20/04/15

Luz

Eu até pediria pra você apagar todas as luzes da casa enquanto lê isso, porque eu sei que não vai acontecer muita coisa.

Nós sempre encontramos conforto na luz, desde os tempos primórdios os homens enxergavam luz e segurança como se fosse somente uma coisa; naquela época eles usavam fogo, mas até hoje, a luz tem a habilidade de fazer com que as coisas que você desconhece, apareçam.

A luz é essencial para a humanidade, não só a luz em si, que você acende e usa no seu quarto, mas a luz como é imaginada pelos religiosos, um lugar de paz, longe das trevas.

Com o tempo, nosso relacionamento com a luz mudou. Começamos a manipular as fontes de energia, primeiro o fogo e depois com a eletricidade; logo saberíamos como iluminar um cômodo todo com apenas um toque no interruptor, mas, enquanto essas mudanças aconteciam, e a luz ficava cada vez mais fácil de usar, ninguém questionou as consequências.

Sempre houve um balanceamento entre escuridão e luz (noite e dia) e sempre foi complicado porque um nunca poderia tomar totalmente o outro... Como pode agora.

O fogo, por exemplo... Quando uma fogueira é acesa a escuridão pode desaparecer de alguns lugares, mas no fim, as chamas nunca alcançam cantos e cômodos distantes, e essa fonte de luz permitia que horas noturnas passassem calmamente.

No entanto, com a eletricidade, as horas noturnas não são mais tão escuras. Em apenas um segundo, um local que se encontra escuro pode ficar claro por completo.

Para a maioria dos predadores noturnos, isso é uma inconveniência...  Para outros é uma oportunidade.

Aliás, é mais do que isso.

De vez em quando, você o vê. Se você acendeu a luz em um cômodo completamente escuro, você definitivamente já o viu. Por apenas um segundo, enquanto a luz começa a iluminar o lugar, no canto dos seus olhos, enquanto você ainda está tentando se acostumar com a luminosidade... Você o vê.

Grande, e esquisito, parecido com uma aranha gigante, parado em (geralmente) algum canto.

E então, na velocidade de um piscar de olhos, ele some.

Acontece tão rápido que você acha que é um truque da luz, ou a sombra de algum móvel.

No entanto, pode ficar calmo, assim que você perceber que ele desapareceu... Você está a salvo.

Mas não se deixe enganar pela timidez, não é a luz que o assusta, e sim o medo de ser visto, afinal, é na luz que ele ganha forma.

Ele é de certa maneira, protegido pela escuridão; Enquanto está escuro, ele pode fazer com que os pêlos do seu pescoço se arrepiem ou te dar a sensação de estar sendo observado, mas quando a luz está acesa ele não pode agir, porque é somente com a luz que sua forma aparece.

Claro que... Na maioria das vezes, quando você acende a luz, você não o vê, e por mais que isso pareça estranho, quando você não consegue enxergá-lo, é quando você mais está em perigo.

A razão para isso, é que, se você o vê, ele some rapidamente, mas mesmo assim você sabe que o viu. E quando você não o enxerga, ele não vai fugir, afinal, seu medo é ser notado; se você acender a luz (especialmente nas madrugadas ou perto do amanhecer) e não vê-lo escapando pelo canto de alguma parede, é uma oportunidade perdida, e ele ainda vai estar lá.

Por exemplo, você está em casa, apenas mais uma noite rotineira, lendo histórias de terror antes de ir dormir... Ele está silenciosamente te esperando acender a luz só para se esconder, mas dessa vez pode ser que ele não seja tão inofensivo.


Bom... Agora pode ligar a luz.


4 comentários:

  1. A ideia que a creepy passa é boa, maravilhosa, mas autor não soube muito bem transcreve-la, mesmo assim a creepy é boa ^^

    ResponderExcluir
  2. Uma das melhores creepys que eu ja vi ela prende tua atenção nao tem como descrever melhor ela:facinante

    ResponderExcluir
  3. Eu rindo do final da creep e pensei -Toda vez que ligamos a luz,a gente sempre ve algo realmente, e quando não vemos com forma vemos como manchas escuras na parede

    ResponderExcluir