Goosebumps: O episódio perdido

13 comentários

Goosebumps foi um dos destaques de minha infância. Devo ter lido praticamente todos os livros e assistido a uma grande parte dos episódios. A melhor coisa era a razão de todo o terror das histórias. A maioria das histórias tinham monstros, fantasmas e demônios. Mas eu amava aquelas que realmente fodiam com o seu cérebro, como “Um Choque na Rua Shock”. Goosebumps era minha série favorita de livros, mesmo que me mantevessem acordados durante toda a noite.

Na semana passada, eu estava limpando meu quarto reserva. Estava cheio de caixas, livros e roupas velhas, o que era estranho, visto que eu só estava morando em minha casa a três meses. Encontrei uma velha caixa marrom com a palavra "GOOSEBUMPS" escrito nela. Todos os meus antigos livros Goosebumps estivessem dentro dela. Uma onda de nostalgia tomou conta de mim, e eu chorava enquanto olhava para as capas que me deixavam cagando de medo em minha infância. Muitas das páginas estavam com as pontas dobradas, e eu também encontrei dois marcadores e seis cartões de visita.

Na parte inferior da caixa estava uma fita VHS. O titulo "Goosebumps: Esconde-Esconde" estava escrito nela com marcador permanente azul. Eu sinceramente não me lembrava de possuir qualquer episódio da série de TV, então achei muito estranho aquela fita estar lá. Cego pelas memórias de minha infância, não cheguei a pensar muito nisso, e somente pensava nas memórias que o episódio iria me trazer quando o assistisse.

Demorou um pouco pra encontrar meu videocassete no meio de toda aquela bagunça, mas depois de cerca de vinte minutos, finalmente achei. Depois de instala-lo na sala, comecei a assistir a fita. Tudo começou com R.L. Stine (o narrador e criador da série) surgindo debaixo de uma cadeira. Ele começa a falar sobre o jogo Esconde-Esconde: "Não é maravilhoso quando você encontra um bom esconderijo para que ninguém consiga encontrá-lo até o fim?", disse ele, agora sentado na cadeira. "Mas, às vezes, os melhores esconderijos... Podem acabar sendo os piores", continuou ele. Em seguida, o episódio começa.

Três garotinhas estavam num quarto sentadas em círculo. Uma delas aparentemente estava contando uma história assustadora. "Pare com isso Amy! Você está me assustando!", gritou uma das amigas.

"Vê se cresce, Rachel! Não é real!" zombou Amy.

"Talvez devêssemos fazer outra coisa, Amy", disse outra garota.

"É uma festa do pijama, Emily! Isso é o que você faz: Conta histórias de terror! Mas já que você é muito criancinha pra essas coisas, vamos fazer outra coisa", disse Amy.

"Vamos brincar de Esconde-Esconde!", exclamou Rachel, alegre.

"Tudo bem. Não está comigo!", gritou Emily.

"Também não está comigo!", gritou Rachel.

"Tudo bem, tudo bem, está comigo. Eu vou contar até sessenta!", disse Amy, e em seguida começa a contar. Quando chega ao três, Emily corre pelo corredor e se esconde em um armário.

Depois de esperar por algum tempo, ela dá uma olhada no relógio e grita: "Gente! Vocês já desistiram?" Em seguida abre as portas e olha pra fora.

Ela estava em um quarto muito escuro. Havia somente um pequeno homem de terno com o rosto muito borrado, parado em sua frente.

"Bem-vindo", disse ele em uma voz profunda.

"Quem é você?! Onde estou?!", perguntou Emily em uma voz de pânico. "Espere só até meus pais chegarem para casa, eles irão me encontrar!"

O homem riu. "Vocês humanos me divertem. Seus pais te odeiam. Você odeia seus pais."

"Isso é mentira! Eu os amo e eles também me amam!", gritou Emily.

"O amor é apenas uma reação química. Composta para nos fazer pensar que viver realmente valesse a pena. Todos nos odiamos. Sentimentos são feitos somente para nos confortar...”.

Emily se arrastou de volta ao armário, chorando. Você pode ouvi-la batendo na parte de trás da porta.

O homem olha para a câmera: "Seus pais te odeiam muito. O amor é falso. Você odeia todos os seus chamados ‘amigos’. Ninguém se importa com você. Você não se importa com ninguém. Não há nenhuma razão para vivermos, nós somente gostamos de fingir que há. Você pode muito bem acabar com isso agora. Não é tão doloroso quanto você pensa...".

A cena muda para Emily dentro do armário. Ela abre as portas novamente. O homem ainda estava lá. Ele estava prestes a dizer algo, mas eu desliguei a TV antes que ele o fizesse.

Fiquei sentado lá durante uma meia hora, olhando para a estática. Decidi tomar um banho logo em seguida, o que provavelmente deixou os vizinhos estressados, já que era meia-noite, mas eu não dava à mínima. Tentei ler algo para me distrair, mas não conseguia prestar atenção nas palavras. Tudo que eu conseguia ouvir eram as palavras daquele homem: "Ninguém se importa comigo, eu não me importo com ninguém", disse a mim mesmo várias vezes.

