Um toque em seu pé

26 comentários
Dirigi para casa, após um longo dia de trabalho, é trabalho ruim, mas da para me manter com ele. Minhas horas de trabalho são sempre insanas, eu geralmente trabalho de doze a quatorze horas. Eu moro em um desses apartamentos de dois andares que poderia ser facilmente confundido com um desses motéis de beira de estrada. 

Parei meu carro no estacionamento próximo a entrada do meu quarto. 

De alguma forma, eu estava mais cansado que o habitual, e queria apenas largar minha mala no chão e cair em minha cama. 

Peguei minhas chaves e destranquei a porta para o meu quarto. Lá dentro, tranquei a porta atrás de mim, larguei minha mala no chão e comecei a me despir. Já estava pronto para dar adeus àquele dia. 

Andei pelo meu apartamento pensando em meus planos para o trabalho no dia seguinte, mas parei quando vi a minha gloriosa e confortável cama. É uma cama de solteiro, com moldura de madeira, o colchão era composto por algodão e fios egípcio. Não era luxuosa, mas dava pro gasto. 

Pulei na cama, abraçando o leve e fofo travesseiro, que mais parecia uma nuvem. As luzes do meu apartamento estavam apagadas, e minha coberta tapava o meu rosto, bloqueando todas as luzes que entravam pela janela. Lentamente comecei a cair no sono, quando algo me impediu. 

Um leve toque na sola do meu pé esquerdo, parecia com o toque de uma leve brisa, uma pequena baforada de ar. Não dei muita atenção, já estava tarde e imaginei que seria apenas uma corrente de ar que tinha entrado por alguma janela que esqueci de fechar. Mais uma vez voltei ao estado de dormência. De repente, a leve brisa na sola do meu pé esquerdo tornou-se uma leve batida. Sacudi o pé e o recolhi para baixo da coberta. Talvez tenha sido apenas um sinal do sistema nervoso. O que quer que fosse eu resolveria pela manhã. 

O cobertor ficou muito abafado para o meu pé, e comecei a me sentir incomodado com a posição em que estava deitado, então virei para o outro lado e pus o pé outra vez para fora do cobertor. Assim que me acomodei na nova posição, a leve batida na sola do meu pé esquerdo tornou-se um rápido, mas fraco, tapa. Pensei que fosse apenas coisa da minha imaginação, já que ainda não tinha dormido, então o ignorei. 

Enquanto a noite passava, o vento uivava lá fora, e com a coberta cobrindo o meu rosto, eu não sabia como estava o clima lá fora, e eu também não dava muita importância. Eu só queria dormir, e se abrisse os olhos para dar uma olhada lá fora, correria o risco de não conseguir dormir. Lentamente, voltei a entrar no estado de dormência, mas dessa vez, os fracos tapas na sola do meu pé esquerdo, tornaram-se mais forte, e dessa vez eu acordei completamente. 

Tem alguém em meu quarto? O que ele quer de mim? Eu só queria dormir. Meus olhos estavam arregalados, o cobertor continuava cobrindo o meu rosto, Eu temia ver quem ou o que estava batendo em meu pé, e temia que ele também me visse. Puxei meu pé de volta para baixo do cobertor e me encolhi mais. Tentei não entrar em pânico, já que isso denunciaria que eu estava acordado. 

Depois de um tempo, o vento lá fora enfraqueceu, e tudo ficou em silêncio. Pensei que o que estava batendo em meu pé já tivesse partido, então pus o pé para fora do cobertor outra vez, e assim que o fiz, o vento lá fora irrompeu de modo muito barulhento, assim como uma TV que é abruptamente retirada do mudo. As batidas em meu pé tornaram-se mais esmagadoras, e eu realmente sentia a coisa que batia em meu pé, assim como a dor. O toque que eu sentia em meu pé, não era de pele humana ou de um objeto de metal, era o próprio ar. 

