, eles derrubaram um erevelaram uma criatura. ALta e humanóide, com pele escamosa. Estava roendo um braço desmembrado. Eles tentaram atirar nele, mas ele escapou pela janela. O vídeo parou aí. Eu fiquei em choque. Que merda foi aquilo? Parecia muito real para ser uma filmagem inédita. Eu estava oficialmente intrigado. Talvez isso valesse os meses de dores de cabeça e olhos inchados de sangue, afinal. Não conseguia mais parar. Comecei a trabalhar na lista de links. Com cada clickm tudo ficava mais e mais bizarro. Mas perturbador. Tropecei em um documentário chamado "O Priheto Paragon", detalhando os ensaios de um experimento humano que levariam a níveis superumanos de força e durbilidade. Foi um sucesso aparente.
Parecia oficial também.

Haviam redações sobre anomalias do espaço-tempo, falhas na realidade e imagens aparentes de dimensões alternativas. Havia explciações detalhadas sobre a Área 51, o Triângulo das Bermudas, assassinatos, desaparecimentos e a verdadeira natureza do Santo Graal. Um dos mais perturbadores foi um documento referente a um "fim da bomba mundial". Uma arma nuclear que é 720,000 vezes mais forte que a que caiu em Hiroshima. Não quero saber por que precisamos disso. Encontrei planos de contingência para diferentes tipos de Apocalipsis - inverno nuclear, armas biológicas, surto viral. Alguns mais peculiares foram chamados de "A anormalidade da trincheira Mariana", rotulado rotineiramente de "Estranho no décimo quinto andar", e um simplesmente chamado de "Blackout". Registros recuperados de expedições de caça de skinwalkers, 911 transcrições de residentes de uma cidade no Texas que desapareceram em 1977 e até as revistas pertencentes às pessoas envolvidas no incidente de passagem de Dyatlov. Eles não ficaram loucos por causa da neve.

Passei horas lá, olhando por páginas e páginas de coisas que sentia como se eu não devesse ver. Encontrei um trailer de um filme mudo feito em 1910. Um que, aparentemente fez com que as pessoas arrancassem os próprios olhos depois de ver que quase descarrilavam toda a indústria.  Houve uma transmissão ao vivo de um homem com capuz sentado na frente de uma câmera, de cabeça baixa. Ele finalmente levantou a cabeça. Mesmo que não tivesse boca, um profundo, gutural, "olá" veio através dos meus alto-falantes. De alguma forma, eu sabia que isso veio dele. Havia conjuntos obscuros de guias passo a passo que envolviam coisas como cortar seus próprios membros e costurar um cadáver, realizando encantos religiosos no meio da floresta da Sibéria e coordenar aqueles que aparentemente abrigavam os anjos caídos cativos. Não estava claro o que alguém deveria fazer. Havia também um clipe longo de 20 segundos intitulado "A Futilidade de Viver". Eu não assisti. Foi quando percebi que não era possível que a maior forma de governo organizado tivesse controle total sobre isso. Uma das coisas mais assustadoras sobre toda essa experiência foi que não encontrei o final da lista. Não importa o quanto eu rolasse a página.

Eu acho que tive um colapso e desmaiei eventualmente, porque acordei no chão no meio da noite. Olhei para a tela do meu computador para ver imagens de helicóptero em loop de uma criatura grande e semelhante a um caranguejo que rasgava uma ilha costeira. Eu cliquei. Fiquei sentado por um longo tempo. Não consegui compreender o que estava vendo, e não creio que realmente quisesse. Agora, não tenho muita certeza de por que eu continuei. Meu cérebro estava gritando para eu levar meu computador para o gramado e esmagá-lo em pedaços. Mas não fiz. Notei algo que não tinha antes. Uma pequena mensagem no canto inferior esquerdo da tela. Não sei se estava sempre lá ou não. Era difícil de ler, então eu tive que ficar vesgo para ler. Mais latim. Traduzido para "Você está satisfeito?" Haviam duas opções embaixo, sim e não.

Agora eu sabia a resposta a esta pergunta. É claro que eu não estava satisfeito. Eu estava horrorizado, marcado por toda a vida. Mas eu deveria ter clicado em sim. Se eu simplesmente clicasse em sim, isso me levaria para fora desse lugar abandonado por Deus. De volta ao conforto e à sanidade. Mesmo agora, não posso te dizer por que cliquei em não. Mas uma vez que eu fiz, a página parecia atualizar. Ainda era a mesma configuração básica, exceto que havia apenas quatro links. Desta vez, não havia números ou personagens reconhecíveis. Merda, não parecia nada que pudesse ter vindo deste mundo. Apenas uma coleção de símbolos extremamente cruéis que não tinham qualquer sentido de padrão ou direção. Eu cliquei no primeiro link.

