28/04/2017

Creepypasta dos Fãs: Ligação

[Quer ver sua creepypasta aqui? Envie-a para o e-mail creepypastabrasil@hotmail.com]

Trabalho em RH, e durante o dia, faço diversas ligações para candidatos com currículos que recebo. Isso é algo rotineiro, normal em minha profissão, com exceção de um único telefonema.

Telefonei para um rapaz que chamarei de Nick (para manter sua identidade). Ligando para Nick, seu celular cai na caixa postal. Duas vezes, três vezes... Na quarta tentativa, alguém atende, mas em vez de ouvir um ''Alô'', escuto uma respiração forte e rápida. Achei que pudesse estar mudo mas não estava, e escutei algo assim que eu disse ''Boa tarde, poderia falar com o senhor Nick?'' Quem quer que estivesse do outro lado, riu e sibilou algo como ''Esqueça''.

O telefone ficou mudo. Após alguns rápidos minutos, recebo uma ligação. Assim que atendo, a respiração volta ao meu ouvido. O telefone fica mudo logo em seguida. Não sei o que era, mas até hoje, o telefone só cai na caixa postal.

Autor: Camila Nunes
Revisão: Gabriela Prado

12 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Camila Nunes, você quis fazer uma Creepypasta curta,mas você simplesmente destroçou o clímax da história. A narrativa do tempo e espaço é boa, espero ver mais Creepypastas suas, Camila! 1/10

    ResponderExcluir
  3. A ideia foi MT boa, mas a prática foi meio decepcionante. 3/10

    ResponderExcluir
  4. Boa creepypasta, daquelas que deixam no ar quem ou o quê seria do outro lado dá linha. Mas poderia ter ousado mais no final. Ter dito, por exemplo, que desde aquele dia o narrador sente a respiração perto dele ou que a respiração e a voz no telefone não pareciam humanas. Algo mais creepy, mesmo.

    Mas não achei ruim, mesmo sentindo falta de algo mais sinistro. Gosto muito de contos vagos, que deixam pro leitor imaginar o final em aberto.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Não sei... Deu uma sensação de "vazio", como se fosse algo a ser tratado como "nada demais", embora haja uma tensão.

    ResponderExcluir
  7. Eu que estava no telefone o Nick comeu minhas Chimichangas

    ResponderExcluir