Postagens Semanais

Segunda-Feira
Francis Divina

Terça-Feira
Gabriel Azevedo

Quarta-Feira
Francis Divina

Quinta-Feira
Gabriel Azevedo

Sexta-Feira
Talisson Bruce

Sábado
==========

Domingo
==========

Vox e Rei Beau: Mais Atualizações da Vox (PARTE 13)

59 comentários
Antes de qualquer coisa, queria dizer que muitos de vocês conseguiram o que tanto queriam. Andrey não conseguiu mais aguentar a pressão das criticas e preferiu se desligar do blog. Eu tinha decidido que não falaria muito a respeito disso, mas não consigo fechar os olhos em relação as coisas que li por aqui. Sempre haviam muitas comparações, muitos xingamentos e muito poucas criticas construtivas (inclusive agradeço muito aos leitores educados, que comentavam de boas). Era apenas um hate gratuito. Como conheço Andrey não só como tradutor, mas como meu amigo, sei como ele se esforçou imensamente para trazer conteúdo aqui, sei o quanto ele sofreu com as criticas, e que antes de decidir sair definitivamente, já tinha falado sobre não fazer mais parte do blog diversas vezes.

Eu só peço que vocês lembrem no futuro que por trás de cada conto, cada palavra digitada, tem um ser humano que está dedicando seu tempo DE GRAÇA para o blog.  Por trás de cada creepypasta traduzida, existe um ser humano que tem família, tem que trabalhar, tem que estudar, tem problemas pessoais, que faz isso aqui porque gosta. Vou dizer que não estou triste com essa situação toda, estou um tanto quanto decepcionada. 

Parte 1
Eu sei. Estou atrasada.

Como sempre, agradeço tudo que fizeram para me ajudar até agora. Se importa, estou muito mais calma. Vou explicar, mas talvez fique meio disperso. Com sorte, vocês entenderam algo. 

Em uma noite, acordei de um pesadelo. O sonho era um que tinha as vezes quando criança. Não lembro todos os detalhes, no mais que envolvia eu estar presa sozinha em um quarto que pulsava e parecia diminuir de tamanho. Eu tinha problemas para respirar e entrava em pânico até acordar. Não soa muito assustador, mas sou claustrofóbica. Não consigo nem descer naqueles tobogãs fechados. Nessa noite, como em qualquer outra, eu teria chamado por minha mãe ou corrido para seu quarto.

"Eu não lhe contei do primeiro pesadelo?" Ele perguntou. 

Há muito tempo atrás, a Escuridão ainda era muito jovem. Perseguia o nosso tipo sem parar, mandando sombras para mordiscar nossos calcanhares e permitindo que monstros nos espionassem. Essa era uma época quieta quando viajávamos entre mundos sem entender e a Escuridão sabia o suficiente para nos deixar apenas na beira. Eu temia que nós nos espalharíamos além das fronteiras de nosso mundo como câncer. Então fazia qualquer coisa para nos assustar, machucar e até nos matar.

Ainda assim, havia uma filha da humanidade que não temia a Escuridão. Ela a procurava e viajava entre mundos sem preocupação. As sombras eram suas companheiras. Nenhum monstro podia capturá-la em suas armadilhas. Nada que a Escuridão fazia podia pará-la, e sua coragem inspirava aqueles em sua volta para encarar o escuro também. Vendo essa filha da humanidade, a Escuridão lamentou sua derrota para a Noite.

"Como ela não vê que esses mundos não são para ela?" Perguntou. 

"Ela não consegue entender nossa verdadeira natureza. Você tem que alcançar seus corações," Noite disse. 

"Mas como?" Escuridão perguntou. 

A Noite mostrou para a Escuridão como os humanos dormiam, deixando suas mentes vagar sem defensas nenhuma. A Escuridão escorregou para dentro da mente da mulher e encheu sua cabeça com todas as possibilidades que espreitavam lá. Mostrou-a mundos que não podiam ser vistos com olhos humanos. Tormentou-a com ameaçadas de males infinitos para aqueles que ela amava. Deixou-a louca de medo para que nunca mais se aventurasse além da segurança de seu próprio mundo.

