16/01/2018

Meu avô morto desfez amizade comigo no Facebook

Oi, gente. Estou meio estranho por causa de uma situação, e preciso de conselhos. 

Meu avô está morto faz dez anos, mas antes de morrer ele fez uma conta no Facebook. Eu nunca desfiz amizade com ele, porque era como se ainda tivéssemos uma conexão portanto que eu conseguisse ir até seu perfil e lesse nossas conversas antigas. Bem, algumas semanas atrás percebi que meu número de amigos tinha diminuído em duas pessoas. Nunca tive muitos amigos no Facebook, então eu sabia que devia ser algum dos meus amigos próximos ou familiares que tinha me excluído. Eventualmente percebi que devia ser minha vó ou meu avô. Pensei que talvez o próprio Facebook tinha excluído a conta de meu avô por inatividade, mas... Isso não explicava minha avó. Além do mais, eu ainda podia encontrar os dois se pesquisasse os nomes. Não sei porque, mas tentei adicionar os dois novamente. Quase imediatamente, a opção de adicionar meu avô voltou, o que significava que ele tinha ignorado meu pedido. O pedido para adicionar minha avó ficou pendente algumas horas, mas eventualmente foi negado também. 

Tudo isso é detalhe demais, muito mais do que você se importa, provavelmente, mas tenho que contar para alguém porque é muito estranho, e quero contar a história toda.

Minha avó ainda está viva. Não a visito tanto quanto deveria, algumas vezes no ano... Ela não é muito das tecnologias, mas entra no Facebook uma ou duas vezes por mês. e depois de horas dolorosas tentando ensiná-la como acessar o banco pela internet, agora até consegue pagar suas contas online. Mas além disso, Facebook é a coisa mais complicada "dessas coisas de computador" que consegue lidar.

Falei com minha mãe e ela olhou sua conta. Também tinha sido excluída. Estava prestes a ter um surto nervoso quando ligou para vovó e ela não atendeu. Moro bem perto de minha mãe, então ela me buscou e fomos de carro até a casa de minha avó. É uma hora de onde moramos. Realmente não ter desculpa para visitarmos tão pouco.

Vovó estava em casa, e feliz em nos ver. Quando minha mãe quis saber porque ela não tinha atendido o telefone, falou que tinha ido visitar o tumulo do vovô. Ela não parecia achar que minha mãe teria motivos para estar tão chateada, mas nos convidou para entrar e perguntou se gostaríamos de ficar para a janta ou um café. Decidimos ficar por algumas horas. Como já disse, realmente devíamos visitá-la com mais frequência, e toda vez que vamos lá fica claro que ela adora nos receber... Nos sentimos culpados quando estamos lá, mas a vida segue, e sempre temos outras coisas para fazer.

Minha vó tem um piano antigo. Não sou muito musical, mas é muito nostálgico para mim ouvir mamãe ou vovó tocando o piano. O que fizeram, algo que sempre fazem quando vamos visitar. Foi uma boa sensação. Parecia normal. Então falei para mim que provavelmente ela tinha apenas tinha feito essas coisas que gente velha faz, e entrado sem querer na conta de vovô. Mas eu ainda tinha uma curiosidade dentro de mim, então perguntei durante o jantar. Ela pareceu constrangida, mas disse que não queria mais usar o Facebook, então tentou deletar sua conta. Falamos que a conta ainda estava aberta, mas ela disse para deixar para lá. Terminamos de jantar, ajudamos a arrumar algumas coisas na casa. Ela estava feliz em nos ter lá e, novamente, tudo parecia normal. Depois fomos para casa.

Algumas semanas se passaram. Minha mãe e eu ligamos para vovó uma ou duas vezes, tudo parecia normal. Mas na semana passada durante uma noite tediosa, decidi procurar meus avós no Facebook de novo. As fotos do perfis tinham mudado. Minha vó mudada de vez em quando, e as novas não pareciam estranhas mas... Vovó tinha dito que tinha parado de usar o Facebook. E não tinha motivo nenhum para mudar a foto do perfil do meu avô falecido.

Comentei com a minha mãe sobre no dia seguinte, e ela ficou com a mesma sensação que eu... algo estava errado. 

Fomos visitar minha vó de novo ontem. Ficou feliz em nos ver de novo. Na verdade, parecia muito mais feliz do que a vi em anos. 

