Sozinho na Cama

51 comentários
Uma criança reclamava para os pais que toda noite algo a perturbava e ela não conseguia dormir direito. Ela dizia que havia algo em sua cama, mas seus pais não lhe deram ouvidos no início.

Algumas vezes eles chegaram a entrar no quarto, mas não havia nada estranho lá.

Com o passar dos dias a criança insistiu tanto na história que os pais acharam melhor fazer uma experiência. Instalaram uma câmera escondida com visão noturna no quarto da criança.

O que encontraram ao lado de seu filho naquela noite lhes deixou aterrorizados.

Essa era a imagem.



E você, já sentiu que alguém estava deitado com você?

Fonte: Scary Universe

51 comentários :

Postar um comentário

The New CPBr: Muitas Novidades e Atualizações!

7 comentários

Caros Creepers, estamos felizes em informa-los que finalmente terminamos nossa reforma no blog! Depois de duas noites/madrugadas inteiras de trabalho, conseguimos finalizar tudo! Temos muitas novidades, então vamos listar cada uma delas abaixo:

- LOGO OFICIAL AMPLIADO

- NOVA IMAGEM DE FUNDO

- ENQUETE DA SEMANA: Toda semana, teremos uma pequena enquete, onde os leitores poderão votar e conferir o vencedor. As enquetes sempre terminarão às 00:00 do sétimo dia. Mandem sugestões para enquetes a vontade na nossa FanPage do Facebook.

- DESENHO DA SEMANA: Também temos essa aba, para que possamos compartilhar uma imagem macabra semanal com vocês (pode ser direto das profundezas da internet ou feita por alguém, com direito a créditos). Caso queiram mandar algum desenho para nós para que ele fique em destaque no blog, é só mandarem no nosso e-mail: creepypastabrasil@hotmail.com

- CREEPY SONGS: Além do nome ter tido uma pequena mudança e de musicas novas terem sido adicionadas à Playlist, as instruções de como usar o player agora estão muito mais simples, muito menores e ocupam menos espaço da barra lateral.

- QUEM SOMOS NÓS: Ao invés da opção estar na aba "CATEGORIAS", agora existe uma aba especialmente para isso, para facilitar o acesso.

- ENTRE EM CONTATO: Novamente, agora existe uma aba especialmente para isso. Varias informações também foram atualizadas.

- PARCEIROS: A partir de agora, usaremos o sistema de "Banners", o que não havia anteriormente em nosso blog. Por enquanto, temos duas abas de "PARCEIROS" porque alguns blogs/sites ainda não possuem banners, por isso deixamos somente o nome do blog/site na segunda aba para que possamos atualiza-lo quando recebermos os banners.

- QUER SER NOSSO PARCEIRO?: Como o próprio titulo já diz, essa seção é para aqueles interessados em serem parceiros do CPBr.

- BANNER OFICIAL DO BLOG: Agora, para facilitar a vida de nossos parceiros, adicionamos o código de nosso banner, para que possam pega-lo e usa-lo com mais facilidade.

Então é isso! Muitas novidades pra vocês, mas nunca deixando de lado as raízes do blog! E ai, gostaram das novidades? Deixem seu feedback abaixo e divulguem o CPBr para ajudarem o blog e a FanPage crescerem!

Por ultimo, gostaríamos de agradecer a todos vocês, leitores, pois sem vocês, o blog nunca teria chegado nem perto donde está. Todos nós, colaboradores do CPBr, agradecemos de coração à cada um de vocês!

Abração & Keep Creepying!

7 comentários :

Postar um comentário

1 Guy 2 Spoons

45 comentários

Estou escrevendo isso aqui porque não consegui encontrar nenhum outro lugar para compartilhar isso.

Todos nós sabemos o que são “Shock Videos”, certo? São aqueles vídeos recheados de pornografia e coisas nojentas (vulgo "2 Girls 1 Cup"). Mas, às vezes, um Shock Video não é bem assim. Alguns deles chegam a ser asquerosos, cheios de violência, sangue e mutilações (vulgo "3 Guys 1 Hammer"). Muito confuso, se você me perguntar. Há alguns exemplos de Shock Videos cheios de sangue (por exemplo, "1 Lunatic 1 Ice Pick" ou "1 Guy 1 Jar"), mas este aqui leva o premio. Quando eu estava procurando por vídeos chocantes para escrever meu trabalho escolar, me deparei com um nome muito estranho.

O nome era 1 Guy 2 Spoons. Achei que fosse outro vídeo pornô, sobre um cara que enfiava 2 colheres em seu ânus ou algo do tipo, mas não era. Era muito mais nojento do que qualquer “pornô” que eu já havia visto. Ao invés disso, era um vídeo de um homem LITERALMENTE arrancando um de seus olhos usando duas colheres. Eu fiquei extremamente perturbado e assustado depois de ver isso. Quando minha mãe me chamou para jantar, ela colocou três colheres em nossa mesa.

Não consigo explicar o por que, mas por alguma razão, minha mente fez com que eu tentasse arrancar meu PRÓPRIOS olhos com essas colheres. Tentei fazer isso, mas depois que a ficha caiu,  depois que eu percebi o que estava fazendo, comecei a me sentir obrigado a fazer aquilo. Felizmente, meu pai me viu fazendo aquilo, e graças a Deus ele me parou. Eu estava tão indeciso que não conseguia parar de respirar fundo. Ele me perguntou o que diabos havia de errado comigo. Eu apenas respondi: "Nada". Por que diabos assisti aquilo?! Agora eu estou acabado.

Alguns dias depois, contei a todos da escola sobre o vídeo, mas todos riram de mim. Foi como se eles nunca tivessem ouvido falar da internet. Mas foi ai que algo chamou minha atenção... Havia carros de polícia entrando no estacionamento da escola. Varios policiais saíram correndo em direção ao playground.

Eu os segui para ver o que estava acontecendo. Eles estavam olhando para um cadáver de uma garota de 10 anos, ambos de seus olhos arrancados e sangue escorrendo dos buracos de seus olhos. E então, os policiais pegaram duas colheres ensanguentadas, próximos a mão dela. Seria ela uma vítima do vídeo 1 Guy 2 Spoons? Infelizmente, acredito que sim.

Por favor, para seu próprio bem, se você ver um link que leva ao dito vídeo, NÃO ASSISTA!





ATENÇÃO: O VÍDEO ABAIXO É EXTREMAMENTE PERTURBADOR. ASSISTA POR SUA PRÓPRIA CONTA E RISCO. VOCÊ FOI AVISADO.

                     

Fonte: hwww.creepypasta.wikia.com

45 comentários :

Postar um comentário

Beliche

23 comentários

"Ninguém virá para você"

Isso é o que ele me diz toda a noite enquanto estou em minha tumba de medos e desesperos que a tanto tempo me esquecer. Meu irmão adora me tormentar. Sempre teve grande prazer em meu medo e minha miséria. É sua idéia de diversão.

Me lembro vividamente de todas minhas noites aos meus 3 anos de idade. Toda a noite, por volta das 9 horas, minha mãe me avisava que era hora de dormir. Ela me colocava em meu colchão, na parte de baixo de uma beliche feita de algum aço muito velho. Me beijava a testa antes de dar boa noite, desligando a luz, saindo e fechando a porta. Conforme ficava observando as diversas formas difusas que os móveis formavam com o feixe de luz que vinha do corredor pela brecha de baixo da porta, ouvia a cama de cima se mexer, retorcer e chiar. Fechava meus olhos e chorava em silêncio, sabendo que o jogo cruel de meu irmão estava para começar.
Toda noite ele fazia meu tormento crescer sobre o medo que ele mesmo implantara em mim, sobre a miséria que me aguardava.

"Ninguém virá para você."

Ele começava.

"Ninguém vai te salvar quando eu te levar para o outro lugar."

Eu ficava ali, encolhido dentro de mim mesmo, indefeso, ouvindo assustado as mil e uma torturas que meu irmão planejara praticar comigo. Como quebrar todos meus ossos lentamente até de modo que se curariam quando ele terminasse o último e assim pudesse quebrar todos de novo, e ficar nisso até moer tudo.

Me dizia que um dia faria tudo aquilo, mas por enquanto só queria me ameaçar mesmo, era mais divertido.

Meu irmão adora me atormentar.

Então, essa foi minha infância até eu completar 7 anos. Meu pai decidiu que era hora de se livrar da beliche. Ele tinha comprado elas quando minha mãe estava grávida.

Vivemos em um pequeno flat em Londres, nada muito grande mesmo. Então quando minha mão disse a meu pai que esperava gêmeos, eu e meu irmão, ele apareceu lá em casa com aquela beliche de aço, dizendo ser a perfeita solução pra a falta de espaço. Apesar de sabermos que não a usaríamos até fazer dois anos e meio, já haviam decorado o quarto, completo com a beliche e tudo mais dois meses antes de nós nascermos.

Digo nós, mas deveria dizer eu, pois meu irmão morreu enquanto minha mãe dava a luz. Não sei muito o que aconteceu, hesitava em perguntar aos meus pais sobre, já que o assunto os levava às lágrimas... Então simplesmente não falávamos disso lá em casa.

Não acredito que ainda lembro daquelas coisas. Tenho 27 agora. Tenho meu próprio flat, e um trabalho legal, e uma ótima coleção de pílulas para dormir.

Vou tomar um vidro todo esta noite. Finalmente vou dormir. Ele não vai me manter acordado essa noite. Ah, eu sinto falta da beliche. Pelo menos, quando ele ficava na cama de cima, eu não podia vê-lo.

Meu irmão adora me atormentar.

23 comentários :

Postar um comentário

Galhos no Vento

39 comentários

Finalmente em casa depois de um longo dia de trabalho, após concluir um projeto que meu chefe estava me pressionando para fazer, posso descansar. Vai ser bom mas, a parte que mais me empolga é poder ver meu filho de novo! Finalmente venci a briga judicial com minha esposa para conseguir a custódia dele e agora vou finalmente poder cuidar dele. Arrumei meu quarto extra e deixei praticamente vazio, só com o básico, para decorarmos juntos depois, como ele preferisse. Depois do jantar estava subindo as escadas e quando ele ouviu que eu o fazia, me chamou de seu quarto:

"Papai, não posso dormir, tem um monstro na janela!"

Monstro, bem original pra uma criança.

"Ah, não se preocupe, são só os galhos da árvore no vento. Está vendo?"


Mostrei a ele os galhos e ele confiou em mim o suficiente para voltar a dormir. Dei-lhe um beijo de boa noite. Finalmente, hora de dormir. Mal podia ver meus passos, me arrastei até a cama e fiquei pensando em ter que lidar com monstros sendo que amanhã teria de matriculá-lo, comprar roupas de escola, fazer compras... não conseguia colocar os pensamentos em ordem, precisava dormir. Foi então que ele me chamou de novo. Cara, eu adoro esse moleque, mas eu precisava de um pouco de sono!

"Papai, o monstro voltou!" ele praticamente ganiu com medo.

Olhei pela janela: Não, nada além dos galhos da árvore. Fui até lá e abri a janela, provei que não havia nada, só galhos.

"Eu te disse, vá dormir, amanhã temos que acordar cedo."

Ele ainda estava meio incerto pelo que vi, mas o que eu podia fazer, estava cansado demais. De novo, fui até o conforto de minha cama, me deitei, e ouvi seu choro. Foi o basta para mim.

"Tá, eu vou deitar com você e caso veja o monstro basta se agarrar forte em mim."

Voltei ao seu quarto, puxei seu cobertor vermelho e deitei do lado da criança.

Ali deitado, de olhos fechados, comecei a pensar. Eu não tinha comprado lençóis brancos? Olhei meu filho e vi seu pescoço ensanguentado. Foi aí que ouvi o monstro, agora não estava batendo no vidro, mas a alguns passos da janela, dentro do quarto. Não pude fazer nada além de rir. Como não havia percebido que não haviam árvores no meu próprio jardim?

39 comentários :

Postar um comentário

Luna Game

40 comentários


Em 3 de Abril de 2011, um jogo foi postado no site “Equestria Diary”, chamado “Luna Game”. Parecia inofensivo, então algumas pessoas acabaram baixando-o. Não demorou muito para essas pessoas descobrirem que não era tão ofensivo assim...

O jogo começa e você controla Princesa Luna (a pônei unicórnio-pegasus). É um jogo de plataforma bem simples, onde você é capaz apenas de se mover e pular com as setas do teclado. Porém, depois de cerca de vinte segundos de jogo, (ou mais alguns segundos, se você estiver parado), a tela de repente corta aleatoriamente para uma das duas imagens: Pinkie Pie, com um olhar estranho (estilo “Zalgo”), ou Apple Bloom, com um olhar macabro e malicioso. Neste ponto, um dos quatro remixes sinistros de músicas do desenho começa a tocar aleatoriamente, com murmúrios e gritos tocando ao fundo. Você então percebe que o jogo não fecha nem com a tecla ESC nem com ALT + F4. O cursor do mouse ficará preso na parte inferior direita da tela,  e a janela do jogo ficará sob todas as outras janelas. A única maneira de fechar o jogo, neste momento, é abrindo o Gerenciador de Tarefas (via CTRL + ALT + DEL) e finalizando o processo, navegando para o programa usando as teclas de seta e apertando Enter ou ALT + E. Caso contrário, o jogo fecha automaticamente depois de certo tempo.

