23/05/2012

Action Man: Mission eXtreme


No dia 28 de Junho de 2000, uma equipe de investigadores da polícia fora chamada para recolher evidencias no local de um aparente suicídio de um menino de sete anos de idade. O garoto havia sido encontrado com um cabo do Controle de Playstation enrolado em seu pescoço; havia morrido por estrangulamento. Ele estava sendo observado por sua mãe, que havia saído para ir ao banheiro. Quando ela retornou, encontrou-o morto em frente a televisão. A investigação inicial havia revelado poucas coisas importantes. Ninguém tinha acesso à casa exceto a mãe, e ela não era uma suspeita. Com suspeita de suicídio, a polícia tentou descobrir o motivo, mas não havia nada óbvio para que um garoto normal e feliz de sete anos de idade fizesse tal coisa.

Com nada mais a recorrer, eles decidiram tirar o jogo de dentro do Playstation e examiná-lo. O jogo se chamava Action Man: Mission eXtreme, e a classificação era para maiores de 3 anos, então a policia duvidava muito que o garoto tivesse sido traumatizado por alguma coisa que tivesse visto no jogo. Mas como era a única pista, eles decidiram investigar.

A capa do jogo mostrava Action Man, com os braços cruzados e em frente a uma explosão de fogo. Dois outros personagens, um de aparência doente e o outro cheio de bandagens, pareciam estar correndo para escapar. À esquerda de Action Man estava o rosto sorridente do Dr. X, o vilão da série. Várias anomalias eram evidentes nesta versão da embalagem comparada as outras cópias vendidas na rua. Em primeiro lugar, o título estava diferente. Normalmente era chamado de "Operation Extreme" ou "Mission Xtreme", mas nunca de "Mission eXtreme". Pequenas diferenças e alterações puderam ser vistas nos rostos dos personagens. Os policiais acharam que isso era somente um erro de impressão, e prosseguiram com a investigação.

A apresentação do jogo mostrava Action Man realizando vários movimentos de artes marciais, enquanto seu carro acelerava ao longo dos becos e ruas da cidade. O jogo começou, e Action Man tinha que salvar a cidade dos criminosos que estavam roubando componentes. As instruções do Action Man foram emitidas por uma voz feminina de computador, que terminou de explicar os comandos. Nada fora do comum aconteceu, e a próxima fase foi alcançada. Action Man tinha que se infiltrar em uma base de deserto que estava sendo usada para a fabricação de armas químicas. Os outros policiais que estavam assistindo perderam o interesse, e decidiram ir embora. No entanto, o policial que estava jogando disse que iria continuar, e informar os outros caso encontrasse algo fora do normal.

Ele começou a notar várias e pequenas coisas sobre o jogo que pareciam meio esquisitas. Os inimigos da base não tinham nenhuma arma letal, e às vezes, eles fugiam do Action Man quando ele se aproximava. No entanto, para completar suas missões, você tinha que eliminá-los, atirando ou batendo neles até a morte. O jogo, contudo, dizia no relatório nos finais das missões que os inimigos haviam sido "capturados". O policial presumiu que fora dessa maneira que o jogo obtivera uma classificação de maiores de 3 anos, e não perturbasse as crianças.

Ele destruiu a base, e passou para as próximas missões. Nada parecia muito fora do comum, exceto que os inimigos continuavam a correr de Action Man ao invés de lutar com ele. Em seguida, ele chegou a uma cena, onde Action Man foi capturado por seus inimigos e colocado em uma cela de prisão. Isto era particularmente perturbador para um jogo infantil, já que Action Man fora brutalmente espancado e torturado por seus captores. Quando o policial recuperou o controle do personagem, ele tinha que escapar das câmeras no barco em que ele estava preso, e escapar da prisão. A câmera do jogo tornou-se difusa, e a imagem começou a tremer. Os inimigos, quando encontravam com o protagonista, levantavam suas mãos, mas ele automaticamente atirava neles independentemente. Quando a tela voltou ao normal, os inimigos estavam vestidos com equipamento de combate.

Quando Action Man finalmente terminou a missão, o barco afundou e ele capturou o líder dos soldados no barco. A próxima missão começou com Action Man no Ártico destruindo barcos inimigos. Tudo estava normal, até que uma transmissão veio através do rádio de seus inimigos; toda a transmissão era um ruído, e sons de pessoas gritando. O computador de Action Man ligou, e o informou num tom muito frio para eliminar toda a resistência. A missão continuou normalmente, até o final da luta contra o chefe da fase: Action Man havia destruido um submarino inimigo. Corpos da tripulação podiam ser vistos afundando e boiando no lago. Action Man começou a rir.

