Postagens Semanais

Segunda-Feira
Francis Divina

Terça-Feira
Gabriel Azevedo

Quarta-Feira
Francis Divina

Quinta-Feira
Gabriel Azevedo

Sexta-Feira
Talisson Bruce

Sábado
==========

Domingo
==========

Ele me ignorou essa tarde

43 comentários
Eu sou uma pessoa anti-social. Sou o que você chamaria de antipática, sou tão "antipática" que só tenho um amigo em todo A minha escola...

Nós costumavamos andar juntos nos corredores da escola, sempre conversando sobre jogos ou sobre alguma música que havia chegado ao topo dos sucessos da Rádio Meridional FM. Como crianças normais, nos não costumávamos chegar atrasados na escola.

Mas uns dois dias atrás meu amigo, Matheus, chegou as 14:30 (o que não era normal vindo dele) sendo que nossa aula começava as 13:20. Naquele dia ele estava pálido,muito, muito pálido. Implorei pra professora de Ciências deixar eu ir me sentar ao lado dele, depois de muita relutância a respeito de meu pedido ela deixou. "Vá Lorena ,vá mas não o incomode. Ele tem muita matéria perdida pra copiar dessa 1h e 10 min perdidos de aula. Aproveite e dê o caderno pra ele." Ela disse no meio de uma risada rouca, forçada.

Fui pro lado dele e perguntei o que tinha acontecido "N-nada!" Ele disse isso com uma voz trêmula (a voz que ele fazia quando estava triste ) "Não. Não pode ser nada. Você está escondendo algo eu vou saber o que. De qualquer maneira." Pensei comigo mesma. Peguei meu caderno de português e indelicadamente joguei ele na mesa, peguei uma caneta e escrevi um bilhete. Como sempre assinei com meu nome seguido de uma ☆ pois pra mim as estrelas eram símbolos de veracidade. Coloquei o papel em sua mochila.

Depois do que pareceu uma eternidade, finalmente a aula terminou e ele saiu correndo gritando como um louco "AMANHÃ É SÁBADO!" Mas a voz de Matheus ainda estava tremula... Não o segui, apenas fui pra minha casa. Se ele ler o bilhete ele vai vir me procurar...

Depois do café fui pra sacada com o meu "Caderno de Fanfics" à mão, mas a única coisa que eu consegui escrever foi um poema

"Matheus...
Seus olhos verdes me fazem delirar quando penso em você, então.
Muito mais que um amigo, tu é a minha paixão.
Amo quando me da a mão enquanto andamos...
Pelos coredores da escola.
Amo quando nos escondemos e deixamos a hora passar...
Com a certeza de que ninguém irá nos encontrar."
"Ass: Lorena ☆"

Sei que deve estar achando que eu sou algum tipo de Yandere, que mataria à todos pra poder ficar com o "Matheus-Senpai"... Mas, acredite, eu não sou.

Como o esperado ele leu o meu bilhete e ficamos conversando até tarde sobre o nosso plano.

SÁBADO:

Ele me encontrou no beco como sempre, conversamos e ele disse que estavam o machucando, perguntei quem é que estava o machucando. Ele respondeu "Minha vida. Ela está me tentando. Quero partir..." ele sussurrou a última parte. "Você quer deixar a cidade?" Perguntei tentando enganar a mim mesma. "Não. As pessoas me dissem coisas ruins, sabe? Eu finjo que não me importo... Mas dói... Dói aqui." Ele levou minha mão até seu peito, bem onde fica seu coração. Nesse ponto eu já estava vermelha, com as lágrimas caindo de meus olhos quase que sucessivamente, entre soluços eu disse "O que você vai fazer?..." depois de minutos repletos de um silêncio perturbador, ele finalmente disse "Eu não sei... Eu vou embora..." gritei ainda chorando "FICA!!! Eu te amo. Não faça o que eu acho que você vai fazer!" Ele disse se levantando "Você vai ficar melhor... Eu acho. Se cuida, tá?" E assim ele foi embora...

DOMINGO:

Me acordei só pra ter a notícia de que ele tinha se matado.

Depois disso fui pra casa dele onde eu achei a mãe dele, Thaís, chorando desalmadamente na sala. Vi ela pela janela. A porta lentamente abriu e eu entrei, comprimentei os pais dele e subi escada acima. Entrei no quarto dele... Para a minha sorte, ele tinha escrito uma lista de pessoas. Pessoas que tinham o machucado (física e mentalmente) em toda a sua vida. Peguei a lista pra mim. Sai da casa dele, decorando todos os nomes da lista.

Entrei em casa correndo, me dirigi a cozinha, agarrei o primeiro objeto que achei: Uma faca.

"APARTIR DE AGORA: Quem estiver com o nome incluso nessa lista, irá morrer pelas minhas mãos!"

Peguei algumas roupas e sai, a procura do primeiro nome:ANA CLARA.

SEGUNDA:

Depois da aula, chamei a tal ANA CLARA pra ir até um galpão abandonado nos campos. Como ela ama (ou devo dizer: Amava?) aventura foi fácil a atrair pra lá.

Agora, nesse momento estou terminando de juntar os olhos dela do chão.

NOTA:

Você que está lendo! Se seu nome estiver na lista. Bem... Prepare-se pra ir visitar o MEU galpão!

Autora: E. E.

43 comentários :

  1. Foi meio engraçada. Afinal, ele se matou ou não?

    ResponderExcluir
  2. Ai gente... Meio complicados os erros de português, pontuação e concordância. A gente não espera um Machado de Assis, mas erros muito gritantes deixam a experiência de leitura bem ruim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala cara... Eu sou meio automática, já leio da forma certa, só que esses erros são muito drásticos....

      Excluir
    2. Não é? Tem uns erros bem chatos!
      Algumas crases que estão em um "a" ao invés de outro, umas vírgulas que não deveriam estar lá...
      Ninguém espera um TCC aqui, mas é meio complicado de engolir esses erros...

      Excluir
  3. Não sou uma yandere, apenas mato quem machuchou meu senpai


    Bhaty0

    ResponderExcluir
  4. Okay... Obrigada por postar uma história, mas alguém avisa essa pré adolescente "rebelde" que escreveu isso, sobre como yandere é algo mega enjoativo?

    ResponderExcluir
  5. Meio infantil e com um finalzinho meeh. Mas o autor tem potencial pra evoluir bastante na escrita

    ResponderExcluir
  6. Pera aí, ela era anti-social, não tinha nenhum amigo em toda a escola, mas depois ela tinha um amigo?
    QUê?????????????????????

    ResponderExcluir
  7. Meu Deus.... Essa foi de lascar. É desconcertante como o título nada teve a ver com a creepy e como a história foi bobinha e infantil. Acho legal os jovenzinhos desenvolverem o hábito da leitura e escrita, mas não tenho certeza se esse blog é o lugar ideal pra postar esse tipo de conteúdo que mais parece uma fanfic.

    ResponderExcluir
  8. Certamente foi escrito por uma menina bem novinha..
    Só se melhora praticando, mas tb acho q aqui não é o melhor lugar p/ isso.. o blog devia ter um crivo melhor

    ResponderExcluir
  9. Parei de ler em "Creepypasta dos Fãs"

    ResponderExcluir
  10. nao foi a melhor que ja li, mas gostei pq vi potencial no autor, com certeza se ele persistir nesse caminho vai criar creepys perfeitas e adoro quando abordam o tema timidez, pois me identifico

    ResponderExcluir
  11. achei algo bem bobinho, mas o autor tem potencial, eh isto

    ResponderExcluir
  12. Horrível e possivelmente foi escrito por uma criança. Porém tenho que concordar que quem escreveu tem potencial, espero que melhore com o passar dos anos, parabéns.

    ResponderExcluir
  13. Isso é só uma fanfic que uma garota de 13 anos escreveu mano

    ResponderExcluir
  14. Queria ter meu nome nessa merda, só para ver a bosta que daria

    ResponderExcluir
  15. Achei um pouco fraca, sem contar os erros de digitação, mas continue escrevendo, só não escreva sobre algo que seja enjoativo como esse tema ai, e boa sorte mesmo, não desanime.

    ResponderExcluir
  16. KKKKKKKKKKK PELO AMOR MANOKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    QUEM ESCREVE FANFIC DE PRE ADOLESCENTE REBELDE ASSASINA EM 2019KKKKKKKKKKK
    MANO SEMPRE VENHO AQUI NO BLOG LER NOS MEUS MOMENTOS DE TEDIO NO TRAMPO, MAS PORRA PARAR PRA LER UMA CREEPY DESSA TENHA SACO DE ELAFANTE PRA ACHAR ISSO BOM

    ResponderExcluir
  17. Sempre venho no blog pra ler as creepys, e nunca comento nada, mas meu Deus, essa foi tão ruim que tive que comentar. Que horrivel, era so isso.

    ResponderExcluir
  18. Sério, tá impossível. Parece que vocês postam qualquer merda que enviam pata ganhar media com os escritores
    Vou parar de ver as creepys do Gabriel, não tem UMA boa. Divina, ajude-nos, por favor.

    ResponderExcluir
  19. Vamos ter mais empatia.
    Porque desmotivar quem se propõe a escrever .
    Tire um tempinho pra criar um conto e vamos ver se sair a uma obra prima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa, mas se voce se propõe a escrever publicamente, no minimo tem que saber concordância verbal e acentuação, nem isso a creepy tem... Sem contar que nao é a primeira creepy horrorosa que esse escritor fez

      Excluir
  20. A história foi mal desenvolvida, as pressas, atropelado pontos importantes, mas, a idéia foi boa, bastante promissora, mesmo achando uma "lista negra" algo preguiçoso.

    ResponderExcluir
  21. Impossível defender esse cara, só posta creepypastas clichês e fracas, façam um impeachment dele

    ResponderExcluir
  22. Saudade de quando tinha gente melhor por aqui que, comentava para ajudar o escritor. Agora, é só um monte de FDP que no lugar de fazer críticas construtivas, tentam de tudo para deixar o escritor para baixo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é deixar pra baixo, o texto foi fraquíssimo, cheio de furos no roteiro, e foi postado mesmo assim, parece que sequer foi revisado

      Excluir
  23. Tá bem previsível, menina anti-social, perde o único amigo e mata todo mundo que encheu ele. Na minha opnião poderia ser bem melhor.

    ResponderExcluir
  24. Parei de ler quando ela disse "fanfic". Já deu pra ver o que ia acontecer, no maior estilo "spirit fanfics"

    ResponderExcluir
  25. Mal escrita, plot bobinho e essa última frase deu vergonha alheia.

    ResponderExcluir
  26. Sem querer desmerecer o trabalho de quem fez e nem nada, mas essa creepypasta tá meio ruim... ,_,

    ResponderExcluir
  27. Promissora.Parabéns ao escritor.Continue escrevendo!

    ResponderExcluir
  28. Aparentemente quem escreveu a história ainda está começando a escrever. Não sei se a autora lerá, mas irei falar algumas coisas de uma forma que seja minimamente construtiva (mesmo que eu não seja um escritor, devem ser úteis):

    1 - Primeiramente, não se importe com os comentários negativos. Existirão aos montes. Não sei que tipo de personalidade você possui, mas não se desanime.
    2 - Bom, realmente existem alguns erros de português ao longo do texto. Recomendo que vá lendo o máximo de coisas possíveis e exercite a escrita para diminuir isso e extinguir esses erros com o tempo.
    3 - A história realmente possui vários clichês e soa "forçada" em alguns momentos. Principalmente quando tenta desenvolver o perfil do personagem. Fique mais atenta a possíveis contradições e tente evitar isso.
    4 - Ao meu ver, a história tinha mais potencial. Enquanto eu lia eu imaginei algo meio clichê mas que soaria muito bem se fosse bem desenvolvido: A lista poderia incluir o nome da própria protagonista no final, seria interessante; Mas para isso seria necessário desenvolver muito mais o relacionamento dela com o amigo e com as pessoas ao redor desse amigo (para dar um contexto e profundidade maiores sabe?; Apenas uma ideia, talvez tu aproveite algo futuramente.
    5 - Clichês não são necessariamente ruins. Basta apenas saber utilizar nos momentos certo e desenvolver bem. Assim como qualquer elemento de qualquer história.

    Bom, por hora é isso. Não sei até que ponto a autora planeja continuar escrevendo. Mas se é algo que quer levar para a vida, acredito que o que eu falei será útil. Boa sorte.

    ResponderExcluir
  29. Mas isso é um conto que foge completamente do propósito do site cara. N tem nada creepy ai. Da pra ler do mesmo jeito que se lê receita de miojo e n perder nada

    ResponderExcluir