09/10/12

Número desconhecido


"MEU DEUS!", eu gritei ao ser acordado de surpresa pelo meu novo toque de halloween do celular. Não me lembrava de ter mudado o toque mais cedo, então levei um susto até me lembrar de onde ou o que era. Levei um tempo para encontrá-lo preso no meio das almofadas do sofá. O fato da luz baixa da estática na tv ser a única luz não ajudou muito na busca.

"Número desconhecido."

Atendi e não ouvi nada do outro lado. Para ser honesto, eu esperava uma respiração desesperada ou qualquer outra coisa assim do outro lado da linha, pelo fato de eu ainda estar um pouco assustado, mas não havia nenhum barulho.
Desliguei, respirei fundo e franzi o cenho. Talvez eu só liguei uma chamada falsa sem perceber. Como a maioria dos telefones, julguei que esse também tivesse essa função, mas como não o conhecia direito ainda...
Meu pai comprou um usado essa semana, quando perdi meu outro na viagem até aqui, pra esse fim de mundo. Procurei no menu mas não achei essa opção. Irrelevei.

Xinguei e decidi assistir tv ao invés de ficar pensando muito. Tentei usar a luz do celular para achar o controle remoto, sem muito sucesso. Morrendo de preguiça, me arrastei do sofá para a parede até o interruptor. Dei uma leve pausa no caminho ao perceber que a tv era dos canais de satélite, e agora estava com estática de antena. Ignorei e segui, ligando a luz.
A luz intensa me cegou por uns segundos, respirei fundo de novo e percebi como estava tenso por nada. Era estranho ficar sozinho em casa.

Meus pais haviam saído de noite e eu preferi ficar, assim como havia feito durante o dia. Como eles nunca saíam, era uma situação diferente. Nada além de mato nesse fim de mundo em que estávamos, então com eles saindo eu tinha solidão total.
Continuei procurando pelo controle pelo sofá. Fui em um braço, no outro, e me abaixei para por a mão em baixo dele, fatalmente encostando meu ouvido no celular que estava ali em cima. Obviamente, o celular tocou, bem dentro do meu ouvido.
"PUTA QUE PARIU!", foi minha reação. Atendi, e mais uma vez, só silencio. Em fúria e xingando, joguei o celular no sofá.

POP! A lâmpada da sala explode e a estática da televisão vira aquela preto com um chiado e um risco branco no canto esquerdo. Penumbra reina. Corri, peguei meu celular, me joguei na cama e me enrolei em posição fetal após momentos de escuridão terrível. Com o pouco de luz que conseguia através da tela do meu celular, já me senti mais seguro. Respirei até me acalmar e decidi ligar para meu pai. Olhando para a tela do celular, descobri que não havia desligado a última chamada. Segurei minha respiração quando notei que conhecia o número que me ligara. Não era desconhecido. Era meu número. Meu número antigo.

Apertei o botão de encerrar chamada, desesperado. Comecei a criar mil situações que se desencadeariam daquelas chamadas. Então algo pior chamou minha atenção. Minha cama já estava quente.

Mensagem nova. Abri. Li.

"Está de baixo do travesseiro." Lentamente levantei o travesseiro para encontrar o controle remoto.

De baixo das cobertas ouvi o som da minha porta do quarto fechar. Suor frio escorreu pela minha testa, meu coração apertado e minha cabeça explodindo, e então, ouvi a porta de novo. Sendo trancada.


40 comentários:

  1. Ta bem escrito, mas não entendi o final

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tinha alguém mesmo na casa do cara e esse alguém matou o cara no final :)

      Excluir
  2. Sacanagem, eu apaguei a luz.. coloquei uma vela.. passei mais de 30 minutos procurando uma musica e.. creppy sem um final decente

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei do final, não achei ruim... se aparecesse alguém aí sim iria ser chato, na minha opinião. Adorei a creepypasta. E... agora eu não quero nunca mais perder um celular, sei lá. e_e

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Só uma coisa a dizer: VAI TOMAR NO CU!!, são 4:00 da manhã e eu perdi meu celular ontem. Mas afinal quem só ia dormir umas horinhas pode ficar o resto da noite tremendo de medo ¬¬'

    ResponderExcluir
  6. kkkkkk
    Ainda bem que acessei o site de manhã (a proposito, bom dia pessoal!)

