Postagens Semanais

Segunda-Feira
Francis Divina

Terça-Feira
Gabriel Azevedo

Quarta-Feira
Francis Divina

Quinta-Feira
Gabriel Azevedo

Sexta-Feira
Talisson Bruce

Sábado
==========

Domingo
==========

NÃO leia um livro chamado "Boa Noite, Meu Amor" para seus filhos

21 comentários

Meu filho de 2 anos simplesmente. Não. Dorme. 

Então quando vi um anuncio online do livro Boa Noite, Meu Amor: o único livro que tem GARANTIA de fazer seus filhos dormirem, cliquei. Primeiramente estava cética - mas havia um vídeo de demonstração no site. 

"Demonstrarei como funciona. Agora, estou com a criança já na cama." A câmera mostrou um menininho de 3 ou 4 anos deitado em uma cama, bem acordado. "Irei ler o livro pra ele. Observe o que acontece."

O vídeo cortava para ele finalizando a leitura do livro. "O sol se põe, e você descansa. Boa noite, meu amor, pequeno explorador."

Assim que fechou o livro, os olhos do menino olhavam para frente fixamente. Vazios. Imóveis. 

E então se fecharam. 

"Sem despertares no meio da noite, também. Uma vez adormecido com ajuda do livro... continuará dormindo," o homem disse, por cima dos roncos baixinhos do menino. 

Eu fiquei convencida. 

Fiz o pedido online. Em três dias, o livro já estava em minhas mãos. Era muito mais fino do que eu esperava - apenas algumas poucas páginas de papelão. Na capa havia um desenho de um menino dormindo em sua cama, enquanto uma senhora (sua avó?) o observava sentada em uma cadeira e balanço no canto do quarto.

Li para Jackson naquela mesma noite. "É hora de dormir, meu pequenino. Quando você acordar, ainda estarei contigo," li suavemente. A ilustração mostrava a senhora colocando as cobertas por cima da criança na cama. Ela não estava sorrindo. 

Olhei para Jackson. Ainda se remexendo e bem acordado. Mas parecia estar gostando, pelo menos 

"A noite caiu, as estrelas deixaram o céu tão rico. Vá dormir agora, não faça bico." Nessa imagem aparecia a mesma mulher, sentada na cadeira de balanço ao lado da criança sonolenta. 

"Você dormirá sem sentir dor, você dormirá solene. E assim que acabar, faremos novamente." As rimas são bem... ruins, pensei, olhando a imagem. A mulher se levantava de sua cadeira, andando até a cama de seu filho. 

"Vá dormir agora, meu pequeno. Seja paciente agora - tudo já está acontecendo." Nesse desenho, a mulher olhava para seu filho adormecido, parada ao lado da cama. Estava segurando um travesseiro. 

Virei a página, a última. 

Meu coração parou. 

A senhora estava pressionando o travesseiro no rosto da criança. Sorrindo, com aqueles sorrisos largos exagerados de desenho animado que vemos geralmente em livros infantis. 

Li, em uma voz baixa e cautelosa: "O sol se pôs, junto com seu temor. Boa noite, meu pequeno, meu precioso amor." 

Fechei o livro e olhei para Jackson. 

Estava dormindo pesadamente. 

Realmente funciona! Levei-o até sua cama e aproveitei um tão merecido tempo sozinha. Quem liga se o livro é um pouco bizarro? Funciona mesmo! 

Uma hora depois, adormeci. 

***

Acordei as 8h. 

Jackson não havia me acordado durante a noite. Uma mudança muito bem vinda. Observei seu corpinho ainda adormecido e paradinho, sorri. 

Mas as 11h ainda não havia acordado. 

Ele nunca dorme até tão tarde. 

Talvez esteja doente?

Liguei uma música leve, conversei com ele. Dei tapinhas em suas costas. Nenhuma resposta. "Jackson?", chamei. Peguei-o no colo, coloquei em meu colo. 

Sua cabeça bateu contra meu peito.

"Jackson? Você está bem?"

