12/05/16

Creepypasta dos Fãs: Ainda não sei o que era aquela criatura...

Dia 29 de dezembro de 2000

Bom, não sei por onde começar... Decidi comprar um diário hoje. Penso que, se algo legal acontecer, poderá ser lembrado nesse livro. É para isso que servem os diários. Também penso que pode ser a única forma de lembrar de mim com detalhes. Afinal, o ano está quase acabando. Vou celebrar o ano novo na casa do meu amigo Markus.

P.S.: Quase me esqueci, vou precisar colocar minhas informações nesse diário: Nome: Victor Melo Augusto, 19 anos, nasci dia 12/2/1981.


Dia 1 de janeiro de 2001


Férias! Ahh... Finalmente! Estou pensando em como vou aproveita-las. Hoje mesmo tive a ideia de manter contato com meu amigo no Skype 24 horas por dia. Vou por em prática amanhã, estou ansioso para ver como é; não acho que sou o único que já fiz isso, mas provavelmente um dos poucos.

Dia 3 de janeiro de 2001
Não tem tanta graça quanto eu pensava, mas não deixa de ser muito legal! Ficamos jogando e conversando o dia inteiro, acordei cedo e liguei meu Skype, liguei para ele na mesma hora em que ele conectou. Comentei com ele a minha ideia e ele achou legal, apesar de que a casa dele é perto da minha. Eu moro em um quarteirão e ele mora no quarteirão do canto inferior direito do meu. Enfim, ele também me contou que tem dois laptops: um para uso normal e o outro... Adivinha... Entrar na Deep Web! Sempre imaginei como deve ser a Deep Web, mas nunca tive coragem de entrar. Bom, vou dormir agora, quase sempre durmo mais tarde do que ele, mas nós dois deixamos as câmeras e microfones ligados.

Dia 5 de janeiro de 2001

Hoje aconteceu algo bem estranho. Ele entrou na Deep Web e acessou uma espécie de jogo de terror, onde você não consegue andar menos de quatro metros quadrados. Há uma TV enorme, onde se passam várias cenas perturbadoras. Achamos normal, pois, é claro, jogos de terror... Deep Web... Deu para entender, né? Bem, como não gostamos daquelas cenas (ele compartilhava a tela de seu computador pelo Skype), decidimos fechar a página do jogo... E então... A página não fechava. Ele usou os botões Ctrl + Alt + Del e fechou a página.


Quando ele fechou a página, começou um download de duas coisas em seu laptop. Em primeiro, um arquivo sem nome, e em segundo, um arquivo .txt de nome "itstoolatenow", traduzindo seria "é tarde demais agora". Ficamos assustados, mas Markus (meu amigo) abriu o arquivo itstoolatenow.txt. Nele estava escrito: "Be careful since now...", que seria "tome cuidado desde agora". Depois disso, Markus apagou os dois arquivos e foi dormir. Eu disse que ficaria acordado um pouco mais. Fiquei mais duas horas acordados. Era meia-noite quando ele foi dormir e percebi que a qualidade da chamada ficou péssima de uma hora para outra, por três segundos, e depois voltou. Markus provavelmente nem se preocupou em entender o que aconteceu, mas tenho quase certeza de que ele baixou um vírus em seu computador a partir daquele jogo. Fui dormir.

Dia 6 de janeiro de 2001


Quando acordei, ele já estava almoçando. Fui dormir tarde, acordei tarde... Nós comentamos sobre o que seria aquele vírus, porque ele foi instalado e como. Decidi levar meu notebook para a casa dele e tudo ocorreu normal. Nesse caso, terminamos a chamada para não interferir e pesar o computador, já que estávamos lado a lado. No fim do dia, enviei uma chamada para ele e fui para casa. Tudo ocorreu normal, não tenho muita coisa para contar. Fui dormir.

P.S.: Nós não ficamos o dia todo no computador como deve estar pensando, nós também passeamos, vamos a lugares como o cinema, viajamos, jogamos jogos de tabuleiro, conversamos sobre coisas pessoais, brincamos (temos ambos 19 anos, mas ainda gostamos de brincar, julgue-nos como quiser), etc. A não ser quando estamos virtualmente conectados, não temos como fazer essas coisas, a não ser combinando.