Após cerca de 20 segundos, bati no meu computador. Não consigo descrever o que vi. Tudo o que sei é que eu não deveria ver isso. NINGUÉM deve ver algo assim. Não é só que não fazia sentido, não posso te dizer por que não. Não pude começar a entender as imagens que estava vendo. Não era explícito nem nada. Eu simplesmente não conseguia reconhecer nada. Eu poderia entender as coisas em movimento, mas de alguma forma qualquer criatura na Terra já se mudou antes. Cores que eu nunca tinha visto antes. Apenas pensar sobre isso me dá uma dor de cabeça maldita. Esta é a minha melhor tentativa de visualizá-lo. Temos 3 dimensões aqui na Terra. Podemos avançar, para trás, esquerda, direita, 72,4 graus de sudoeste, etc. Essas coisas não foram restritas a isso. Não posso explicar mais nada. Tudo o que sei é que eu não queria assistir mais um segundo sequer. Nçao acho que conseguiria.

Saí do meu quarto. Pela primeira vez em algum tempo, eu estava planejando sair da minha casa. Eu precisava de ar fresco. Para dar um passeio ou algo assim. Estava pensando em correr uma maratona no meio da noite apenas para tirar minha mente dessa merda por algumas horas. Estava vestindo minha jaqueta quando ouvi uma batida na porta. Congelei. Obviamente, eu não iria abrir. Cerca de um minuto e mais algumas de batidas vieram antes que alguém falasse. "Abra. Nós sabemos o que você fez, mas não estamos aqui para te machucar. Nós só queremos conversar ". O tom não era ameaçador. Eventualmente, eu cedi. Abri minha porta para dois homens altos e magros em ternos. Eles sorriram para mim. "Podemos entrar?" Ainda não sei como eles me encontraram. Pensei com certeza que eu estava fora da rede.

Nos sentamos no sofá. Acho que estava aguardando respostas neste momento. Um deles olhou para mim e disse: "O que você estava procurando?" "Eu não sei. Mas não vou voltar", respondi. Ele sorriu novamente.É o que ele queria ouvir. O outro continuou: "Para quem você trabalha?" Seu tom era um pouco mais agressivo. Eu apenas balancei minha cabeça. "Olha, eu não sabia onde estava entrando. Eu não estava procurando por nada." Eles apenas olharam para mim por um tempo. "Eu não vou contar a ninguém. Confie em mim". Então finalmente responderam: "Não estamos preocupados com isso. Duvido que alguém acredite em você. Outro sorriso. De alguma forma, pareceu genuíno. "Nós só queríamos saber quais eram suas prioridades." Em retrospectiva, essa era uma pergunta muito estranha. "Apenas nos faça um favor e vamos sair". Fiquei animado. "Nos dê o dispositivo que você usou para acessar". Não fiz perguntas. Corri no andar de cima e basicamente joguei meu laptop. Ambos sorriram uma última vez antes de se dirigirem a porta. Assim que eles estavam prestes a sair, um deles voltou. "Eu não acho que você precise ser informado, mas não tente isso de novo. E não mostre a ninguém como entrar lá também. Nós saberemos." Não perguntei quem eram. Não tenho 
certeza se eu quero saber.

Já faz uma semana. Não entro mais na internet com frequência. Depois disso, vou tentar esquecer. Tentar não pensar mais nisso. Comecei a ter pesadelos terríveis. Estou vendo um terapeuta por isso, mas não acho que esteja ajudando. De qualquer forma, não vou deixar isso consumir o resto da minha vida. O fato é, temo que isso possa não ser possível. Há certas coisas que nós não devemos saber. Provavelmente para nossa própria segurança e sanidade. Não tente procurar. É melhor assim.






Esse conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigado! Se gostou, comente, só assim saberemos se você está gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião!


24 comentários:

  1. Respostas
    1. misericórdia tu não gosta de nada, Deus me dibre

      Excluir
  2. Cheiro de covarde e de merda pra mim da no mesmo! Esua já é a segunda creepy em que um cara acha algo legal na Internet e arrega no último segundo. Se eu descobrir algo legal na Internet eu juro que conto tudo a vocês ok?! Finalizando vocês poderiam postar alguma creepy do Rick and Morty?