Nada. Apenas suas respirações suaves e adormecidas contra minha pele. 

"Jackson? Jackson, acorde!" 

Nada. 

Gritei em seu ouvido. Sacudi meu filho para cima e para baixo. Trouxe-o para rua, no sol. 

Nada o acordou. 

Agora já é três da manhã. Ele está dormindo faz 19 horas. Estou prestes a colocá-lo no carro e o levarei em uma emergência. Acho que tem algo de muito errado com ele. 

FONTE

21 comentários :

  1. O que realmente acontece pra que ele durma e não acorde? Teve uma parte que eu achei que ele iria morrer sufocado, mas ai ela falou que ele estava respirando. Então o que aconteceu realmente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que a mulher ilustrada no livro estava em tempo real enquanto a mulher lia para o filho, na última imagem, o garoto é espiritualmente sufocado, quando a mulher fecha o livro, a mulher termina o serviço. Talvez o livro seja um invocador infantil.

      Excluir
  2. Bom, primeiramente à um erro de "senha" com "senhora" em uma frase da Creepypasta.
    Gostei da ideia da história, mas achei meio vazia não terem dado muitos motivos e acabarem de uma maneira sem muito nexo. Seria ótimo se refizessem a história, mas adicionando mais razão e vida nela. Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. PRGDL02022

    Eu acho que a história do livro é na verdade um tipo de feitiço do sono, será????? Não sei...

    P.S. Muito boa a estória, gostei!

    ResponderExcluir
  4. Não me incomodo com a ausência de motivos por trás da história (acho até um charme a mais), mas achei ela fraquinha mesmo

    ResponderExcluir
  5. Pelo o que eu entendi da creepypasta, o filho dela enquanto ouvia a historia ele foi para o plano espiritual onde a mãe dele enquanto lia a historia invocou o ser que o matou (Matou a alma dele ou pode ter tirado de perto para não entrar no corpo e agora o corpo dele esta aberto para outras almas que conseguirem entrar) se a historia tivesse uma continuação ele iria estar em coma

    ResponderExcluir
  6. Eu AMO creepy de mindfuck! Meu site tá muito vivo trazendo de volta o tipo de conto que me fez viciar nesse mundinho obscuro! Obrigada, Divina!

    ResponderExcluir
  7. P.s.: galerinha, creepy mindfuck não é pra entender, mesmo. Assim, não tem uma explicação lógica. É o tipo de conto que tu pensa "wtffff?" e fica com a cabeça dando nó porque não tem uma solução! E essa é justamente a graça desse tipo de estória!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até que enfim kkkkkk só to vendo o pessoal reclamando...

      Excluir
    2. Poisé, galera tá avacalhando uma parada clássica

      Excluir
  8. A única coisa diferente que eu notei, que poderia dar uma explicação, é que o final do livro na propaganda é diferente do final do livro que a mãe conta para o filho... isso poderia significar que cada criança, após dormir por causa do livro, fica presa em seu universo, alterando a história, onde ela passa a ser o protagonista da história e a velha lhe da boa noite como sua mãe daria, isso até que o livro seja contado novamente e outra criança ocupe o seu lugar.

    ResponderExcluir
  9. O livro vem junto com a pistola hipnótica

    ResponderExcluir
  10. Essa creepy lembra muito o conto de Roly Poly.

    ResponderExcluir
  11. Com certeza, se fosse no Brasil, ia dar destinatário ausente kkkk

    ResponderExcluir
  12. Meio fraca, já no primeiro parágrafo deu pra prever o final.

    ResponderExcluir
  13. O mais assustador é a mãe esperar tanto tempo pra levar o filho ao Médico.

    ResponderExcluir
  14. A final porque ela demoraria tanto para leva o filho no médico ou pedi ajuda pra alguém já que ela não sabia como acorda ele, achei meio sem sentido *-*

    ResponderExcluir
  15. eu achei legal, acho que o livro é um feitiço que chama a vovozinha em forma de espírito, que é invisivel para os pais, entao ela mata a criança

    ResponderExcluir