Dia 8 de janeiro de 2001


Estamos cada vez mais nos habituando ao Skype 24 horas e variando cada vez mais o que fazemos virtualmente, mas não parece boa ideia. Acontece que toda hora que ele liga o segundo laptop, são os arquivos que ele apagou que aparecem. Não tenho muito o que comentar atualmente no diário, nenhuma coisa inédita acontece. A única coisa que me assusta são os arquivos. Bem, vou provavelmente me distanciar do meu diário por alguns dias, até acontecer algo...

Dia 23 de janeiro de 2001

Faz tempo que ele reclama de uma sensação de presença na casa dele. Fiquei tão preocupado com meu amigo que decidi posar na casa dele amanhã até ele se acalmar. A casa dele é bem grande; tem até piscina, porém, ele não tem uma sensação boa quando vai nadar. Deve ser a solidão. Não tem graça nadar sozinho, mas ele sente algo mais esses dias, sente perigo... Mesmo assim, creio que esses dias vão ser divertidos. Apesar de chover muito e ser bem frio, nosso bairro tem bastante movimento.

Dia 12 de fevereiro de 2001

Hoje é meu aniversário! Celebramos na casa do meu amigo mesmo, mas convidamos meus pais e amigos da escola. Foi um dia muito bom e divertido. Mudando de assunto, estou sentindo a sensação que meu amigo descreve sentir também. Ela vai ficando mais forte, como se alguém estivesse se abrindo cada vez mais a uma pessoa.

Dia 13 de fevereiro de 2001

Decidi ir embora, peguei minhas coisas e voltei para casa. Ele ficou triste, pois queria que eu ficasse mais. Tenho que concordar... Foram dias divertidos, mas queria ir embora, não queria sentir aquela sensação... Era agonizante. Cheguei em casa e liguei o Skype. Perguntei se ele gostaria de posar na minha casa. Ele não pensou duas vezes e concordou, mas disse que seria amanhã, pois

estava tarde e estávamos cansados da festa de aniversário. Eu sentia que algo me dizia para ficar acordado, como se algo me dissesse para ficar acordado enquanto ele dorme, então fiz o seguinte: tomei um banho gelado e tomei café para ficar acordado o máximo possível. Quando ele dormiu, fiquei assistindo vídeos no Youtube e jogando, sempre prestando atenção na câmera do meu amigo, até que algo estranho aconteceu... A chamada baixou drasticamente a qualidade, e a luz do corredor, que era possível ver pelo canto da webcam, estava piscando sem parar! Eu não lembro bem, mas senti que deveria ir "averiguar" diretamente da janela da casa dele. Virei a esquina e segui reto até o portão da casa dele. Consegui ver a sala da janela de sua casa. Então, depois da visão daquilo na sala dele, tudo começou. Algo. Só isso, alguma coisa estava lá, não via muito bem, era como se fosse transparente, mas tive uma sensação muito forte, a mesma de quando estava na casa dele, só que muito, muito mais forte! Voltei correndo desesperadamente para o meu quarto e desliguei minha webcam a tempo daquilo chegar no quarto do meu amigo. “Como sei que estava lá?”, você me pergunta... Aí é que está, eu também não sei. Da mesma maneira que também não sei como fui tão rápido. Quando vi aquele vulto no quarto do meu amigo, comecei a rezar. No meio da oração, ouvi um grito de desespero que, quando terminei de rezar, se silenciou. Voltei para a casa do meu amigo e a sensação parou, sentia paz. Deus foi a resposta. Fui dormir finalmente. Eram três e meia da manhã.

P.S.: Desliguei a webcam, porque se aquilo me visse, eu não sei o que poderia acontecer comigo.

Dia 14 de fevereiro de 2001

Meu amigo veio aqui para casa e contei tudo para ele. Ele ficou horrorizado e decidiu que ficaria por um bom tempo na minha casa. Ainda não sei como um hacker (daqui a pouco explico como cheguei na conclusão de que é um hack) poderia mandar sei-lá-o-que-era-isso para alguma casa. Não tenho muito para contar hoje. Meu amigo está lendo o que estou escrevendo. Quando eu terminar, darei para ele ler meu diário inteiro enquanto durmo (é óbvio que ele lerá enquanto durmo, escrevo o diário no fim do dia).

