Postagens Semanais

Segunda-Feira
Francis Divina

Terça-Feira
Gabriel Azevedo

Quarta-Feira
Francis Divina

Quinta-Feira
Gabriel Azevedo

Sexta-Feira
Talisson Bruce

Sábado
==========

Domingo
==========

*** ISSO NÃO É UM TESTE *** Registro 3 [Parte 1]

11 comentários

Olá de novo, já faz um tempo desde a última vez que escrevi para vocês. Nós temos muitas coisas para pôr em dia, algumas das quais eu gostaria que não fosse verdade, mas sinto a necessidade de explicar tudo o que aconteceu, tudo importante, pelo menos. Estou aqui há 7 semanas. Atualmente estou sentado no meu porão com as luzes apagadas, a tela iluminando meu rosto e a área ao redor. Eu decidi dividir este Registro em duas partes. Tanta cosia aconteceu que eu não posso dizer tudo de uma vez sem te dar um trabalho de tese de faculdade. Mas vamos lá.

Vocês lembram do cara que mora na casa à minha esquerda? Ele não foi a lugar nenhum. Cheguei à conclusão que ele está sendo monitorado assim como eu, mas seu experimento pode ser um pouco diferentes do meu. Não posso saber com certeza, mas sua presença aqui pode ser algum tipo de teste para mim, mas não para ele. Até onde ele sabe, eu sou só um homem em uma casa. Teve um dia que eu decidi tentar contatá-lo. Não há telefones aqui, mesmo se tivesse, eu não saberia pra qual número ligar, mas vasculhei pela casa e encontrei um pequeno quadro negro e seus utilitáros no armário de vassouras do andar de cima. Eu sei, eu também questionei o aparecimento disso. Para um lugar feito para me manter isolado, não foi muito difícil conseguir algo. Esperei na janela por algumas horas, esperando ele aparecer. Quando apareceu, levantei meu quadro negro pela janela, estava escrito: Você consegue se comunicar? Bem simples, né? Após eu ter mandado minha mensagem, ele saiu da janela por um tempo, talvez uma hora ou duas. Eu pensei que o tivesse assustado. Logo ele voltou, com as mãos vazias. Eu olhei para ele atentamente enquanto ele balançava a cabeça, uma tentativa óbvia de me dizer "Não". Ele deu de ombros depois, acho que foi um gesto do tipo "Sinto muito". Toda chance que eu tive de contatá-lo, eu o fiz. Ele só consegue responder com "sim" ou "não", então não há muitos detalhes sobre quem é ou porque ele está aqui, mas isso é tudo que eu tenho:

Ele também não pode sair da casa. Ele tem comida, água, livros e filmes, assim como eu. O estranho é que, ele não tem uma câmera de vídeo ou um microfone, então ele não tem que fazer os Registros de vídeo. Também não tem um notebook. Eu perguntei se ele recebia uma lista de afazeres a cada 2 semanas... ele não parecia saber do que eu estava falando. Isso é tudo que tenho sobre ele.

A semana seguinte passou bem devagar. Eu tinha feito tudo da última lista nos primeiros dois dias, e aprendi tudo que podia do homem na casa ao lado. Eu me senti me tornando apenas mais uma engrenagem na máquina, uma única peça em um quebra-cabeça esmagadoramente grande. Eu precisava saber mais, eu ansiava pelo mistério. As coisas mudaram no final da semana 4.

Eu acordei uma manhã com um som de choro do lado de fora da minha porta. Pensei comigo mesmo que não podia ter ninguém na casa, e se tivesse, por quê estariam chorando? Eles estão machucados? Abri a porta e subi as escadas para encontrar um pequeno golden retriever amarrado ao corrimão da escada. Um cachorro? Tem um cachorro no experimento agora? Esses foram exatamente meus pensamentos. Eu levei o cachorro para baixo onde eu encontrei mais alguns suprimentos e uma nova lista. Peguei a lista e vi algo grudado na parte de trás... uma chave. A lista tinha 5 tarefas. Um: Pare de falar com Peter. Então o homem da casa ao lado se chama Peter. Eles me deram a informação para que eu pudesse parar de tentar descobrir. Interessante. Dois: Cuide do cachorro. Parece que não tenho escolha, de qualquer forma. Três: Assista "Edward, Sessão 2". Quatro: Pule os Registros de vídeo até que seja instruído. Cinco: Abra o baú no final da semana. Isso explica a chave.

A primeira coisa que fiz foi assistir a próxima sessão do Isaías. Ele disse bastante coisa interessante. Eu assisti novamente antes de escrever isso, o que estou prestes a dizer é palavra por palavra.

Da Entrevista com Dr. Isaías Philips --

"O Sr. Hogan tem sido um dos sujeitos mais interessantes de se observar. Ele está confiante, e bastante complacente, nunca questionando as coisas que pedimos a ele. Quando apresentamos o Sr. Dodd ao experimento, o Sr. Hogan tentou sem esforço fazer e manter contato com nosso segundo sujeito. Pedimos para que ele parasse, a fim de obter os resultados que estamos esperando. Presumo que ele tenha muitas perguntas sobre o que estamos tentando realizar, mas tudo será respondido cedo ou tarde."

Isso não foi tudo o que ele disse, mas foi uma das partes mais importantes. O vídeo tinha uma hora e meia de duração, então colocar todas as palavras aqui faria isso ficar longo e chato. Me pergunto por que eles me pediram para parar com os Registros de vídeo, talvez eles estão procurando por resultados melhores em períodos maiores de tempo. Estou há 7 semanas aqui e eles ainda não me pediram para começar de novo, então não comecei.

O cachorro que eles me deixaram foi uma bênção. Era bom ter companhia, tenho certeza de que era a única coisa que me mantinha são. Eu o chamei de Bumper, você deve estar se perguntando o por quê, então irei lhe dizer. Ele constantemente, e eu quero dizer CONSTANTEMENTE andava entre as paredes e partes dos móveis. Era fofo. Uma semana se passou e eu decidi ir até o porão e checar o baú, como instruído. Abri a fechadura imediatamente, mas não consegui abrir o baú, era um cenário de "O Gato de Schrodinger". Bumper estava do meu lado quando eu finalmente o abri, o que eu gostaria de não ter feito. Quando abri o baú, fiquei chocado com o que havia dentro. Uma arma, e um papel. Peguei o bilhete e li algo que nunca pensei que seria pedido para fazer... Mate o cachorro.



Esse conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigada! Se gostou, comente, só assim saberemos se você está gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião!

11 comentários :

  1. Essa creepy tá ficando cada vez melhor, espero q não termine igual a creepy da laranja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A História Sobre Ela Segurando Uma Laranja.

      Excluir
  2. escorreu uma lágrima de 3 toneladas da minha cara :(

    ResponderExcluir
  3. Quando o cachorro apareceu foi previsível o que aconteceria mas a Creepypasta continua boa

    ResponderExcluir
  4. não mate o cachorro,repito não mate o cachorro

    ResponderExcluir
  5. Já peguei raiva da creepy quando mata o doguinho ;-;

    ResponderExcluir
  6. Esse último pedido me pegou de surpresa...

    ResponderExcluir
  7. a ideia da creepy é muito top, pena que os capítulos sejam tão curtos.
    o jogo da esq/dire demora 1 semana, mas pelo menos é enorme :v

    ResponderExcluir
  8. Creepy muito curta pra ser postado um único capítulo por semana. Porém, muito intrigante.

    ResponderExcluir