A Escuridão deixou uma parte de si na mente de cada ser humano para ficar com eles desde o nascimento até sua morte para avisá-los dos riscos de ser idiotamente corajosos. Esse pouquinho de Escuridão junto com a Noite e do coração do homem, fez-se criar o Pesadelo. A filha da humanidade nunca mais vagou pela Escuridão de novo. 

"Essa é uma péssima história," falei pare ele. "Por que a Escuridão faria isso? É idiota." Beau riu. "Isso é verdade. Mas do seu próprio jeito, a Escuridão se importava com a filha da humanidade."

Sem conseguir entender o que isso podia significar na época, falei que era idiota de novo e fui dormir com minha mãe.

Pessoalmente, nunca tive medo do escuro. Ontem a noite, depois de terminar o texto anterior, desliguei as luzes do meu apartamento e assisti um pouco de TV enquanto fumava. Juro que não sou uma maconheira, mas a maconha realmente me ajuda com as náuseas e até as dores de cabeça. Assisti um filme até quase dormir, ainda me sentindo bastante boba por ficar esperando por algo que (na minha mente racional) não existe. Sei que passo a maior parte do tempo procurando respostas paranormais para meu caso e ignorando o lado médico, mas isso não significa que estou totalmente preparada para abraçar a ideia de que um ser trans-dimensional está me perseguindo desde a infância.

Com meu filme terminado e a luz do dia começando, desliguei a TV e fui para a cama. O arranjamento do meu apartamento é estranho. Tem um pequeno corredor que leva da sala de estar que leva para as portas do meu quarto e do banheiro de um lado e um closet no final do corredor. Não precisei ouvir o silêncio para saber o que aconteceria a seguir. Todo o mundo parecia estar andando nas pontas dos pés em minha volta e as sombras dançavam e giravam no banheiro nas iluminações da noite. E dessa vez eu estava preparada. Antes de me preparar para dormir, havia me armado com um saleiro e um prego do kit de ferramentas que meu pai me dera de Natal. Não fazia ideia se era ferro de verdade, mas era o melhor que eu podia fazer no momento.

Minha visão mudou como se meus olhos estivesse se ajustando às sombras. A figura se revelou como se estivesse lá o tempo todo. 

"Vox," Chiou. 

Se eu parecia mais corajosa que o normal, provavelmente era culpa da erva e o fato de que estava desesperadamente cansada daquilo. Ele se moveu mais longe ainda no corredor. Não sei como outras pessoas teriam lidado com esse tipo de coisa. É como acordar um dia e encontrar o Coelhinho da Páscoa na sua cozinha. Coloquei a mão dentro do bolso do meu moletom e segurei firmemente o saleiro e comecei a cantarolar. A única coisa que me veio a mente na hora foi  "Don't Be Afraid, You're Already Dead (Em tradução livre em português, Não Tenha Medo, Você Já Está Morto)" que ainda bem é fácil de cantar. Em resposta, ele inclinou a cabeça para o lado e abriu sua boca de um jeito que percebi ser um sorriso de verdade. Seus olhos envidraçados se estreitaram e suas bochechas curvaram em suas feições esquisitas. 

"Você está tentando se salvar ou lutar contra mim?" perguntou. Gesticulou em direção ao meu bolso, onde eu segurava o prego e o saleiro com todas minhas forças. 

"Não sou muito de lutar," admiti.

Seu sorriso se transformou em um rosnado sinistro. Seus lábios se curvaram ainda mais para longe da fileiras de dentes e sua mandíbula abriu tão enormemente que achei que desprenderia. Sua forma se retorceu ameaçadoramente, como se tivesse decidido que iria atacar. O som que saiu do fundo de sua garganta parecia ser de três diferentes animais encurralados, e manchas de alcatrão preto se espalharam pelo chão e tapete. Um pouco caiu em meu moletom, transformado-se em um verme inchado e logo mais virando um besouro. Falei para mim mesma que não era real e o ignorei. A coisinha ficou por alguns segundos no meu ombro e depois voou para Beau, de qualque forma. Todos voltaram.

"Você não é caçadora. Você não tem poder algum. Você é cega e idiota como todo o resto. Você arruinará tudo," rosnou. 