P.S.: Cheguei na conclusão de que o jogo era um hack esses dias (o que parecia meio óbvio desde o começo). A Deep Web é cheio de hackers e crackers. Claro que usaram esse jogo como um meio de invadir o laptop do meu amigo. Você está pensando que como ele tinha um computador separado

para entrar na Deep Web, ele não colocou os dados reais dele nesse computador... Exatamente. Mas o cracker era tão profissional que fez o que não prevíamos... Invadiu a rede de internet que ele usava e descobriu os computadores que usavam essa rede. Graças a Deus ele já estava satisfeito e não invadiu meu computador também enquanto estava na casa dele.

Obs.: Meu amigo está pálido!


Dia 15 de março de 2001

Decidimos pegar um bico e arranjar dinheiro para poder viajar para outra cidade e comprar outros computadores. Temos o suficiente agora para comprar computadores básicos e nos mudar. Estávamos felizes e aliviados ao sabermos que poderíamos sair daquele lugar... Isso era o que eu e meu amigo pensávamos. O que foi que nós fizemos... O nosso bairro estava deserto desde que sentimos aquela sensação. O que eu não sabia, era que aquilo passou a localização do nosso bairro para os hackers! O bairro inteiro se mudou para a cidade vizinha... Aquilo estava no bairro faz muito tempo, desde depois que os arquivos foram instalados, por isso aquela presença!

Éramos os últimos naquele lugar! Os últimos a perceber! Por que nós?! Por quê?! Não podíamos usar telefones nem sites para comprar passagens! A cidade inteira estava hackeada. Ok, ok... Eu também pensei em ir de carro, mas a cidade fechou fronteiras; ficamos presos na cidade. Tentamos nos adaptar, mas aquela sensação volta toda hora... Essa sensação de solidão predomina. Rezamos todos os dias e ficamos esperando o dia passar, até tudo aquilo passar. Tentamos descobrir o que era aquela coisa, como um simples hack poderia causar tudo aquilo e, acima de tudo, o que eram aquelas imagens perturbadoras do jogo, que eram totalmente reais.


Dia 25 de março de 2001


Descobri porque a cidade estava deserta. Estavam protestando. Só então todo mundo se mudou. Fomos na prefeitura e descobrimos que o nome do vírus que contaminou a cidade era "itstoolatenow".

P.S.: No mapa do estado, a cidade que moramos não aparece. Há blogs que falam sobre a cidade, se referem a ela como uma cidade fantasma.


Dia 29 de dezembro de 2001


Meu amigo faleceu há alguns meses atrás. Ele escondeu meu diário, por isso não podia escrever. Acordo com hematomas cada vez maiores no corpo, arranhados e queimaduras... Hoje tive uma visão bem clara, aquela coisa me encarando, não sei como um hack virou isso! Não sei quando vai ser minha última anotação. Vi no jornal que o Brasil vai tornar essa cidade oficialmente do meu estado, como se ela não fosse do Brasil, como se ela tivesse sido apagada do mundo, e eu talvez nem exista ainda. Não é possível apenas eu e meu amigo estarmos nessa cidade. Imagina aquele clichê de eu ser simplesmente um fantasma prestes a descansar, enfim... Mas parece plausível dessa vez. Acho que é um adeus, seja o que Deus quiser, e tomara que achem meu diário...

Dia 30 de dezembro de 2001

Aquela coisa está dando passos arrastados, consigo ouvir, está a menos de 26 metros de mim, acho que vou sumir. Adeus.

P.S.: Ainda não sei como um vírus virou isso. Não sei. Talvez não fosse um vírus. Talvez não fosse nem o vírus o que causou isso... Essa foi minha hipótese final, eu acho. Por precaução, não anotarei mais nada.


Autor: Marcos Laranjo

Revisão: Gabriela Prado


53 comentários:

  1. Respostas
    1. Foi o que eu pensei, nem acabei de ler e já vim aqui nos comentários vê se alguém notou, bem, todos notaram

      Excluir
  2. Ficou meio sem sentido, mas é legal.

    ResponderExcluir
  3. Meu deus, que creepypasta horrível.

    ResponderExcluir
  4. Gostei da Creepy, que triste mano afzau

    ResponderExcluir
  5. Gostei da escrita, mas sei lá... acho que o autor devia ter focado mais na coisa, ou no hacker. Não sabemos se é um perigo sobrenatural ou de fato só um hacker botando medo. E um ponto que me incomodou foi os pais deixarem a cidade (?) e o filho pra trás. Tipo "Vamo embora e foda-se ele."

