11/06/2020

A garota mais bela do mundo

Eu abri a janela, era quando o sol estava se pondo. Desejava enxergar nos últimos minutos que a bola de fogo iria desaparecer. Mas algo me chamou atenção, uma coisa que esmagou e consumiu qualquer tipo de beleza da natureza... Foi uma garota caminhando, sozinha, no meio da pista, com seus longos cabelos ruivos deslizando de um lado para o outro na altura do bumbum. À sua pele era tão branca que parecia que estava brilhando, encontrando os últimos raios do sol. Então ela passou direto, não olhou na minha direção, mesmo assim conseguiu hipnotizar-me por alguns segundos.

No dia seguinte, eu esperei no mesmo horário. Queria vislumbrar mais uma vez à sua fisionomia, os seus traços e a definição de paraíso respirando com carne e osso na terra. Não demorou muito para a moça passar mais uma vez, agora de carro. Então, ajeitou os seus cabelos para o lado, mostrando seu rosto e o seu pescoço tão atraente quanto qualquer tipo de desejo carnal que o homem sentiria por uma bela donzela. Eu não soube descrever o que eu estava sentindo, foram apenas alguns segundos até ela desaparecer. No entardecer posterior, mais uma vez mantive o mesmo hábito e ela não apareceu. Foi como se estivesse trocado a sua rota. Triste, caminhei para sair em busca e encontrá-la mais uma vez. Deu certo porque a vi novamente em um outro bairro. Com um vestido amarelo e uma fita enrolada na cintura, como se fosse um cinturão... caminhava distraída.

Parecia uma obsessão, eu queria cada instante observar aquela mulher passeando nas ruas com o seu veículo e, às vezes, caminhando a pé. Foi uma dependência, um tipo de paixão, eu ansiava meramente olhar e apreciar... sendo mergulhado por aquele sentimento de prazer e fascínio, um tipo de desejo inexplicável para alguém que eu nunca, nem sequer, dei um "oi". Não passou uma semana, mas eu já estava sendo alertado por conta do louco maníaco perseguindo e matando jovens indefesos. Isso não foi um problema para mim, aliás, sempre fui um fantasma e ninguém nunca me notou mesmo. Eu conseguia esconder-me entre os carros, no meio dos arbustos... sendo parte das sombras dos postes de luz, apenas observando e apreciando.

Da última vez foi quase difícil de encontrá-la, parecia que estava sentindo à minha presença, percebendo aquela velha figura de longe a perseguindo, um stalker doente era tudo isso que passava na minha cabeça. Naquele tempo, em uma das ruas que eu não conhecia, ela parou o carro e eu não captei que estava tão perto o suficiente para ver os seus olhos azuis no retrovisor do veículo me enxergando. Eu parei, fiquei sem saber o que fazer e tive certeza que estava olhando diretamente para mim. E fiquei abombado, em silêncio e sem conseguir me mexer. Foi mais ou menos dez segundos até disfarçar que estava entrando em uma casa, como se eu conhecesse os moradores. A maneira que eu mexi na maçaneta, parecia que estava com as chaves. Naquela circunstância, seu carro ligou mais uma vez, e ela foi embora. Talvez para o seu destino rotineiro, pois poderia ser apenas uma moça entediada e querendo caminhar nas ruas como algumas pessoas fazem quando estão de saco cheio do trampo ou da sua própria família.

O meu comportamento estranho foi suficiente para garota desaparecer completamente. Eu não consegui encontrar em mais nenhum dos bairros próximos da minha residência, parecia que sumiu do mapa e ninguém nunca ouviu falar da tal ruiva que eu estava tentando descrever. Imaginei que fosse uma loucura na minha cabeça, mas, no período da noite, eu a vi mais uma vez. Parecia que, dessa vez, foi ela quem veio ao meu encontro, quando passou com o seu carro tão distraída... Aparentemente não me notou, e eu a contemplei. Senti aquele mesmo desejo de perseguir por algumas horas. Então, ela continua caminhando com seu veículo em velocidade baixa, o suficiente para me esconder em alguns lugares e à acompanhar.

Eu já havia passado dos limites no meu desejo diabólico, não estava mais medindo as minhas atitudes e fiquei perto o suficiente. Esse início da noite estava tão grudado no seu veículo, que parecia que estava dentro. Devorando o seu corpo com os meus olhos e sentindo o meu coração batendo cada vez mais forte, quase que expressando o som de batida abafada. O seu automóvel parou, quase não dava para perceber o momento em que os pneus ficavam em descanso, pois, a velocidade que ela sempre dirigiu era quase que lento demais, bem abaixo da velocidade padrão. Então, pegou um perfume, ajeitou o vidro do carro e borrifou algumas vezes no pano. Eu aproximei-me mais, agachando o meu corpo e escondendo-me em algumas latas. A nossa distância era quase que no mesmo espaço. Naqueles segundos, foi onde tudo aconteceu...

Os passos foram controlados como marionetes, atraídos pela beleza da moça distraída no espelho retrovisor. Não demorou muito para perceber o homem estranho a encarando. Eu não soube o que dizer, muito menos o que fazer, apenas fiquei contemplando. Abaixou o vidro do carro quase que automaticamente, e foi o suficiente para que o homem estranho, na porta do automóvel, entrasse como uma besta irracional das suas atitudes. Nos mesmos segundos, uma luta dentro do automóvel balanço algumas vezes até que o corpo caiu desmaiado.

A localidade era pouca movimentada porque as únicas almas vivas que apareciam nesse lugar era, claramente, vagabundos e viciados. Fiquei fascinado como a sua pele pálida transformando-se em um tom vermelha e algumas marcas da luta deixaram aquele corpo frágil possuindo agora hematomas rosas. Estava sentindo que logo alguém apareceria, então o corpo foi guardado no porta-malas, ela saiu dirigindo mais uma noite, como se nada tivesse acontecido.

Autor: Sinistro

4 comentários:

  1. Passei um tempo sem entrar no site, na verdade bastante tempo, agora notei que todas as publicações são suas Gabriel ou Creep dos fãs, oq houve com a Divina?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ela esqueceu de botar o nome de quem tinha feito uma creepy a creepy foi parar no YouTube sem os devidos créditos ela ficou triste por isso e desistiu e as creepy dela foram apagadas.

      Por favor não desistam do site ainda tem centenas de pessoas que amam vocês

      Excluir
  2. ahhh então no final ele invade o carro (com intenções de abusa-la sei la) e acaba que na verdade ele que foi sequestrado.

    ResponderExcluir
  3. PRGDL02022

    Esse aí se ferrou bonito KKK, muito boa, gostei.

    ResponderExcluir