"Então por que você está aqui, porra?" Perguntei. "Porque me importunar? Deve haver milhões de vozes melhores que a minha! Por que não me deixa em paz, caralho?!"

Ele gemeu um estranho cruzamento entre um chiado e um rugido gutural, mas eu já estava envolvida demais para desistir. Minha mente estava viajando por causa da maconha, me deixando exausta e com uma dor infinita por todo o crânio. Naquele momento, um demônio imaginário era o menor dos meus problemas. Dei um passo pra frente, literalmente.

"É porque eu estou doente, não é? Você não podia me pegar quando eu era pequenininha, né? Não era o suficiente. Tinha que esperar até eu adoecer. Eu posso estar morrendo, sabe. E você só está aqui para recolher a merda que você é dono, certo? Eu posso não ter poder algum, mas você é patético." 

Quando terminei meu discurso retórico, esperava que me matasse. Realmente acho que estou andando lado a lado com a realidade e a insanidade nesses últimos dias, e quando encarando fileiras e mais fileiras de dentes, sua mente só te levará a lutar ou lutar. Em um verão, viajei com uns amigos da escola para Roma. Me separei deles e acabei junto de alguns soldados americanos que estavam em sua última noite ali, antes de serem mandados para o deserto. Estava tarde, estávamos todos bêbados, eu era apenas uma adolescente, a única mulher entre eles e tinha plena certeza que seria estuprada e morta. Essa é a única coisa que consigo equiparar em níveis ferozes de medo e pânico. 

Ao invés do pior, um estranho som saiu de seus lábios, como ar sendo forçado por um fosso de orquestra. Ele estava rindo. Isso me pegou fora de guarda o suficiente para me tirar o medo. ódio preencheu-me novamente, e encarei seu rosto. Ou tentei, de qualquer forma. Honestamente, provavelmente eu só parecia que iria vomitar a qualquer momento em cima dele. Ainda assim, ele não estava brincando comigo como eu pensava. Estava triste.

Não lembrei disso tudo de uma vez. Apenas um flash me atingiu, uma lembrança instantânea como tantas outras bobagens que passei na maior parte da minha vida adulta, esquecendo. Felizmente, vocês ficam sabendo depois do ocorrido, então estou livre para vomitar o que eu sei em detalhes.

Estou fazendo pesquisas em psicologia infantil e amigos imaginários desde que isso tudo começou. A internet diz que crianças com menos de cinco anos tem dificuldade de distinguir o que é real e o que é parte da imaginação. Também já li, em meus estudos antigos, que seres primitivos do passado provavelmente não conseguiam discernir sonhos da realidade, e com isso foi criada a arte e a literatura. Sempre me perguntei se essas aventuras que tinha com Beau não eram apenas fruto da minha imaginação. Sei que, depois que ele foi embora, parei de vê-los, e talvez foi aí que comecei a ficar delirante pela primeira vez.

Não sei. Talvez isso seja um pouco demais. Maior parte das crianças, mesmo com sete anos, brincam de faz de conta. 

CONTINUA...

59 comentários :

  1. Concordo com você, Divina. Eu vejo muito esses tipos de comentários e eu acho muito maldoso fazer isso, sabendo que não só afeta a quem traduziu ou fez a creepy, mas também afeta a vocês. Eu não sou desse tipo, gosto tanto desse site que se ele acabasse, vou sofrer tanto e vai ser choro pra todos os lados.

    Gente! Bora mudar essa situação? Não é assim que as coisas funcionam ou vão bem.

    Sobre a creepy: Continuo amando #CORRREEEVOX

    ResponderExcluir
  2. #voltaAndrey

    Ps: sou completamente apaixonada pelo Beau, n acho q ele seja mau :/

    ResponderExcluir
  3. Cara, eu não to triste pelo Andrey. Eu realmente estou com raiva. Desde que ele começou a postar eram chuvas de comentários babacas de babacas se achando os Poe da vida, criticando tudo o que ele fazia. E sabe o que é pior? São as mesmas pessoas que ficam "ah que triste o blog tá morrendo, quase não tem postagem pipipi popopo".
    E quando ele postava algo, vinham com paus e pedras.