    Dar uma continuidade com outro personagem com um "Encontrei esse diário por acaso enquanto vasculhava esse lugar inábitado..." poderia ser uma solução, talvez uma segunda parte onde contam mais detalhes, porque na minha opinião tem potêncial.

    ResponderExcluir
  6. Huh...fiquei com a sensação de que eles se tornaram personagens do jogo e a cidade fantasma não passava de uma cópia da real...mas vai saber...posso estar errado, as vezes viajo criando teorias quando leio uma boa creepy.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tb pensei e tive essa mesma sensação. É uma boa teoria pra falar a vdd qq

      Excluir
  7. Santa deep web, hue... Lendo essa creepy lembrei de um cara que se achava mó fodão navegando nas camadas mais profundas, aí um dia ele recebeu um email do próprio endereço, dizendo que "Tenha mais cuidado na deep web",ou algo do tipo. Junto anexado estavam várias fotos e vídeos dele... Bom... Ele não entrou mais xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miseriqueima, onde vc viu isso ?? Quero ler

      Excluir
    2. Já quero ler tbm. Compartilhe aq heueheu

      Excluir
    3. Conte-nos mais ㄱㅂㄱ rçrçrç adoron ♡

      Excluir
    4. Conte-nos mais ㄱㅂㄱ rçrçrç adoron ♡

      Excluir
    5. Não era uma creepypasta, era mais um relato. Se não me engano, li sobre numa matéria de perigos na deep web, no www.fatosdesconhecidos.com .

      Excluir
  8. Skype em 2001? :v²

    ResponderExcluir
  9. É plausível ele não conseguir descrever o que tava acontecendo,
    considerando a situação real .-.

    ResponderExcluir
  10. Primeiro Skype em 2001? na boa quem escreveu a Creppy se toca nesse ponto ai, ele foi criado em 2003 (não entendo muito de internet e sei, quem conhece sobre a Dep deveria saber neh). Segundo no inicio dava pra entender, no fim ja tava sem sentindo algum. Foi meio confusa o que tornou fraca a Creppy.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi pior o youtube em 2001

      Excluir
  11. A creepy tem potencial. O autor do precisa se ligar mais em alguns pontos.

    ResponderExcluir
  12. Oi Gabriel,beleza cara? Eu sei que não devia comentar aqui, mas não sei como entrar em contato com vcs.
    Tem uma creepypasta chamada: " A Vidente de Possibilidades".

    Não sei se já postaram, se não, é uma ótima creepy, é longa, pode até ser dividida em mais de uma parte. Encontrei no site Creepypasta. Gostaria que um de vcs traduzissem, pois achei MUITO boa, e é top 1 no ranking do site... abraços!

    ResponderExcluir
  13. Gente, que coisa louca. Começou de um jeito e do nada... puf.

    ResponderExcluir
  14. Gente eu sei que isso não tem nada a ver com a creepy, mas hoje 13 de maio é meu aniversário então se vcs puderem mandar um parabéns ai, eu ficaria agradecida ;-;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns :)
      Tú tá morrendo ;)
      Parabéns :)

      Excluir
    2. Parabéns <3
      Espero que seu aniversário tenha sido divertido.

      Excluir
    3. Parabéns meio muito atrasado mas mesmo assim kk espero que o seu aniversário tenha sido legal

      Excluir
  15. A creepy focou legal, mas acho que o autor podia ter se apegado mais a alguns fatos, tipo, o que era essa coisa? Um assassino? Um fantasma? Eis a questão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que intenção foi fazer um misterios, coo algumas Creppys deixam subentendido que cristura ou deixava de ser, mas falhu legal

      Excluir
  16. primeiramente, skype e youtube em 2001? falhou rude

    segundamente, na maior parte da creepy, tive a sensação que ia rolar um conto erótico gay, até agora não entendi oque o autor quis fazer ali

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu fiquei shippando kkkjj

      Excluir
    2. Eu achei que tinha sido a única a notar isso gaushshss nuss

      Excluir
    3. Eu pensei que tinha sido a única a pensar num romance gay hhshsbs mas aí lembrei que era um site de creepypasta.

