06/03/2018

Uma chamada perdida... do meu próprio número

Eu odeio falar no telefone.

Todas as pausas constrangedoras, sem saber como desligar... E o risco de conversar com alguém por mais de uma hora? É aterrorizante! Então mantenho meu celular sempre no silencioso, e acredito que se for realmente importante, eles deixarão uma mensagem na caixa postal.

Então, no domingo à noite, enquanto eu estava lavando a louça, meu celular ficou no sofá. Quando o peguei mais tarde, para verificar a hora, vi que havia uma chamada perdida às 19:54. Mas o que vi depois fez meu coração acelerar.

A chamada perdida vinha do meu próprio numero -- (352)-XXX-XXXX.

Isso é mesmo possível? Pensei.

Fiz uma rápida pesquisa no Google. "Alguns golpistas podem clonar sue número de telefone, para fazê-lo atender mais facilmente", dizia uma reportagem. "Para evitar isso, vá para..." Ugh. Fechei meu notebook, joguei o celular na cama e fui tomar banho.

Quando saí do banho, chequei o celular.

Havia outra chamada perdida do meu número.

E uma mensagem de voz.

Provavelmente apenas uma mensagem de algum golpista, pensei. Está satisfeita com sua internet? Precisa de uma nova lava-louças? Liguei para o correio de voz e escutei atentamente.

Bum!

A primeira coisa que ouvi foi uma batida forte, ecoando através da saída de som.

Então, os próximos 25 segundos eram estática - um zumbido baixo. E eu pude ouvir algum tipo de clique no fundo - fraco, quase inaudível. Clique, clique, clique.

Aos 25 segundos, ouvi um farfalhar - e então a estática começou a diminuir. Não desapareceu, mas diminuiu lentamente em um zumbido suave.

Aos 27 segundos - uma voz cortada com estática. Não consegui distinguir as plavras, mas parecia ser uma mulher falando. E o tom parecia relativamente normal - Eu não acho que ela estava gritando ou chorando, mas não tenho certeza.

E então, aos 35 segundos...

"PARE!"

Esta palavra estava clara. Foi um grito, alto e firme, sobre a estática. Eu não podia dizer se estava com raiva ou com medo - por ser bem curto e rápido, era difícil de dizer.

Mas eu sabia uma coisa, sem dúvidas.

Era a minha voz.

A mensagem de voz acabou ali. Eu larguei o celular, e apenas deitei na cama, tentando assimilar aquilo tudo. Provavelmente foi apenas algum tipo de falha estranha, pensei. Era mesmo a minha voz? Quero dizer, centenas de pessoas podem soar como eu, certo?

O celular piscou.

Uma mensagem.

Eu o peguei.

A mensagem vinha do meu número.

E eram apenas 4 palavras, em caps lock.

NÃO ABRA A PORTA

Bem, isso é ridículo, pensei. Afinal, o que isso quer dizer? Claro que tenho que abrir a porta em algum momento! Amanhã é um dia de trabalho, e -

O ar condicionado ligou. Um zumbido baixo encheu a sala.

Clique, clique, clique.

Passos de salto alto, no corredor.

E então -

Bum!

Uma batida forte, na minha porta.



Esse conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigada! Se gostou, comente, só assim saberemos se você está gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião!




15 comentários:

  1. "Não abra a porta" deve ser um testemunha de Jeová no ninimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nooossa que engraçado mano, chorei de rir ein. Cuidado pra não matar alguém de rir com essas piadas ai.

      Excluir
    2. Olha o metido a sabichão querendo pagar de sarcástico...

      Excluir
  2. Nossa legal
    Previsível mas muito boa
    Tipo Parabéns 10/10

    ResponderExcluir
  3. a creepy ficou sem sentido pra mim pq no "PARE" imaginei o João Cleber gritando '-' kk

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Eu adorei sua história , seu site é perfeito , e eu também odeio atenter telefone !

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir