06/08/16

Estudos sobre a insônia

No verão de 1997, três entre cem pacientes, todos com insônia crônica, foram escolhidos aleatoriamente para participar de uma pesquisa científica, numa tentativa de ajudar a encontrar a cura para a insônia. Era um procedimento simples e inofensivo; os três pacientes passariam cinco dias e noites em um hospital de estudos do sono, onde os doutores poderiam moderar seus padrões de sono após aplicar-lhes uma droga experimental que os ajudaria a dormir, e, se a droga funcionasse, eles poderiam dormir por uma noite inteira.

As primeiras duas noites foram um sucesso. Os três pacientes puderam dormir pelo tempo que precisavam. Os médicos e cientistas reportaram que os pacientes não estavam mais sonolentos durante o dia, como costumavam ficar. Até então, a droga parecia ter se tornado um tipo de milagre médico.

Isso é… até o dia seguinte, após a terceira noite. Dois dos três pacientes reportaram ter tido pesadelos vívidos e horríveis. Eles diziam que os pesadelos eram tão terríveis, que se recusavam a voltar a dormir, e pediam para serem liberados das pesquisas. Porém, um dos médicos pôde convencê-los a passar apenas mais uma noite.

No entanto, após a quarta noite, dois pacientes entraram em coma, permanecendo assim até o dia seguinte. Temendo uma overdose pelo medicamento, os médicos decidiram parar as pesquisas, imediatamente. Mas os responsáveis pelas pesquisas negaram a interrupção, pois queriam ver como paciente restante reagiria sob a quantidade correta do medicamento. Mas, coincidentemente, o paciente restante também se recusava a dormir, após de relatar que também tinha pesadelos. Quando os médicos lhe perguntaram pelos motivos em não querer voltar a dormir, essa foi a resposta:

“Tenho medo de acordar.”

Intrigado, um dos médicos perguntou o que ela queria dizer, lembrando-lhe de que já estava acordada. Mas a paciente apenas sacudiu a cabeça.

“Não estou acordada,” ela falou, “Eles estão.”

Por “eles”, ela se referia aos outros dois pacientes que estavam em coma. Nesse ponto, os médicos já estavam confusos.

Um dos médicos explicou-lhe sobre o estado dos outros pacientes, que estavam em coma.

“Eles estão dormindo,” ele explicou, “não podem acordar.”

A paciente apenas o encarou, por um longo momento.

“Não,” ela finalmente falou, “Você ainda acredita que está acordado agora, não é? Veja bem, todos estamos dormindo agora mesmo. A sua mente ainda não acordou. Mas a nossa já. Por que acha que recusamos a voltar a dormir? Porque esse mundo, o mundo dos sonhos, é melhor que o mundo real, o qual vocês chamam de ‘pesadelos’. Não entendeu? Os outros pacientes, os que vocês dizem estar em coma, estão bem acordados agora. Estão cientes da ilusão que a humanidade criou. Se me puserem para dormir hoje a noite, eu acordarei também. Todos vocês acordarão... um dia. É apenas uma questão de tempo,”

Os médicos, ainda sem entender completamente o que ela estava falando, perguntaram outra vez:

“O que você quer dizer com isso?”

A paciente apenas sorriu, “Quando você acredita que está acordado, está apenas sonhando, mas quando você sabe que está sonhando, está na verdade acordado. É completamente o oposto do que vocês pensavam que sabiam. Vocês acreditam que estão aqui agora? Conversando comigo? Bom, pensem de novo. Vocês estão apenas dormindo. Mas hoje a noite, quando vocês forem pra cama, vocês acordarão. Aquelas coisas que chamam de ‘sonhos’, são suas realidades. E agora que já sabem disso, vocês também acordarão por completo hoje a noite. Presos para sempre em seus ‘sonhos’.”

Os olhos da paciente começaram a se fechar enquanto ela deitava em seu travesseiro. Mas antes de cair na inconsciência, ela conseguiu falar mais uma coisa, de forma suave:

“… todos teremos que acordar em algum momento…”


28 comentários:

  1. Se for real é um das coisas mais loucas da historia da humanidade

    ResponderExcluir
  2. Se for real é um das coisas mais loucas da historia da humanidade

    ResponderExcluir
  3. Fraca entretanto eh uma coisa a se pensar. O que sabemos sobre o que é, de fato, real?