O detetive começou a ficar cada vez mais preocupado com o jogo, reverificando a capa. Definitivamente dizia para maiores de 3 anos. A tela de carregamento apareceu, e o contador de inimigos "capturados" havia aumentado, apesar do fato deles terem claramente morrido na missão.

A última missão apareceu, que era intitulada de "Base de Gelo". A missão começou com Action Man usando um arco para eliminar os guardas, que estavam todos desarmados. A missão prosseguiu assim, até chegar a um parte em que haviam vários corredores que Action Man precisava “limpar”. Nenhum dos inimigos aqui ainda tentava atacar; todos eles gritavam e corriam para um canto, mas a missão não progrediria até que eles foram “capturados”. Enquanto o policial relutantemente atirava neles, a tela desfocava cada vez mais, até ficar praticamente impossível de se ver alguma coisa. O policial levantou-se e ejetou o disco. Ele estava um pouco riscado, mas parecia completamente normal. Depois de reinseri-lo e voltar para o ponto onde havia parado, a tela não desfocou mais. Culpando seu cansaço, o policial continuou a jogar.

Depois de Action Man terminar com o resto dos inimigos, ele finalmente chegou ao chefe final: Dr. X. A batalha contra o chefe era muito simples. Dr. X usava uma armadura de robô, e tentava bater em Action Man. O jogador tinha que simplesmente correr para trás enquanto atirava no chefe. Quando Dr. X tropeçava pra trás, o jogador tinha que correr pra perto dele e bater na armadura. Em seguida, o chefe recuperava seu equilíbrio, e teria de se repetir as etapas. Após a batalha finalmente terminar, a cena final do jogo começou.

A cena começou com a base do Ártico explodindo em chamas. A câmera então muda para uma cidade lotada. Civis corriam sem rumo e asfixiavam até a morte, e alguns até explodiam em chamas, sem motivo algum. Então a tela volta para Action Man, que puxa Dr. X pelo pescoço, dá um soco em seu rosto e o leva para uma cela de prisão. Ele tranca Dr. X lá dentro e vai embora. Dr, X começa a gritar, chorar e arranhar as paredes desesperadamente. A câmera dá um zoom no rosto Action Man, enquanto ele se afasta da cela em direção a tela, sorrindo.

Os créditos rolaram em silêncio, sobre o logotipo do Action Man. Depois que terminarem, fotos de infância dos desenvolvedores foram exibidos ao lado de seus nomes. O detetive não encontrou mais nada de estranho, e se levantou, preparado para ir para a cama. Além de algumas cenas e da sensação mórbida do jogo, não viu nada fora do comum. Porem, ele olhou de volta para a televisão, e congelou. As fotos ainda estavam rolando, no entanto, ele reconheceu algumas delas. Não eram fotos dos desenvolvedores do jogo. Eram fotos de crianças que haviam sido assassinados! Ele reconheceu algumas das crianças que foram vítimas dos assassinatos de Moors Murders (Miyra Hindley e Ian Brady), e outros que ele não recordava. Por último, apareceu uma foto de Action Man, com óculos escuros e uma enorme barba, intitulado Alex Mann. A tela ampliou na fotografia e um ruído muito alto começou a tocar nos alto-falantes.

O detetive não apareceu para trabalhar no dia seguinte, então o resto dos policiais decidiram ir pra sua casa para verificar o seu progresso com o caso. Eles tiveram que abrir a porta a força, já que ele não respondia as chamadas. Quando conseguiram entrar, eles o encontraram morto no sofá; haviam vários lápis enfiados em seus olhos. A televisão ainda estava ligada, e uma imagem do Action Man com um sorriso em seu rosto estava na tela. Havia um texto abaixo da imagem:

"Esperamos que tenha gostado de jogar Mission eXtreme, mas você acaba de ser capturado".


7 comentários:

  1. "No entanto, o policial que estava jogando disse que iria continuar, e informar os outros caso encontrasse algo fora do normal."

    O que o policial queria mesmo era jogar... ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Nossa, vô aproveitá qui hoji eu possu brincá em serviço!"

      Excluir
  2. se ele foi encontrado morto como tem tantos detalhes?Essa foi fraca

    ResponderExcluir
  3. sera q acontecimentos estranhos desses sao veridícos!!!

    ResponderExcluir
  4. isso e mais fraco do que isso http://creepypastabrazil.blogspot.com.br/2012/05/lsd-dream-emulator.html

    ResponderExcluir