    ResponderExcluir
  3. eu sempre fico curioso e com vontade de descobrir como acessar essas coisas e-e

    ResponderExcluir
  4. Então ficará mais difícil desvendar esse site

    ResponderExcluir
  5. Entrar na DW sem dezenas de camufladores de IP e montes de antivirus
    Não recomendo.
    Mas a creepy ta tensa, gostei. 9,4.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o Tor (um navegador próprio para isso) já camufla, por isso é lento. =/

      Excluir
    2. Ah. Nunca entrei no Tor para ver, então não possuo muito informação sobre essas coisas. Prefiro restringir meu conhecimento sobre a DW a meros textos e creepypastas.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. ...
      Tor não é tão seguro, devido aos dados de saída, mesmo o Tor sendo o navegador ideal para DW, ele não consegue resolver esse problema, ou seja, quem tem controle dos dados de saída, tem o controle total. Foi assim que os caras de terno encontraram ele provavelmente.

      Excluir
  6. Melhor Creepypasta que Li esse ano. Parabéns de verdade.

    ResponderExcluir
  7. afinal meu irmão não era agressivo,mas você descobriu isso não ?

    ResponderExcluir
  8. Medo. Quem vcs acham que podiam ser aqueles caras ? Eu ia ficar mais aterrorizada com gente estranha que eu nao sei como me achou aparecendo na minha porta em 10 minutos perguntando o que eu fazia na deep web, do que com o que eu tinha visto lá

    ResponderExcluir
  9. Medo. Quem vcs acham que podiam ser aqueles caras ? Eu ia ficar mais aterrorizada com gente estranha que eu nao sei como me achou aparecendo na minha porta em 10 minutos perguntando o que eu fazia na deep web, do que com o que eu tinha visto lá

    ResponderExcluir
  10. Li e fiquei refletindo, mesmo se ele tivesse ido mais fundo, como ele poderia ter traduzido oq viu em palavras, pelo oq ele disse (se for possível que um monitor reproduza tons de cor que ninguém tenha visto ainda) ele viu uma filmagem de uma dimensão completamente diferente.
    Não acham que seria inútil buscar respostas sem saber as perguntas as quais responder?
    O que eu quero dizer é que, mesmo ele vendo tudo oque viu, ele não conseguiu saber o que via, então era um "conhecimento" vazio, não acham?
    Ou se pensar mais a fundo ainda; os cientistas que fizeram essa descoberta, provavelmente abandonaram a pesquisa por não ter o que fazer com os resultados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não entendi muito bem a parte sobre conhecimento vazio, mas concordo ctg no geral.

      Excluir
    2. Quando Einstein criou a teoria da Relatividade não Existia televisores Smart, mas sem a relatividade, eles nao existiriam. Poderiamos ter esse conhecimento e no futuro saber o que fazer com ele. Tal como a Relatividade na época de Einstein. Entende?

      Excluir
  11. De todas as creppys, essa é a mais surreal e me fez virar os olhos, 0/10

    ResponderExcluir
  12. Gostei por ser bem detalhada, mas, qual o sentido de não querer que ninguém saiba de nada e fazer um site ABERTO NA DEEP WEB sobre isso?

    ResponderExcluir
  13. Lembra muito outras creepys famosas como "normal porn for normal people",redrooms,etc. O canal fabrica de noobs tem um quadro que desmistifica tudo isso. Uma pessoa sem conhecimento e sabendo o que procura jamais acharia algo assim. Porém já pesquisei e achei sites que vendem bomba atômica, órgãos é tudo mais na DW, a chance de serem falsos só pra roubarem bitcoin é muito alta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina os cara do sedex entregando uma bomba atômica na tua porta

      Excluir
  14. O texto começa...
    "Enquanto algumas pessoas estão lá pra vender/comprar drogas e armas, ou até mesmo por pura curiosidade, outros, bem ... eles obviamente não estão fazendo nada de bom."

    Claro, vender ou comprar drogas por internet como se fosse Ebay e Amazon não é nada de mal claro, rsrs, pode confiar!

    Devia ser "Enquanto algumas pessoas estão lá pra vender/comprar drogas e armas(...) Eles obviamente estão fazendo coisas piores." ficaria mais coerente.
    Mas tudo bem, essa passou quase despercebida.

    ResponderExcluir