    Deixa eu só falar uma coisa caso vocês estejam lendo: Vocês são uns imbecis frustrados com a própria vida, tão frustrados que precisam estragar a vida e o trabalho dos outros, ainda por cima se escondendo atrás de uma tela.
    Cresçam.

    Desculpa explodir, eu acho que ele tinha potencial aqui e essa saída só me faz ter mais vontade de dar uma chinelada nesses haters >:(

    Sobre a creepy, está cada vez melhor. Eu realmente não curtia no começo, mas a história tá atiçando minha curiosidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando li o que a Divina escreveu sibreya saída do Andrey, fiquei tão sem ação, que só consegui escrever que tinha ficado triste. Mas conseguiu expressar tudo o que não expressei. Parabéns.

      Excluir
    2. Andrey, o que você acha de fazer um blog só seu? Você tem tino pra escrita, tem futuro. Pensa nisso, bele?

      Henrique Silverio

      Excluir
  4. Puts ;-; Acompanho o blog a um tempo (desde a creepy do Sr. Bocalarga) e sempre curtia as creepypastas no geral, das mais toscas às mais assustadoras. E eu gostava muito das do Andrey, uma pena ele ter saido. Lembro-me que na trollpast dele, nego caiu matando... Não sei pra quê tudo isso. Pq ao invés de xingar e diminuir o cara,pq eles não fizeram críticas construtivas? Aff fico puto com coisas desse tipo... povo idiota!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É foda cara, mas a gente tem que lutar pelo nosso espaço sempre <3

      Excluir
  5. Tommy Taff no Rodrigo Faro hoje.
    (Assistam me digam se não parece)

    ResponderExcluir
  6. #voltaanddrey
    Nem Jesus agradou todo mundo😝

    ResponderExcluir
  7. Nem li a creepy (foi mal divina!!). Entrei na trollpasta que o André fez, ri um bocado e quando fui comentar... bum! Descubro que uma pancada de babacas (que eu fui babacas com alguns deles, pra ser bem sincero) conseguiram ser super Zé ruela com o site pela segunda vez.
    #forçaAndrey
    Anda sou seu fã número um!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh te adoro cara! Eu não vou sumir viu? Ainda vai ver algumas creepys minhas aí pelos canais de terror <3 Mas um dia eu volto a postar aqui. Vou escrever algumas nesse período de hiato, quem sabe dê certo né? <3 mais uma vez obrigado pelo carinho e apoio de sempre.

      Excluir
    2. A caravana não para Andrey!
      Tenho seu e-mail, relaxa, faz o que vc gosta e deixa os cães latindo!

      Seu jeito de escrever é rápido, por isso alguns ficavam boiando. Tem bastante crepes aqui pra eu reeler. Enquanto isso, força pra vc!

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Eu fui uma das que sempre questionou a presença do Andrey aqui no blog. Quero deixar claro que nunca ofendi o Andrey em nível pessoal, minhas críticas sempre foram a respeito da escrita dele.

    construtivas ou não, o fato e que todos temos dons, e o dele não era o da escrita. Podemos ver, por exemplo, que as dele nem se comparam com as suas, Divina.

    E o fato de ele ser seu amigo não me compete a gostar das Creepys dele.

    Vida que segue, espero que ele fique bem, e que encontre algo que o de alegria e motivação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrando que o objetivo de ninguém aqui é se comparar com ninguém e sim manter o blog de pé. :)

