02/06/2017

Creepypasta dos Fãs: Você não está só

[Quer ver sua creepypasta aqui? Envie-a para o e-mail creepypastabrasil@hotmail.com!]

Era noite, chegando perto da meia-noite. Chase estava cansado; já fazia 2 dias que não conseguia dormir, jogando seus jogos e vendo vídeos na internet. Além disso, tinha passado o dia trabalhando. Mas uma noite (já tarde), ele não estava com sono, mesmo estando cansado.

Sua namorada já tinha dormido. Ele praticamente falava somente com ela, então não esperava mensagens de ninguém, quanto mais à essa hora. Chase tinha cansado de jogar, afinal, já eram 2 dias sem dormir, jogando por toda a madrugada.

Às 00h50, seu telefone vibrou. Ele tomou um susto, já que não esperava mensagens a esta hora. Era um torpedo de um número desconhecido, e dizia “você não está só”. Chase morava com os pais, sabia que não estava só, mas ele sabia que não eram eles que haviam mandado a tal mensagem. Ele estava assustado.

O quarto estava apagado, sendo iluminado apenas pela tela de seu computador. Com o arrepio da mensagem se misturando com o frio entrando pela sua janela e sua insegurança com a mesma aberta, ele se levantou para fechá-la. Ele se sentou em sua cama, envolvido em seu edredom. O barulho de seu relógio tomava conta do cômodo. Eram só ele, o barulho e mais ninguém.

Uma luz entrava em seu quarto, batendo em seu espelho. Ele tomou coragem e tirou a cabeça debaixo do edredom. Seu celular vibra novamente, com mais uma mensagem do mesmo número desconhecido, dizendo mais uma vez “você não está só”. De repente, a luz diminui no espelho de seu quarto. Era uma sombra com forma humana, e a mesma parecia estar olhando para ele, o observando. Um barulho começa a crescer. É agudo e irritante. Chase fecha os olhos e tapa os ouvidos, voltando para debaixo do edredom.

Seu celular não parava de vibrar, chegando as mensagens “VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ”, “VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ”, “VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ”, “VOCÊ NÃO ESTÁ SÓ”. Ele grita e sai debaixo do edredom mais uma vez e olha para o lado. A sombra está em seu lado, coloca o dedo em sua boca e sussurra “Você não está só”, abrindo seu sorriso macabro enquanto o garoto se mantém calado.


Hoje, Chase não consegue mais falar e o número desconhecido nunca teve sua identificação, mesmo com todas as investigações. Quando se sentir sozinho, na madrugada, fique atento a seu celular, seus espelhos, suas janelas. Você não está só. Basta olhar para trás.

Autor: Guilherme Nunes
Revisão: Gabriela Prado


14 comentários:

  1. História um pouco clichê, o final me lembrou o Jeff...
    5/10

    ResponderExcluir
  2. Sou um pouco nova aqui, mas até que gostei, meus parabéns!! Contudo, esperava mais..

    ResponderExcluir
  3. Sou um pouco nova aqui, mas até que gostei, meus parabéns!! Contudo, esperava mais..

    ResponderExcluir
  4. Por que toda creepypasta dos fãs tem nomes gringos? Perde a graça e fica forçado.
    Deviam usar uns nomes mais realistas tipo Joana, Diego, Joesley, Cleiton, Inácio, Aécio, Gracileide, Gilsiane, Dulcicreide, etc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lula, Bolsonaro, Marina Silva, Dilma Rousseff

      Excluir
    2. Cunha, Moro, Maria do Rosario, Jean, Michel etc

      Excluir
  5. Quando li Chase, o resto da creepy virou um episódio de patrulha canina! Kkkk
    Chase está no caso! Kkkk

    ResponderExcluir
  6. O fato dele ter ficado com medo de repente estragou a creepy
    Eu acharia que eram uma daquelas mensagens filosoficas que as pessoas mandam, e se continuasse mandando, desligava o celular ou bloqueava o numero
    (Modo avião também serve)
    1/10

    ResponderExcluir
  7. Achei a escrita um pouco redundante, sabe cara, não precisava ficar repetindo as mesmas informações all the time, entendemos de primeira que ele estava cansado e que não dormia há dois dias. Achei bem clichezona também. Mas é uma boa tentativa, falta de aperfeiçoar.

    ResponderExcluir