    Gostei dessa creepy pq o personagem conta a historia com indiferença, ele não se preocupa em descrever suas emoções, só suas reações.
    Isso colaborou para que o final não parecesse tão obvio e para que o leitor em si criasse expectativas sem se basear somente em "pistas" dadas pelo escritor.
    E a final de contas, todo mundo já perdeu um celular né? :3

    ResponderExcluir
  7. to ssózinho em casa! perdi meu celular semana passada! e me ligaram desconhecido agora a pouco! quer me matar é Vitor?
    ôloko to morrendo de medo aqui e o pior é que eu tava procurando o controle da tv tbm º-º ainda bem que ainda é de manhã ù.ú sahusahuhs mas é serio essa creepy foi uma das melhores

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. vc acha que depois q eu escrevi isso eu não sai de dentro de casa? ahusahuhsauhs

      Excluir
  9. Ele morreu? o cachorro dele morreu? os pais deles morreram? alguém morreu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me pergunto a mesma coisa kakakakakakakkakakakakakaka

      Excluir
    2. Ah se ele escreveu e deu tempo de postar, morreu não!

      Excluir
    3. Uma boa Creepy não precisa de morte para ser boa

      Excluir
  10. Nossa, bem legal! Gostei bastante do final! xD

    ResponderExcluir
  11. geeenteee nao entendi o final simplesmente alguem foi la e devolveu o celular dele? gosti, gosti dessa creppy foi legal ninguem empacotou dessa vez xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na Verdade,Quem Encontrou O Celular Dela Ta Perseguindo Ela,Ele Disse que O Controle Que Ela Tava Procurando Tava No Trabicheiro

      Excluir
    2. Ele Estava Perseguindo Ela,Ele Sabia Do Celular Por Que Estava No QUarto Dela,No Final Ele Tranca Ela Lá

      Excluir
  12. Minha teoria: na verdade o narrador da história era um clone alienígena do garoto que tinha trancado o ele em algum lugar escuro e úmido e agora o menino tinha se libertado e queria deixar claro pro alien que ele estava de volta.

    ResponderExcluir
  13. Meu toque era a música inicial de Psicose até pouco tempo atrás. Nunca odiei tanto quem me liga durante a noite, hahaha.
    Apesar de ser um "final sem final" eu curti a história.

    ResponderExcluir
  14. ELE VAI SER ESTUPRADO, MINHA GENTE )=

    ResponderExcluir
  15. mto foda a creepy e pra quem nao entendeu o final, quem tranco a porta do quarto provavelmente era um assassino q tava dentro do quarto a algum tempo

    ResponderExcluir
  16. Oque eu entendi é que : A pessoa que estava com ele era ele mesmo ( clone ou sei lá ) pois tinha o seu número antigo e estava dormindo na sua cama e sabia do controle, agora fiquei na dúvida, se ele o trancou de fora ou de dentro do quarto hehe =D

    ResponderExcluir
  17. é por isso que eu nunca atendo números desconhecidos,e recomendo vocês a não atenderem,ah é uma ótima creepy

    ResponderExcluir
  18. Não é por nada não, mas como que não conseguiram entender o final? Isso é uma creepy, gente, meio obvio o que aconteceu...

    ResponderExcluir
  19. Legal, mas só ñ entendi pq o ladrao/assassino/fantasma seja la oq for se tranccou no quarto lol

    ResponderExcluir
  20. Foi estuprado... Por ele mesmo só que versão do maú?

    ResponderExcluir
  21. Gente. Quem. Sabe. O. Numero. Do. Creepypasta

    ResponderExcluir