22/06/2011

Espelhos

Um trovão clareia a madrugada fora de sua janela, por um segundo ele imagina diversos rostos em desespero no seu espelho. Decidido que tal coisa não pode ser verdade, ele simplesmente se vira e dorme.

No outro dia ele decide se livrar de todos espelhos da sua casa, devido à horrível experiência da noite anterior. Com todos espelhos já reunidos, ele os joga fora. No dia seguinte, ele acorda e há um bilhete na cabeceira da sua cama. O bilhete diz:

"Por favor, traga os espelhos de volta. Nós gostamos de te ver dormir."

Um comentário: