05/11/2011

As Aventuras de Sonic: O episódio perdido (Episódio 66)



Alguém pode me ajudar aqui? Estou à procura de um episódio perdido de As Aventuras de Sonic the Hedgehog. Tenho certeza que alguns de vocês se lembram dele, pelo menos os que moram no norte da Virgínia, assistiram o programa e puderam ver isso. Pelo que eu me lembre, assisti este episódio pela primeira vez quando tinha oito anos. O número do tal episódio era o 66º da primeira temporada (e havia apenas uma temporada), e só foi ao ar no norte da Virgínia, já que a emissora havia ignorado o aviso de não passar este episódio final do pacote devido ao seu conteúdo adulto ao extremo. Porem, esta foi a escolha da estação de TV, já que eles haviam comprado os direitos de distribuição na sua área, mas logo depois do episódio ter ido ao ar, vários pais preocupados processaram-nos depois de várias crianças ficarem com hemorragia neural a luz, que causou pesadelos e vômitos em excesso. Vendo que este episódio não matou ninguém, e que os espectadores mais velhos pareciam imunes aos efeitos colaterais do mesmo, um congelamento foi colocado na produção e as noticia foram abafadas no noticiário. O show foi substituído pela série simplesmente chamado de Sonic the Hedgehog.

Eu comecei minha busca do episódio após os pesadelos do dia em que assisti o desenho retornarem após 16 anos. Os pesadelos eram vividos, contendo visões de pessoas em uma longa linha - todos eles segurando seus rostos em desespero. As pessoas nesta linha estavam espalhadas por toda a extensão da rua e todos tinham aparentemente abandonaram seus carros, deixando as portas abertas, para se juntar aos outros. Todos estavam mortalmente magros e nus, e quando falaram, eles o fizeram no que parecia ser uma língua estrangeira ao contrario, mas não muito era dito alem dos soluços e gritos desamparados. Tudo tinha um tom de vermelho escuro, como se o sol estivesse queimando no por do sol, mas que ainda não sumira totalmente. Aqueles que não estavam na linha estavam espalhados pela rua, mortos. Não me lembro de muita coisa do sonho, além do que havia indícios de roubos e destruição - coisas como uma linha de policiais mortos, janelas quebradas, carros arrebentados, e até mesmo um arranha-céu desabado na distância. O pesadelo termina com uma das pessoas da linha olhando diretamente para os meus olhos. Ele não diz nada, mas se desloca para uma posição estranha e meio macabra, os braços dobrados em ângulos de 45 graus e pernas espalhados em uma caixa sobre o chão, sua boca extremamente aberta. Depois dele fazer isto, o resto do povo na linha fez o mesmo, fazendo posições um pouco diferentes da posição original - todos olhando para mim. Então eu finalmente acordei, com lágrimas nos olhos.

Meu primeiro passo lógico para encontrar este episódio perdido foi na estação que o episódio foi ao ar. Não havia nada de estranho sobre a estação; sua equipe já havia se mudado de lá há muito tempo, “cometerem suicídio”, como o novo gerente me disse. Com uma xícara de café, o novo gerente e eu discutimos sobre o passado daquela estação, e eu intencionalmente entrei no assunto sobre o episódio perdido, e acontece que eu acabei fazendo a coisa certa. Quando eu trouxe o assunto à tona, John (como ele passara a ser conhecido), literalmente, derramou seu próprio café em seu colo. Ele me disse que este assunto era uma questão pessoal para ele; pelo que parecia, John era o filho do proprietário original. Ele teve a gentileza de me explicar que as ameaças que seu pai estava recebendo, em conjunto com os e-mails que ele recebia dos pais das crianças pressionaram-no tanto, que ele acabou se enforcando na cozinha da família. Fiquei um pouco surpreso com esta notícia, e achei que estava mexendo muito na ferida dele, então decidi abandonar essa loucura e acabar com aquela conversa, mas antes que eu pudesse sair do escritório de John, ele me disse que me enviaria o e-mail, na esperança que ele pudesse me ajudar de alguma forma. Ele queria que eu soubesse o que havia acontecido, sua curiosidade era quase tão profunda como a mente, e isso não surpreende, considerando que este episódio havia literalmente matado seu pai. Eu lhe disse que ia dar uma olhada mais profunda naquilo tudo e dar noticias a ele quando descobrisse alguma coisa.

