13/11/2012

Creepypasta dos Fãs - Mason


Era um dia escuro e chuvoso de fevereiro quando fui atingido por uma pequena picape vermelha. 15 de fevereiro. Me disseram que voei 4 metros antes de bater com a cabeça no chão. Aparentemente o motorista não me viu atravessando.
Eu não me lembro de nada desse dia.
Por 4 semanas eu dormi, em um coma que muitos temiam que eu não saísse. Fui colocado em uma ala para crianças e adolescentes com ferimentos graves ou doenças.
Meu colega de quarto era um garoto chamado Mason. Eu nunca descobri seu sobrenome. Nesse tempo no qual eu dormi, ele foi descobrindo pequenas coisas sobre mim pelos meus vários visitantes. Minha cor favorita, que tipo de música eu gostava e outras coisas aleatórias.
No dia em que acordei, fui regado de amor e atenção da minha família e levei quase 1 hora para notar a presença daquele garoto deitado na cama ao lado da minha. Ele me deu um sorriso torto e silenciosamente voltou ao livro que estava lendo.
Uma hora ou outra fui deixado em paz e depois de 20 minutos sozinho com Mason, pensando, eu falei e perguntei seu nome. Sua voz era suave e baixa e nunca deixou de me arrepiar. Passamos o resto da noite brincando de perguntas e nos conhecendo.
Eventualmente meu médico iria quebrar nossa diversão e falar sobre os meus ferimentos e sobre como o processo de recuperação seria. Ele me disse que quando fui atingido, não só tive uma feia concussão, mas minhas pernas também haviam quebrado na minha não tão graciosa aterrissagem.
Disseram que eu tinha 60% de chance de andar de novo.
Nós ficamos próximos instantaneamente. As enfermeiras riam e diziam que parecíamos um casal de idosos empacotados na cama assistindo qualquer novela que estivesse passando na tv. Mason dava seu sorriso de sempre enquanto eu ficava vermelho e colocava meu rosto no seu peito.
Nós dois tínhamos nossos dias bons e ruins. Num dia particularmente difícil de tratamento para ele, nós deitamos com ele tremendo em meus braços. Nunca vou esquecer seus soluços suaves ou o nó na boca do meu estômago. Eu finalmente tomei coragem e perguntei a pergunta de um milhão de dólares.
Ele tinha a doença de Hodgkin. Acho que nenhum de nós dormiu naquela noite.
Conforme minhas pernas iam passando do gesso para muletas, a quimioterapia de Mason começou. No entanto, sem hesitar, quando eu voltava frustrado ou em lágrimas depois de uma sessão de terapia difícil, ele estava lá para me confortar com suas palavras calmantes e reprises de I Love Lucy.
Nas próximas semanas, a quimioterapia começou a cobrar o seu preço. Seus cachos castanhos afinaram a quase nada, círculos escuros tomaram lugar permanente embaixo de seus olhos e sua pele se tornou branca como a neve. Conforme minhas pernas ficavam mais fortes, o dia em que seria liberado não parecia mais um dia a se esperar.
O dia em que decidimos raspar sua cabeça foi o dia em que quebrei. Eu disse a ele que faria qualquer coisa; doaria sangue, medula óssea, qualquer coisa para ele ficar melhor mais rápido mas ele apenas me deu o seu sorriso que me fez derreter e enxugar minhas lágrimas.
60%. Mason tinha 60% de chance de vencer seus demônios. O mesmo que eu.
Em 12 de maio, eu estava oficialmente liberado do quarto 104. Eu andaria mancando pelo resto da vida. Todo dia eu visitava Mason. Todas as vezes que ia embora tirava uma foto nossa juntos. Nos próximos meses podia comparar a primeira foto com a última e ver como ele estava se deteriorando. Era de partir o coração.
Em 17 de agosto foi a primeira vez que o perdi. Pela noite uma febre forte parou seu coração por quatro minutos e meio. Foram os piores momentos da minha vida. Sentei do lado de fora do seu quarto em uma desconfortável cadeira de plástico vendo as enfermeiras que eu conhecia muito bem correndo para cima e para baixo tentando salvar sua frágil vida.
Eu não saí do seu lado até que ele apertou minha mão, piscou e me disse para ir para casa tomar um banho.
Depois disso, eu jurei nunca deixá-lo me deixar sozinho de novo.
Eu acho que as chances não estavam a favor de Mason porque na época de Ação de Graças ele era quase um esqueleto. Mas eu não ligava.
Ele me disse aquela noite que aceitava o fato de seu tempo estar quase acabando e que ele iria esperar por mim do outro lado. Eu implorei para ele não ir, mas ele apenas balançou a cabeça levemente e fez pequenos círculos nas minhas costas com sua mão. Ele não iria sobreviver para ver o Natal.
Isso foi há dois meses.
Não mais aguentando vê-lo ligado a todo tipo de máquinas, nós decidimos fugir durante a noite. Eu o arrumei e fomos embora no carro da minha mãe até chegarmos em uma velha cabana onde minha família passava os feriados. Mason e eu não poderiamos estar mais felizes. Eu não ligo de estar no noticiário todas as noites ou que todos os policias do estado estejam me procurando.
Tudo que quero é ficar com Mason para sempre.
Mesmo que sua carne esteja cheia de larvas e sua pele esteja começando a cair de seus ossos. Nem que o cheiro do seu cadáver apodrecendo nunca saia da minha pele. Seus lábios ainda estão quentes de noite e ele sussurra doces segredos no meu ouvido antes de dormirmos. Ninguém, nem a polícia, nem os médicos vão nos separar. Eu estarei pronto para eles quando eles vierem.
Eu fiz questão de pegar o bisturi mais afiado que pude achar quando saímos do hospital.
Mas até lá, vou me deitar nos braços de Mason ou pelo menos no que eu acho que antes foram seus fortes braços e vamos conversar a noite toda até que ele me leve.
Vamos ficar juntos para sempre.


Escrito/Enviado por : Felipe Thomé


94 comentários:

  1. Yaoi here? Ameeeeei XD
    Quanto a Creppy... Ela tá... Sei lá.
    Não vou dizer que está boa, mas também não achei ela ruim... Quer dizer... Só acho que ela realmente não tenha nada haver com uma creppy.
    Mas ela ficou bacaninha cara, principalmente o fato de ser yaoi. (É yaoi, né? Ou só eu reparei isso?)
    Enfim, eu curti :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, yaoi é demais *=* Adorei, ficou lindo. E achei divertido. Imaginar o homem morrendo, sendo levado contra a vontade por um louco que morou com ele em um mesmo hospital. Nossa... Legal.

      Excluir
    2. acho q n é yaoi n, se vc reparar bem mts fatos na historia mostra que é uma mulher porém acredito q ocorreu alguns erros na escrita

      Excluir
    3. Não, também reparei que é yaoi (ou pelo menos que ambos são homens, já que não sei se yaoi é especificamente para histórias japonesas). Quando vi que tava virando um caso amoroso, tomei o cuidado de me certificar se o cara era homem, fato comprovado pelas palavras no masculino.

      Excluir
    4. Yaoi é perfeitoo !! Mesmo sendo uma creepy, eu achei tão fofo o jeito como os dois garoto eram ligados enquanto Mason ainda estava vivo.. :3

      Excluir
    5. Yaoi é perfeitoo !! Mesmo sendo uma creepy, eu achei tão fofo o jeito como os dois garoto eram ligados enquanto Mason ainda estava vivo.. :3

      Excluir
  2. Ele já tava morto, mas tava sussurando?? LoL

    Gostei, gostei da creepy...

    ResponderExcluir
  3. hummmm..... e uma historia meio triste e o carinha parece ser maluco com o cadáver do outro apodrecendo sera q quando eu morrer alguem vai fazê issso? (claro q nao)

    gosti, gosti da creppy

    o/ xD

    ResponderExcluir
  4. Primeiramente isso está muito gay.
    Segundo, apesar dos errinhos de sempre e do uso incomum de "quebrar", o texto não foi cansativo e o fim não decepcionou.
    Terceiro, está realmente muito gay...
    Quarto, no começo achei que o Mason era um fantasma '-'
    Quinto, "antes foram seus fortes braços ", gay,gay,gay,gay,gayyyyyyy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci, é uma creepy dos fãs!!!!!
      Parabéns para o autor, que usou muito do seu tempo e criatividade para nos dar uma crepy o//
      (se ela não for uma tradução, é claro XD )


      Obs: Mas continuo na opinião de que a creepy é muito gay '-'

      Excluir
    2. os homosexuais devem ter adorado.. mas fico muito gay... n e pelo fato que eu sou homofoboco mas fico lixinhp hein

      Excluir
    3. os lek ta mais preocupado se a creepy é gay ou se é boa -.-

      Excluir
    4. Realmente, muito gay. Mas isso não diminui a qualidade da creepy.

