Postagens Semanais

Segunda-Feira
Francis Divina

Terça-Feira
Gabriel Azevedo

Quarta-Feira
Francis Divina

Quinta-Feira
Gabriel Azevedo

Sexta-Feira
Talisson Bruce

Sábado
==========

Domingo
==========

Desafiei Meu Melhor Amigo a Arruinar Minha Vida (PARTE 7)

17 comentários

Parte 4

Parte 5

Parte 6


Olá!

Vamos continuar de onde paramos.

Honestamente não me lembro de quase nada após a batida do carro. Tenho apenas alguns flashes de memória, não tentarei expressá-los coerentemente aqui.

Voltei a me acostumar após o choque. Minhas funções superiores voltaram a funcionar depois que fui a um supermercado e comprei algo pra comer. A intensidade da fome que o choque pode provocar é extrema.

Vasculhei a mochila e encontrei exatamente o que David havia dito: sapatos, algumas roupas, US $ 2.000 em notas de US $ 100 e US $ 20 e um livreto de atlas de estrada. Eu ainda tenho esse atlas e o uso quando estou seguindo em frente.

Uma vez que eu tinha comida, água e um inventário de meus pertences, eu poderia começar a planejar e trabalhar.

Joguei minhas roupas da prisão em uma lixeira e paguei um corte de cabelo para tentar alterar minha aparência. Sim, lavei o sangue do meu rosto e cabelo antes de entrar.

Quando me olhei no espelho depois, ainda me reconheci, então paguei ao cabeleireiro para tingir meu cabelo também. Eu sei que existem tintas que custam muito menos, mas eu não tinha onde tingir.

Eu sabia que não poderia ficar nesta cidade porque David saberia exatamente onde me encontrar. Eu não tinha ideia de quanto tempo essa trégua duraria, então não tinha intenção de ficar aqui mais uma noite. Comprei uma passagem de ônibus para um estado adjacente e cheguei apenas algumas horas depois.

A cidade que eu escolhi era maior do que a que eu tinha vindo. Isso foi intencional para que eu pudesse ter anonimato e uma melhor seleção de serviços para os sem-teto. Esta cidade tinha uma sopão onde eu poderia ir para reduzir os custos, bem como um abrigo para sem-teto.

Eu sabia que não conseguiria viver muito com os US $ 2 mil já reduzidos, então comecei a ir à biblioteca e pesquisar on-line por vagas. Eu tinha que encontrar algo que não pedisse uma verificação de antecedentes, se possível, por causa da perseguição que provavelmente estava ocorrendo comigo. Não vi nada sobre isso nas notícias ainda, mas só fazia um dia.

Depois de uma semana de busca, encontrei um emprego em um lugar de telemarketing que pagava sem registro. Você ficaria surpreso com quantos deles existem. Eu odiava o trabalho, mas estava fora do sol e ganhando algum dinheiro.

Antes de encontrar um complexo de apartamentos para residir e pagar semanalmente, dormi no abrigo dos sem-teto. Eu poderia ter ficado lá e economizado muito dinheiro, claro, mas eu odiava ir lá e evitava o maior tempo possível quando a noite chegava. O dinheiro que gastei no apartamento valeu a pena.

Eu tinha alguma aparência de vida e agora eu poderia começar a trabalhar de verdade.

Eu tinha ido ao shopping e comprei um celular Android mais barato que eles tinham e assinei um plano mensal que me dava dados ilimitados, além de SMS e ligações. Eu precisaria encontrar uma loja para pagar em dinheiro e recarregar todos os meses, mas não era um plano caro. E eu precisaria de Internet quando a biblioteca estivesse fechada.

Durante o dia, eu passava meu tempo na biblioteca com um notebook barato que tinha comprado, fazendo mais pesquisas parecidas com as que tinha feito no estacionamento do Walmart. Também passei muito tempo trabalhando e tentando ficar mais forte. Antes de eu ter o apartamento, eu pagava por uma academia e tomava banho lá em vez de no abrigo dos sem-teto. Decidi continuar e treinar de verdade.

O plano na época era ficar vivo e longe de David e dos policiais. Fiquei dentro de casa no dia em que a notícia vazou da minha fuga no outro estado. A polícia finalmente admitiu precisar de ajuda para me encontrar e foi a público por um pedido de informação. Eles listaram os crimes de que fui acusado, bem como um pedido para me questionar em relação aos dois policiais mortos. Anotei todos os detalhes da investigação, embora nada disso tenha se mostrado útil além do conhecimento prévio. Me mantive atento aos noticiários esporádicos para que eu pudesse ficar o mais longe possível dos policiais.

Nos seis meses seguintes, fiquei nesta cidade.

Durante esse tempo, aprendi muito. Vivendo com um orçamento pequeno, consertos em casa quando o locador não conserta alguma coisa, se escondendo quando você suspeita que está sendo seguido e andando pelas ruas à noite, tudo se tornou uma segunda natureza para mim.

Eu também continuei estudando computadores e redes. Não sou de modo algum profissional licenciado. Aprendi decidindo o que eu queria saber e depois praticando repetidamente.

