04/09/15

Administrador

Em Colúmbia, Carolina do Sul, há um grande sanatório na esquina de Bull e Elmwood. Se você entrar e andar pelas escadas infinitas até o segundo andar, você encontrará uma enorme área de tratamento.

Há uma mesa do outro lado da entrada dessa sala que está cheia de lâminas de barbear. Muitas pessoas relataram um estranho desejo de pegar uma dessas lâminas enferrujadas e cortar um pequeno X no centro da testa, em um local correspondente à glândula pineal.

Poucos cedem a esse desejo. Aqueles que colocaram o seu medo de pegar tétano ou outra infecção em segundo plano relataram uma dor de cabeça súbita e severa e perda de visão. Quando um pouco da visão voltou, eles alegaram terem testemunhado silhuetas pretas de humanoides após nova investigação do sanatório.

Nunca se teve conhecimento desses vultos terem interagido com essas pessoas, normalmente só emitem um murmúrio etéreo de suas bocas disformes, como se estivessem sussurrando para si mesmos. Outros parecem satisfeitos em simplesmente amontoarem suas massas escuras nos cantos dos corredores e celas.

Pessoas selecionadas, entretanto, relataram terem encontrado um vulto que eles chamam de "O Administrador."Diz-se que este ser fica sentado no escritório administrativo, feito de energias escuras movediças, e é parecido com os outros vultos que ali habitam, mas com algumas características discerníveis consistentes. Estas incluem um capuz escuro que esconde grande parte de seu "rosto" e olhos brilhantes que parecem refletir a luz da sala. O mais estranho de tudo é que diz-se que "O Administrador" sempre possui o que parece ser semelhante a uma focinheira canina com fileiras de dentes afiados.

Todos aqueles que encontraram ele fugiram instantaneamente, temendo a malignidade inconfundível e afiada e a inteligência alojadas em seus olhos escuros. Algumas pessoas relataram mais tarde a sensação de estarem sempre sendo vigiados, ocasionalmente vislumbrando pelo canto dos olhos um enorme cão preto.




5 comentários: