30/01/2018

Achados e Perdidos

Começou como uma piada. Minha esposa e eu damos muitas festas, e se você alguma vez já fez uma limpeza após uma festa, você sabe que as pessoas deixam coisas para trás. Chapéus e casacos com maior frequência, cachecóis, bolsas, seja o que for. Uma vez eu encontrei um par de óculos de grau, entre as almofadas do sofá. Tinham lentes grossas, tipo as da Velma. Eu não sei como o dono conseguiu chegar até a saída sem eles, e muito menos como eles voltaram pra casa.

Muitas vezes recebíamos uma ligação no dia seguinte ou na semana seguinte, alguém dizendo "Hey, então, não consigo achar minha jaqueta. Será que eu deixei em algum lugar aí na sua casa?" Mas às vezes ninguém fala nada. E Jenny e eu - Jenny é a minha esposa - não perdemos nosso tempo ligando para cada um que estava na festa perguntando se a pessoa tinha perdido o que quer que tenhamos encontrado. Então nós apenas colocamos em um baú de madeira que temos no armário de deixamos lá até que alguém venha procurar.

Recentemene nós demos uma festa de inverno, e alguém deixou suas calças aqui. E não era esse tipo de festa, entçao eu fiquei bastante surpreso em encontrar um par de calças caídas no chão. Eram calças de neve, do tipo que você veste por cima das outras roupas para mantê-las quentes e secas, e elas foram dobradas e guardadas num canto. Eu imaginei que, provavelmente, alguém havia chegado aqui as vestindo, por causa do frio, e então as tiraram quando entraram. Entre o calor da casa e o calor do álcool, eles devem ter esquecido de colocar de volta quando foram embora no fim da noite.

Jenny olhou as fotos da noite anterior, mas não havia nenhuma imagem de alguém usando aquelas calças, então elas foram para o baú. Enquanto Jenny as guardava, ela comentou, "Aposto que podemos vestir uma pessoa por completo com o que está aqui dentro."

Nós rimos, mas então eu comecei a pensar que ela provavelmente tinha razão. Então, mais tarde, vaculhei o baú e como pensávamos, além das calças nós tínhamos uma camisa com botões, vários casacos, inúmeros chapéus, um par de luvas, alguns cachecóis e dois pares de sapatos. Enquanto Jenny estava fora naquela noite, eu coloquei a camisa num cabide, pendurei o casaco por cima, prendi as luvas nas mangas e a calça embaixo, e enrolei um cachecol ao redor. Então pendurei aquilo no corredor, coloquei um chapéu no topo e os sapatos embaixo das calças. As calças pendiam até o chão, então, à primeira vista, parecia que alguém espreitava pelo corredor, especialmente com as luzes apagadas.

Ouvi a porta bater quando Jenny chegou em casa. Ela chegou dizendo em voz alta que havia chegado, mas abruptamente se transformou em um grito. Entrei no corredor, rindo, e encontrei Jenny  de pé com uma mão em seu peito, olhando para mim. O manequim caiu silenciosamente para o lado.

"Muito engraçado!" disse ela. "Você quase me fez ter um ataque cardíaco."

"Sinto muito", respondi, mas eu estava rindo demais para que ela acreditasse em mim.

"Sim, você sentirá", disse ela, fazendo cara de séria, mas ela também estava rindo, agora que tinha passado o choque inicial.

De qualquer forma, achei aquilo extremamente engraçado, até eu me levantar no meio da noite para ir ao banheiro. Entrei no banheiro, acendi as luzes e gritei, porque Jenny tinha movido o manequim para lá, o colocando sentado na privada.

Do quarto, pude ouvir uma risada sonolenta.

"Você sabe o que acontece quando você assusta alguém que está indo ao banheiro?", perguntei.

"Tem alguns panos embaixo da pia. Você pode usá-los para se limpar", ela respondeu.

"Um bundão teria que limpar. Eu tenho um autocontrole de ferro"

"É por isso que você gritou alto o suficiente para me acordar?" provocou Jenny.

Decidi não dar uma resposta à altura. Além disso, não tinha uma.

Então isso se tornou um joguinho. Jenny e eu mexíamos o manequim pela casa, e depois de um tempo já nem nos assustávamos mais. Demos a ele o nome de Albert, ele se tornou apenas uma decoração da casa após algumas semanas. Nós o colocávamos na cozinha, na sala de jantar, em qualquer lugar. Há alguns dias cheguei em casa e o encontrei em minha cadeira em frente a TV, com uma das minhas cervejas em sua luva. Apenas peguei outra cerveja e sentei no sofá.

Jenny veio depois e disse, "Você não vai movê-lo?"

"Ele chegou primeiro", encolhi os ombros.

"Você é ridículo", disse Jenny, e pegou a cerveja de Albert.

"Ele não vai gostar disso", comentei.

Jenny riu. "O que ele vai fazer a respeito?"

Isso foi há alguns dias, como eu disse. Ontem, cheguei em casa e encontei Alberto pendurado na janela na parte de trás da casa. Suas roupas estavam salpicadas de algo vermelho, e havia uma faca suja também de vermelho em uma de suas luvas. Era uma visão horrível, aplaudi a engenhosidade de Jenny.

"Ele te pegou, querida?" Chamei. Sem resposta, obviamente. Ela não iria desistir da piada facilmente.