Permaneci deitado e paralisado de medo, eu ainda não queria tirar o coberto do meu rosto, ou fazer qualquer tipo de barulho. Eu só queria dormir, mas com a força crescente das batidas em meu pé, eu sabia o que viria a seguir, e temia por isso. 

O vento uivava cada vez mais alto, as árvores lá fora farfalhavam e balançavam, com fortes sons de estalo, como se estivessem retirando suas raízes da terra e começando a andar. Apertei minha mandíbula o mais forte que pude, agarrei firme o meu cobertor e tentei mantê-lo cobrindo o meu rosto, na esperança de amenizar a dor que eu logo sentiria. Foi rápido. Um poderoso movimento, o vento bateu, não na sola do meu pé esquerdo, mas sim no meu tornozelo esquerdo. 

*Clack* meu pé esquerdo foi deslocado. Rolei de dor. O vento lá fora silenciou-se instantaneamente, os estalos das árvores desapareceram. Meus olhos arregalados encaravam o meu pé esquerdo. Ele estava completamente deslocado. Pedaços de ossos saltavam para fora, e sangue escorria através da pela rasgada. Como os planos de ignorar já tinha fracassado, olhei para o pé da minha cama para ver quem era o torturador que tinha feito isso comigo... 

E não havia ninguém. O único som que eu ouvia era a calma brisa lá fora.

26 comentários :

Postar um comentário

Outros Casos de Efeito Mandela

115 comentários
Olá Creepers. Colocarei nesse post os casos mais interessantes do Efeito Mandela. Não pretendo fazer mais posts sobre esse assunto, mas vou mantê-lo atualizado.

O "Efeito Mandela" é um fenômeno criado após a morte de Nelson Mandela, onde várias pessoas pensavam que ele já havia morrido na década de 80. Mudanças na cultura e história que não estão em sincronia com a lembrança daquele evento é dito como parte do Efeito Mandela.

“Looney Toones” ou “Looney Tunes”?
“Tenho certeza de que quando era pequeno, eu assistia “Looney Toones” pela manhã e no começo da tarde. Mas agora, fui apresentar para o meu filho e percebi que eram “Looney Tunes”. Como assim? Isso nem mesmo faz sentido.

“Sex AND The City ou Sex IN The City”?
“Eu, meus primos e meu irmão víamos “Sex IN the City “ quando adolescentes, na chácara dos meus pais. Fui pesquisar para baixar ou comprar um box da série para dar de presente para meu irmão e percebemos que não era mais “Sex AND the City”. O que está acontecendo? “

“Luke, I am your father” ou “No, I am your father”?
“Sou um grande fã de Star Wars e quando fui usar a frase de Darth Vader (Luke, I am your father) numa piada interna com meu amigo, ele relutantemente afirmou que eu estava falando errado. Pesquisei no Google e ele estava... certo? Alguém mais se lembra de Darth Vader dizendo “Luke, I am your father”? “

Quem é Albert Eistein?
“Tenho 30 anos e nas últimas semanas eu tenho visto as pessoas se referindo a esse homem como Albert Einstein. Todos sabem que o nome dele é Albert Steinberg, mas eu não acho menção alguma a ele. ”

Willy Wonka e a Fantástica Fábrica de Chocolate
“Estou certo de que todos aqui conhecem o filme clássico estrelando Gene Wilder. Bem, após ouvir a música ‘Pure Imagination’ Do filme, decidi procurar e ver o clássico de infância. Pesquisei no google “willy wonka e a fábrica de chocolate 1975 filme completo”, mas tudo, os sites de download, o IMDb e as páginas da Wikipedia dizem que o filme saiu em 1971. Todos se lembram do filme saindo em 1975 e não em 1971? ”

As coisas estão diferentes
“O Livro Berenstain Bears que eu vejo todas as vezes no meu porão, quando lavo roupas, me fez largar o cesto e ir ver o livro. O cereal Froot Loops (Ou Fruit Loops) agora é perturbador e a manteiga de amendoim que eu comia quando criança não há sequer vestígios de ter existido. O que está acontecendo? ”