    ResponderExcluir
  4. Me lembrou a creepypasta Privação do Sono
    Não sei como isso não aconteceu na Rússia.
    Viva os dinossauros do mundo real! (Sim, eu sonho com dinossauros e zumbis!)

    ResponderExcluir
  5. E se eu tenho sonhos lúcidos, sou onipotente? :O

    ResponderExcluir
  6. Quer dizer que já teve uma guerra no mundo real? Porque direto eu tenho sonhos onde eu estou numa guerra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada um tem sua realidade, o mundo dos sonhos é compartilhado(???) Com os outros

      Excluir
    2. Se isso for verdade, faz muito sentido uma história aqui...
      Há alguns meses, minha colega disse que tinha tido um sonho muito bizarro que eu e meus outros amigos estavam. Não vou entrar muito em detalhes com esse sonho. A questão é que um mês atrás, eu tive o mesmo sonho, só que com a minha visão. Entende? Então um outro colega disse que também teve um sonho parecido, mas da visão dele.Como sw fosse o mesmo sonho, mas em diferentes versões. Isso tudo é muito bizarro.

      Excluir
  7. Quer dizer que já teve uma guerra no mundo real? Porque direto eu tenho sonhos onde eu estou numa guerra

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Ao ler uma creepy como essa temos que ter uma mente aberta. Creepypastas não são apenas para nos dar medo, mas também para nos fazer pensar ou nos chocar. Adorei a creepy, me lembrou uma outra que não sei o nome.

    ResponderExcluir
  10. Eu já tive uma experiência com enteógenos (sálvia divinorum) onde eu fui para um lugar horrível, vazio e uma segunda voz me disse "o mundo é só um sonho que foi criado para fujir desta realidade, mas agora que você está aqui nunca mais irá voltar" graças a deus voltei e nunca mais usei sálvia na minha vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se for o caso, agora os meus "sonhos" fazem sentido, e isso é aterrorizante '-'

      Excluir
  11. Matrix a cada dia acredito mais nela!

    ResponderExcluir
  12. Essa é uma daquelas creepys pra fazer a gente pensar. Eu n duvido nada disso, pode até ser verdade se se considerar um certo ponto de vista. Interessante.

    ResponderExcluir
  13. Bom conto, bem interessante
    Única coisa que faltou, em minha opinião, foi pintar mais os horrores do "sonho". Claro que se deixar para a imaginação como o autor o fez, cada um preenche com seu pesadelo pessoal...

    ResponderExcluir
  14. Então na vdd eu estou grávida e tenho um lapras de estimação! 0/

    ResponderExcluir
  15. Então na vdd eu estou grávida e tenho um lapras de estimação! 0/

    ResponderExcluir
  16. É realmente algo a se pensar ... Como nós podemos provar que tudo ao nosso redor não é apenas uma mera simulação do nosso subconsciente ? Ou pior, todos nós sermos apenas uma simulação do imaginário de uma entidade superior ? Realmente tem que ter uma mente bem aberta para imaginar as possibilidades ... E se a nossa realidade for nada menos que um sonho compartilhado ? De tal forma que ao dormirmos (ou "acordarmos" dependendo do ponto de vista) nós descobrimos a verdadeira realidade, mas que por algum motivo nós somos forçados a voltar a dormir (Ou acordar) e voltar para oque nós cremos ser a realidade ? Será que há algo por trás disso tudo que transcende a nossa compreensão sobre o universo e sobre o imaginário humano ? Se sim, o quê e por quê ? Afinal de contas, acho que nunca descobriremos, ou talvez só o conseguiremos assim que rompermos de uma vez por todas os nossos laços com este mundo (através da "morte" supostamente, que poderia ser interpretada como um mecanismo para nos desligar definitivamente de nossos sonhos sem que isso acorde os outros) ... Acho que nunca saberemos, ou pelo menos não "viveremos" para contar :)

    ResponderExcluir