13/12/13

O acidente

Na semana passada aconteceu algo muito estranho. Eu e mais quatro amigos estávamos seguindo para um local que diziam ser assombrado. Planejávamos passar a noite por lá. Eram quase 9:00 pm e já estava bem escuro. Já estávamos quase chegando ao local quando tudo ficou bastante enevoado, ao ponto em que você mal podia ver o que estava a sua frente, era definitivamente uma cena perfeita para um filme de terror.

Já estávamos descendo a estrada para o local quando vi a expressão de puro terror no rosto do meu amigo. “Acelere!” ele falou em um tom que me deixou intrigado e aterrorizado ao mesmo tempo. Sem pensar muito comecei a acelerar, achando que o local o deixou realmente assustado. Enquanto nos afastávamos do local o meu amigo começou a ficar bastante inquieto. E nesse ponto eu já estava querendo me afastar o mais rápido dali, enquanto o medo do meu amigo também começava a me afetar.

Enquanto eu continuava acelerando mais e mais, pude perceber o que o deixou tão assustado. Só consegui ver a coisa por um segundo antes de ouvir a batida no para-choque e sentir o carro passando por cima de algo. Era impossível ignorar o que havia acabado de acontecer.

Entrei em pânico de um jeito que nunca aconteceu antes e parei o carro tão abruptamente que todos que estávamos dentro do carro batemos no que estava em nossa frente. Ignorando a dor, a adrenalina, e o choque, saímos para verificar o que o meu medo e descuido fizeram, e depois de ver o que estava na estrada desejei ter continuado a dirigir. O “homem” estava deitado em uma poça de sangue, o peito e as pernas achatados com marcas de pneus. Uma cena que eu sabia que ficaria na minha mente a na dos meus amigos enquanto vivêssemos.

Depois do horror que acabamos de ver, convenci a todos para que voltássemos para o carro. Assim que todos entraram no carro a névoa que ainda restava logo se dissipou e o local ficou mais limpo, como se a área tivesse se libertado de toda a tensão. Sem alternativas, tive que levar todos os meus amigos de volta para casa com uma cicatriz que os assombrariam pelo resto de suas vidas. No caminho de volta ninguém falou sobre a coisa que vimos e o que acabou de acontecer, e eu realmente desejava o silencio.

Eu sentia como se houvesse uma presença nos seguindo, mais pensei que fosse apenas o choque pelo que acabou de acontecer. Passei na casa de cada um dos meus amigos e os fiz prometer que não comentassem com ninguém sobre o que tinha acontecido. Então fiz o caminho para a minha casa para tentar limpar o carro de todos os vestígios do acidente. Troquei os pneus e o para-choque, e entrei em casa para tomar um banho.

Ainda sentia a presença, e logo comecei a sentir um certo incômodo, mas eu sabia que era apenas culpa. A culpa é uma forma de karma que a sua mente produz para não deixa-lo esquecer de algo ruim que fez. Assim que sai do chuveiro fui para cama, esperando que pudesse dormir e por um fim nessa noite terrível. Levei quase 2 horas para finamente cair no sono, e esse seria o pior erro da minha vida.

Acordei umas 3 horas depois para a pior visão da minha vida. Me espiando ao pé da minha cama estava a cabeça da coisa que atropelei. Ali não muito longe de mim estava a personificação do medo. O corpo desfigurado. Marcas de pneu no peito e nas pernas. Ele não tinha olhos, mas no lugar deles você podia ver toda a dor e raiva que ele sentia junto com um doentio sentimento de prazer que ele mostrava por estar no controle da minha sanidade.

Ele começou a mancar em minha direção, chegando muito perto do meu rosto. Mesmo que não tivesse olhos eu sentia como se ele pudesse enxergar até a minha alma. E então ele sussurrou em um tom de puro terror “Sempre...” e se arrastou para fora do meu quarto. Sai correndo de casa entrei no carro e dirigi. Dirigi sem parar até o meio dia. Eu não sei o que era aquela criatura, mas sei que ele vai me perseguir para sempre. Ficará comigo para lembrar-me constantemente da dor que ele sentiu quando eu tirei a vida dele.



24 comentários:

  1. Que foda *-* amei.
    E cara pensa pelo lado positivo, você ganhou um novo amigo ;D

    ResponderExcluir
  2. Se fosse eu um desses tal amigos
    Já chegando lá e vendo toda a nevoa eu ja gritaria:
    VOLTA KRL VOLTA VAI DA MERDA VOLTA VOLTA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos 2 kkkk

      *que gata hein sra dos absurdos, vem ni mim! :3

      Excluir
    2. eu ignorava tudo e começava a dancar na névoa, ficaria CHIC *-*

      Excluir
    3. Eu entraria na nevoa, tipo "silent hill, aí vou eu!".

      Excluir
    4. Okay... Realmente seria legal sair com alguns amigos em um lugar tenebroso, mas, sair do carro para ver oque diabos voce atropelou é coisa de filme de terror ---

      Excluir
    5. Eu falaria pro fantasma :aeeeh eu tenho um amigo *-*

      Excluir
  3. Caro Luisinho,
    Por obsequio me adicione no grupo do skype: artie_jokerman .
    Obrigado,
    Artie.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu leio todas creepypastas Louisinho mas eu so comecei a comentar agora... Quero participar do Grupo do Skype: Gabrielx24br

      Excluir
  4. Como disse a Lady dos Arbustos ali...
    Vê nevoa densa.........
    COOORREEEEEE QUE VAI DAR MEEEERDAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Jeová, aqui tem névoa quase toda noite o/

    ResponderExcluir
  6. mas ai fiquei entediado e parei de persiguilo...
    sabe como e ne... essas manchas de pneus sao dificeis de tirar... leva tempo...

    ResponderExcluir
  7. Muito legal,algumas partes me lembra o filme eu sei o que vcs fizeram no verão passado

    ResponderExcluir
  8. Tem um treco aí na frente! Queima pneu e passa por cima!!!
    Fuck the Logic

    ResponderExcluir
  9. Então ele sussurrou em um tom de puro terror "sempre"... e eu pensei... "amigos para sempre é o que nós iremos ser! Na primavera ou em qualquer das estações! Nas horas tristes e nos momentos de prazer... amigos para sempre!!!!" Kkk

    ResponderExcluir
  10. Ai que horror!
    Eles foram embora sem falar nada, nem ouvir uma músiquinha no carro!
    Se fosse eu, colocaria beeem alto no radio Miley Cyrus:
    I CAME LIKE A WRECKING BAAAAAALL
    I NEVER HIT SO HARD IN LOVE....
    E ia cantar

    ResponderExcluir
  11. ACELERAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  12. Legal, então ele vê o cara morto no quarto dele a noite e fica esperando esse capiroto se aproximar. -_- Se fosse eu ia começar a berrar e correr né!

    ResponderExcluir