Tentei entrar na Internet. Dei uma olhada em algumas paginas do 4chan, tentei ler umas Fanfics, mas eu não conseguia tirar essas palavras de minha cabeça. Entrei no Facebook. Todos esses "amigos" me mandando mensagens, me convidando pra festas, postando fotos de mim. Eles não se importavam comigo. Sentimentos são feitos somente para nos confortar. O amor é apenas uma reação química. Eu poderia muito bem acabar com isso, agora mesmo.

13 comentários :

Postar um comentário

A Mansão Foster Para Amigos Imaginários: O episódio perdido

37 comentários

OK, pra começar, devo dizer que estou realmente confusa e assustada com o que aconteceu. Estava com alguns amigos anteontem, relembrando coisas que fazíamos na nossa infância, quando em algum momento comentaram sobre um de meus desenhos favoritos: A Mansão Foster Para Amigos Imaginários.  Bateu aquele sentimento nostálgico, e então resolvi procurar alguns episódios pra baixar. Assisti todos os episódios de todas temporadas, mas ficou faltando o ultimo episódio da série: “Adeus ao Bloo”. Procurei-o por todos os lugares, mas não encontrei nada. Fiquei frustrada, pois queria muito saber como tudo acabaria.

Decidida a tentar mais uma vez, procurei o final do desenho. Não me lembrava de ter assistido aos últimos episódios quando ainda eram transmitidos na TV. Encontrei o download de um episódio intitulado “O Mundo de Frankie”. Curiosamente, a descrição dizia ser o episódio final, por isso deixei a curiosidade me dominar e baixei-o em meu laptop.

Coloquei o vídeo em tela cheia e comecei a assistir, me sentindo como uma criança de 8 ou 9 anos novamente. Tudo começou normalmente, linhas surgindo e entre essas linhas uma mansão aparecendo, Mac correndo por esta, seguindo assim a abertura normal. Logo depois, o episódio iniciou-se com um dia comum na Mansão; ao fundo podia ver Sr. Coelho, furioso, e Frankie discutindo como sempre, Bloo estava bagunçando a mansão enquanto a garota levava toda a culpa.

Frankie teria de limpar toda a sala de jantar, não podendo sair de lá até que terminasse o serviço. Eu não tinha visto nada demais naquilo, mas quando ela chegou lá, estava tudo lambuzado de sangue, e ninguém sabia o porquê. Ela parecia aborrecida, mas ficou lá limpando enquanto Sr. Coelho olhava pra ela com um olhar triunfante.

Quando Frankie terminou, parecia que já era noite. O estranho é que não havia nenhuma luminária na sala de jantar. Ela soltou um suspiro e foi tentar abrir uma das portas, mas parecia estar emperrada. Tentou a outra, também não abria. Frankie começou a ficar confusa. Percebi que palavras escritas com sangue surgiam nas paredes; as palavras eram “Acorde Frankie”. Uma música estranha começou a tocar, fazendo com que eu sentisse um calafrio correr na espinha. A musica era triste e assustadora ao mesmo tempo. Notei que Frankie estava ficando tensa.

A maçaneta da porta começou a girar; um vulto de um coelho segurando algo apareceu. Era Sr. Coelho, com um saco pairando em suas mãos. Frankie, muito assustada, perguntou o que tinha dentro.

“Não quero mais bagunças por aqui, aquela peste azul não nos incomodará mais.”

Bloo estava morto, dentro daquele saco.

"O QUE MADAME FOSTER ACHARÁ DE VOCÊ AGORA?"

Frankie gritou assustada com lágrimas rolando. Sr. Coelho deu um sorriso malicioso, aquele sorriso ainda me assombra. De repente, o corpo de Madame Foster fica a mostra... Seu corpo estava dentro do saco junto ao de Bloo. Frankie não sabia o que fazer. Sr. Coelho disse com uma voz sombria: "Já limpei quase toda a sujeira desta mansão, mas ainda falta uma...". Nessa hora, ele tirou uma faca do bolso de seu jaleco e foi chegando cada vez mais perto de Frankie. Ela, assustada, pegou uma cadeira e jogou nele, fazendo com que ele caísse no chão. Duas pernas da cadeira se quebraram, Frankie as pegou enquanto Sr. Coelho, com raiva, se levantava.

No momento em que o coelho foi acerta-la com a faca, Frankie se protegeu usando uma das pernas da cadeira, de modo que a faca se prendeu; a garota chutou Sr. Coelho para longe. Frankie matou-o com uma facada na cabeça. A cena começou a se distorcer, pude ouvir gritos vindos de uma mulher enquanto na tela passavam imagens de adolescentes esquizofrênicos.

Foi então que as coisas ficaram mais estranhas. A imagem ficara em preto e branco, e eu pude ver Frankie agachada, observando uma senhora com uma faca na cabeça rodeada de sangue. A tela escureceu e pude ouvir em sussurros: “A mansão nunca existiu... Frankie é esquizofrênica...Não acredite em tudo que vê...”. Então apareceu uma imagem em preto e branco com os personagens principais da mansão, todos sorridentes, com aquela musica triste e assustadora tocando ao fundo. Em seguida, o episódio termina.