Um dia, eu estava na biblioteca quando a notícia foi publicada online. David King era suspeito de assassinar os dois policiais. Eu estava em êxtase e não conseguia acreditar na minha sorte. David King finalmente cometera um erro. A notícia não especificou por que a polícia suspeitou dele, mas eu não me importei. David ia ter o que merecia.

Um mês se passou sem notícias sobre se David havia sido capturado ou não. Eu me vi tentado a ligar para o detetive Hernandez e perguntar o que ele sabia. Mas não fiz. Aprendi muito auto-controle e avaliação de risco durante esses sete meses. Análise de risco foi construída em minhas decisões diárias.

Depois de procurar notícias sobre David pela terceira vez em uma semana, decidi que não seria mais um espectador esperando que ele fosse pego.

Eu decidi começar a o caçar ativamente.

Desde que eu sabia que ele era bom com computadores, a Internet era o melhor lugar para começar a procurar vestígios dele. Pesquisei centenas de fóruns, vasculhando uma lista de palavras-chave que achei que David postaria ou procuraria. Não incluirei essa lista aqui.

Em apenas algumas semanas, encontrei uma de suas contas online no StackExchange. Tomei notas sobre tudo o que ele comentou, bem como sua atividade de conta. Felizmente, ele manteve a mesma conta por vários anos. Claro, sob um pseudônimo, mas ele manteve. Ele ainda o usa hoje, na verdade. Eu acabei de verificar. Ele estava logado 7 horas atrás, quando escrevi isso.

Depois que encontrei uma conta, ela continha pistas para muitas outras. Ele retirou informações acidentalmente que eu poderia usar para localizar suas outras contas. Postagens como "Eu fiz essa pergunta neste outro fórum e não obtive resposta, então agora estou perguntando aqui", ligaria duas contas e revelaria outra mina de dados para o meu estudo.

Passei semanas reunindo pseudônimos, registros de postagem e endereços de IP que ele usava: qualquer coisa que eu encontrasse com as ferramentas que eu tinha disponível. Alguns pseudônimos ele usou mais de uma vez, e outros ele criou como nomes descartáveis.

A pesquisa me deu uma visão valiosa sobre a maneira como David pensa, fala e age. Eu consegui conhecê-lo em um nível que eu nunca poderia ter esperado entender apenas por ser seu amigo no ensino médio. Isso fez com que meu ódio por ele crescesse, não diminuísse.

Eu  não verifiquei apenas a web normal. Algumas pessoas afirmam que a deep web é um lugar aterrorizante onde você pode ser morto a cada clique, mas não é assim se você não agir de maneira estúpida. Eu instalei o Tor e comecei a fazer a mesma mineração de dados na deep web. Os resultados foram fantásticos. Encontrei catálogos de informações. Pude identificar muitas de suas identidades falsas online e, em seguida, mapeá-las para as páginas falsas de mídia social que ele criou para elas, quando ele poderia precisar de um encobrimento.

E tudo isso aconteceu porque ele insistiu em usar os mesmos nomes de usuário várias vezes. Por que ele fez isso? Porque ele queria que as pessoas soubessem quem ele era quando interagiam e o respeitavam.

Fraqueza.

Um dia, o enviei uma mensagem como eu mesmo a uma de suas contas. Deixei meu endereço de e-mail visível de propósito. Ele precisaria disso.

O e-mail de spam começou instantaneamente depois disso. A resposta foi tão infantil e ousada que eu estava sorrindo aquele dia inteiro. Eu sabia que poderia chegar até ele.

Também tentei ligar para o instituto psicológico onde os registros de David deveriam estar. Se eu tivesse sorte, poderia colocar minhas mãos em outra cópia de sua avaliação e estudá-la com novos olhos. Não tive essa sorte, no entanto. David ligou para eles e disse para não enviarem cópias para ninguém porque ele era a atual vítima de fraude. Que irônico.

Consegui usar as contas dele que foram mais usadas para rastrear sua localização. Às vezes ele usava uma VPN e às vezes não. Recentemente, na semana passada, na verdade, ele se mudou para uma cidade próxima. Ele parecia estar seguindo suas próprias instruções para o parceiro para seguir em frente depois de apenas alguns dias. Estava pulando de cidade em cidade, mas não cruzando o país inteiro toda vez que se movia. Ele estava fazendo uma trilha de cobra por todo o país.

Fui até a cidade em que ele se mudou e andei pelas ruas por horas, esperando por um vislumbre dele. Foi apenas a minha sorte que ele saiu de uma mercearia assim que eu estava entrando. Ele não me notou, mas eu o segui de volta para onde ele estava hospedado. Por alguns dias, pelo menos, eu sabia onde ele estava.

Os próximos dias foram gastos em vigilância. Eu o observei dia e noite, seguindo-o por toda parte. Não vi nenhum sinal de Katie estar com ele, no entanto, o que fazia sentido. Seu parceiro só veio visitá-lo uma vez. Ele ficou por apenas dez minutos antes de sair em um carro que eu não tinha visto chegar. Estraguei minha única oportunidade de segui-lo, já que eu não tinha carro próprio.

