11/04/2018

Eu e Meu Irmão Vimos Algo Assustador - Parte 1


Num belo dia de manhã, eu acordei muito feliz por que hoje é meu aniversário e de meu irmão Matt. Como eu estava contente, fui ao quarto de meus pais acordá-los. Abri a porta devagar, correi até a cama e subi saltitando com sorriso no rosto, fazendo com que meus pais acordassem num susto.

“Pelo jeito a nossa pequena Alice acordou bem cedo”, diz minha doce mãe que sorria para mim.

“Bom dia princesa”, diz meu pai meio sonolento.

“Bom dia, papai e mamãe”, falei com um sorriso no rosto e ainda pulando em cima da cama. A medida que meus pais foram se levantando, fui correndo para o quarto de Matt acordar ele e fui ao meu quarto me trocar e ir para o banheiro escovar os dentes. Depois disso fui pra cozinha comer meu cereal com leite que tanto amo e quando acabei, fui para a nossa varanda que ficava em frente da nossa casa coletar flores para colocar no meu cabelo. O dia estava ensolarado com algumas nuvens que mais se parecem algodão doce, um dia bom para esse momento acontecer.

Quando eu já ia entrando, vi um homem alto e muito bonito andando na calçada, ele vestia roupas pretas e um chapéu. Ele acenou pra mim com um belo sorriso e continuou sua caminhada. Meu pai me chamou para entrar e se arrumar que a festa ia começar em 30 minutos, e então eu entrei e subi para meu quarto junto com meu irmão Matt. Meus pais prepararam um vestido rosa com glitter roxo, uma sapatinha azul, uma coroa dourada com diamantes  e um colar de unicórnio. Meus olhos brilharam de alegria e minha boca estava boquiaberta, só pode ser um sonho. Vesti o vestido com maior prazer da minha vida, coloquei a sapatinha azul, arrumei o meu cabelo e coloquei a coroa, em seguida coloquei o colar de unicórnio no pescoço. Fui me ver no espelho ao lado da minha cama e fiquei tão linda, parecendo uma princesa, e fiquei me embelezando na frente do espelho por alguns minutos e fui acordada desse transe pela voz de minha mãe me chamando lá embaixo. Peguei meu anel e desci, dando de cara com Matt que estava vestindo uma camisa listrada azul com calça preta e sapato da mesma cor, e nós descemos juntos pronto para a maravilhosa festa dos sonhos. Demoramos 25 minutos arrumando a sala com vários balões coloridos, bandeiras com a frase “Feliz Aniversário Alice e Matt”, colocando outros enfeites e pondo os doces e salgados na mesa, inclusive os bolos de cor rosa e azul com cada iniciais dos nossos nomes. Depois de 5 minutos descansando e preparando outras coisas, os primeiros convidados a chegarem foram os nossos colegas de escola Samantha e Ben com seus pais e eles trouxeram presentes. Mais e mais convidados foram chegando e trazendo presentes, um maior que o outro, colocamos em um canto improvisado para o final da festa. Depois que cantamos parabéns e comemos os bolos e outras delícias, fomos abrir os presentes e gostei de todos. Depois de uma longa festa, os convidados foram embora junto com os seus filhos. Foi o dia mais feliz da minha vida, um sonho realizado de uma princesa. Antes de irmos dormir, eu e Matt brincamos um pouco com os nossos brinquedos novos. Meu pai entrou no quarto e pediu para que fomos dormir e amanhã teremos aula. Guardei meus brinquedos no baú e Matt foi para seu quarto. Escovei meus dentes e fui dormir.

No dia seguinte, fomos a escola e juntei ao grupo de meninas enquanto Matt foi para o dele. Elas estavam mostrando algumas bonecas e desenhos que fizeram, eu mostrei minha boneca nova e elas gostaram (hoje era o dia em que as crianças iam trazer seus brinquedos e desenhos para a escola, pois tinha a sala em que ficávamos brincando, desenhando e assistindo filmes). Na aula de História fiquei ansiosa para ir a sala assistir filmes e tudo mais. Quando o sinal tocou, pegamos os nossos brinquedos e desenhos e fomos para a sala saltitando. Ficamos 30 minutos brincando e desenhando e fazendo bagunça. Depois os professores colocaram o filme de Alice no País das Maravilhas, nem queria assistir porque já vi esse filme várias vezes e então fui desenhar. Decidi desenhar o homem que vi ontem na calçada antes eu eu entrar, meus colegas estavam focados no filme e os professores estavam escrevendo algo nos papéis, então não terei que me preocupar.