      Excluir
    5. É gay mas é fofa! Gostei muito da creepy *^* o final me surpreendeu

      Excluir
  5. Cara, está realmente muito gay isso aí. . .Mas levei como se fosse uma garota. . .Enfim. . .Cada um usa a imaginação do jeito que quer. . .Muito boa xD

    ResponderExcluir
  6. Pensei que creepypastas eram para dar medo, não uma história melosa e gay

    ResponderExcluir
  7. Pensei que creepypastas eram para dar medo, não uma história melosa e gay

    ResponderExcluir
  8. Necrofilia homossexual. O amor é lindo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Foda isso kakakakakakakakakakkakaka
      Jájá vai ter que colocar Christina Aguilera na lista de musicas do blog '-'

      Excluir
  9. Pai do céu, só não ta mais gay doque one direction, a creepy é boa, mas fala serio né, bem que poderia ser um casal

    ResponderExcluir
  10. GAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAY HEUHEUHEUEHUEHEUHEUHEUEHUEH

    ResponderExcluir
  11. kkkkkkk rachando de rir com os comentários kkkkk

    ResponderExcluir
  12. Yaoi! *u*

    Gostei da creepy. O final fica aberto para interpretações. Era um fantasma ou o garoto enlouqueceu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, fica mesmo aberto para interpretações, pois se nota que o cara já tava morto, mas depois ele "sussura" ai e com o leitor...

      Excluir
  13. Sempre tem uns engraçadinhos pra não levar a sério e ficar fazendo piadinhas sobre ser "gay", hahaha...

    ResponderExcluir
  14. aaa mais ta muito gay mesmo essa creepy trocando o carinha por uma menina fica melhor

    ResponderExcluir
  15. Isso sinceramente é uma historia de Necrofilia Homossexual!

    ResponderExcluir
  16. A Creepy foi ótima mas fica uns preconceituosos que só porque a creepy é gay eles não reconhecem ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas não parece uma Creepy mesmo...
      É mais uma história de romance meio dark...

      Excluir
  17. Necrofilia Homossexual...tem como ser mais grotesco que isso?
    Mas a creepy foi mt boa escrita,parabéns para o autor ( que deve ser um gay gótico)

    ResponderExcluir
  18. Mas vamos dar um desconto, teve uma boa historia, bem escrita...

    ResponderExcluir
  19. Quanta contradição nos comentários :D

    "É gay, mas é boa", "É grotesco, mas gostei", "Muito gay, mas boa história", por esses comentários da para se ver o quanto tem gay embutidos nesse Brasil :D :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. só porque é gay não quer dizer que não seja boa hahaha

      Excluir
    2. Na verdade os comentários foram bem amistosos, ou você queria que todos agissem como homofóbicos???

      Não estou dizendo que a creepy seja gay. Ok, estou dizendo sim, ela é muito gay '-'


      Excluir
    3. Embutidos? LOL! Acho que quis dizer enrustidos né?
      Todo mundo fez comentários de brincadeira, aposto que ninguém que comentou falando que a creepy é gay vai sair por aí quebrando lampada fluorescente na cara de nenhum homossexual.

      E sim. A creepy é muito gay. Aceite isso.
      Mas foi bem legal.

      Excluir
    4. E a mesma coisa XD , eu sei, mas teve outros que não foram na brincadeira.

      Excluir
  20. Parece aquela creepy que a namorada do cara morre mas ele não percebe, qual o nome mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu pensei a mesma coisa, é Love Story não é? HAHAHAHA

      Excluir
    2. Na verdade essa e a historia original da creepy: Uma grande amizade, que vai até a morte!

      Excluir
  21. Tanto faz se o casal eh hetero ou nao... eh um casal igual... e eh uma historia fascinante... Achei um final bem interessante... Parabéns para quem escreveu...