Fiquei tão assustada que comecei a tremer. Exclui o episódio do meu computador, desliguei-o e, suando frio, fui pra cama. No dia seguinte acordei mais calma, decidi fazer o download do episódio novamente; precisava gravar aquilo ou pelo menos mostra-lo aos outros para ter certeza se eu não estava mesmo imaginando coisas. Mas não podia fazer o download; o Megaupload havia sido fechado.
                
Por mais que eu procure, não encontro este episódio em outros sites; poderia ser apenas um fan-made, mas os traços eram extremamente idênticos aos traços do desenho oficial, digo o mesmo sobre a dublagem. Às vezes me pergunto se mais alguém assistiu a esse episódio...

[Creepypasta extraída do blog www.jiigoku.blogspot.com.br]

37 comentários :

Postar um comentário

Mereana Mordegard Glesgorv

32 comentários
Há um vídeo no YouTube chamado Mereana Mordegard Glesgorv. Se você pesquisar isto, você não encontrará nada. As poucas vezes que encontrar alguma coisa, tudo que você verá é um vídeo de 20 segundos de um homem olhando fixamente para você, sem expressão, depois sorrindo nos últimos 2 segundos. O fundo é indefinido. Esta é apenas uma parte do vídeo original.

O vídeo completo tem duração de 2 minutos, e foi removido do YouTube depois que 153 pessoas que viram o vídeo arrancaram seus próprios olhos e enviaram-os até a sede do YouTube em San Bruno. Foi dito que as pessoas também haviam cometido suicídio de várias maneiras. Ainda não se sabe como eles conseguiram enviar seus próprios olhos depois de arranca-los. A inscrição enigmática que eles cortavam em seus braços ainda não fora decifrado.

O YouTube irá periodicamente colocar os 20 primeiros segundos do vídeo para amenizar as suspeitas, para que as pessoas não procurem pelo vídeo original e enviem-no novamente. O vídeo em si foi visto apenas por um membro da equipe do YouTube, que começou a gritar após os primeiros 45 segundos. Este homem está agora sob sedação constante e é aparentemente incapaz de relembrar o que viu. As outras pessoas que estavam na sala enquanto ele via o vídeo desligaram-o para ele. Elas disseram que tudo o que ouviram na hora foi um som muito agudo e muito alto. Nenhum deles ousou olhar para a tela.

A pessoa que enviou o vídeo nunca foi encontrada, sendo que o endereço IP dava como inexistente. O homem no vídeo também nunca foi identificado.

32 comentários :

Postar um comentário

Nyan Cat

49 comentários

Então, todos vocês conhecem o “Nyan Cat", certo? O pequeno gato dentro de uma torrada atravessando o espaço sideral com a música mais viciante do mundo tocando ao fundo. Sim, ele mesmo! Bom, há uma lenda urbana por trás disso tudo.

Quando “Nyan Cat” surgiu pela primeira vez, o site "Nyan.cat" também surgiu, e era a mesma ideia: Somente o gato voando pelo espaço. As pessoas viciaram nisso, e, eventualmente, havia um pequeno contador para marcar por quanto tempo você conseguia assisti-lo. Mas um adolescente em particular alegou que ele podia assisti-lo por mais tempo do que todos os outros, sem dormir. Seu nome era Jim Sheif. Com isso, ele atingiu um novo recorde, de "Nyaning por 34 horas e 56 segundos." Muitos tentaram, mas ninguém conseguiu vencê-lo.

Pouco tempo depois, outro cara, chamado Michael Willis, tentou quebrar este recorde. Ele assistiu o gato por uma semana inteira, sem dormir, e algumas pessoas também o viram assistir. Ele ficava sentado ali, como um zumbi, apenas olhando para o gato bonitinho. Mas no dia seguinte, após ter conseguido quebrado o recorde, ele somente disse: "Há algo errado com aquele gato.".

Então, John ficou intimidado e tentou recuperar seu titulo. Ele quebrou o recorde com uma enorme diferença de tempo. Como ele fez isso? Ninguém sabe. Ele disse que poderia ter ido ainda mais longe, mas o porque de não ter feito isto foi mantido em segredo. Porem, seu amigo mais próximo finalmente conseguiu descobrir este segredo: Ele disse que John afirmou que nos últimos minutos de sua viagem, "o cronômetro parou em 666 minutos, e 6 segundos." Era inacreditável.

Seu amigo mais próximo, Matt, foi ver se era verdade. No dia seguinte, Matt fez o teste, mas era muito pior do que ele esperava: O contador havia parado, perfeitamente em 666,6 segundos, mas haviam mais coisas... O Nyan Cat havia mudado completamente: Seu rosto havia ficado cinza, seus olhos ficaram vermelhos e o cenário do espaço atrás dele ficou piscando rapidamente em vermelho e preto. Por poucos segundos, um enorme olho vermelho aparece atrás dele, com um texto embaixo dizendo: "Conati sunt Nyan Cat", com varias fotos no fundo piscando tão rapidamente que era impossível de se enxergar alguma coisa. E então, a música muda para um som horrível de mulheres gritando. O vídeo permanece assim, até que algum tempo depois, o contador continua rodando como se nada tivesse acontecido.

Matt estava absolutamente chocado; tentou dormir, tentou comer, mas sem sucesso. Tudo que ele podia ver em seus sonhos era aquela cena chocante e assustadora, com as mulheres gritando ao fundo, mexendo com ele. Quando acordou, a música ainda não saía de sua cabeça. Então, Matt decidiu acabar com tudo, deixando uma nota de suicídio em seu quarto e se enforcando no banheiro.

