Postagens Semanais

Segunda-Feira
Francis Divina

Terça-Feira
Gabriel Azevedo

Quarta-Feira
Francis Divina

Quinta-Feira
Gabriel Azevedo

Sexta-Feira
Talisson Bruce

Sábado
==========

Domingo
==========

Amorphous

O Amorphous é um ser muito incomum... se você puder mesmo classifica-lo assim. Como o nome implica, ele não possui forma, ele está em constante mudança. Ele também não possui cor, no entanto, o cérebro humano não consegue processar isso, e nesse caso, a falta de cor é preenchida por escuridão, do mesmo jeito que o cérebro enxerga um buraco negro ou o próprio espaço. As vezes, quando ele realmente quer, um Amorphous pode mudar para qualquer forma que desejar, as vezes pode até ser capaz de mudar algumas cores. Isso pode durar um curto ou longo período, dependendo da complexidade da forma. A necessário muita energia para que um Amorphous possa mudar sua forma.

Um Amorphous não nasce. Não pode ser criado. Não pode ser destruído. Apenas movido. Ele simplesmente foi, é, e será. Para sempre.

Através da historia, os Amorphous tiveram vários nomes: anjos, demônios, fantasmas, espíritos e mais recentemente “sombra”. Um Amorphous pode ser bom ou mau. Como os humanos, alguns possuem mais moral que outros. Mas em nossa dimensão, “bom” e “mau” usamos para classificar coisas que nos ajudam ou nos prejudicam. Na maioria dos universos alternativos, não existem tais ideias.

Amorphous também tendem a ser incrivelmente poderosos. Não apenas podem atravessar dimensões, como também podem cria-las. Isso leva alguns a acreditarem que no início um Amorphous teria criado nossa própria dimensão – nosso próprio universo. Não está claro sua intenção, se essa entidade nos criou com algum propósito ou não, se tem um plano para nós ou nem se importa. Também não está claro se tudo foi feito por um único ser ou vários.

Sem mencionar o quão inteligente são. Como sempre existiram, como sempre viajaram por dimensões, eles possuem um conhecimento infinito sobre o mundo, sobre nosso universo... e também outras dimensões. Algumas pessoas tentam ganhar esse conhecimento, invocando esses seres e tentando tirar informações deles, mas tudo sempre termina em falha.

Existem maneiras de invocar um Amorphous, algumas você já deve ter ouvido falar: tabuleiro Ouija, falar algo em frente ao espelho no escuro, existem muitos rituais. Quando um Amorphous é jogado em nossa dimensão contra sua vontade, ele pode se tornar bastante agressivo. As vezes, em casos raros, eles reagem calmamente, com curiosidade. Atravessar para o nosso mundo, requer uma grande quantidade de energia deles, então eles tendem a permanecer próximos a um local familiar ou objeto por um tempo até reunirem força suficiente para se moverem livremente outra vez. Viajar pelo tempo e espaço não é algo tão simples e rápido.

Tenho certeza que você já fez algumas conexões, muito provavelmente você mesmo já teve alguma experiência com um Amorphous em algum momento. Provavelmente pode estar perto de um agora mesmo.

Somos brinquedos para alguns deles. E eles não entendem a morte – eles mesmo não não podem morrer – então eles gostam de nos observar morrer. É interessante para eles quando nos veem perdendo os movimentos.

É certo que os humanos que eles mais acham interessantes são os que mais sentem medo. Também é quase impossível para um Amorphous sentir medo – nada pode ameaça-los. Embora sejam inteligentes, eles nunca entenderam o que realmente significa ter medo ou como é morrer. Isso os atormenta.

Muitos deles nos observam, nos esperam morrer esperando que possam aprender algo. Alguns ficam muito muito ansiosos... e tentam acelerar o processo.

Aquelas sombras que você vê durante a noite, no canto mais escuro do seu quarto, pode não ser a sua mente lhe pregando truques.

Pode ser – provavelmente – a massa contorcida de algum Amorphous.

Observando você...

Tentando assusta-lo...

Ficando muito,

Muito

Impaciente.