Depois de ter “fechado” o jogo, quando as pessoas entram na pasta onde eles haviam salvado o jogo, eles se deparam com uma infinidade de imagens (dependendo da imagem que apareceu para o jogador no final) e arquivos de texto, intitulado "The End is Neigh". O texto dentro dos arquivos também continham somente essa misteriosa frase: “The End is Neigh".


Nas primeiras impressões, os fãs do desenho pensavam que o jogo era uma espécie de forma sádica para espalhar um vírus de computador, sob o disfarce de um “inocente” jogo, mas depois de um tempo (e muitas verificações de vírus), foi confirmado que era apenas uma brincadeira macabra. O jogo em si não modifica nem exclui nenhum dos arquivos do computador do usuário; ele simplesmente salva imagens e documentos de texto. Embora que, quando o usuário baixava o jogo direto em sua área de trabalho, se tornava bastante irritante ter que excluir todas as fotos e documentos de textos geradas em seu computador (A não ser que se o usuário tenha sido esperto o suficiente para salva-lo em sua própria pasta).


O link de download para este jogo está logo abaixo. VOCÊ FOI AVISADO.

40 comentários :

Postar um comentário

Este Homem

26 comentários
Em janeiro de 2006, Nova York, uma paciente de um psiquiatra muito conhecido desenha o rosto de um homem que tem aparecido frequentemente em seus sonhos. Em mais de uma ocasião, aquele homem de seus sonhos lhe deu conselhos sobre sua vida privada. A mulher jura que nunca conheceu o homem em sua vida.

Esse retrato fica esquecido na mesa do psiquiatra por alguns dias, até que um dia, outro paciente reconhece aquela face e diz que o homem tem o visitado muitas vezes em seus sonhos. Ele também afirma que nunca conhecera aquele homem em toda sua vida.

O psiquiatra decide enviar o retrato para alguns de seus colegas que cuidam de pacientes que sofrem de  sonhos recorrentes. Dentro de alguns meses, quatro pacientes reconheceram o homem como uma presença freqüente em seus próprios sonhos. Todos os pacientes se referem a ele como ESTE HOMEM.


De janeiro de 2006 até hoje, pelo menos 2.000 pessoas alegaram ter visto este homem em seus sonhos, em muitas cidades em todo o mundo: Los Angeles, Berlim, São Paulo, Teerã, Beijing, Roma, Barcelona, Estocolmo, Paris, Nova Delhi, Moskow, etc.

No momento, não há nenhuma relação averiguada ou característica comum entre as pessoas que sonhavam com este homem. Além disso, nenhum homem jamais foi reconhecido como sendo parecido com o homem do retrato das pessoas que o viram em seus sonhos.

26 comentários :

Postar um comentário

Lançamento do Livro "Mitos Virtuais"

11 comentários

Oi gente, é a Francis Divina aqui!





Vim fazer uma pequena propaganda aqui pelo blog sobre o livro que eu estou participando pela editora Mundo Mirim e acabou de lançar. Vocês podem se perguntar porque diabos eu estou aqui fazendo propaganda disso, mas é por um motivo muito simples: Se não fosse por esse blog eu não teria conseguido esse contrato. A editora me conheceu pelo blog Creepypasta Brasil, assim encaminhando para o meu blog pessoal Masoquismo Mental onde eu escrevo amadoramente a mais de quatro anos. E além disso, as histórias publicadas no livro, da série "Eu vi, sim!!" tem TUDO a ver com creepypastas! São histórias envolvendo mitos virtuais com jogos, e-mails e bate-papos. Leiam a sinopse abaixo:

Quem nunca recebeu uma corrente por e-mail que o deixou angustiado? Quem adora passar horas e mais horas em chats de bate-papo pela madrugada? E quem adora os jogos virtuais, que os fazem viver em um outro mundo? Todo esse universo do ambiente virtual, cercado de contos que mexem com a nossa imaginação e com alguns medos que nos tornam vítimas de conspirações cibernéticas, é relatado em histórias impressionantes nesta obra, cheia de mitos virtuais.






São cinco escritores: Ana Paula Maia, Cardoso, Inês Stanisiere, Marcelo Spalding e Francis Lopes (eu);

Então se alguém ficar interessado em comprar o livro, o link está aqui abaixo:
http://www.mundomirim.com.br/produto/1365-mitosvirtuais

Obrigada para todos amigos, familiares e fãs que me apoiaram e incentivaram todos esses anos  à continuar a escrever! 

11 comentários :

Postar um comentário