29/05/2011

Pokemon Black (Versão Hack)

Eu sou alguém que você poderia chamar de colecionador de jogos bootlegs (hackeados/modificados) do Pokémon. Pokémon Diamond & Jade, Chaos Black, etc. É impressionante a freqüência com que você pode encontrá-los em vendas de garagem, mercadinhos, bancas e tal.

Eles são geralmente divertidos; mesmo que eles possam não ser jogados (o que muitas vezes são), os erros de tradução e de má qualidade fazem-nos involuntariamente engraçados.

Eu fui capaz de encontrar a maioria dos que eu joguei na internet mesmo, mas tem um jogo cujo eu não vi nenhuma menção. Comprei-o em um mercadinho a cerca de cinco anos atrás.



Aqui está uma foto do cartucho, caso alguém o reconheça. Infelizmente, quando me mudei há dois anos, eu perdi o jogo, então não posso lhe fornecer nenhum vídeo.

O jogo começou com a intro familiar da Nidorino e Gengar da versão Red e Blue. No entanto, a tela de "Press Start" tinha sido alterado. Red estava lá, mas o Pokémon não apareceu. Em baixo do logo do Pokemon, estava escrito "Black Version".

Ao selecionar "New Game", o jogo começou com o discurso do Professor Carvalho, e imediatamente se tornou evidente que o jogo era essencialmente um hack do Pokémon Red.

Depois de selecionar o seu treinador, quando você olhava para os seus Pokemon, você notava que além do Bulbasaur, Charmander e Squirtle, você também tinha ou outro Pokémon - "Ghost".

O Pokémon era de nível 1. Ele tinha o sprite dos Ghosts que são encontrados em Lavender Tower, antes de obter o Sliph Scope. Ele tinha somente um ataque - "Curse". Eu sei que há um ataque real nos jogos chamado Curse, mas esse ataque não existia na primeira geração, por isso parecia que o jogo havia sido hackeado mesmo.

Os outros Pokémon não podiam atacar Ghost – o jogo apenas dizia que eles estavam muito assustados para se moverem. Quando o ataque “Curse" era usado na batalha, a tela ficava toda preta. O grito do Pokémon oponente era ouvido, mas era meio que distorcido, em um tom muito mais baixo que o normal. A tela de batalha então reaparecia, e o Pokémon oponente desaparecia. Se o ataque era usado em uma batalha contra um treinador, quando as Pokebolas representando seus Pokémons apareciam no canto da tela, eles teriam uma Pokebola a menos.

A implicação era que o Pokémon havia morrido.

O que é mais estranho de tudo é que, toda vez depois de derrotar um treinador e ver a caixa de texto dizendo "Red recebeu US $ 200 por vencer!", os comandos de batalha apareciam novamente. Se você selecionar "Run”, a batalha terminava como termina normalmente. Você também poderia selecionar Curse. Se você o fazia, ao voltar para o overworld, o treinador desaparecia de vez. Depois de sair e entrar novamente na área, o local onde o treinador estava anteriormente, era substituído por uma lápide, como as de Lavender Tower.

O ataque "Curse" não podia ser utilizado em todas as instâncias. Ele falhava quando usado contra algum Pokémon Ghost. Também não funcionava se fosse usado contra treinadores que você teria de enfrentar mais de uma vez, como o seu Rival ou Giovanni. Porem ele pôde ser usado, e foi muito util na sua batalha final contra eles, no entanto.

Achei que esse fora o objetivo do jogo, permitindo que você use os Ghosts, que anteriormente eram incapturaveis. E já que o “Curse” fizera esse jogo tão fácil para mim, eu basicamente usei-o ao longo de toda a aventura.

O jogo mudou um pouco depois de derrotar a Elite Four. Depois de ver o Hall of Fame, que consistia no Ghost e em alguns outros Pokémon de níveis muito baixos, a tela cortou para um fundo preto. Uma caixa de texto apareceu com as palavras "Muitos anos depois...". Em seguida, a tela cortou para a Lavender Tower. Um homem velho estava de pé, olhando para algumas lapides. Você então percebe que aquele homem era o seu personagem.