      Excluir
  10. Divina, sinceramente, o Andrey não tinha potencial o suficiente pra criar conteúdo que se equiparasse ao restante aqui no blog. Escrita, como qualquer arte, requer treino, e é o que eu acho que ele deveria ter feito antes de postar aqui uma vez que as críticas o incomodavam. Vocês podiam ajudar, dar uns toques, ele seguia traduzindo as creepies e treinando em paralelo, é algo que requer um certo tempo, eu até via melhora nele, ele só não soube lidar com isso. Andrey tinha boas ideias, mas não sabia escrever e conduzir bem a história, as vezes me sentia lendo um conto escrito por uma criança. Fico triste por ele, tava claro que ele se esforçava, mas não teve paciência de se aprimorar antes de criar um conteúdo que agradasse a maioria ao mesmo tempo que não soube lidar com o fato de não estar agradando, é complicado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O blog era e sempre vai ser como uma escola pra mim e a Divina e o Gabriel me deram essa chance lá atrás quando eu era autor em um blog muito pequeno e minhas creepys eram minusculas. Eu sempre me esforcei e até quando fazia algo realmente bom eram poucos que apareciam para elogiar e foi aí que eu parei pra pensar> Bom, talvez seja mais divertido criticar o Andrey. Saber lidar com críticas é uma coisa, saber lidar com ódio gratuito é outra..

      Excluir
    2. Concordo com você Maria,uma boa idéia sem uma boa execução não vale de nada. O Andrey tem boas idéias, se esforça mas no final não consegue passar a mensagem que queria, as vezes com um final sem sentido, como a coisa em baixo da Paulista, sempre procurei ter paciência com as creepypasta do Andrey, escrever não é tão fácil, realmente fiquei triste por ele sair, não merecia tanto hate

      Excluir
  11. Andrey, se você estiver lendo isso: FOOOOOODA-SE os outros!!!
    Se você quiser continuar escrevendo, continua!
    Se você não quiser mais isso, procure algo que te dê alegria.
    Eu sei o quanto ser criticado machuca, e nós não aguentamos tanto hate gratuito, e toda a pressão, mas tenho certeza que você é uma pessoa maravilhosa e que vai se sair muito bem, daqui pra frente.
    Abraços à você (não sei se você vai ler msm, tbh) e à toda a equipe! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Show Izaaa!
      Quem tem que dar no pé são os haters.

      Excluir
    2. Ohhh muito obrigado <3 É uma pena que as pessoas precisem de tanto ódio para se expressarem. Desejo que mais pessoas sejam como você. Vou continuar escrevendo porque eu amo isso e a escrita é algo que evolui com o tempo. Vou aparecer por aqui um dia <3

      Excluir
    3. Tô esperando!
      Não saio daqui por nada tbm

      Excluir
  12. Se ele não era bom o suficiente para ficar no site, não digo que sinto muito por ele sair.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz idéia do significado de resiliência?
      É a habilidade de resistir a muita força, muita pressão. em suma; ser mais forte.
      Você acha que aguentaria a mesma pressão que ele?
      Duvido.

      Excluir
    2. Não me refiro ao fato dele não aguentar a pressão e deixar o site, digo que o conteúdo dele era fraco, sempre continuava a mesma coisa. Não estava no nível dos demais.

      Excluir
  13. Andrey também gostava de uma briga.. Acho que ele começou muito cedo a fazer as próprias creepys em vez de traduzir outras prontas boas... Enfim, vida que segue.

    Ps: nunca xinguei ele

    ResponderExcluir
  14. e a continuação de Ballet??? :'(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa ótimo ter lembrado eu contava os dias para ler Ballet!
      😥

      Excluir
  15. e eu amo vox e beau. nunca me apeguei tanto a um personagem como me apeguei a beau, meu deus

    ResponderExcluir
  16. Gosto muito do blog, nunca me arrependi de ter lido nenhuma creepy, entendo que o Andrey estava tentando aprimorar a escrita dele e tudo. Afinal aqui é um blog free uso a versão para celular não tem nenhuma propaganda gente! Vcs tão cobrando o pessoal como se fosse um negócio profissional. Talvez possa ajudar se o pessoal conseguisse colocar na primeira pagina o autor (ou tradutor) ai quem não gosta simplesmente não lê. Acho uma chatice esse negocio de dar nota pra creepy tbm como se quem deu a nota pudesse avaliar alguma coisa >.> na internet é fácil ser critico literário né, quero ver a nota desse povo na redação do Enem.
    Ps. Andrey torço por vc
    Ps2. Obrigada aos tradutores/ escritores do blog