Dois dias depois, Michael foi encontrado no mesmo apartamento, morto. A causa de sua morte nunca foi descoberta. e as únicas pistas encontradas pela pericia no local: Vários arranhões em seu abdome, que formavam a frase "Non est prospere in vita", e unhas de gatos escondidas em seu bolso.

49 comentários :

Postar um comentário

Garfield: O quadrinho perdido

83 comentários
[Alguém notou a mensagem subliminar oculta nos últimos quadrinhos?]

83 comentários :

Postar um comentário

Hora de Aventura: O episódio perdido

125 comentários

Todos vocês já devem ter ouvido falar do novo desenho do Cartoon Network, chamado "Hora de Aventura". E todos vocês provavelmente já viram a estreia... ou pelo menos acham que viram.

Eu estava acordado na sala, eram cerca de 3:30 da manhã, e eu estava assistindo a TBS. Estava passando de canais procurando algo bom pra assistir, até que me deparei com um novo episódio de “Hora de Aventura”, chamado "Socrates Wish". Nisso, coloquei no Cartoon Network, e a introdução do show já estava terminando. Encostei-me a minha poltrona, esperando para assistir o mais novo episódio da série.

O que vi foi extremamente desagradável. O episódio começou no Reino Doce, com Finn e Jake correndo para as portas principais do castelo. Eles empurraram a porta violentamente, e eu vi que a cabeça do Mordomo havia sido mordida por algum tipo de dragão que estava ao seu lado. O sangue esguichava do pescoço de PB, e o dragão olhou para Finn e Jake. Rapidamente, o dragão em questão voou para longe.

A dupla andou pelo castelo, se deparando com todos os tipos de cidadãos do Reino Doce mortos, ou apenas sentados, sorrindo ameaçadoramente. Eles passaram ao lado de Cinnamon Bun, que estava sentado e sorridente, quando de repente, ele agarra a perna de Jake. Finn tentou jogá-lo para longe, mas não conseguiu. Jake, então, ficou completamente marrom, e alguns barulhos de esmagamento podiam ser ouvidos, enquanto ele caia no chão duro como uma pedra. Depois de alguns segundos encarando o corpo de Jake, Finn, cauteloso, continuou a andar pelo castelo.

Ele chegou à parte principal do palácio. Princesa Jujuba podia ser visto vista sentada em seu trono.

"Oh, Finn, obrigado por ter vindo! Todos os meus cidadãos se transformaram em zumbis!"

Eu mal pude entender isto, devido ao fato de que o áudio estava um pouco distorcido.

"Sem problemas, princesa. Mas acabei perdendo Jake no caminho pra cá... Alguma chance de você ajudá-lo?". O áudio se distorce novamente.

"Finn, não podemos ajudar as pessoas no Japão, podemos?". Finn se aproximou.

"No Japão, mas o que--“. De repente, o trono gira rapidamente, revelando outro trono por trás dele. Nele, estava a Princessa Jujuba, toda esverdeada e com metade de seu corpo faltando. Tudo o que restava eram os ossos. Ela pulou em direção ao Finn, mordendo violentamente sua cabeça. Muito sangue escorre de sua ferida, até que Finn cai, morto.

Uma musica estranha de violino (parecia com a musica de abertura do desenho, só que mais lenta) começou a tocar enquanto alguns zumbis carregavam os cadáveres de Jake e Finn pra fora do castelo. Eles atiraram-os do penhasco, e em seguida, comemoraram. De repente, eles voltaram ao normal, mas pararam segundos depois e fixaram para o penhasco, sem se moverem. A cena abruptamente muda para preto, e então um texto branco aparece, mostrando o seguinte:

"ESTE EPISÓDIO DE HORA DE AVENTURA FOI RETIRADO DO AR PELO GOVERNO DEVIDO AO SEU CONTEÚDO IMPROPRIO. VOLTAREMOS EM INSTANTES COM NOSSA PROGRAMAÇÃO DO CARTOON NETWORK. SENTIMOS MUITO PELO TRANSTORNO.".

Foi uma experiência traumática, com certeza. Demorei muito tempo pra conseguir pegar no sono, apenas para ser acordado pela minha mãe logo em seguida: era meu primeiro dia de volta as aulas.

125 comentários :

Postar um comentário

Starfox 64

8 comentários
[FELIZ SEXTA-FERA 13, GALERA!!! BONS PESADELOS >=D]


A maioria das pessoas provavelmente está ciente de que atividades paranormais não conhecem limites quando se tratam de certas histórias sobre Vídeo-Games. Esta história vem de um incidente que nunca deveria ter ocorrido.