As cartas que ele recebera eram como seria de se esperar: mães irritadas perguntando que diabos de estação colocaria ao ar aquela porcaria, honorários advocatícios dizendo que os ameaçariam em centenas de milhares de dólares (o suficiente para mandar qualquer estação na década de 90 falir), e claro, desenho de crianças retratando cenas do episódio, que eram coisas bem distintas, como o sangue e cores extraordinariamente aborrecidas que persistiam por toda parte, e coisas ainda mais horríveis, como Robotnik vomitando sangue e Tails chorando sobre o cadáver de uma ave de penas sem cabeça.
Uma carta, porem, chamou especialmente a atenção, como se fosse uma carta do estúdio que produziu a série: "Obrigado por ter adquirido os direitos de transmissão de As Aventuras de Sonic the Hedgehog © Sega 1993-1994. Todos os direitos reservados.” Logo abaixo estava a lista de episódios da série, descrições dos episódios de 1-66 (a totalidade da primeira temporada) e informações legais relativas às classificações e os tempos de ar. Em má caligrafia, na parte inferior da página, uma nota rabiscada foi colocado com as palavras "Episódio 66 não deverá ser exibido! Isso foi um erro do banco de dados e contém material danificado." As iniciais JS em seguida.

Propus-me a encontrar este episódio, mas não adiantou. Meu segundo plano era pedir às pessoas que enviaram as cartas raivosas sobre o episódio que me dessem a sua opinião sobre aquilo. Aqueles que não haviam se mudado desde então me deram somente respostas do tipo "Não sei" ou "Isso de novo não", mas eu finalmente encontrei um rapaz mais ou menos da minha idade que não só se lembrava, mas que também havia gravado o episódio. Ele me convidou para sua casa e me mostrou sua cópia VHS do episódio. Porem estava bem decadente por causa dos anos de negligência em sua garagem, e as únicas partes que eu pude assistir e entender foi o Tails gritando para o Sonic, com lágrimas nos olhos "Como você pôde, Sonic?! O que você fez?!", e o resto do episódio da fita era apenas estática ocasional, e figuras torcida – não animais ou pessoas, mas figuras olhando para o espectador, a boca circular aberta e os olhos negros que me davam arrepios. A fita literalmente me deu calafrios na espinha, e logo em seguida perguntei se poderia levar a fita para uma pesquisa que estava fazendo no episódio. Ele concordou muito facilmente e eu prometi mantê-lo atualizado.

Eu levei a fita de volta para John e nós a assistimos por cerca de 20 minutos, até que de repente John pulou de susto em sua cadeira. Ele me disse que havia visto a figura com olhos negros, e que ela havia falado com ele por um breve momento. John alegou que viu os lábios da criatura se moverem e dizerem a palavra que ele pensava ser "Eternidade". Vimos aquela mesma parte por umas trinta vezes, e toda vez que tentávamos congelar o quadro, a figura simplesmente desaparecia da tela. Decidi dar um fim naquilo, pois precisávamos de uma cópia melhor daquele episódio se quiséssemos descobrir por que aquele tal episódio acabara com a série inteira e me deu pesadelos durante grande parte da minha infância.

