05/04/2018

O monstro rosa

Essa história aconteceu realmente com um amigo meu, então não posso levar os créditos. No entanto, essa história é real e provavelmente fácil de ser explicada, mas ainda continua sendo bastante assustadora. 

Meus pais e eu vivíamos na mesma casa desde o meu nascimento, em uma vizinhança localizada no subúrbio da Pennsylvania Central. Meu quarto ficava no primeiro andar, com uma janela para o quintal, que era cercado. 

Quando criança, eu sempre acordava gritando e chorando, falando que tinha visto algum tipo de monstro no quintal. Obviamente, meus pais pensavam que eu estivesse com algum tipo de pesadelo, então tentavam me acalmar. Eles deixavam que o nosso cachorro saísse para o quintal onde aparentemente assustaria o que estivesse por lá. Depois, eu conseguia dormir sem ter mais pesadelos pelo resto da noite. 

Essas visões eram uma coisa recorrente que me assustou por muitos anos enquanto eu crescia, apenas me acalmando quando o cachorro saía para o quintal. Tudo acabou quando meu irmão mais novo nasceu e o meu quarto foi passado para ele. Fui para o quarto de cima, e depois disso nunca mais tive problemas. 

Enquanto crescia fui me tornado capaz de montar um sentido para aquela situação, e pude relembrar como aquela coisa era. Era um tipo de ser peludo e rosa, como um tipo de monstro. Ele nunca fez nada além de ficar parado no outro lado da minha janela, e isso já me assustava bastante. Fiquei tão feliz por mudar de quarto e nunca mais ter de lidar com isso. Eu cheguei a pensar que fosse um tipo de ilusão e me sentia melhor apenas quando meus pais saíam para verificar o quintal e isso adormecia a minha imaginação. Mas agora vem a parte assustadora. 

Meus pais obviamente nunca acreditaram em mim, apenas achavam que fosse a minha imaginação ou algum pesadelo. Nunca viram nada e nunca encontraram alguma evidência, tinham apenas a minha palavra. Depois que mudei de quarto, nunca mais vi aquela coisa e comecei a pensar que fosse apenas a minha jovem imaginação descontrolada. Logo, esqueci de tudo que tinha visto e meus pais não levantaram mais o assunto, então a historia do monstro começou a se apagar da minha memória... até que o meu irmão mais novo começou a acordar chorando, falando sobre um monstro peludo e rosa o encarando do outro lado da janela.


20 comentários:

  1. Eu já li essa história, mas foi no YouTube... O monstro deve ser fêmea...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou talvez ele seja ai pai para

      Excluir
    2. Meninos fambem curtem rosa ué, a cor não interfere no gênero do monstro, creio eu.

      Excluir
  2. Não sei porque diabos... Mas fiquei imaginado um coelhinho da páscoa gigante, peludo e rosa. Tá, parei... Vou ali buscar meu gardenal.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. O monstro parece fofinho *-*
    Mas só de imaginar essa coisa na sua janela já bate um medin

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. previsível mas boa. Disse q é fácil de ser explicada mas como? Se vc vê uma silhueta escura na janela provavelmente é fácil de explicar, mas se vc consegue ver q aquilo tem coloração rosa.... É alguma coisa.

    ResponderExcluir
  7. Era o Fuzzi Confusão, ele dizia: "saia da minha propriedade" Que era o quarto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Huehuehuehuehuehue!!
      Eles são de townsville

      Excluir
  8. Fiquei imaginando o coelho da assistência social do The Sims 2

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Era a Pantera Cor de Rosa Poh. Viu como é fácil de ser explicado kkk

    ResponderExcluir
  11. Robbie the Rabbit diretamente de silent hill.

    ResponderExcluir