28/07/2012

Creepypasta dos Fãs: O Ônibus


Eu nunca me senti completa. Nunca estive satisfeita. Mas também nunca me interessei em fazer algo para mudar. Quando Robert, meu esposo não estava comigo, o que cuidava da minha ansiedade era passear com Billy. E ainda evitava que ele fizesse suas necessidades pela casa obviamente.
Eu fazia esse passeio pelas redondezas toda madrugada. Pelo menos até aquele dia. Eram 1 e 45 da manha, um babaca freou bem em cima de nós, por pouco não nos acertou. Apesar do susto o que mexeu comigo não foi isso, e sim aquele ônibus verde que apareceu. Lotado de passageiros, o motorista com cabelo milimetricamente penteado, com um sorriso que parecia sugar toda minha coragem. Ele estacionou, abriu a porta da frente e desceu.

- Está na hora de vir conosco Clarisse.
Ele disse com um tom acolhedor e ao mesmo tempo frio. Eu não entendia como ele sabia meu nome, nem porque passara por ali, já que havia nenhuma linha de ônibus nessa rua. Entre o medo, a desconfiança e a curiosidade, tudo que pude responder foi:
- Não, obrigado.
Virei-me e voltei para casa. Meu marido já havia chegado.
- Onde você estava amor?
- Fui passear com o cachorro.
- A essa hora de novo amor? Amor? Ei!
- Desculpe.
- O que foi?
- Robert, qual linha de ônibus passa na rua aqui em frente a nossa casa?
- Nenhuma amor. Faz quatro anos que moramos aqui e nunca passou sequer um ônibus, e caso alguma linha fosse criada aqui, acho que saberíamos. Por quê?
- Um ônibus parou pra mim hoje. E o motorista sabia o meu nome.
- O que? Como assim?
- Eu também não sei.
- Olha amor, você anda muito estressada com os preparativos do nosso casamento, ainda decidiu parar com seu remédio para ansiedade.
- Você está dizendo que eu sou louca? Eu não vi coisa. Era um ônibus, um ônibus de verdade.
- Não estou dizendo que não era amor. Apenas durma um pouco, descanse. Amanha vai perceber que pode ter sido algo da sua cabeça.
Fui-me deitar furiosa, mas sem admitir que o que ele disse fazia mais sentido. E realmente, acordei no dia seguinte mais leve e feliz por saber que finalmente seria o dia de escolher o vestido.
O olhar das moças do ateliê eram os juízes da minha escolha. Se eu escolhesse um que fizesse os olhos de todas elas brilharem, esse era o certo.
- O que é isso no seu nariz Clarisse?
Uma senhora me questionou com espanto.
- O que?
Minha calma e leveza foram embora quando levei as mãos ao rosto e percebi que o sangue escorria pelo meu nariz. Senti-me sufocada. Precisava de ar e por isso corri para fora da loja. Lá fora estava ele me esperando. Aquele mesmo ônibus. Os mesmos passageiros. E o mesmo motorista parado na porta com seu sorriso.
- Eu não posso esperar mais Clarisse. É hora de vir conosco.
- Não! Você não vai me levar!