Coca-Cola
“Vocês se lembram de um hífen entre “Coca” e “Cola”? Vocês REALMENTE se lembram? “

Planeta dos Macacos
“ Ok
Esse daqui me fez parar o filme e rever a cena algumas vezes, quando “Taylor” (Charlton Heston) é capturado na cidade dos macacos.
Planeta dos Macacos – O Original de 1968
O que eu lembro:
“Tire suas mãos de mim, seu macaco imundo! ”
Como é agora:
“Tire suas patas fedidas de mim, seu maldito macaco imundo! ”
Há outros aspectos do filme que também foram alterados”

Kurt Cobain morreu em 4 de abril de 1994
“Esse daqui eu realmente não consigo explicar. Bem. Vou tentar. Sou um grande fã do Kurt e tenho certeza de que ele morreu em 4 de abril de 1994. Mas a maioria dos jornais afirmam que ele morreu em 5 de abril de 1994. Alguém mais percebeu isso? “

Teorias:

1- Um monte de pesquisas provou a existência de universos paralelos. Se universos paralelos são fato, então não seria lógico concluir que EM’s são ocorrências naturais desde que universos paralelos irão naturalmente se fundir, e esse fenômeno sempre aconteceu, mas só percebemos agora por causa da internet?

2- [...]

Comentem suas experiências com o E.M. e eu vou avaliar para atualizar o post com comentários dessa e da postagem anterior.

115 comentários :

Postar um comentário

Efeito Mandela: The Berenstain Bears

118 comentários
The Berenstain Bears é o nome de um desenho animado muito famoso que passou na TV americana entre 1985 e 1987, ganhando outros episódios em 2003. O desenho foi criado à partir dos livros infantis de mesmo nome, de autoria do casal  Stan e Jan Berenstain. Tanto o livro quanto o desenho apresentam uma família de ursos pardos antropomórficos (Papa Bear, Mama Bear, Sister Bear, Brother Bear e mais tarde Honey Bear) que geralmente aprendem uma lição moral ou relacionada a segurança no decurso de cada história.

         

Os livros e o desenho eram voltados totalmente ao público infantil, e seus personagens tornaram-se os mais amados da literatura moderna americana, fazendo parte da infância de milhares de pessoas.

Mas por que este desenho infantil aparentemente inofensivo esta causando tanto furor na internet? Algumas pessoas afirmam que apenas o nome The Berenstain Bears pode provar que existe uma "falha na matrix" de nossa realidade.

Na verdade é algo muito simples: praticamente ninguém se lembra que o sobrenome da família, Berenstain, é escrito com A, mas sim com E. Não entendeu? Vou explicar melhor: Aqueles que assistiam a série ou leram os livros podem jurar de pés juntos que o nome é The BerenstEin Bears e não The BerenstAin Bears.

Pode parecer algo insignificante, mas tente imaginar por este lado: um belo dia, você está vendo TV e de repente começa um episódio de Tom e Lerry. Lerry? Você acha estranho, afinal, em sua infância toda você se recorda de que o nome do ratinho marrom é Jerry, e resolve tentar descobrir o que se passa. O que você encontra? Tudo, absolutamente tudo, desde antigos episódios, fotos, livros de colorir, artigos na internet, tudo o que você encontra do desenho está como Tom e Lerry. Entendeu o exemplo?

O fato é que há tantas pessoas que afirmam se lembrar que o nome é BerenstEin, que foi criado para esses "crentes", a alcunha de Berensteinites. Aliás, a esmagadora maioria dos espectadores se lembram que o nome era escrito com E. De fato, até a própria pronuncia do nome muda, então como tantas e tantas pessoas conseguiram "se enganar" dessa forma?

"Eu só percebi que se escrevia com 'A' quando eu li um dos livros para meu filho, há oito meses atrás. Esta foi uma hora de dormir perturbadora" contou um Berensteinite.