    ResponderExcluir
  17. Chato ele ter saído por não aguentar a pressão que botavam nele, mas acredito que ele tenha sua parcela de culpa, ele comprava briga demais..parecia um menino mimado e chorão, depois de muito jogarem isso na cara dele, ele acabou "fingindo" que reconheceu e nao fazia mais, mesmo assim eu sabia que ele remoia tudo isso por dentro e uma hora iria estourar..enfim, acho que faltou maturidade dos dois lados, tanto desse pessoal imbecil quanto do Andrey, mas cara, se tu curte escrever não desiste..te aprimora e mostra pra eles que tu é fera no que faz

    ResponderExcluir
  18. Na boa, nunca xinguei. Quando estavam boas, elogiei. Quando não estavam, falei tbm, mas sempre com respeito. Só que ninguém é obrigado a fingir que gostou de uma creepy por compaixão. Muita gente pega pesado na hora de criticar, mas se não estava bom eu me sentia no direito de falar, da mesma forma que elogiei algumas. Não dá pra seguir nessa linha de "Coitadinho do Andrey", ele não merece isso e acho que nem faz bem. Então, a maioria tava ruim sim. Tem talento, mas precisa aprimorar. Torço pra que o retorno aconteça, e seja no momento certo!

    ResponderExcluir
  19. Assim, galera, as histórias do Andrey não eram perfeitas, algumas até saíram ruins, sim, admito. Mas... vamos aliviar a barra. Pelo que eu entendi, o Andrey ta tendo a primeira experiência dele como escritor em um blog, tradutor também, ou seja, o cara, por mais que não fosse um BAITA dum escritor, pelo menos tava tentando e, se demorasse mais um pouco (talvez uns 6 meses, quem sabe um ano), ele iria pegar o jeito e eventualmente escrever bem. Ninguém iniciou a “carreira” de escritor escrevendo como Shakespeare ou os autores de Creepypasta que são traduzidos aqui. Vou dizer que estou muito chateado, e diria até preocupado, pois também escrevo nas horas vagas, e realmente nos tempos de hoje, fica cada vez mais difícil postal algo por conta do hate gratuito.
    Portanto, Andrey, continuo lhe admirando, e pra mim, o seu erro não foi a maneira como você escreveu, ou os erros de coerência que, eventualmente, aparecem nos textos (normal, nenhum bicho de sete cabeças). O seu erro foi postar as suas histórias num site onde a qualidade é alta demais para uma pessoa que tá ainda em fase de aprendizado na escrita.
    De resto, um abraço, e espero que você continue a escrever, porque você vai longe, tenho certeza disso, e que um dia, quando você pegar mais experiência e aprimorar sua escrita, que volte aqui pro site, voltar a escrever. Sempre é bom ver a evolução de pessoas como ti (evolução essa que foi muito perceptível ao longo do seu tempo aqui no site). Quem sabe você até possa escrever uma versão 2.0 de Infestatio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele ja escrevia em outros blogs antes de vir pra cá '-'

      Excluir
    2. Mas ele ainda tá em fase de aprendizado, esse é o ponto.

      Excluir
  20. Sinceramente, sou uma dos q acham q andrey n tem vocação para escrita mas cara, o pessoal exagera. Se n tem critica construtiva n tem motivo pra insultar, chamar o cara de lixo. Algumas historias do andrey são realmente boas, o único problema dele n é nem o modo como ele fecha mas sim o desenvolvimento. As vezes parece corrido demais, como se quisesse chegar logo ao fim. Espero q ele volte. Acho q deveria ter uma punição maior do q excluir comentários chulos, será q n tem uma forma de bloquear tal pessoa de comentar ??
    No mais, mano eu amo rei Beau e quero ele pra mim mas nessa parte ele realmente deu medo haja

    ResponderExcluir
  21. Eu também não gostava muito das história do Andrey. Geralmente eram ótimas ideias, mas pouco desenvolvidas, e ficava aquela sensação de que ele não sabia terminar a história e apressava tudo.

    Acho que nunca cheguei a comentar isso porque o Andrey também costumava "comprar briga" com o pessoal dos comentários, até aqueles com críticas construtivas, como se a gente não soubesse "apreciar coisas boas", e desde então tenho a impressão de que ele é meio convencido (Pois é até não ser, já que não o conheço pessoalmente, mas essa era a impressão que ele me passou.