Fui desenhando cada corpo do homem: seu chapéu preto enorme que cobria metade do rosto, suas roupas pretas que mais parecia uma armadura, sua bota preta alta, sua pele albina, seu sorriso tão belo, seus olhos pretos, seus cabelos curtos até o ombro e sua mão acenando. Minha colega Bia olhou para meu desenho e perguntou quem era, respondi que era um homem que vi na minha rua e ela respondeu com um “Ah”, voltando os olhos para o filme. Do começo das aulas restantes até o final foi normal, até a hora de ir pra casa. Vi aquele mesmo homem que vi ontem, com o mesmo sorriso e a mesma roupa. Quando meu pai chegou, perguntei a ele quem era aquele homem e ele disse que é só apenas um louco perdido na rua.

A volta pra casa foi diferente e medonha. O mesmo homem foi na direção de meu pai ainda sorrindo e juro que naquele momento senti que ele ia fazer alguma coisa nada bom. Olhei para meu pai e ele tava um pouco tenso, expressão de pavor em seu rosto.

“Olá Sr. Hungers”, falou o tal homem bonito com sorriso no rosto, sua voz muito atraente.

“Olá...”, disse meu pai, medo em sua voz.

“Desculpe pela minha falta de educação em não me apresentar. Meu nome é Tommy e moro na mesma rua que você, ao lado da sua casa”, falou Tommy.

Meu pai apertou a minha mão com tanta força, fazendo com que eu geme de dor. Tommy ficou encarando meu pai com o seu sorriso encantador e depois olhou pra mim.

“Ah, olá pequena”, falou como um sussurro e respondi um “olá” bem baixinho, minhas bochechas vermelhas. Tommy riu e voltou a olhar para meu pai.

“Temos que ir, minha esposa deve está inquieta pela minha demora. Até mais Tommy”, disse meu pai, sua voz estava tremida, acenou para Tommy e apressou o passo.

Meu pai não falou mais nada até a chegada da nossa casa.

Autora: Ely Costa


49 comentários:

  1. O ser mais desprezível do mundo voltou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas ele é loiro e tem cabelos curtos. é como se fosse um militar, pelo que me lembro

      Excluir
    2. Caraca cara,não faz eu lembrar daquele demonio,to chorando por me lembrar daquela serie de creepys

      Excluir
  2. Me lembrei do Tommy antes mesmo de citar o nome dele...Gosto muito ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tbm crlh kkkkk quando ele falou o nome aí o cu fechou que nao passava nem sinal de wifi

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. E aí pessoal. Essa creepy é de minha autoria, sim pode acreditar. Eu esperei tanto para que postassem (Obrigada Gabriel <33). Meu nome é Ely Costa ^^. Algum erro ou crítica sobre ela, mandei pelo comentários abaixo.

    Pra quem não acredita, está aqui: https://prntscr.com/j40p85

    Como vcs podem ver, é a primeira parte da série. Se gostarem, posso fazer a parte 2!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe pelo errinhos no meu comentário, estou tão feliz que digitei com pressa ^^

      Excluir
    2. A história está boa, parabéns! E boa sorte com o resto.

      Excluir
    3. pofavo fasa um parte 2 dois!!! :-)

      Excluir
    4. Continua que tá bom! Por favor! Tô esperando !

      Excluir
    5. Aahhhh....eu tô doida aquiiiii...continua por favor, gostei muito, tô viajando na história, imaginando probalidades e consequências...kct! Se tem a parte 2, não nos deixe sem ela. Please.

      Excluir
    6. To chorando aqui,é serio que o tommy taff ta voltando?

      Excluir
    7. Não. É outro Tommy...

      Hehehehehe

      Excluir
    8. Por um momento, achei que era o Taffy. Gelei de medo

      Excluir
  5. A Creepy é boa ,seria melhor ainda se não tivesse tantos Es

    ResponderExcluir
  6. Acho fantástico o fato de pessoas gastarem seu tempo criando histórias tão boas! Agradeço e insisto que continue!!

    ResponderExcluir
  7. Tommy taffy AAAAAAAAAAAAAAAAAA finalmente o melhor personagem de todas as Creepys retornou <3

    ResponderExcluir
  8. Tem muita repetição e erros de português :( desanimei de ler

    ResponderExcluir
  9. Mds, já tô chorando! Será pior que desventuras em série, e melhor eu nem olhar!!!

