04/05/16

Eu Gosto De Quietude

Enquanto eu caminhava pela livraria, me senti em paz.

Algumas pessoas são viciadas em heroína, eu sou viciado em literatura. Eu gosto do jeito que livrarias são sempre organizadas, não somente separando os livros por gênero como também colocando-os em ordem alfabética; além da arrumação dos livros, livrarias são lugares de poesias, lugares calmos e silenciosos. Eu gosto de atmosferas calmas, algumas pessoas podem dizer que é enfadonho, mas elas que são malucas.

Continuo observando as prateleiras enquanto procuro por alguma história interessante. Com tantas opções, essa pode ser uma tarefa difícil, como eu poderia escolher? Pesquisei por várias sessões, finalmente alcançando a categoria ‘Terror’. Talvez seja um bom dia para ler algo assustador.

Encontrando um livro, decido caminhar até outra área, sentando-me ao lado de uma moça jovem. Ela vestia uma blusa branca e jeans skinny, o cabelo alcançava os ombros e ela tinha expressões delicadas e satisfação evidente no rosto enquanto lia. Eu a achei atraente.

Quando comecei a ler continuei parando para observá-la, mas depois de algumas páginas, a história era a única coisa chamando minha atenção – era realmente bem escrita – e meu coração quase saiu pela boca quando o advogado se aproximou do Sr. Hyde...

Um grupo de garotas entrou na livraria, falando alto e rindo. Elas estão ignorando a etiqueta, às vezes – apenas às vezes – enquanto estou lendo, alguma criança grita ou chora ou resmunga. Isso acaba com a história, me deixa frustrado. Tira-me da minha ilha misteriosa de pensamento, meu sangue começa a ferver de indignação, meu batimento cardíaco fica mais lento e mais alto, e mais alto, como se todos pudessem escutar. Eu sei que eles podem escutar porque eles me encaram, eles me encaram e dão risada! Os olhos deles me julgam! Humilham-me! Eu vou mostrar pra eles! Vou mostrar pra todos! Qualquer dia desses irei destroçar suas cordas vocais! Qualquer dia desses irei arrancar os olhos de seus rostos! Irei gargalhar enquanto o sangue escorre pelas minhas mãos.

Eu não sou louco. Por qual motivo você me chama de louco? Minha mente é afiada, não reduzida. Eu posso e irei matá-los, e eu farei isso lentamente e calmamente; nenhum maluco será capaz de fazer o que eu posso fazer, com tamanha organização e inteligencia. O silêncio vai ser tanto que nem mesmo Verne, Poe ou Stevenson poderiam escrever algo sobre.

Mas hoje não é o dia. Talvez amanhã, hoje não há organização o suficiente.

Eu dei de ombros e fechei o livro. Hoje eu não posso descansar, logo haverá silêncio, mas hoje não.

Voltei a fitar a mulher que sentava ali próximo, sua blusa era vermelha e seus olhos pareciam assustados, que pena... Ela era realmente belíssima. Eu adoraria levá-la para casa, mas eu tinha quase certeza de que ela estava usando uma blusa branca quando sentei ao seu lado. Eu não posso me envolver com alguém tão desorganizado.

Mas... Ela é quieta, eu gosto disso. Passei por ela, caminhando até as prateleiras e colocando o livro no lugar que eu havia encontrado – tive que pisar em um corpo que ali estava – sua face continha uma expressão horrorizada, a minha também estaria assim, se minha laringe estivesse jogada ao meu lado.


Porém, mais importante que isso, ele era quieto. Eu gosto disso.






46 comentários:

  1. Historia boa é historia que deixa tu bugado :3 <3

    ResponderExcluir
  2. Acho que não entendi um pouco direito

    ResponderExcluir
  3. Ahn...esse final tá estranho...

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. é que você é burro mesmo, rlx (não chamo de anta porque é vacilo com as antas)

      Excluir
    2. Vai com calma...

      Achar uma creepy boa ou ruim não tem nada a ver com ser burro ou inteligente. É só uma questão de gosto pessoal.

      Excluir
    3. Pessoas que não entendem o conceito de gosto pessoal são realmente as burras. Cresça, criança.

      Excluir
    4. Opinião/Conceito de gosto pessoal/Achar algo bom ou ruim: "na minha opinião, essa creepy é bem ruimzinha"
      Não ocorreu isso. Ocorreu apenas você colocando sua opinião como verdade absoluta: "creepy bem ruimzinha"

      Excluir
  5. pra quem não entendeu, ele arrancou a laringe de alguém no momento de fúria, por isso a blusa da menina ficou vermelha e ela ficou com um olhar horrorizado, e por isso ele pisou em um corpo quando foi pôr o livro no lugar, não é dificil entender, chamar de ruim porque não entendeu é muita ignorância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendi a creepy e ainda achei que não foi tão boa.

      Se é ignorância chamar algo de ruim por que você não entendeu, é mais ignorância ainda não respeitar o gosto alheio.