Em uma “pequena” viagem a França que eu fiz depois de alguns dias, decidi ligar para o estúdio de animação do desenho. Sem mais detalhes, eles me disseram que não havia nenhum episódio 66, e que o 65º fora o ultimo da temporada. Sabendo que aquilo era um beco sem saída, liguei novamente para outro telefone e pedi as informações de contato dos atores de voz. Ao que se parecia, todas as informações eram fora de data, já que os telefones dos atores de voz de Robotnik, Scratch, Grounder e Sonic estavam todos como "número não disponível". No entanto, eu consegui entrar em contato com Christopher Evan Welch, a voz de Tails, e marcar uma entrevista com ele sobre seus papéis da televisão nos anos 90. Chris apareceu como seria de esperar; roupa casual, grande sorriso em seu rosto, e parecia um sujeito simples e comum em seus 20º anos.
Depois de se sentar, perguntei sobre alguns de seus papéis em bandas e televisão, eventualmente chegando ao assunto sobre Sonic. Quando eu o fiz chegar lá, porém, ele ficou muito quieto e evasivo. Perguntei-lhe especificamente sobre o episódio 66, e ele parou de repente no meio de sua respiração. Suas pupilas se retraíram à quase nada, e então ele olhou para mim, dizendo que os episódios só iam até o 65. Claro, eu sabia melhor, e perguntei-lhe sobre seu roteiro conversando com Sonic, e o que ele (Sonic) havia feito de errado. Ele agarrou seu rosto, não como se estivesse frustrado, mas para limpar os olhos, que estavam implorando para chorar. Ele respirou fundo, e me disse que o episódio foi escrito por Jeffrey Scott; ele me disse que o que já esperava dele, que sempre fora um bom homem e que era muito paciente com Chris sempre quando lia o script (sendo que Chris tinha 11 anos na época), mas no tempo em que a primeira temporada chegava ao fim, Jeffrey tornou-se muito irritado com todo mundo, incluindo o próprio Chris com 11 anos de idade. Os atores de vozes do Robotnik e Sonic ameaçaram se demitir se ele não melhorasse aquele comportamento, mas o produtor executivo pagou aos dois grandes somas de dinheiro na mão ali somente para lerem o script que Jeffrey havia escrito. Aparentemente, Jeffrey tinha uma ordem de cima - o topo da Sega na medida em que Chris sabia na época - para produzir este episódio, e que ela havia sido listada como uma prioridade de negócio.

Chris me explicou que à medida que liam o roteiro, eles sentiam grande tristeza e terror, como se tivessem perdido um amigo próximo ou familiar, e que tivessem visto eles morrerem diante deles . Ele me contou sobre a cicatrização de suas cordas vocais dos gritos que involviam a leitura do script. Ele me disse sobre o sangue que escorria das bocas dos atores vozes do Robotnik e Sonic. A sessão terminou com a segurança levando os dubladores para fora do estúdio, antes de morrerem pela perda de sangue no processo de gravação. Sua mãe o tirou do estúdio no dia seguinte, temendo por sua segurança. Parei a entrevista lá mesmo e perguntei se ele poderia me dar uma cópia do episódio, mas ele me disse que nunca enviaram cópias de volta para os dubladores.

Este foi o mais longe que minha busca sobre o episódio 66 chegou. Ouvi dizer que há uma cópia no estúdio na França, mas não tenho como chegar lá no momento, por causa de meu baixo orçamento. Eu SEI que ela existe e SEI que muitos lá fora devem ter pelo menos uma cópia VHS, de modo que é por isso que eu peço a internet. Me ajude em minha pesquisa pela verdade.

8 comentários:

  1. Só tem um problema nisso: Os dubladores originais desse desenho não morreram em 1996 quando o desenho acabou. O do Sonic está vivo, e o do Robotnik morreu em 2005.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como pode ter certeza que eles não colocaram outros no lugar?

      Excluir
    2. Por que esse dublador do sonic ia fazer a voz do sonic classico em sonic generations de 2011

      Excluir
  2. Forçado é pouco hein... Sangue escorrendo da boca dos dubladores, kkkkkkkkkkk........

    LOL!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. http://www.youtube.com/watch?v=Qcls9F6hWv8

    Achei isso como epsodio 66 não e de terror!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Encontrei a mesma coisa, em 2 partes ... '0'

      Excluir
  4. Essa foi uma grande mentira.
    1- como o dublador do sonic morreu e ñ teve noticiias,ja q ele era um ator q fazia sitecoms nos anos90,e ele até ia ser chamado pra fazer a voz do sonic classico em sonic generations de 2011.
    2-esse desenho ñ dorou nem 1 ano,como seria possivel ter 66 episodios?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. á sim,66 episodio mas o 66 é de natal

      Excluir