    ResponderExcluir
  22. Quanta gente preconceituosa! Qual o problema de ser ~gay~? E outra, a amizade também faz isso, ok? Ou vocês não passariam os últimos dias de seus amigos com eles? Aguentariam vê-los sendo consumidos por uma doença sem ter a enorme vontade de carrega-los em seus braços?
    Já tive uma amiga em uma situação parecida e a creepy traduziu bem o que eu estava sentindo naquele momento (só que minha amiga tá vivona! Ae!)
    Linda, amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu diria que era amizade se não fosse pela parte "Nós ficamos próximos instantaneamente. As enfermeiras riam e diziam que parecíamos um casal de idosos empacotados na cama assistindo qualquer novela que estivesse passando na tv. Mason dava seu sorriso de sempre enquanto eu ficava vermelho e colocava meu rosto no seu peito.
      Nós dois tínhamos nossos dias bons e ruins. Num dia particularmente difícil de tratamento para ele, nós deitamos com ele tremendo em meus braços. Nunca vou esquecer seus soluços suaves ou o nó na boca do meu estômago." e da prática quase na cara de necrofilia...

      Excluir
  23. Você vai lendo e pensa que foi só um erro de tradução, comum por aqui, mas ai você se lembra que é uma creppy dos fãs '-' opa, pera, uma história sobre uma casal gay onde um deles morre e o outro mantem o cadaver do parceiro apodrecendo em casa e pratica necrofilia '-'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não fosse pelo final tenso eu diria que era uma história real, mas ok...
      Foi bem feita apesar de não parecer uma Creepy...

      Excluir
  24. Gente, a creepy é boa, e muito gayyyyy tambem... Kkkkkkk

    ResponderExcluir
  25. Não acho que o autor da creepy tinha o plano de criar uma "creepy gay" como disseram, mas algo como amizade, essas coisas...

    ResponderExcluir
  26. tipo, queria saber como eu mando uma creppy =3

    ResponderExcluir
  27. Achei meio clichê isso do cadáver! xD

    ResponderExcluir
  28. Romance mórbido homossexual,achei a creepy muito boa

    ResponderExcluir
  29. Ninguem percebeu q mason fez circulos nas costas?oq era isso? Antes dele fazer isso ele disse q ficariam juntos p sempre,foi um tipo de feiticaria?

    ResponderExcluir
  30. Ninguem percebeu q mason fez circulos nas costas?oq era isso? Antes dele fazer isso ele disse q ficariam juntos p sempre,foi um tipo de feiticaria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso exlicaria como ela falava com o mason, mesmo depois de morto

      Excluir
    2. Acho que foi tipo quando você abraça alguém e passa a mão nas costas dela fazendo "círculos", não?

      Excluir
  31. Nossa, uma creepy realmente CHOCANTE!!!!!!

    ...


    para homofobicos, claro.

    ResponderExcluir
  32. Não foi de um fã, eu vi no No Sleep, um site americano.
    Eu traduzi essa mesma Creepy Pasta e mandei para vocês, acho que o meu e-mail não chegou e outra pessoa traduziu :/

    ResponderExcluir
  33. Isso aí ta me parecendo o "Crepúsculo" das creepys... (não me entendam mal, ainda está melhor que crepúsculo, mas está muito gay...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ta menos gayque crepusculo
      gostei da creepy

      Excluir
  34. cara na boa, msm sendo gay eu achei a creepy mt foda, e queria saber onde tem mais creepy desse genero, creepy com intuito de dar medo é uma merda pq n da porra de medo nenhum, essas dai q são fodas cara, kd um interpreta de um jeito oq gera comentario e talz... onde tem mais dessas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc quer saber onde tem mais creepys GAYS?
      Hum.......'-'

      Excluir
  35. Erick nesse site tem creepypastas desse tipo, a unica coisa é que elas estão em inglês: http://www.reddit.com/r/nosleep

    ResponderExcluir
  36. Véi nna boa, se não gostaram dos personagens troca um deles por uma mulher... Mas pra que comentar coisa inútil tipo.. "Que creppy gay" se tem dois homens.. e tem amor na história é obvio que é gay... Ninguém vai chegar nas outras creepypastas e dizer "Que creppy hetera essa aí".. Por favor -q