Naquele momento tudo fez sentido. Talvez aquele carro... Aquele carro não "quase" me acertou. Aquele carro me atropelou. É isso. Estou morta, não me resta nada a não ser me entregar. Mas agora não, agora eu tenho tudo. Vou me casar. Não posso abandonar tudo isso. E não vou! Voltei para dentro da loja.
- Moça, chame a policia, por favor!
- O que houve minha jovem?
- Aquele homem está me perseguindo!
- Quem?
- Aquele dentro do onib...
Era até óbvio. O ônibus não estava mais lá.
- Menina, sente-se. O que aconteceu? Seu nariz está sangrando.
Aquela gentil senhora limpava meu rosto e eu sequer podia sentir suas mãos. A imagem do ônibus, aquele sorriso macabro, nada daquilo deixava minha mente a sós por sequer um segundo. Acho melhor ir pra casa. Um banho deve esfriar minha cabeça.
A água fria pelo meu corpo me dava uma falsa sensação de alívio. Saí do banho e fui me secar. Meu cachorro me olhava quase implorando para passear.
- Desculpe Billy, você sabe quem está lá fora esperando por mim.
Será que esse seria o meu destino? Presa dentro de casa, com medo de um ônibus que sequer existe. Presa na dúvida. A vida é minha e ninguém pode me tomar. Pela primeira vez eu não senti medo. Eu estava pronta pra enfrentar tudo aquilo. Eu não podia fugir mais. O medo deu lugar à confiança. Aprontei Billy, pus um casaco e saí. Já era tarde mesmo, quase duas da manha. Depois de uma pequena caminhada, lá estava ele me esperando. Vi o ônibus fazer uma curva e vir até a mim. Ele estacionou e como sempre, o motorista desceu.
- Clarisse, não seja egoísta, você não é a única aqui. Você tem que vir conosco.
- Não, eu não vou!
- Você tem certeza?
- Tenho!

Eu gritava tão determinada que não percebi que Billy escapava das minhas mãos e entrava no ônibus.
- Não Billy, vem cá! Devolva meu cachorro!
- Não posso Clarisse, foi ele quem escolheu.
Eu não sabia se devia continuar e deixa-lo, eu o amava demais. Mas manti minha posição.
- Eu não vou! Essa é a minha vida eu escolho!
- Não Clarisse... Essa não é a sua vida. É a vida que você poderia ter tido...
O homem voltou para seu banco, fechou a porta e foi embora. Acho que agora sim, está tudo resolvido. Nunca mais verei aquele maldito ônibus. Sinto-me mais leve, porém de um jeito estranho. Toda aquela preocupação e ansiedade se foram, agora eu só vejo uma luz. Uma luz intensa. Finalmente eu acho que terei paz.

-

- Minha nossa, que horrível!
- Eu a conheço, ela se chama Clarisse, é minha vizinha.
- Esperem! O cachorro está vivo, isso só pode ser um milagre

Escrita/Enviada por: Felipe Alves da Silva




Update: O moço que mandou a creepypasta avisou pra mim que tinha "transcrito" um episódio de além da imaginação. Eu achei uma boa, pois nem todos tem acesso a essa série. Não xinguem, por favor, o cara só transcreveu para a literatura algo que era de televisão.


46 comentários:

  1. vi isso em além da imaginação

    ResponderExcluir
  2. nem entendi o final,a conversa do final alguem me explica PFV

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela morreu, o ônibus seria a salvação, pois o cachorro entrou no ônibus e se salvou. A conversa do final são duas vizinhas falando disso que eu acabei de explicar. Foi o que eu entendi... rs

      Excluir
  3. Quem entrasse no ônibus ficaria vivo, ela não entrou e morreu, o cachorro entrou e ficou vivo

    ResponderExcluir
  4. Muito bom. É uma bela de uma MindFuck u.u

    ResponderExcluir
  5. copiou o episódio de alem da imaginação, mas ta legal!!

    ResponderExcluir
  6. http://www.youtube.com/watch?v=dBeoMt9GgHs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obg pelo link... adoro Além da Imaginação... vô assistir esse ep agora XD

      Excluir
  7. aff chega dessa crepypasta de fan cade as novas esses vagabundos malditos ainda n chegaram vao se fuder site lixo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não gosta do blog, pq vem aqui? Tenha um pouco de paciência e deixa os caras curtirem suas férias!

      Excluir
    2. Você trabalha ou estuda? se sim sabe o quão cansativo é, imagina então se todo dia além de trabalhar/estudar vc tivesse que procurar creepypastas para atualizar seu blog! e depois quando chegassem as férias vc não pudesse nem se divertir um pouco sem ser xingado por alguém, chato não? poisé, agora por causa de uma pessoa egoista como voce os donos deste blog não podem ter nem vida social? vai toma no cu!