    Realmente foi uma oportunidade muito boa que o blog deu pra ele, mas acho que ele não tava pronto. A gente sabe que ele ainda está aprendendo, e que vocês são voluntários, e tudo mais. Mas com o histórico do blog, quem vem aqui espera um nível de qualidade, e se vocês permitem que esse nível diminua pra abrir espaço pra um amigo (de vocês, não nosso), é claro que vão haver reclamações e desânimo entre os leitores. Quem torna seu trabalho aberto ao público da forma como vocês fazem, está vulnerável a isso, mesmo que seja um serviço gratuito.

    Claro que nada justifica o ódio gratuito, e aqueles que xingaram ou ameaçaram nos comentários deveriam receber alguma punição.

    Enfim, fico triste pelo stress sofrido pelo Andrey e amigos, pois ninguém merece ser literalmente chamado de lixo de forma tão pública. Mas ele também foi um pouco diva nessa confusão toda.

    Minha opinião, apenas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Convencido não é a palavra..eu diria mimado, mas de resto concordo com tudo que diz

      Excluir
  22. As pessoas em um geral estão com falta de bom senso.
    Não gostou? Aponta assertivamente o que acha que faltou, sem ofender, sem meia hora, só seja objetivo.
    Gostou, elogia.
    A galera tem que aprender a ajudar mais a comunidade, se não tem com o que contribuir, fica quieto.
    Eu quando não curto um autor, dou minha opinião (o mais construtiva que conseguir) e simplesmente não leio as creepy do cara, ou leio e se, na metade, eu não estiver curtindo, só paro de ler.

    Mas Andrey, se teu sonho é escrever, não desiste cara. Se a técnica não está boa, continue buscando novas técnicas de escrita e mais referências.
    Bola pra frente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, ele deve continuar tentando. Praticar mais, exercitar mais, aprimorar os trabalhos dele, e depois voltar aqui (se ele se sentir bem) e mostrar que, quem se dedica, consegue.

      Aqui nesses comentários teve muita gente que falou direitinho e com todo o respeito onde achava que tava o erro. Compete a ele querer ou não colher os "toques" (creio que a maioria de nós não sejamos avaliadores profissionais, mas como público temos sim certo respaldo). Vida que segue.

      Excluir
    2. Kkkkk ele apareceu pra responder as pessoas que puxaram o saco dele..quando geral comecou a dizer que ele tem parcela de culpa nisso (O que eh um fato) o cara sumiu xD