Foi por volta do início da primavera, quando o clima estava ficando quente e a neve já estava secando. Eu estava jogando alguns jogos antigos de Nintendo 64 que havia comprado recentemente de um usuário do Ebay, dois deles em particular sendo Goldeneye 007 e Starfox 64. Quando estava jogando Starfox, Slippy Toad, é claro, ficava o jogo inteiro me irritando pra caralho querendo que eu destruísse inimigo que estava em sua perseguição. Eu estava exausto de fazer a mesma rotina sem parar, então ao invés disso, fiz algumas tentativas inúteis de abatê-lo. Porem, depois de alguns tiros, por alguma estranha razão eu consegui acerta-lo de verdade, e então ele bateu sua cabeça no vidro de seu cockpit. De repente, a musica parou, e uma substância vermelha escura começou a sair de seu avião, como se fosse fumaça. O jogo então começou a me fazer uma conexão com Peppy, que permaneceu sentado ali, sem fazer nenhum movimento. De repente, seus olhos foram se abrindo aos poucos. A qualidade era horrível; era como se alguém tivesse pego seu personagem e aumentado seus olhos com o Photoshop. Mesmo assim, estava chocado com toda aquela situação. Que diabos estava acontecendo?! Eu também podia ouvir barulhos irreconhecíveis vindos do radio de Peppy, que aumentavam aos poucos. Porem, depois de alguns segundos, finalmente entendi o que ele queria me dizer: "Do a Barrel Roll".

Isso arrepiou até meus cabelos das costas, mas só foi ficando pior: Falco se aproximou e começou a me insultar sem parar, como se a morte de Peppy fosse culpa minha. Meu queixo caiu, e eu comecei a gritar com o jogo e manda-lo parar, como se minhas palavras fossem mudar alguma coisa. Então, de repente, os olhos de Falco começaram a sangrar, e seu estômago se abriu, revelando apenas dois olhos negros no lugar onde seu coração e seus órgãos deveriam estar. Aquilo era o bastante para mim! Eu imediatamente arranquei o cartucho do Nintendo 64 e o joguei do outro lado da sala. E então eu me sentei no sofá e entrei em prantos devido ao horrível resultado. Por que os personagens haviam sofrido daquele jeito tão de repente? O que havia causado tudo isso? Mas depois de me acalmar um pouco, me lembrei de um "pequeno grande" detalhe: Eu havia comprado aquele jogo no Ebay a alguns dias atrás, e pensando melhor, achei que aquilo poderia ser algum tipo de pegadinha do cara que havia me vendido aqueles jogos...

Cerca de meia hora depois, mandei um email pra pessoa que me vendeu aquele cartucho do Starfox 64, dizendo:

"Olá, ThePuppetMaster. Recentemente, comprei um cartucho do jogo Starfox 64 pra Nintendo 64 e o recebi normalmente. No começo tudo funcionou normalmente, mas de repente comecei a me deparar com cenas no minimo confusas, perturbadoras e duvidosas enquanto estava jogando. O que há de errado com o jogo?! Você hackeou-o e substituiu algumas partes do jogo com vídeos e imagens grotescas?! Se não, lamento acusá-lo assim, mas preciso saber de onde esta abominação veio!

- Sacorguy79”

Eu esperei o dia todo por uma resposta, porque quando pedi o item, recebi um e-mail dele apenas 15 minutos depois, me agradecendo pela compra de seu jogo. Mas não rebebi nada, nem mesmo um sinal de vida. Desapontando com tudo aquilo, decidi comer minha janta e ir pra a cama. Antes de subir, me olhei no espelho e reparei que meus olhos estavam bastante vermelhos: Eu estava extremamente estressado, mas tinha certeza de que este incidente não poderia me acompanhar pelo resto da minha vida. Pouco tempo depois, finalmente consegui dormir, mas tive um pesadelo tão real e tão tenso que jamais irei esquece-lo...

Em meu pesadelo, o céu estava muito escuro e havia uma tempestade muito forte. Eu estava me aproximando de uma casa, quebrada em ruínas. Aparentemente, eu estava em um território suburbano em um lugar que eu não consegui reconhecer. Então, entrei na casa e encontrei a maioria dos móveis quebrados e arruinados. Uma coisa estranha, no entanto, foi que eu reparei que havia uma estátua de Slippy Toad (Starfox 64) no centro da cozinha, bem ao lado de um pequeno modelo de um Avião Inimigo do jogo. Em seguida, houve um relâmpago muito alto, e nisso, ambas as estatuas imediatamente desapareceram. Eu pisquei, achando que tudo aquilo era real, e decidi me deitar um pouco no sofá. Foi quando comecei a ouvir barulhos estranhos que vinham dos quartos de cima. Eu lentamente subi as escadas, e estava vendo sombras que pareciam com as do Falco e Peppy, então corri para o topo das escadas o mais rápido possível. Então me deparei com um quarto infantil, que provavelmente deveria pertencer ao membro mais novo da família. Lá havia uma pequena televisão em que passavam os mesmos vídeos que eu havia visto quando joguei Starfox anteriormente, e um pequeno bilhete na parte de cima, dizendo somente:

"CORRA”

Naquele momento, eu comecei a ouvir vozes, sussurrando para mim como se estivessem saindo das sombras, dizendo: "Saia daqui!". Decidindo finalmente dar ouvido a elas, eu desci as escadas correndo e olhei rapidamente para a sala de jantar enquanto corria, vendo aquelas sombras de Peppy e Falco juntos com aquela estatua de Slippy! Uma vez que corri para fora de casa, no entanto, o céu ficara completamente vermelho, e então me deparei com o cadáver de Fox Macloud, com Slippy, Peppy e Falco encarando seu corpo. Todos eles estavam com enormes olheiras, e seguravam machadinhas cobertas de sangue. Não só isso, mas as casas também estavam todas quebradas, e toneladas de cadáveres queimavam no chão. Falco lentamente se aproximou de mim, dizendo repetidamente: "ISTO É TUDO CULPA SUA!".

