Postagens Semanais

Segunda-Feira
Francis Divina

Terça-Feira
Gabriel Azevedo

Quarta-Feira
Francis Divina

Quinta-Feira
Gabriel Azevedo

Sexta-Feira
Talisson Bruce

Sábado
==========

Domingo
==========

Você irá notar uma mulher na sua casa, mas tem que ignorá-la

50 comentários
Era Dezembro de 1999 quando 'ela' infestou nossa tranquila casa do Centro-Oeste. Meu pai me chamou do andar de baixo - achei que era hora da janta. Ele estava parado no pé da escada e sua mão levantada na minha direção para me impedir de descer. 

No momento em que vi o pânico em seu olhar, eu soube que havia algo de errado.

"Quero que você preste muita atenção no que vou dizer," disse. Meu coração começou a acelerar enquanto continuava. "É muito importante que você continue olhando para mim. Você vai notar... alguém aqui em casa. Precisa ignorá-la o máximo que puder." 

Quase comecei a rir. Minha mente de 12 anos de idade tentava compreender aonde ele queria chegar, achando que fosse alguma piada. Antes que eu pudesse falar, continuou; "Ela irá sussurrar coisas, te seguir, e tudo mais que puder fazer para chamar sua atenção. Será muito difícil, filho, mas você nunca poderá interagir com ela. Prometo que um dia ela irá embora, mas só se você fingir que não está aqui, e tentar não pensar sobre. Me prometa."

Havia tantas coisas que eu queria perguntar, mas estava assustado demais e confuso demais. Consegui apenas cuspir um "sim, papai." 

"Certo, pode descer. É hora do jantar. Rápido, eu a tornei mais forte só por te contar sobre. Mas tinha que fazer, não podia deixar que você olhasse para 'ela' por acidente. Confie em mim. Agora, mantenha o foco!" Vociferou.

Fiz como mandado e desci vagarosamente , mantendo os olhos grudados no meu pai enquanto o acompanhava até a cozinha. Senti a temperatura cair significantemente quando cheguei no primeiro andar. Um cheiro azedo e enjoativo, porém familiar tomava conta do ar. Me lembrava da vez que um guaxinim morreu no forro e deixou a casa fedendo uma semana inteira.

Meu pai e eu sentamos à mesa na mesma hora, minha irmã de frente para mim - sua cabeça pendurada para baixo, com os olhos grudados no prato vazio de porcelana em sua frente. Minha mãe tirou uma caçarola do forno, seus olhos estavam inchados e o rosto manchado de lágrimas. 

Mantive o foco na minha família, mas na minha visão periférica eu podia ver um borrão confuso de cabelos escuros e emaranhados e uma pele cinzenta e doentia. Não havia energia na cozinha, o calor e as risadas que geralmente acompanhavam nossas refeições haviam sido drenadas.

Minha irmã agarrou meu joelho por debaixo da mesa e sussurrou, "você consegue vê-la também?" 

Eu assenti. 

"Silêncio!" Meu pai sibilou.

A mulher andou para frente com seus passos rangentes e úmidos. O cheiro era nauseante. Ela se rastejou até a mesa, parando diretamente atrás da minha irmã, apenas alguns centímetros de distância, e descansou sua mão decrépita em seu ombro. Minha irmã se encolheu de medo e olhou para mim. Imediatamente, olhei para baixo.

Minha mãe serviu nosso jantar, dando seu melhor enquanto fingia que tudo estava bem. Eu podia ver meu pai segurando a mão de minha irmã com força por debaixo da mesa de vidro, tentando fazer com que ela não pirasse de vez. Minha irmã passou o jantar todo com a mão esquelética em seu ombro, sussurros quase inaudíveis saindo dos lábios da mulher e preenchendo o cômodo com uma espécie de ruído branco.

E foi assim que vivemos por meses - dando nosso melhor para seguir com a vida normalmente, apesar da presença constante de nossa não-tão-bem convidada. Mesmo quando saíamos de casa, ela conseguia nos seguir. Quando estávamos os quatro no carro, ela estava no retrovisor ou de pé na beira de uma estrada qualquer. Meus não deixavam ninguém visitar nossa casa, e nunca deixavam que nós fossemos na casa de amigos durante aqueles meses infernais.