A teoria The Berenst[E]ain Bears já existe há alguns anos, mas explodiu definitivamente quando o rapper EL-P postou o seguinte tweet:

"A conspiração de universo alternado  'Berenstein Bears/The Barenstain Bears'. De nada."
Ao contrário de muitas outras teorias da conspiração, a dos Berenstains parece estar ganhando força. Existem aqueles (a maioria) que se intitula "Time Stein", existem os "Time Stain" e aqueles que simplesmente não se lembram. Contudo, esta pequena parcela de pessoas que não se lembram podem ser a prova de uma terceira, mais misteriosa e possivelmente mais obscura, linha do tempo.

Muitos teóricos em particular, acham que a teoria Berenst[E]ain é a prova de um Efeito Mandela.

O Efeito Mandela é uma ideia expressada por Fiona Broome, que surgiu quando um grande número de pessoas tiveram a memória vívida de que Nelson Mandela havia morrido na prisão em 1990 e caralhada. Não é como um boato que você ouviu e acreditou, é uma lembrança REAL que as pessoas tiveram. Como todos sabem, Nelson Mandela morreu em 2013, mas quais são as razões para que uma grande parte da população compartilhe desta memória falsa? Surgiu então o Efeito Mandela, explicado como um fenômeno "relacionado à histórias alternativas e realidades paralelas" (não vou me aprofundar no tema hoje, pois farei um post completo em breve, me interessei pelo tema).

A coisa toda faz total sentido, certo?

Como todas as questões complexas e importantes, você deve primeiro entender a história se quiser entender a teoria. A primeira vez que alguém notou que o nome da família de ursos era diferente daquela que se lembrava foi em 2009, em um fórum de assuntos variados da internet, o Dreadlock Truth. O usuário Burke postou perguntando o porquê o nome de seu livro favorito da infância havia mudado. Ninguém compreendeu o assunto em questão, nem a gravidade da verdadeira mensagem dos ursos. Outros usuários apenas ofereceram alguns motivos: talvez pelo nome soar "judeu" demais e a mudança ter ocorrido como resultado de uma agressão neo-nazista, ou coisas do tipo.

A teoria permaneceu dormente por alguns anos antes de reaparecer em um site humorístico chamado Communist Dance Party em um post de 2011. Embora as palavras tenham sido escritas de forma sarcástica, o escritor O Falso Profeta relaciona a teoria Berenst[E]ain com o efeito borboleta.

"Em algum momento entre os anos de 1986 e 2011, alguém viajou de volta no tempo e, inadvertidamente, alterou a linha do tempo da história humana para que os Berenstein Bears de alguma forma se tornassem os Berenstain Bears", escreveu ele. "É por isso que todo mundo se lembra do nome incorretamente, era Berenstein quando éramos crianças, mas em algum momento quando não estávamos prestando atenção, alguém voltou no tempo e alterou nossa experiência de vida muito ligeiramente." Mal sabia ele o quão importante essa noção viria a ser no movimento.

A próxima aparição da teoria veio depois, no final de 2012, no blog The Wood Between Worlds, no post "The Berenstain Bears: Nós estamos vivendo em nosso próprio universo paralelo." de autoria do autor Resse. As 1.600 palavras que compõe o artigo viriam a ser a principal literatura deste movimento moderno, algo como o Novo Testamento da teoria.

Nele, o autor do blog faz uma "modesta proposta", que implica que todos nós estamos "vivendo em nosso próprio universo paralelo." Ele propaga que existem pelo menos dois universos; o universo "stEien" e do universo "stAin". O autor tenta provar a teoria como verdadeira, e divide-se em termos matemáticos e científicos.

Aqui está um trecho:

Proponho que o universo é uma variedade complexa 4-dimensional. Se você não habla jargões matemáticos, isso significa que eu proponho que as 3 dimensões espaciais e a 1 dimensão de tempo são na verdade complexas entre si, o que significa que assume-se valores de forma a + ib, parte "real" e parte "imaginária".