Foi ai que finalmente acordei, sentado em minha cama, gritando muito alto e suando frio. Fiquei um bom tempo olhando ao redor do meu quarto, completamente nervoso. Já era de manhã, então respirei fundo, me levantei, desci até a sala e liguei minha televisão. Coloquei no noticiário, e me deparei com uma noticia que literalmente arrepiou todos os pelos de meu corpo: um adolescente havia cometido suicídio em uma casa de subúrbio de Nova Jersey, que se parecia exatamente com a casa que eu havia visto em meu sonho. O nome do proprietário era Harold Whinshlow, mas o repórter disse: "A maioria das pessoas se referiam a ele como ‘ThePuppetMaster’ em fóruns online, onde anteriormente vendia toneladas de jogos antigos de Video-Games. O garoto se enforcou com uma pequena corda na cozinha, ao lado do que parecia ser uma estátua de um personagem de Video-Game: Um pequeno sapo vestido como um piloto espacial de Star Wars.”. Então eu olhei para o cartucho do outro lado da sala, e decidi quebra-lo com um martelo e enviar seus pedaços para um país distante, para que eu nunca mais tivesse que ver aquela abominação novamente.

Dois anos se passaram depois do incidente, e eu agora vivo em paz, junto com meu irmão e o resto de meus jogos de Nintendo 64, e só posso esperar que ninguém se depare com aquele maldito cartucho do Starfox 64 novamente.

8 comentários :

Postar um comentário

Little Big Planet 2: DREAM

4 comentários
     [FELIZ SEXTA-FERA 13, GALERA!!! BONS PESADELOS >=D]


Tenho que admitir, eu sou um grande fã de Little Big Planet 2 (Que, no momento em que escrevo isso, foi lançado recentemente). Depois dos primeiros 6 dias de lançamento, era de se esperar que os servidores ficassem inundados com fases criadas por diversos usuários. Mas, surpreendentemente, além dos autores respeitados do site e algumas fases genéricas e horríveis que eu provavelmente já havia jogado antes em algum lugar, o tráfego era lento. Em 2 de Março de 2011, decidi procurar por qualquer coisa que me interessa por lá. Depois de chegar na parte inferior da lista de coisas criadas por jogadores, depois de cerca de 2 minutos, chego ao fim da pagina. Porem havia algo que chamara minha atenção: Era uma fase, e eu fiquei imediatamente interessado.

Era uma fase chamada "D R E A M", o nome do usuário que havia postado estava claramente em japonês e era inteiramente composto por símbolos japoneses que eu não pude compreender. A descrição também era inteiramente em japonês, e aparentemente, usava todo o espaço disponível para a descrição. Mas o que esquisito era que, se aquele fosse um nível verdadeiramente de origem japonesa, ele seria produzido automaticamente como "[JPN]" para os leitores ingleses. Ignorando esta estranha inclusão, notei que a fase tinha exatamente 138 peças, 43 comentários e 5 corações, que por algum motivo fizeram com que eu me interessasse por ela. Percebi que era uma daquelas novas "Fases de Filme", ​​então não estava esperando muito uso do controle. Mas o que vi a seguir realmente me fez gelar... A imagem da fase mostrava um Sackboy gritando, mas ele não tinha olhos. Isso simplesmente não parecia certo para mim, então decidi ir até a seção de comentários. Quase todos eles estavam em japonês, com exceção de um, que simplesmente dizia: "LOL JK... Você decidiu incluir a matança e a morte em uma delas!”. Isso me assustou um pouco, mas mesmo assim, eu decidi carregar o nível e jogá-lo, só por curiosidade... Grande erro.

Demorou cerca de 4 minutos pra carregar, e no momento em que terminou, achei que meu PS3 havia travado, devido à complexidade provável do nível. Em seguida, a fase começou muito abruptamente, tanto que eu até me assustei, já que não estava esperando por isso. Primeiro a tela exibiu uma imagem borrada e escura de um cachorro (possivelmente um Terrier), olhando para a câmera. Isso durou cerca de 5 segundos, e então de repente, a tela cortou para o interior de uma sala escura, onde uma mulher (seu rosto não é revelado) está tentando desesperadamente ficar de pé, mas algo escondido na escuridão fica oprimindo-a. Eu estava perturbado com isso, já que ela fazia grunhidos cada vez mais altos, e depois seguidos por um grito. Cerca de 32 segundos depois, um homem começa a gritar palavrões aleatórios, e depois grita algo estranho em japonês. Mesmo que eu saiba pouca coisa de japonês e esteja esperando aprender mais em breve, eu sabia pelo tom de sua voz que era algo tenebroso, que eu preferia não ouvir. Então, muito lentamente, a tela volta pra sala escura e mostra uma figura avermelhada subir da escuridão, provavelmente o homem. O vídeo começa a parecer amador, ao ponto onde você não consegue mais reconhecer seus as partes de seu rosto, o que realmente me perturbou. Após cerca de 56 segundos, ele está totalmente de pé, parecendo como uma espécie de bolha estranha, e depois aparentemente corre em direção a mulher que estava gritando. Ou talvez fosse o contrário, era difícil dizer. Mas agora, seu visual parecia corrompido, e em seguida, a tela mostra uma das imagens mais horríveis que já vi em toda minha vida...