Quando David seguiu em frente, eu o segui. Dormi nas ruas novamente, sem vontade de deixá-lo sair da minha vista. Eu o segui e aprendi muito sobre ele por suas rotinas e hábitos. Aprendi muito sobre o meu inimigo e meu nêmesis que eu estava finalmente pronto para enfrentá-lo pela última vez.

E agora, todos, chegamos ao ponto crucial da história. Este é o ponto focal para onde toda esta série estava levando.

Olá, David King.

Eu sei que você está lendo isso. Eu vejo você entrando durante a sua rotina de café da manhã no Starbucks. Demorou alguns dias para encontrá-lo, mas eu sabia que se eu contasse a história até o fim e ganhasse popularidade suficiente, você a encontraria. Quanto mais pessoas se interessassem, maior a probabilidade de você ver.

E agora aqui está você.

Estou sentado aqui, atento para ver seu rosto quando você ler esta parte. Esta foi a construção de toda a série. Eu escrevi tudo isso para este momento.

Você leu todos os comentários. Eu o vi percorrendo-os e abrindo sub-comentários para ver o que eles dizem. Você está muito interessado no que todos têm a dizer. E a única coisa que você pode concluir dos comentários é: TODOS AQUI O ODEIAM.

Cada. Um.

Centenas de pessoas agora te odeiam. Muitos deles ofereceram tempo, talento e astúcia para a sua completa destruição. Eu recusei a ajuda deles até agora.

Eu quero Katie de volta.

Toda a minha perseguição não me disse o que realmente importa: onde ela está. Então, estou usando esse segmento para chegar até você. Ou você devolve Katie, ou eu libero tudo sobre você para todas essas pessoas que te odeiam. Eu conheço nomes de usuário, endereços, números de telefone, comentários de atividades ilegais, números de seguro social, carteiras de motorista, passaportes, nomes de contas online, tudo. A polícia também terá tudo isso.

Eu tenho te rastreado por tanto tempo, David.

As primeiras linhas de cada post? Onde eu disse, por exemplo, que você quase me achou? Eram mentira. Eu tenho assistido de longe durante toda a publicação desses posts.

Agora, enquanto estou prestes a pressionar "enviar", você acabou de comprar um sanduíche no Jimmy John's. Um sanduíche de almôndega. É atualmente sábado, 2 de julho, 19:32. Aqui está a prova de que estou por perto.

Convencido?

Traga Katie para o Welles Park às 10 da noite e deixe seu parceiro para trás.

Se você não aparecer, vou liberar todas as informações que tenho, dedicar o resto da minha vida para atualizar essas informações e liberá-las para qualquer um que queira fazer algo a respeito.

Eu configurei posts cronometrados das informações. Será automaticamente postado via mensagem privada para todos que já comentaram neste tópico. E eles vão se espalhar ainda mais.

A liberação cronometrada ocorrerá às 3 da manhã de hoje, a menos que eu esteja lá para cancelá-la. Você precisa de duas pessoas para pará-la, cada um com sua própria senha. Não, eu não vou te dizer quem é a outra pessoa.

Para todos os outros aqui no tópico, terei outro post em pelo menos 48 horas. Estou me dando uma pausa para responder no caso de David tentar algo estúpido. Se eu não escrever uma atualização e as informações forem divulgadas, você saberá o que aconteceu.

Todos vocês perguntaram o que poderiam fazer para me ajudar. Se você receber as informações, faça o que precisa fazer.

Te vejo em breve, David.






Esse conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigado! Se gostou, comente, só assim saberemos se você está gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião!

17 comentários :

  1. Que desenvolvimento de personagem incrivel. N minha opinião essa historia foi uma excelente substituta para o jogo da esquerda/direita

    ResponderExcluir
  2. parece q o jogo virou, não é msm?

    ResponderExcluir
  3. Achei meio forçado. O cara passou a série toda se fudendo praticamente para, com uma simples brecha, virar tudo como um gênio? Os acontecimento dessa parte me soaram meio artificial principalmente quando ele arranja emprego e talz, foi tudo conveniente demais. Irei terminar de ver a série somente porque já li até aqui e não quero perder o trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que tenha sido incoveniente, acredito que tenha tentado se passar como roteiro de novela, quando tem uma passagem longa de tempo na história, e o personagem já sabe um bocado de coisa. Foi basicamente isso

      Excluir
  4. você acha que tem todas as informações sobre min mais você so tem oque eu deixei você ter aceso para ti dar esperança seu lammer inutio.

    ResponderExcluir
  5. Estamos na parte VII da estória, embora o link da creepypasta aponte como a parte IX.

    ResponderExcluir
  6. Espero muito que não tenha um final broxante igual o Esquerda/Direita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O final de Esquerda/Direita não foi broxante. Foi bem místico, tu queria o que?

      Excluir
  7. Respostas
    1. Tu não é dono de nada Otávio, da trabalho pra traduzir

      Excluir