A partir daí, a teoria tomou forma, e começou a aparecer no ano passado em um subfórum do reddit (conhecido como /subreddit) com o nome "Glitch in the Matrix", onde o "evangelho" da teoria começou a se espalhar. Para quem não sabe, esse subfórum do Reddit é dedicado àqueles que "se lembram de coisas que não aconteceram", digamos assim. A primeira grande aparição da Berenst[E]ain Theory no Reddit ocorreu em um post de um usuário perguntando se alguém já tinha visto um retrato de Henry VIII comendo uma coxa de peru.

O Efeito Mandela tornou-se um tema tão popular que um subreddit dedicado exclusivamente à ideia foi iniciado em 2013. Ele existe como um lugar onde as pessoas podem se questionar sobre fatos do tipo. É um bastião do pensamento intelectual. Um post recente da subreddit foi dedicado ao Berensteinites Roxxorursoxxors, que criou um plano de experiência de 20 anos com o sua filha de dois. A experiência consiste em certificar-se que a criança conheça e leia os livros The Berenstain Bears até que tenha 10 anos. À partir daí, ele irá retirar os livros da posse da criança até que ela complete 25 anos, e então pedirá que ela escreva o nome dos ursos.

Um outro usuário do Reddit mandou um e-mail para o Dr. Henry L. Roediger, um dos principais especialistas em memórias falsas na América do Norte, que explicou: "Eu não tenho certeza de que se esquecer de uma letra em um nome longo é considerado como uma falsa memória. Meu palpite é que, neste caso, "stEin" é lembrado porque é o final comum de muitos nomes, como Einstein, Frankenstein, Goldstein,etc.."

Outro usuário ainda mandou e-mails para a Random House, a editora dos livros The Berenstain Bears desde 1962, em uma tentativa de confirmar a teoria. No e-mail, ele perguntou se o nome da família de ursos sempre foi digitada com "A", e se eles estavam certos de que não havia títulos impressos com o nome Berenstein. O usuário então informou que quase imediatamente após ter enviado o e-mail, recebeu uma resposta da editora. "Foi sobrenaturalmente rápido" ele contou "quase como se soubesse que eu estava enviando o e-mail."

"Obrigado por entrar em contato com departamento de publicidade do livros infantis da Random House," eles responderam. "Por favor, note que, devido ao grande número de e-mails que recebemos diariamente, pode demorar algum tempo para que possamos responder ao seu pedido." É escuso dizer que a pergunta ainda não foi respondida.



Ah, mais um exemplo. Sex IN the City Ou Sex AND the City?

Sim, era Sex IN the City, mas agora é Sex AND the City.

118 comentários :

Postar um comentário

NES Godzilla (Replay) - Corona

14 comentários

Eu deveria ter ido ao trabalho hoje, mas decidi ficar em casa, "doente". Não estou tão doente assim, mas eu não tenho dormido muito bem nos últimos poucos dias. Não pelos pesadelos (Eu não lembro dos meus sonhos faz um tempo), mas sim por quê eu não consigo parar de pensar sobre o jogo.


Eu até que estou curtindo o jogo, mas tenho a sensação de que se eu continuar jogando verei algo que eu não devia.

Todavia, não vejo muito problema em zoar com a tela de senha até eu obter algumas combinações que irão gerar resultados reais. E a única maneira de consegui-las, é passando pelo jogo, logo, pelo World 3.

O World 3 é "Corona", tem um tabuleiro roxo e 4 tipos de level. Esse mundo não levaria muito para completar desde que o Boss estava à apenas 3 passos do meu ponto de partida. O que me pareceu um pouco diferente, pois o Boss de Gelid estava a 15 passos de distância. Como o caminho é muito curto, passarei por ele em poucos minutos, mas eu tentarei ir com calma.