      Excluir
  23. Então, tô bolada porque o Andrey saiu, sim. Na primeira crepe dele (não lembro qual) eu fiquei bem "que diabo foi isso que eu li?", e não botei fé nele. E falei depois que não botei fé, mas que ele podia melhorar, sabe como? ESCREVENDO. Namoral, 60% das crepes do Andrey não são lá essas coca-cola toda, mas ele evoluiu pra caralho. Ainda tem pontos a melhorar? Sim, com toda certeza. Até a Divina deve melhorar, porque ela também erra, assim como os outros Postadores, e a gente como público do site, não deve ficar tacando fogo em tudo e depois reclamar que não tem porra nenhuma pra ler, a gente deve apontar o erros educadamente pra que os textos sejam melhorados e a gente passe a ler coisas com nível elevado a cada acesso (não é chegar "caralho que lixo uma bosta tu escreve mal pra porra, minha sobrinha de 2 anos faz melhor que tu", é "na minha opinião, não gostei, porque a pontuação tá errada, tá meio sem nexo, as palavras estão escritas errado, etecétera"... Tem gente aqui que faz isso, é educado e tals, mas tem outros, que infelizmente dá mais da metade dos comments das crepe do Andrey, que brota só pra sair brigando/xingando). Eu tô a tempo vendo que, se essa putaria continuar, ou o site vai parar, ou vai ser que nem quando era em 2011, que foi quando eu entrei: mês que postavam 10 crepes, mês que postavam 2, e olhe lá.O site não exige cadastro, não tem propaganda, não pede diero (até fansub de anime, que FÃ-sub, tá pedindo diero pra se manter), e o povo vem "crl, cadê post novo? quero creepy nova? afe nem deu medo, que chato, mal feito, não tem qualidade", MANO ESSA PORRA É TUDO DE GRAÇA! TU JÁ TENTOU FAZER UMA CREEPY QUE FOSSE REALMENTE BOA? TU JÁ TENTOU ESCREVER UMA SÉRIE? JÁ TENTOU ORGANIZAR UMA SÉRIE? JÁ TRADUZIU CREEPYS? ISSO É ALGO QUE NÃO É FÁCIL, E OS POSTADORES TÊM VIDA TAMBÉM, ELES COMEM, DORMEM, VÃO PASSEAR COM O CACHORRO, VÃO PRA AULA/TRABALHAM, TÊM AMIGOS E PARENTES E A PORRA TODA! NÃO É PORQUE ELES FAZEM O MÁXIMO PRA MANTER ESTA CARALHA DE PÉ QUE A GENTE TEM QUE JOGAR UM TIJOLO NA CABEÇA DELES EM VEZ DE RECONHECER O ESFORÇO! GOSTOU, ELOGIA, DÁ NOTA, COMENTE! NÃO GOSTOU E SABE SER EDUCADO, VÁ LÁ E APONTE OS ERROS DE UMA MANEIRA QUE NÃO SEJA AGRESSIVA OU QUE PAREÇA UM HATE GRATUITO! NÃO GOSTOU, ACHOU UM LIXO? NÃO COMENTA, PASSA RETO, METE O PÉ, SEGUE O BAILE, OLHA PRA CIMA, LÊ OUTRA COISA! NÃO FICA DENEGRINDO O TRABALHO DOS OUTROS PORQUE NÃO CAIU NAS TUAS GRAÇAS! E NÃO É SÓ COM O ANDREY, EU JÁ VI COMENTÁRIO GALA-SECA COM O TALISSON E COM O GABRIEL (e foi hj de madrugada porque eu sempre solto uma pá de crepe e leio de onde eu lembro de ter parado até a página inicial), E ISSO É MUITO FRUSTRANTE! TÁ SENDO PRA MIM, COMO LEITORA, IMAGINA PRA ELES QUE FAZEM POR CARINHO, QUE USAM PARTE DO TEMPO DELES, QUE PODERIAM USAR PRA OUTRA COISA, PRA TRAZER UMA LEITURA DE GRÁTIS NA NOSSA MÃO?! EU TÔ PUTA PORQUE NÃO É CASO DE "AAH MAS O ANDREY É RUIM", "NÃO TEM MAIS NADA QUE PRESTE", "AS CREPES NÃO TÊM QUALIDADE", É PORQUE É UM ATO DESRESPEITOSO COM QUEM FAZ ESSE SITE FUNCIONAR, E ISSO TÁ ACONTECENDO JÁ FAZ MUITO TEMPO! HOJE O ANDREY TÁ FORA, AMANHÃ PODE SER O RESTANTE! ENTÃO, MANO, BORA PARAR COM ESSA PALHAÇADA E PONHAM A MÃO NA CONSCIÊNCIA, SEJAM MAIS EDUCADOS NA HR DE COMENTAR SOBRE AS CREPES! SE FOSSE TU, IA SER LEGAL UM MALUCO DANDO HATE O TEMPO TODO? ÓBVIO QUE NÃO, ENTÃO NÃO FAÇA ESSAS COISAS NEM QUE SEJA PRA QUE NÃO SEJAM FEITAS COM VOCÊ! ======== to pistola msm, e vai ficar na caixa alta pq não dá pra colocar em um banner

    ResponderExcluir
  24. Tô digitando com os pés pq com as mãos estou batendo palmas. Sensacional! Pirotécnico! Tragam um garota para este oscar!!!

    CLAP CLAP CLAP!!!

    ResponderExcluir
  25. depois do Slenderman, a sátira, caiu no meu conceito, mas é um bom escritor

    ResponderExcluir
  26. Olha, na MINHA opinião, as creppys do Andrey estavam longe de ser boas. Mas isso não é motivo para fazer tudo isso com ele.

    ResponderExcluir