      Excluir
    3. Se ta tao sem paciencia com os donos do blog, simples, crie o seu e traduza suas creepypastas la, Divina e Cia, obrigaro pelas CP, todas sao otimas, acompanho o blog desde sua criaçao e digo sem duvida alguma que.voces sao os melhores mo que fazem, espero ancioso pela volta de voces.

      Excluir
    4. "mimimi eu queru creepy pasta mimimi
      olhem pra mim, sou um babaca mimado e criado a leite com pera
      não sei ir em um site de creepy pasta e traduzir sozinho, por
      isso vou xingar muito nas internets, hurr durr"

      Excluir
  8. Adorei essa creepy *-*

    Parabéns para quem fez/traduziu!!!

    Obs: Eu não teria entrado no ônibus :(

    ResponderExcluir
  9. O babaca que mandou essa "creepypasta" é um idiota, isso daí é um conto de terror que passou na tv de uma série que não lebro o nome, não sei se era Masters of Horror ou Nightmares and Dreamscapes, ou outra parecida. Eu sei pois vi essa série e esse episódio particularmente me afetou. Babaca plagiador

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade se vc soubesse ler, mocinha mal educada, ia ver que está escrito no final da creepy que essa creepy é uma transcrição. LEIA antes de agredir, GÊNIO.

      Excluir
    2. Porra mete o pe sua vadiazinha, esse blog e foda pra caralho, e foda-se sua opiniao, vai rodar bolsinha porra

      Excluir
    3. Tanto seu comentário quanto seu perfil me causaram uma fortíssima sensação de vergonha alheia, senhorita Nica.

      Excluir
    4. Vadia! aprende a ler antes de vir criticar as creepy pastas!

      Excluir
    5. Quando ela comentou isso ainda não tava escrito... o cara se tocou que se deram conta que ele copiou da série, e AÍ SIM contatou a equipe do blog -.-

      Excluir
    6. Acho que quem não sabe ler são vocês... tá escrito ali que foi um UPDATE, ou seja, o post foi editado após ser postado. No início, quando ela comentou, ainda não tinha sido editado. Idiotas

      Excluir
    7. Mesmo que ninguém saiba ler ...ela não deveria chamar ninguém de plagiador... Afinal de contas foi uma ótima ideia .tem várias creepys por ai baseadas em ep de series ,um exemplo são as de bonecas, alguém que transforma as pessoas em bonecas. Ben clichê mas tá valendo

      Excluir
  10. Por que tem tantos haters comentando nesse blog?
    DE ONDE ELES VIERAM, SÉRIO? Não lembro deles comentando há um tempo atrás.
    Quase nunca via ninguém xingando aqui, agora TODO post tem alguém falando merda.
    Tudo bem não gostar, mas ficar xingando os postadores e o pessoal que envia creepypastas é foda.
    Parece que esses caras brotaram do nada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que eu tenho reparado cara, ta uma palhaçada, se eles estao tao incomodados, que criem seu blog e postem suas “creepypastas fodonas“ ou traduzam e mandem para o pessoal, atitude de gente babaca e imatura essa deles.

      Excluir
    2. Olha, é por gente como vocês e outros que ainda continuamos o blog. (:

      Excluir
    3. Poiseh, Francis. Mas vocês não podem se deixar abalar por essa minoria desrespeitosa que frequenta o blog. Essa pequena "corja" de desocupados provavelmente se sente frustrado por não ter imaginação ou criatividade o suficiente pra ler "imergir" em uma história, tampouco têm discernimento para entender o simples fato de vocês muitas vezes apenas ADMINISTRAM a situação abrindo um espaço para que nós frequentadores possamos "divulgar" nossos trabalhos. Em resumo: relaxa aí, que a gente (freqüentadores assíduos que valorizam o trabalho tanto dos Adms, quanto dos escritores) não vamos deixar esse blog morrer JAMAIS. Abraço, Luiz Lindner(emissariogargula@hotmail.com)