Os Levels estão aqui;
POWER PLANT
REFLECT
PATZER
FOREST

E um Boss, que era o King Kong. O que me surpreendeu era um personagem renomado aparecendo. Eu não sei de qualquer conexão entre Godzilla e o Kong, mas eu acho que isso não importa.


A Power Plant é um level escuro, sombrio, cheio de tijolos de granito, nuvens carregadas, e bastões de energia. A eficiência do lugar é questionável, desde que os bastões de energia não tinha cabos conectores. A música tinha uma batida eletrônica.

Seguindo em frente, encontrei inimigos peculiares, e vi que alguns dos bastões de energia tinham cadeiras elétricas conectadas à eles, nas quais algumas estavam ocupadas por criaturas mortas (ou que seriam mortas). Á cada segundo, um raio caia e iluminava a tela.

Os bastões de energia parecem funcionar como um para-raios e um gerador, que suga o poder dos raios e matava a criatura na cadeira enquanto a eletricidade fluía. Então aquilo é uma usina elétrica e um campo de execução.

Como aqueles bastões atraiam os trovões, o único perigo era ser atingido e só se eu ficasse perto deles eu seria atingido.

Não é difícil de passar por ali, mas com todas aquelas coisas tristes gritando de dor enquanto seus cérebros eram fritos, não era uma atmosfera leve. O level era uma caminhada eterna para a direita, então não havia exploração em potencial, o que fazia meu caminho mais rápido.


"REFLECT" é um level parecido com um castelo cheio de espelhos. Tinha um background estranho, e uma música igualmente estranha. Como os cristais na Zona da Isolação, os espelhos ali serviam como teleportadores.


Precisei da minha adivinhação para saber em qual espelho entrar, mas o level não parecia muito grande. Eu apenas espero que algo me mostre alguma indicação que diga que eu estou indo para o fim ao invés de andar em círculos.
Os espelhos eram diferentes dos cristais dos quais as criaturas saiam pelos espelhos aleatoriamente. Normalmente eram aquelas criaturas voadoras feitas de vidro quebrado. Eu odeio aqueles bastardos pois você toma dano se tocá-los.

Enquanto explorava eu encontrei outra criatura que falava:


"Sou a coisa mais linda que existe por aqui"


Tentei fazer ela me dizer uma senha, mas ela estava muito preocupada.

Demorou um pouco, mas eu encontrei esse mini-boss, quem eu presumi ser o guardião da saída. Ele se move rapidamente mas ele não dá muito dano. Eu tinha a vantagem de ter muito mais espaço para me mover dessa vez, então os seus raios eram facilmente desviados.





O que temos aqui?



Ah, Rodan! Um monstro que eu finalmente reconheço! É um dos bons, mal posso esperar para testá-lo. Eu me lembrei de que eu não havia lutado com King Kong ainda. Eu estava tentado a usar Rodan, mas eu irei usar o Godzilla com esse daqui. Não sei o que esperar.

Caramba, ele é mais difícil do que eu esperava. Ele desvia dos meus ataques e tirava muito da minha vida.





No meio da luta o jogo começou a bugar para caralho:



Entranho, mas eu não estou reclamando. Agora é a vez do Rodan! Em "Patzer"...
Antes do level começar me pediram para "escolher um rei"?!

"Escolha um rei"

Oh, entendi. É um level com o tema de xadrez.


Não envolve jogar xadrez, na verdade. É uma coisa boa, pois eu não jogo xadrez há 8 anos.



Rodan era um bom adicional, pois fazia quase tudo que o Godzilla fazia e também voava. É apenas minha primeira impressão, mas ele parecia um personagem promissor e eu estou certo de que voar irá ajudar depois. Como o level, os carinhas pretos e brancos do xadrez não prestavam muita atenção em mim desde que eles estavam lutando entre si. Então isso faz voar e olhar em volta, procurando um dos reis, bem mais simples. 

Eu não acho que importa que rei eu pegar, então vou pegar o primeiro que eu encontrar.