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que hétero esse comentário -nnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn

      Excluir
  37. Não acho que isso tem a ver com necrofilia .-. o cara apenas amava muito o outro [não interessa se ele amava de uma forma "gay" ou só como amizade...amor é amor '-' quem fica criticando parece que nunca amou ninguém na vida...] E o garoto era uma pessoa muito especial pra ele, que o entendia e o fazia feliz... Então acho que ele ficou tão louco que acreditava que o menino, mesmo depois de morto, ainda estava vivo e falava com ele... Ele deve ter ficado com algum problema mental ou algo assim... Eles não fizeram sexo nem nada pra ser necrofilia kk

    ResponderExcluir
  38. Se essa Creepy for gay, eu também sou. (LOL)
    Talvez seja um pouco Crepúsculo no começo, mas o final pega o leitor de surpresa.

    Gostei da Creepy, and FuckTheWorld u_u

    ResponderExcluir
  39. ficaria melhor com uma mulher de personagem principal, eu acho

    ResponderExcluir
  40. "Tudo que quero é ficar com Mason para
    sempre.
    Mesmo que sua carne esteja cheia de larvas e
    sua pele esteja começando a cair de seus
    ossos. Nem que o cheiro do seu cadáver
    apodrecendo nunca saia da minha pele. Seus lábios ainda estão quentes de noite..."

    ULTRA GAAAAY! Eta poha...Yaoi Necrófilo sim, a parte dos lábios quentes e talz....como ele sabe disso hein???....cara...tipo, no começo, eu pensava q era uma mulher, sério msm...a creepy tá foda, história foda...mas não tem tntos gays lendo isso néh??? e.e

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cara, essa creepy me deu mais nojo do que medo, realmente eu fiquei com vontade de me matar de tanto gayzismo que eu vi numa história só!! esse cara é doentio!! "NADA VAI NOS SEPARAR" vai-te a puta-que-opariu essa bixa

      Excluir
    2. Deixa o cara ser gay em paz poxa '-'

      Excluir
  41. vei...na boa... esse cara da creepy é louco

    ResponderExcluir
  42. Eu amei, muito linda! parabéns ao autor, gostaria de ler mais creepypastas suas ♥

    ResponderExcluir
  43. ao que parece essa creepy é realmente macabra, o gayisismo está em segundo plano... vejam bem: tirando ele da cama, ele morreria na hora e na verdade morreu, mas o cara nao estava conciente disso, ele tinha sofrido alguma coisa que o deixou psicopata ou esquisofrênico; pela morte do garoto que a polícia estava o procurando, ele relata o fato de ele estar morto tbm

    ResponderExcluir
  44. ta menos gay que crepusculo
    gostei da creepy

    ResponderExcluir
  45. Yaoi *.*! adoro não achei que ficou ruim nem boa eu gostei não se encaixa muito bem em uma crepypasta se encaixa mais em uma historia de amor tragica na minha opinião mais eu amei bjus

    ResponderExcluir
  46. Passando para a próxima creepy pasta pra desinfectar minha mente...

    ResponderExcluir
  47. Eu pensei que o Mason fosse anjo da guarda do carinha.

    ResponderExcluir
  48. Eu pensei que o Mason fosse anjo da guarda do carinha.

    ResponderExcluir
  49. O cara ( ainda n li a creepy ) foi atropelado no dia do meu niver... Significa algo?

    ResponderExcluir
  50. Nojo desses comentários. Se fossem duas mulheres todo mundo ia dizer que é sexy, lindo, romântico...mas como são dois homens, vocês não podem fapar e ficam falando que é nojento. Na boa, vão tomar no cu! A creepy ta ótima, apesar de ter ficado romântica demais em relação as outras creepies que geralmente postam aqui.Parem de reclamar tanto -_-'

    ResponderExcluir
  51. Ow, pros bunda doída reclamando que a creepy é gay: pode não ser. É uma creepy traduzida do inglês e, no texto original, não tem NADA indicando o gênero do narrador. Sério. Nada. Nem no perfil do autor. Então interpretem como quiserem, e não tem problema nenhum em ser uma creepy gay, creepypastas tem casais o tempo todo. Essa foi até bonitinha. Espero que sejam todos consumidos pela escuridão e seus tormentos interiores.

    ResponderExcluir