Perguntamos novamente sobre o Facebook, e novamente disse que não tinha mais o acessado. Quando mencionamos a troca de fotos do perfil, falou que talvez tivesse entrado uma ou duas vezes. Não queria falar sobre aquilo, então deixamos para lá. Ajudamos com algumas tarefas domésticas, mas... dessa vez minha curiosidade era maior, então arranjei uma desculpa para entrar em seu quarto enquanto ela estava na cozinha com minha mãe, e liguei o laptop. Sei todas as senhas dela, porque ela nunca muda, e deixa todas elas anotadas em um papelzinho perto do notebook. Foi um pedaço de lixo barato desde que compramos meia década atrás, mas ela só usa as coisas mais básicas para coisas tipo escrever sobre sua infância (Ela vivia no meio do nada, e cresceu em uma casa de de idosos na década de 30, então sabe mais sobre a área e as pessoas que moravam lá do que praticamente qualquer um). Mas ... tinha instalado o navegador Tor.

Ela não é idiota, mas sempre foi muito, muito ruim em coisas relacionadas a computador, como muitos idosos. Então isso me surpreendeu. Provavelmente nem meus pais sabem o que é ou para o que serve o navegador Tor, então minha avó não deveria saber. Inferno, nem eu sei direito! A única vez que usei foi quando fui dar uma olhada na Deep Web alguns anos atrás e foi muito breve e rasamente. 

Cliquei no Tor, e abriu como um site de busca normal. Sem favoritos, sem histórico, nada. Considerando que ela tinha o costume de anotar todas suas contas e senhas em papéis e deixar perto do notebook, acreditei que ela nem sequer usava o Tor. Fechei, e abri o navegador padrão, abrindo no Facebook. Estava com a conta logada. Tinha excluído todos os amigos. Todos menos vovô. E isso aqui que me deixou assustado; haviam posts na timeline de ambas as contas desde o dia que excluíram todos. Alguns eram da conta dele, mas a maioria da dela. Respondiam um ao outro. Pareciam conversas. Vovó demorava minutos e as vezes horas para responder, mas as respostas de meu avô eram instantâneas. Haviam fotos antigas deles, de quando eram jovens. De antes da invenção da câmera digital. Supus que minha avó tinha aprendido a escanear fotos, ou pagou alguém para fazer isso, mas... Por que ela inventava conversas falsas com seu falecido marido? Comecei a me preocupar de que algo muito sério estava acontecendo como vovó. Tirei algumas fotos da tela com meu celular, depois fui para a cozinha. Me juntei a conversa por um tempo, depois sussurrei para minha mãe ir até o quarto enquanto eu conversava com minha vó. Mantive-a entretida por uns 20 minutos até minha mãe voltar. Estava um pouco pálida, então deve ter achado a coisa tão bizarra quanto eu achei. Mas e agora? Não sabemos o que fazer. Voltei para o quarto com a intenção de desligar o laptop antes que ela notasse que tínhamos entrado lá. Porém, quando olhei para a tela, havia uma nova mensagem esperando por ela. Uma mensagem de meu avô. Abri a janela de mensagem, e li: 

A Angie e o Charlie já foram embora? 

O nome da minha mãe é Angela, então Angie não é um apelido estranho, mas ninguém me chama de Charlie além de meus avós. Charles é meu nome do meio, e muitas pessoas nem sequer sabem que eu tenho esse nome. Então fiquei meio perturbado que alguém estavam me chamando assim usando a conta do meu avô morto. Também tirei uma foto disso, depois fechei o navegador e desliguei o notebook.

Minha mãe e eu nos despedimos e fomo embora. Tudo no comportamento da minha vó parecia normal, e estava triste em nos ver partir como sempre... Mas eu sei que obviamente ela não podia ter respondido aquela mensagem para ela mesma, sendo que estava na cozinha conversando comigo o tempo todo. 

Isso aconteceu ontem e não faço ideia do que está acontecendo. Quero dizer, sei que algo não está certo, mas não sei o que é. Como faço pra saber? Será que confronto minha avó sobre? Não sei o que fazer. Se tiver uma sugestão, eu ficarei grato. 

FONTE

Este conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigada! Se gostou, comente, só assim saberemos se vocês estão gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião!


19 comentários:

  1. É o tipo de história que tem um ótimo gancho pra continuações! Gostei bastante, mas se tiver continuações será melhor pra entender a história inteira. xD

    ResponderExcluir
  2. Lembrei de uma história igual, só que no lugar do avô morto era a namorada do cara. Creepy incrível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Eu também, lembro que mostrava um monte do chat

      Excluir
  3. Boa, simples, mas muito boa, senti bastante o suspense :)

    ResponderExcluir
  4. krlh até a vovó sabe usar o tor e eu nem sei direito kkkk

    ResponderExcluir
  5. Muito bom, amei ler 😍😍😍👏👏👏

    ResponderExcluir
  6. Diz que vai ter continuação XD não posso viver com essa curiosidade

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. eu tive q ir na fonte e descobri que é verdadeiro, sinistro

    ResponderExcluir