      Excluir
    2. opnião é igual bunda cada um tem direito de dar a sua ou não,se ele acha a crepy ruim dexa ele pq q eu saiba p falar mal da opnião dos outros é facil agora respeito q é bom é dificil

      Excluir
    3. Ué, eu entendi perfeitamente e achei ruim.FIM.

      Excluir
    4. Gente, o anônimo não se referiu a quem entendeu o final e julgou como uma creepy ruim, mas sim a quem NÃO ENTENDEU . -.-'

      Excluir
    5. Vlw por explicar eu tinha ficado um pouco em duvida com esse final ;)

      Excluir
  6. Tem que entender... O único jeito de uma blusa branca ficar vermelha é com tinta né? Ou sangue... pisar num corpo...

    ResponderExcluir
  7. Não gosto desses livrão de biblioteca.
    Não entendo nada, não tem figura

    ResponderExcluir
  8. Ai, creds (ba-da tum dzzz)
    Claro que Poe não escreveria algo assim, ele é clássico :)

    ResponderExcluir
  9. Tem muitas creepypastas do creds. Eu gosto do creds. Creds é um cara bom. Creds é maneiro. As creepypastas do Creds são boas. Cred é um clássico. Salve o Creds

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me lembrou um usuário que comentou "Gente, esse fonte é muito bom escritor, hein? " XD

      Excluir
    2. Kkk puxa '-' mas o "Ai creds" que eu comentei foi pra parecer com "Ai, credo".. E o elogio de clássico foi para E. A. Poe, não pro autor da creepy.

      Excluir
    3. Eu entendi isso, mas o comment do Lipe me lembrou esse creeper XD

      Excluir
  10. Não é tão boa essa creepy mas vo fala a vdd nao vo menti: Adoro silencio.

    ResponderExcluir
  11. É legalzinha, mas esses personagens que ficam querendo ser "assassinos perfeitos e aterrorizantes, mimimi" nunca, NUNCA dão medo. Eles só nos lembram aqueles personagens mimadinhos e bestinhas de animes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, o Kira não é mimadinho e besta. Ele foi um dos personagens de anime mais inteligente que tem, e seu objetivo não era matar por matar, era se livrar dos criminosos.

      Excluir
    2. N sabia como dizer isso mas é exatamente o que eu penso hahahaha isso n da medo e n tem graça sl

      Excluir
    3. Acho q o Kira estava certo em alguns pontos, mas ele se perdeu um pouco do objetivo quando começou a matar inocentes só por estarem no seu caminho, então prefiro o L, até pq, o L fazia seu trabalho bem, e na minha opinião, o Kira não era tão necessário. Também não sei pq Kira perdeu tempo matando os criminosos que já estavam na cadeia, se eles já estão lá, pronto, resolvido.

      Excluir
  12. hel c e suas crepypastas cada vez mais criativas,continue assim

    ResponderExcluir
  13. Comparando com outras creepypasta tipo jeff tje killer the rake slender man e outras esta de 0/10 eu dou 4 porque e confusa em algumas partes e nao mete medo :-[

    ResponderExcluir
  14. Esta creepypasta comparada com aquela chamada viceras e uma merda ao de ver a viceras a mais porco e bizarra nada comparada com estas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pegar um conto de um autor aleatório e esperar que esse autor supere Chuck Palahniuk em termos de bizarrice é meio que retardado, cara.

      Excluir
  15. As vezes a creepy não precisa ser realmente assustadora pra ser boa, ela só precisa te deixar tipo "uatharreu" no final, prender a sua atenção, ter uma boa escrita, um bom desenrolamento. Eu particularmente valorizo muito isso em qualquer história que leio, principalmente de terror. As melhores são aquelas que te deixam refletindo por uns segundos algumas horas depois.
    Fico olhando essas pessoas que querem "aparecer" criticando ou dando nota o tempo todo pra toda creepy que postam no cpbr e.e pow,vão curtir!
    Ps: Quero esse personagem aqui na minha vizinhança :)

    ResponderExcluir
  16. Daqui a pouco eu faço igual a esse cara. Odeio quando estou lendo e chega alguém e estraga na melhor parte.

    ResponderExcluir
  17. O Ambu leu essa creepy na live dele e diz ter gostado bastante, apesar de ter mudado algumas coisas.

    ResponderExcluir
  18. Ô loco meu! Tô precisando fazer isso com algumas pessoas aí.

    ResponderExcluir
  19. Nas ultimas linhas está escrito:

    Porém,Mais importante que isso 'ElE'
    era quieto.Eu gosto disso.

    Acho que houve erro de digitação com relação a pronome que está no masculino dando a entender que o homem foi morto e não 'ElA' a moça....
    Entretanto a creepy é otima e eu não me atreveria encontrar com esse cabra na biblioteca. Acabo falando alto ás vezes....kkk

    ResponderExcluir
  20. Me indentifiquei com esse cara...adoro o silencio e odeio quando as pessoas falam alto quando quero paz
    mas essa parte psicopata ficou um pouquinho chata(rimou XD)

    ResponderExcluir