      Excluir
  17. Honestamente, que história fraca. :(
    Tem coisas que fogem tanto da realidade que você não tem nem tempo de ficar tenso, assustado e/ou com medo.
    Por exemplo, dois Rapazes, de 19 anos, em 1 mês fazendo bicos, juntam dinheiro suficiente pra se mudar de cidade e inclusive comprar computadores novos? Uau. Parece mais história da Disney.
    Sem contar como já disseram em outro comentário: E a família? Simplesmente foi embora, tchau, adeus, não tenho um filho?
    Sendo que o amigo, tive a impressão que a família dele nem foi citada, chega a dar a impressão que ele mora sozinho, afinal, seria mais estranho ainda um cara de 19, morando sozinho em uma casa enorme, que tem até piscina.
    A história é MUITO fraca e decepcionante, parece ter sido escrita por uma criança de 10 anos que fantasia sobre como é a vida adulta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E mais: Duas coisas que são citadas na história, que são usadas, o YouTube e Skype.
      O YouTube é de 2005 e Skype de 2003.

      Excluir
    2. E o mais engraçado é que o nome do amigo dele é Markus sendo que moram no Brasil, sinceramente não é comum colocar nome inglês sendo que há uma opção brasileira pra esse nome, e outra, como é que eles não iriam perceber que todos foram embora? E mesmo que a prefeitura fechou a cidade eles poderiam simplesmente sair, afinal não iriam fazer um muro enorme bloqueando o mundo ao redor deles, iam?
      Não sei quem é o autor, porém, bem, espero que ele melhore em fatos e não apenas na escrita (que é boa).

      Excluir
  18. O que dá medo em creepypastas - qualquer história de terror, na verdade - é a possibilidade disso ser real, de acontecer com a gente. Essa creepy errou muito feio nos fatos, já não dá pra se apegar desde o começo. O que é uma pena: a história parecia bem interessante. Aprendam, amiguinhos: se forem inserir datas, pesquisem antes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente xD. Eu não sabia a data exata de quando o Skype foi criado, mas mesmo assim estranhei, tipo: "Pera, Skype já existia em 2001?".

      Excluir
    2. Exatamente xD. Eu não sabia a data exata de quando o Skype foi criado, mas mesmo assim estranhei, tipo: "Pera, Skype já existia em 2001?".

      Excluir
  19. A ideia da Creppy é boa, começo tbm foi bom, mas errou feio em muita coisa, não se sabe se os cara tem família, se moram sozinhos, e parece que nem trabalham (o morar sozinho seria estranho) e outra se a cidade tava deserta como eles conseguiram fazer bicos? e ainda com dinheiro suficiente pra tanta coisa? e morar sozinho e não trabalhar seria estranho, outra os caras tem quase 20 anos e ainda tão na escola?? Skype e You tube não existiam em 2001, e no fim a história estava tão confusa. acho que a Creeppy dando revisada só nesses detalhes ia ficar mto boa.

    ResponderExcluir
  20. Não costumo criticar as Creepys,como muitos fazem,mais eu não senti aquela agonia que eu sempre sinto quando estou lendo as Creepys que postam aqui.Mais a escrita 'tá legal e tals...
    Esperando Butherface !!! ( essa sim,essa Creepy me deixa com a "agonia" que falei XD )

    ResponderExcluir
  21. Não costumo criticar as Creepys,como muitos fazem,mais eu não senti aquela agonia que eu sempre sinto quando estou lendo as Creepys que postam aqui.Mais a escrita 'tá legal e tals...
    Esperando Butherface !!! ( essa sim,essa Creepy me deixa com a "agonia" que falei XD )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou ansiosa pela próxima parte do Butcherface :c

      Excluir
  22. Existem pequenas coisas que estragam a creepy inteira. Principalmente nessas de diário... logo por ser de diário já se tornou maçante por ser clichê, mas prossegui, então a história em si se tornou entediante, de qualquer forma fui adiante pois poderia ter um bom enredo, mas tive que parar de ler no "como você deve estar pensando"
    Se é um diário... onde fica a lógica disso? Tira todo aquele encanto de mergulhar história de diário, se ele está se relatando pra você e não pro diário.

    ResponderExcluir
  23. Youtube em 2001? Ele foi lançado em 2005...

    ResponderExcluir
  24. Youtube em 2001? Ele foi lançado em 2005...

    ResponderExcluir
  25. CR Q MASSA USEI NO MEU CANAL E IMAGINA
    1.020 LIKES!!!!

    ResponderExcluir
  26. Parei de ler no "skype em 2001"... Os cara nem se esforça -.-

    ResponderExcluir