O homem andava somente a metade da sua velocidade normal. Você já não tinha mais nenhum Pokémon com você, nem mesmo o Ghost, que até esse momento era impossível de ser removido de sua equipe por meio de deposito no PC. O overworld estava completamente vazio - não havia nenhuma pessoa. Porem ainda havia as lapides dos treinadores que você usou Curse anteriormente.

Nesse ponto, você poderia ir basicamente para qualquer lugar do overworld, embora algumas passagens estarem inacessíveis, pelo fato de que você não tinha nenhum Pokémon para usar HMs (Hidden Machines: Capsulas para ensinar algum golpe novo para o Pokemon). E, independentemente de onde você ia, a música de Lavender Town continuava em um loop infinito. Depois de perambular por um tempo, eu descobri que se você passar por Diglett's Cave, um dos arbustos que normalmente bloqueia o caminho do outro lado não estará mais lá, permitindo que você avance e volte para Pallet Town.

Ao entrar em sua casa e ir para o lugar exato onde você começa o jogo, a tela é cortada novamente para um fundo preto.

Em seguida, um sprite de um Caterpie apareceu. Então ele foi substituído por um Weedle, e em seguida por um Pidgey. Eu logo percebi, enquanto os Pokémon continuaram a progredir de Rattata para Blastoise, que estes eram todos os Pokémon que eu tinha usado Curse.

Após o término do meu time rival, um Youngster apareceu, e depois um Bug Catcher. Logo notei que estes eram os treinadores que eu havia amaldiçoado com Curse.

Durante toda essa seqüência, a musica de Lavender Town estava tocando, mas seu tom foi diminuindo lentamente com o passar do tempo. Na hora que seu Rival finalmente apareceu na tela, ela parecia mais com um som de um suspiro demoníaco.

A tela fica preta novamente. Alguns momentos depois, a tela de batalha apareceu de repente - o sprite de seu treinador era agora o de um homem velho, o mesmo daquele velho que lhe ensina como capturar Pokémon em Viridian City.

Ghost apareceu do outro lado, junto com as palavras "GHOST wants to fight!".

Você não podia usar itens, e não tinha nenhum Pokémon. Se tentasse correr, você não podia escapar. A única opção era "FIGHT".

Usando essa opção fazia com que você imediatamente usasse “STRUGLE”, o que não afetava Ghost, mas fazia você perder um pouco de seu próprio HP. Quando chegava a vez de Ghost atacar, ele simplesmente dizia "..."

Eventualmente, quando seu HP chegou em um ponto critico, Ghost finalmente usava Curse.

Então, o jogo cortava para a tela preta uma ultima vez.

Independentemente dos botões que apertava, você estava permanentemente preso nesta tela preta. Neste ponto, a única coisa que poderia ser feita era desligar o Game Boy. Quando você ligava novamente, "New Game" era a única opção disponível - o jogo havia apagado o arquivo.

Eu joguei este hack muitas e muitas vezes, e todas às vezes o jogo terminava com essa mesma seqüência. Várias vezes eu nem chegava a usar o Ghost, embora fosse impossível retira-lo de minha equipe. Nestes casos, o jogo não mostrava nenhum Pokémon ou Treinador no final, e simplesmente cortava para a batalha climática com o Ghost.

Eu não entendi os motivos por trás da criação deste hack. Ele não foi amplamente distribuído, por isso não foi para o ganho financeiro. Aquilo era muito bem feito para um hack.

Parece que ele estava querendo transmitir uma mensagem; mas que eu sou o único receptor dela. Eu não tenho muita certeza do que era a tal mensagem - a inevitabilidade da morte? A inutilidade disso? Talvez ele estava simplesmente e morbidamente tentando colocar mortes e horror em um jogo infantil. Independentemente disso, este jogo infantil me fez pensar, e isso me fez chorar.

8 comentários:

  1. essa creepy eh pura verdade,eh serio,eu estou jogando esse jogo,aqui ta o link:

    http://www.vizzed.com/play/pokemon-creepy-black-(demo-v005-final)-gba-online-game-boy-advance-44038-game
    nao tem tanta graca em rooms,mas tem o jogo pra gameboy,eh muito raro de encontrar,mas tem gente que diz que tem o hack,ou que o amigo mostrou,eu estou jogando nessa room como investigacao,ja que ja sei que e verdade,so estou analizando o jogo

    ResponderExcluir
  2. Tem algum outro link para download desse jogo?

    ResponderExcluir