    Ely, não se esqueça do "hehehe" e dos dentes que pareciam de boneco, e do rosto que parecia de plastico

    ResponderExcluir
  10. Espero realmente que não seja o tommy taff, aquela creepy é muito boa pra ganhar uma releitura mal escrita assim

    ResponderExcluir

  11. Escreve devagar Ely, ai minha asma
    Tommy volto ♡

    ResponderExcluir
  12. Vocês querem o Tommy Taffy com visual diferente, além do comportamento (sem a parte em que ele entra nas casas)? ^^

    ResponderExcluir
  13. Ely, não acho que fosse ser legal alterar a apaência e comportamento de uma creepy tão clássica e amada pelos fãs. Se for pra mudar algo, que seja apenas p adicionar pequenas coisas que fizessem o mínimo de diferença, pois a maior delas deve ser apenas o conteúdo da história. Vai com calma e pensa..respira..

    ResponderExcluir
  14. por favor, não estrague o Tommy, se for pra escrever faça uma obra prima, mas se não estiver bem desenrolada, cria uma história original, obrigado ! (:

    ResponderExcluir
  15. Tommy Taffy Você dnv a não vei

    ResponderExcluir
  16. Geralmente eu Nn comento, mas tipo, as creepys sobre Tommy são as que mais prenderam minha atenção hehehe

    ResponderExcluir
  17. Olha, o conto está repleto de erros de português, palavras erradas msm, q n concordam com a frase. Favor revisa isso na parte 2 pq isso torna extremamente cansativo e irritante. Tem muitos Es e é muito repetitivo. E tbm da alguma fala pro Matt, o menino é irmão gêmeo dela e passou como um fantasma. Acho q n faz mal mudar o Tommy, é como se ele quisesse um disfarce, mas n esquece do clássico "hehehe". Tem potencial pra ser boa, continue pfvr s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vcs vem ler a creepypasta ou ler os erros de português ???

      Excluir
    2. Tudo faz parte de um todo. Se não tiver bem estruturado e bem escrito, consequentemente vai estar ruim.

      Excluir
    3. a gente vem ler creepypasta mas infelizmente se depara com um texto mal escrito

      Excluir
  18. Achei fantástico a historia ser contada do ponto de vista da criança, mais pra frente isso pode se tornar algo realmente assustador. Continua assim .

    ResponderExcluir
  19. Cara eu gostei muito, Parabéns. E se for o Taffy mesmo, tenta manter a personalidade dele. Eu pensei que fosse (Não sei se realmente é) Mas se tivesse o "hehehe" Já teria cagado nas calças. Parabéns segunda parte logo, por favor.

    ResponderExcluir
  20. Cara, não... Alguém me diz que não é o Tommy Taffy. Eu amo tanto aquela creepy, não fala que vai fazer uma releitura tão horrível dela.
    A ideia da história em si parece ser interessante, mas o modo com que foi escrito e os erros de português simplesmente acabaram com a história. É isso.

    ResponderExcluir
  21. "Amar significa que você quer foder tanto com alguém que morreria se não fodesse."
    -Taffy Tommy
    Épico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando alguém perguntar o que é o amor, já falo isso

      Excluir
  22. "Amar significa que você quer foder tanto com alguém que morreria se não fodesse."
    -Taffy Tommy
    Épico

    ResponderExcluir
  23. Eu espero que não seja aquele diabo do Tommy Taffy e fiquei feliz por você dizer que não é. E um dos poucos personagens de Creepypasta que eu peguei um ódio, um nojo, um horror real. Não ressuscite esse grandissigr filho de uma puta.

    Espero que seu Tommy seja um baita vilao e que você tenha uma história bacana pra nos contar.

    ResponderExcluir
  24. Fico feliz que não seja um Tommy Taffy 2.0. Ele e um bom personagem, mas foi utilizado ate a beira sa exaustão pelo autor original, isso nas mãos de um brasileiro não vai ficar legal. Esse estilo de história não combina com uma creepypasta. Tem muita enrolação e detalhes desnecessários no meio do texto e a escrita é desinteressante e cansativa. A história parece uma lista: fiz isso, fiz aquilo, fiz isso, fiz aquilo, em meio a um monte de coisas que poderiam ser mais resumidas e menos detalhadas. Creepypastas nasceram como textos curtos e objetivos, isso parece uma fanfic.
    Odeio como acabo soando grossa nessas críticas, principalmente sabendo que o autor talvez leia, mas não sei me expressar de outra forma. Não qurquser cruel, a questão é que você pode melhorar.

    ResponderExcluir
  25. Tommy Taffy versão 2.0 morena alkjsknklank a fábrica de Tommys quis inovar

    ResponderExcluir
  26. Ah pronto, a madame tá voltando!!!

    ResponderExcluir