Ah, ali está ele!
Então eu fui e bati nele, enquanto o level termina com outra tela de info.

"A Equipe Preta ganhou"


Foi bom para a equipe preta. Estou feliz com o final do level, pois estava começando a mexer com meus olhos. Vamos ver como é o level da floresta;



Sim, parece como um level da floresta típico. A música é relaxante. Indo para a direita, como sempre...



Do nada aquelas coisas grandes que pareciam morcegos começaram a planar, partindo das árvores. Eles estavam caçando criaturas marrons. Tentando sair daqui antes que eu seja mordido.



Eu fugi dos morcegos, nem tinham muitos deles. Não há nada de importante por aqui.



...por quê tudo perdeu a cor? E a música mudou, mas-





"Você não é daqui"


"Saia"


... Eu não sei que merda é aquela.
Talvez eu devesse apenas desligar essa coisa.

.

Então novamente, tudo o que eu tinha que fazer era a luta com o boss...
.
.
.
.



Esse cara é muito mais móvel que o último boss era, e também usava seu ataque de fúria quase constantemente. Normalmente isso apenas iria drenar o poder dele até o fim-




-A menos que ele possa ir para o topo da arena, ser atingido pelo raio e se recarregar. Eu poderia o atingir facilmente enquanto ele se recarrega, mas logo ele faria um ataque com os raios que enche a barra na tela.



Ele não parecia ter outros ataques que não fosse o raio, então eu esperava pelo medidor de energia diminuir e o batia com toda força. Era só uma questão de tempo.



E com um chute na cara, ele estava derrotado!



Não sei por quê, mas por alguma razão me senti bem por ver outro símbolo naquela parede. Eu gostaria de ver aquela coisa completa, mas talvez não seja uma boa ideia. Aquela... coisa na floresta me deu uma sensação muito ruim. E ela não ficaria feliz se soubesse que eu estaria voltando.


Continua...

14 comentários :

Postar um comentário

.--. .-. --- -.-. ..- .-. . .- ...- . .-. -.. .- -.. .

85 comentários
Boa noite, galera! Então, ontem a noite, recebemos um e-mail muito esquisito de um tal de "Veritaserum 78", que pra ser bem sincero, nem sei o que pensar. Decidi compartilhar com vocês, pra darem uma olhada no texto e tentarem descobrir do que se trata. Bizarro!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Venho até vocês esperando que postem minha mensagem em seu blog, pois ela precisa atingir o maior número de pessoas possível e sei que aqui, existem pessoas de mente aberta.

Elas estão aqui. Sempre estiveram. Elas veem tudo. Elas sabem de tudo.

Eu vi uma delas no domingo (05/06/2016), ou será que foi semana passada? Minha cabeça está esquisita. O tempo não parece passar da mesma forma depois do ocorrido. Meu coração está acelerado e eu sinto que vou morrer a qualquer momento.

Estou trancado nesse quarto e minha sanidade parece ser sugada a cada volta completa do ponteiro em minha frente. Eu vi algo que elas não querem que sabemos, a verdade que elas escondem desde os primórdios da humanidade. Estamos aprisionados. Sempre estivemos aprisionados e nunca percebemos.

Sei que estão pensando que sou um louco, minha família inteira me diz isso, mas eu sei o que ouvi em 2001 e sei o que vi agora.

Deixei mensagens codificadas em um vídeo antes que seja tarde demais (https://www.youtube.com/watch?v=knYtzeQf2Z4).


Por favor, acreditem.

Ainda consigo ouvir seus ruídos, suas vozes em minha cabeça. Elas sabem que eu sei. Elas sabem que eu sei.

065 067 082 069 068 073 084 069 078 079 073 078 065 067 082 069 068 073 084 065 086 069 076

-
Se gostou desse conto,  comente, só assim saberemos se vocês estão gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião! Obrigada!

KEEP CREEPYING!

85 comentários :

Postar um comentário