Parecia ser um cachorro, com sua pele virada do avesso. Ele tinha uma corda por cima de seu pescoço. Seus olhos haviam sido arrancados de seus soquetes, e cobertos de cabelo preto de cima pra baixo. A câmera então se aproxima... Ela vai chegando cada vez mais perto do cachorro. Até que finalmente chega ao ponto onde seu ânus estava claramente visível. Em seguida, ele tenta entrar em suas entranhas, quase como se o homem estivesse tentando enfiar a câmera dentro do cachorro. Era quase cômico, se não fosse pela situação perturbadora que ele se encontrava. A câmera então começa a ficar cada vez mais escura, quase como se a lente da câmera tivesse ficado presa no intestino grosso do cachorro e a pessoa tivesse que remover manualmente o dano físico causado por este. O vídeo estava agora a 1 minuto 38 segundos, com pouco mais de 30 segundos sobrando para o vídeo terminar. Mas o que acontece em seguida é ainda mais horrível. Fica bem difícil descrever o que era exatamente, mas era como se varias imagens distorcidas do cadáver do cachorro ficassem repetindo constantemente no vídeo, acelerados em 2x. O movimento, os efeitos e as imagens literalmente me fizeram vomitar no chão! Eu nunca havia sido submetido a tantas imagens repugnantes e horríveis assim em toda minha vida.

Após 3 minutos e 8 segundos, o vídeo termina brevemente. Decidi escolher a opção "EXIT" o mais rápido que pude. Agora eu estava de volta em meu casulo, feliz como sempre, e agora o tráfego estava crescendo aos poucos. Centenas de níveis estavam sendo publicados a cada minuto, tudo isto no pouco tempo que eu fiquei “jogando” aquela fase. Mas depois daquilo, não consegui dormir por uns 6 dias. Felizmente, já me recuperei desta experiência quase traumática, e com isso decidi fazer um Upload na Internet de uma fase criada por mim (que agora tem cerca de 5000 peças e 300 corações). Porem, recentemente, decidi procurar aquela fatídica fase, mas por mais desesperadamente que eu a procurava, quando digitava seu nome na barra de busca, nada aparecia. Depois de tentar isso várias vezes, decidi aceitar o fato de que a fase havia sido excluída. Eu tenho tentado há quase 3 meses encontrar as 5 pessoas que haviam “favoritado” aquela fase, mas até agora sem sorte. Se você encontrar alguma coisa sobre uma fase chamada "D R E A M", me mande uma mensagem o mais rápido possível.

Curiosamente, as informações que eu havia postado sobre esta fase se tornaram tão populares, que um cara mal intencionado recentemente criou e postou uma fase chamada "DREAM [Unseen REAL level]". No entanto, o nível, com duração de 6 minutos e 30 segundos, parecia mais com um anúncio de uma nova marca de leite do que com o nível que eu conheci tão vividamente. E mais uma coisa: se esta fase fosse realmente gravada, ao invés de recriada, poderíamos estar próximos de algo GRANDE.

4 comentários :

Postar um comentário

Os Muppets: O episódio perdido

6 comentários


Quando criança, um dos meus programas favoritos de televisão era Os Muppets. Toda noite antes de ir para a cama, eu pegava meu cobertor, sentava na sala e assistia a alguns episódios. Sempre ficava muito animado quando meu personagem favorito, O Sapo Caco, aparecia.

Numa noite a um bom tempo atrás, logo após o jantar, corri pra sala pra ver o sapo verde que sempre trazia um sorriso ao meu rosto. O episódio começou normalmente, com Caco fazendo a introdução de um convidado especial. No entanto, as coisas ficaram um pouco estranho, quando Caco revelou quem era o tal convidado: Seu nome era "Satan", um Muppet de cor laranja escuro com dois pequenos chifres e pequenos dentes de morcego.  O que eu mais estranhei é que, ao invés das canções super animadas que normalmente tocavam ao fundo, não havia nenhum som. Depois de alguns segundos de silencio, a tela mudou para mostrar uma porta, mas tudo estava em preto e branco. Conforme a câmera se aproximava cada vez mais, comecei a ouvir pequenos ruídos incompreensíveis.

A cena então muda novamente, desta vez mostrando Caco em frente às cortinas vermelhas de teatro. No entanto, havia várias coisas fora do lugar; a cabeça de Caco parecia mais deformada do que o normal, por exemplo. As cores que ele era composto agora estavam diferentes, um pouco mais escuras. Os tijolos também estavam cobertos por uma substância muito brilhante, que parecia ter sido descuidosamente pintada sobre o muro. Caco não dizia nada. Ao invés disso, ele apenas olhava fixamente para a câmera, mal se movendo. Não tenho muita certeza de quanto tempo durou a cena, mas pra mim, parecia durar uma eternidade.