Nós sussurrávamos um para os outros sobre ela quando era absolutamente necessário alguma discussão sobre o assunto, se não estivesse por perto. Meu pai fez com que prometêssemos nunca contar para ninguém. Que era o único jeito de deixá-la em quarentena, aquele parasita de atenção. Concluímos que ela infectava uma casa por vez, sem poder ser vista por forasteiros da casa a não ser que sua mente tivesse sido atraída ao conhecimento de sua existência.

Descobri alguns anos mais tarde que meu pai tinha sido o motivo de sua chegada. Sua irmã, lá pelos anos setenta, tinha sido infectada por outra pessoa e ela seguiu minha tia até sua casa. Em 1999, por seja lá qual razão, meu pai não conseguia tirá-la da cabeça. E com isso, ele a trouxe de volta para sua vida... e para as nossas. Mantemos a promessa de mantê-la como um segredo, e foi a coisa mais difícil que já fizemos na vida.

Todos nós tentávamos sair de casa como um grupo, mas ela seguia. Não podíamos despedaçar nossa família.

Foi mais difícil para minha mãe, que estava presa em casa com ela enquanto estávamos na escola e meu pai no trabalho. Tudo mudou no dia que minha mãe surtou. Era uma noite nevosa de Fevereiro, tínhamos acabado de jantar e minha mãe decidiu ir para cama mais cedo. 'Ela' estava sentada na cama deles - fazendo-se quase impossível de se ignorar. Minha mãe não conseguia mais aguentar. Eu ouvi seu grito vindo do quarto, mandando que 'ela' fosse embora e nos deixasse em paz. Meu pai correu para o segundo andar para tentar impedi-la. 

Essa foi a última vez que vi minha mãe. Uma poça de sangue vermelha em seu carpete branco foi tudo que restou dela. A mulher ainda estava lá, mas minha mãe havia sumido. Nas semanas seguintes, ela sussurrava para mim. Me disse que eu poderia ver minha mãe de novo, tudo que eu precisava fazer era olhar em seus olhos e perguntar como. Eu nunca perguntei. 

O motivo de eu estar contado isso é porque... EU QUERO QUE VOCÊ PENSE NELA.

Eu a vi de novo hoje de manhã, pela primeira vez em dezoito anos. Eu não quero enlouquecer minha esposa e meus filhos por causa desse parasita. Preciso que você pense nela, em seus cabelos negros e em sua pele acinzentada. Pense nela em sua casa, para que assim saia da minha. Você já está infectado, e eventualmente irá notar a mulher em seu lar, mas precisa ignorá-la. É pelo seu próprio bem. 

Sinto muito.



Esse conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigado! Se gostou, comente, só assim saberemos se você está gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião

50 comentários :

  1. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  2. Agora fodel :V
    Bem, pelo menos vou ter companhia em casa, eu acho...
    Pena que não posso chamar pra jogar Play comigo :c

    ResponderExcluir
  3. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  4. ESPELHO ANTI MALDIÇÃO

    ResponderExcluir
  5. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  6. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  7. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  8. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  9. Só vem caralho. Vou te desser o pal. Quero ver vc ser melhor que o Slander

    ResponderExcluir
  10. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  11. Incrível!
    Essa creepy me lembrou muito Tommy Taffy. Alguém mais pensa igual?

    ResponderExcluir
  12. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  13. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  14. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  15. ESPELHO ANTI-MALDIÇÃO CARALHO

    ResponderExcluir
  16. Unknown17 de novembro de 2018 20:01
    _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  17. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  18. Pô, chamasse ela pra jantar também. Talvez ela fosse embora.

    ResponderExcluir
  19. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  20. é hj q eu me consagro kakak

    ResponderExcluir
  21. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  22. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  23. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  24. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  25. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  26. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  27. ----------------------
    ESPELHO ANTI-MALDIÇÃO
    ----------------------

    ResponderExcluir
  28. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  29. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  30. _____________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  31. ESPELHO ANTI MALDIÇÃO

    ResponderExcluir
  32. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  33. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir
  34. ______________________________________
    ESPELHO ANTI MALDIÇÃO
    ______________________________________

    ResponderExcluir