"Hey, essa coisa vermelha está pingando no chão", eu disse alto o suficiente para que ela me ouvisse, de onde quer que estivesse se escondendo. "Acho que está manchando o tapete."

Ainda nada, então peguei um papel toalha e enxuguei o "sangue", então tirei a faca da luva de Albert. O que quer que Jenny tenha usado realmente parecia com sangue, e eu estava começando a ficar desconfortável.

"Amor? Ok, você me pegou. A brincadeira já acabou." Ainda sem resposta, então comecei a procurá-la. Procurei pela casa inteira, mas não consegui achá-la em nenhum lugar. Seu carro estava na frente, mas Jenny havia desaparecido. Liguei para seu celular, mas caiu direto na caixa postal.

Quando deu meia-noite e ela ainda não tinha aparecido, comecei a entrar em pânico. Liguei para alguns amigos, mas ninguém sabia dela. Decidi dormir um pouco e então pensar no que fazer pela manhã. Deitei, apaguei as luzes e estava quase caindo no sono quando ouvi um leve barulho no corredor.

Abri meus olhos para ver Jenny na porta. "Onde você est--" comecei dizendo, acendendo as luzes, mas minha voz travou. Não era Jenny. Era Albert, pendurado no corredor do meu quarto, balançando ligeiramente para frente e para trás. A faca estava de volta em sua mão.

Meu coração estava disparado. Isso era obviamente Jenny levando uma brincadeira longe demais, mas quando chamei por ela novamente e ela não respondeu, meu medo aumentou. Tirei as roupas do cabide, as levei até lá embaixo e, embora eu soubesse que isso era totalmente ilógico, as queimei na lareira.

Esperava que Jenny aparecesse e começasse a rir quando coloquei fogo nas roupas, ou pelo menos brigasse comigo por fazer a casa cheirar a queimado - eu não sei com o que eles fazem calças de neve, mas o cheiro fica horrível quando você queima - mas o fogo queimou até virarem cinzas e eu ainda estava sozinho.

Dormi um pouco, e quando saí para trabalhar esta manhã, não havia nenhum sinal de Jenny e ela ainda não respondia minhas mensagens e nem ligações. Liguei para a polícia para reportar seu desaparecimento, eles devem mandar alguém para dar uma olhada e me revistar, eu acho.

Eu espero que eles cheguem logo. Porque eu acabei de ouvir um barulho vindo lá de cima, e quando subi para olhar, a porta do nosso armário estava aberta. Penduradas nas barras, alinhadas em fileiras arrumadas, havia uma dúzia de roupas de Jenny. Camisas nos cabides, calças penduradas, sapatos alinhados abaixo.

A porta do quarto fecha apenas pelo lado de dentro, mas fechei e usei minha gravata para amarrar a maçaneta ao corrimão do corredor. Eu estava prestes a sair de casa, mas havia um cabideiro na porta, e eu realmente não me lembro de ter alinhado meus sapatos daquela forma quando cheguei em casa.

Espero que a polícia chegue logo.




Esse conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigada! Se gostou, comente, só assim saberemos se você está gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião! 


21 comentários:

  1. eu ODEIO manequins, essa creepy me deixou coisada

    ResponderExcluir
  2. A esposa do cara desaparece e a coisa mais inteligente que ele pensa em fazer e ir trabalhar no dia seguinte

    ResponderExcluir
  3. Eita!! Divertida e macabra, e criativa gostei bastante ;) 10/10

    ResponderExcluir
  4. gostei, me surpreendeu pq o título dizia uma coisa e era outra coisa totalmente diferente. só achei o cara meio burro por não desconfiar do manequim (qualquer um já teria desconfiado, eu inclusive)

    ResponderExcluir
  5. A maldição do Boneco Albert, ou O criador do boneco Albert, qualquer título serve pra esse conto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso seria muito clichê, o autor foi criativo e inovador.

      Excluir
  6. Achei que começou bem, mas acabou sendo só a história de um manequim assassino =/ queria mais

    ResponderExcluir
  7. A mulher poderia estar vestindo as roupas e ele a queimou viva kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. The city magnate glazed water jar with dragon pattern Home Loan

    Ruby888 Play online casino games. Betting Center To meet the needs of many gamblers. Relaxation is something that everyone. They are more interested in betting and more often. We are glad to bring you the game on mobile. Variety of choices Within the site Include the following information as follows: Many villagers from all over. Both in the area of ​​Photharam and Ratchaburi area. I came to queue waiting for Ang Pao from Somchai Kamonpipat Thip Siayai 50 years old. Automotive mc Executive Board Gas Station

    In the district of Photharam and the owner of The Resort Water Park Suan Phung by Mr. Somchai with family. The ceremony was dedicated to gods and ancestors. The annual Chinese New Year. For the prosperity And remember the ancestors that make the family prosper and prosper.

    Before the table, bring a bag of red envelope and pink envelope. Each package contains 100 baht, 500 baht and 1,000 baht each. Who will conceive the envelope envelope envelope to 2 envelopes to follow the news. We have to read a lot today, we have an online casino games. The most collected games. Enjoy! We are pleased to introduce modern entertainment. good time It leads to the most exciting online betting route. On the phone as well. ruby888 มือถือ

    ResponderExcluir