Finalmente, a cena mudou para uma sala muito mal iluminada que parecia ser o sótão de alguém. O filme era em preto e branco novamente, e a única fonte de luz vinha de trás de algumas caixas no fundo. O quarto era muito sujo, e havia objetos aleatórios espalhados pelo chão. Havia um projetor velho e muito sujo, caído no meio do quarto. Fixei naquele projetor por um tempo, até que de repente, algo se moveu por trás dele...

O que eu vi irá me assombrar pelo resto da minha vida: Um fantoche esticado, sem membros, e imundo do Caco estava sendo lentamente arrastado pelo chão por uma corda invisível. Parecia sem vida, até que de repente, sua cabeça começou a se torcer em direção a câmera, embora ninguém estivesse movendo-o. Era horrível! Levou uma eternidade até o pobre Sapo Caco finalmente chegar à câmera, mas assim que o fez, o programa mudou pra uma tela preta e não voltou mais. Sentei-me em silêncio, congelado pelo susto e encarando a TV. Até este dia, eu ainda não faço ideia do que aconteceu naquela noite. Os Muppets sempre será um dos meus programas favoritos de televisão, mas nunca será a mesma coisa por causa daquela fatídica noite.

6 comentários :

Postar um comentário

As Tartarugas Mutantes Ninjas: O episódio perdido

9 comentários


Alguém já ouviu falar do episódio ‘alegadamente perdido’ do desenho As Tartarugas Mutantes Ninja?

O nome do episódio era “Dawn of the Dread", e era um dos primeiros episódios da segunda temporada. Não há referência oficial pra sua existência, e suas evidencias são bastante escassas, mas alguns depoimentos encontrados parecem detalhar muito bem o que acontecia nele.

O episódio começa com Leonardo dormindo em sua cama. Depois de alguns segundos, ele acorda e olha ao seu redor antes de se levantar. A qualidade da imagem é muito ruim e a animação é bastante tremida. Não há música de fundo, e o único som que pode ser ouvido é um relógio. Leonardo, em seguida, murmura algo para si mesmo, mas sua voz parece abafada e fica difícil entender o que ele está dizendo.

De repente, uma voz masculina pode ser ouvida ao fundo, embora a voz não seja reconhecível e não parece pertencer a nenhum dos personagens regulares da série: "Você já está acordado?", a voz diz. É difícil dizer se Leonardo responde à voz estranha ou não, mas ele sai de seu quarto e vai para a sala de estar do covil das tartarugas.

O covil estava vazio; nem Splinter nem as outras tartarugas podiam ser vistas, e a área estava completamente bagunçada. Ele encontra uma caixa de pizza na mesa da cozinha, mas ao abrir, encontra uma pizza muita velha e mofada com centenas de carcaças de insetos nela. Neste ponto, Leonardo decide deixar o covil e ir à procura de seu casaco.

A imagem de repente muda para preto por cerca de dez segundos, como se fosse para os comerciais; alguns dizem que um sussurro muito fraco pode ser ouvido se o volume está no máximo. A cena então volta novamente para Leonardo, caminhando pelos esgotos da cidade. A qualidade da imagem agora fica muito pior; o fundo parecia que tinha sido desenhado muito rapidamente, e não se repetia corretamente ao longo dos passos de Leonardo.

O que segue é uma cena com Leonardo de pé olhando para um córrego de esgoto. Ele não estava se movendo, e a única animação era o movimento da água caindo, com o que parecia com barulhos de pingos ao fundo. De repente, após alguns segundos, Michelangelo aparece, boiando na água em direção ao centro da tela; ele estava imóvel. Ele simplesmente vai boiando, seu rosto virado para com os olhos bem abertos e um olhar sem vida. Sua cor era um verde nojento e seu corpo estava afundando aos poucos. Leonard observa com horror o cadáver de Michelangelo, enquanto ele vai se movendo lentamente para longe.

A cena muda novamente. Leonardo está agora caminhando pelas ruas. A cena é um pouco obscura; não há ninguém por perto e nenhuma das lojas está aberta, com muitos prédios e casas parecendo estar abandonadas. Ele não parecia estar indo a lugar algum, apenas vagando sem rumo, como se não tivesse pra onde ir. Ele passa pelo edifício do Canal 6; estava claramente vazio. Ele decide descansar em um banco de rua e testa seu Comunicador-Tartaruga, mas não há resposta a nenhuma de suas chamadas, e então ele furiosamente empurra o dispositivo no chão, quebrando-o.

De repente, a voz não identificada de antes volta a perguntar: "Você já está acordado?", ao que Leonardo parece não responder, ao invés disso, ele fica apenas sentado olhando para o Comunicador-Tartaruga destruído. "Eles se foram", a voz calmamente diz, mas seguido por um grito extremamente alto e lacrimejante: "Eles se foram! FORAM! FORAM!", e em seguida Leonardo começa a se encolher em agonia selvagem, gritando de dor e socando furiosamente sua própria cabeça.

Batidas muito altas e um som estridente agora preenche a cena. Formas negras surgem e começam a se mover em torno de Leonardo, circulando-o, alguns parecendo ataca-lo rápida e violentamente, antes de desaparecerem de repente, sua vítima aterrorizada demais para olhar pra eles.

A imagem fica em estática por alguns minutos, até que de repente termina.

9 comentários :

Postar um comentário