      Excluir
    4. É sempre assim, quando um blog começa a fazer sucesso, chega gente pra querer zuar '-'
      Parece que não suporta ver gente feliz ou se dando bem...
      Não passam de crianções '-'

      Excluir
    5. Não Math, Parece que até blog que não é famoso tem Heaters parece que isso virou modinha da internet, se querem alguma creepypasta boa cria um blog pow :/

      Excluir
    6. AH FALA SÉRIO ESSE PESSOAL NEM DEVE ACOMPANHAR O BLOG E FICA AI QUERENDO BOTAR BANCA.. BANDO DE MAL EDUCADOS! POW SE NÃO GOSTOU NÃO ACESSA MAIS... E AINDA NOS POUPAM DE VER SEUS COMENTÁRIOS IDIOTAS!

      Excluir
  11. Parece que nem todos aqui foram educados como deveria :(
    CRITICA NEGATIVA SIM, OFENDER NÃO (y)

    ResponderExcluir
  12. Uau, eu assistia quando pequena, me lembro apenas deste episódio e de outro em que o menino na cadeira de rodas vomitava areia...
    Eu era pequena nem lembro muito, mas deste eu sempre lembre *-*
    Fiquei super feliz quando descobri por algum acaso o nome da série a algum tempo atrás, e fico feliz de ver que está aqui.
    Realmente adoro essa história *-*
    -Kloster

    ResponderExcluir
  13. Legals ein. Gostei bastante. E vcs ainda me apresentaram uma serie que com certeza eu vou baixar. Continuem assim. Bem legal mesmo.

    ResponderExcluir
  14. Legal, nao conhecia a série
    Boa creepy

    ResponderExcluir
  15. Podem me chamar de louco, mas esses haters são um sinal do crescimento do blog. Não existe blog famoso que não tenha esse pessoal, conforme um blog cresce e ganha fama vai chegando todo tipo de pessoa, principalmente crianças ignorantes pagando de trollzinho da internet e xingando trocentos palavões por invejinha, até o MedoB sofre com isso. Infelizmente enquanto existir blog vai ter isso, minha dica é ignorar esse tipo de comentário e seguir em frente, aposto que as pessoas que amam o o blog são MUITO mais, e não vale a pena deixar muitas na mão por causa de meia duzia de retardados ;]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entenda como isso: É um teste, pense que é um teste para vc continuar com o blog u.u

      Excluir
  16. Essa série passava no Sbt todo Domingo de manhã! Assistia sempre quando criança. Muito boa XD

    ResponderExcluir
  17. Este é um dos primeiros 10 episódios da primeira temporada da versãod e 2002 de Alémd a Imaginação, apresentado pelo Forest Whitaker. Coemcei a ler já lembrando do episódio, é muito bom! ^^

    ResponderExcluir
  18. nao liguem pra essas crianças q nao tem nada pra fazer e fiica xigando as pessoas q tem critividade
    isso e inveja por nao saberem fazer nada bom so sabem explorar os outros como se fossem seus escravos

    ResponderExcluir
  19. Tipo, se ela entrasse no ônibus, ela ia sobreviver, é isso?

    ResponderExcluir
  20. Oi, bom essa é a segunda creepy que eu leio.(a primeira foi A Casa sem fim) eu realmente gostei dela e naum ligo se foi trascrevido e blábláblá. Só sei que ficou bom e interessante de ler.
    Boa sorte e que continue postando mais.

    ResponderExcluir
  21. Filha da putagem do motorista não explicar a ela viu, mediana.

    ResponderExcluir
  22. Essa Nica é gata, penaq defeca pelo teclado, FODA-SE se te afetou, o problema é seu.

    ResponderExcluir
  23. Essas rapariga problematica são um problema

    ResponderExcluir