24/08/14

Creepypasta dos Fãs: Tão normal

Eu sou tão normal quanto todo mundo, porque isso tem que acontecer logo comigo? Eu só quero a minha vida de volta, minha mãe e meu pai, mas agora estas pessoas estão me caçando dentro de minha própria casa, e eu não tenho mais sossego.

Tudo começou há dois dias atrás, eu estava comendo bacon frito na cozinha, quando senti uma dor incrivelmente forte no peito. tentei telefonar por ajuda, mas quando cheguei ao telefone estava tão fraco que acabei por desmaiar. Então, eu acordo algum tempo depois, a dor havia passado, mas minha visão estava embaçada. Eu olhei para o meu prato e vi que havia muitas moscas nele. Jogo o resto do bacon fora, com muita raiva dos mosquitos, e resolvo ligar para a minha mãe, pedindo a ela que ligue para o hospital e marque uma consulta para mim, pois eu estava realmente me sentindo esgotada, como se tivessem sugado o ar dos meus pulmões, e precisava tentar descansar. Fui assistir TV no meu quarto, que fica um cômodo á esquerda da entrada.

Depois de alguns minutos, a falta de ar ainda continuava insistente, então, tentando me prevenir, ligo para minha mãe novamente, quando eu ouço um barulho de pancada na porta, paro por um segundo e ouço ela atendendo o telefone:

- Alô, filha. O que aconteceu? Tento não fazer barulho, e deixo ela esperando uns 5 segundos, e então ouço minha porta ser arrombada e pessoas correndo para dentro de casa. Eu tentei pensar rápido, então só gritei para a minha mãe:

- Eu estou em casa ainda, me ajude!

E então eu largo o celular no chão e subo no tubo de ventilação do prédio, arrancando e colocando a tampa de volta da maneira mais silenciosa que eu posso, e então fico escondida lá.

Mal deu tempo para eu recurar o meu fôlego, e eles já estavam lá no meu quarto, aquelas pessoas estranhas com roupas pretas e máscaras de oxigênio, sondando todo o quarto, pelo jeito procurando alguma coisa.

Depois de algumas horas, eu passei a pensar que aquelas pessoas estavam me esperando, tirando fotos de tudo, e não saiam nunca todos do meu quarto de uma vez, me deixando sem chances de escapar.

Após algum tempo presa, eu comecei a perceber algumas coisas estranhas acontecendo comigo: as minhas emoções estavam muito fortes, e quando eu me irritava muito, como quando um deles deu um chute no meu PC, pelo jeito frustrado por não conseguir me achar, uma lâmpada explodiu, no começo eu achei que era coincidência, até que eu percebi que eu não estava mais tão nítida quanto antes, quase esfumaçada, e como parecia que eu conseguia sentir como se tudo do meu quarto e da casa estivesse ao meu alcance, quase encostando em mim! Enfim, acho que estas são de departamento do governo dispostos a me caçar, afinal, não sei como consegui meus “poderes”, mas não era nada normal alguém fazer o que eu fazia, tanto que até o final do segundo dia, eu já conseguia mover objetos, resfriar e esquentar o ar do cômodo, e hoje, eu já consigo me tornar invisível, e com isso, eu já não tenho mais medo dessas pessoas estranhas, e depois de hoje elas não vão mais ficar aqui, ou pelo menos não vivas...

______________________________________________________________________________

Relatório 2º dia: o diagnóstico do corpo foi feito, e diferente do que achávamos, a causa da morte foi um simples ataque cardíaco, e não um vazamento de gás, mas há uma ligação, que parece ter sido feita após a morte do indivíduo, e que ainda não pode nos ajudar a descobrir o que aconteceu com o Sra. Luana Mendes, a mãe da garota ainda se encontra em estado de choque por conta do conteúdo da mensagem.

Anotações internas - não incluir no relatório oficial

: Vários objetos tem se mexido na casa, e mais de uma vez nós ouvimos barulhos no tubo de ventilação, pensamos em serem apenas ratos, mas alguns estão com medo de um serial killer que ainda estaria aqui( mas quem sabe um gasparzinho não aparece, né? rsrsrsrs.). Iremos pesquisar mais a fundo.


Autor: Ricardo Soares

13 comentários:

  1. Curti a creepypasta, me envolveu do começo ao fim. Só nao curti a falta de vírgulas no texto. 7/10

    ResponderExcluir
  2. Essa creepy quase me faz chorar no início, coitado do bacon T-T

    ResponderExcluir
  3. Será que essa Luana Mendes é perente do Jailson?

    ResponderExcluir
  4. Eu n entendi mtto bm esta historia.... qbom pra guria ke fikou invisível e adquiriu poderes.... ms naum entendi mt bein..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela teve um ataque cardíaco e morreu,os caras q entraram lá ou eram da polícia ou os bomberos e,ela não percebeu q tinha morrido e esses poderes dela,são atividade Poltergheist e eles tavam procurando o corpo dela e/ou o possível serial killer

      Excluir
  5. Pera, ela da um grito no telefone e depois tira a grade do tubo de ventilação o mais silencioso o possivel?

    ResponderExcluir
  6. Não consigo parar de imaginar uma feminista obesa subindo num duto de ar de 20cm de altura. De alguma forma ela consegue arrancar os parafusos e entrar no tudo de ré, e em seguida colocar a tampa e os parafusos no lugar. Os homens entram no quarto e enxergam aquela cachoeira de suor escorrendo do duto sem suspeitar de nada. Ela fica lá por semanas fedendo, peidando, cagando, mijando e suando. A casa fede a esgoto e sebo e ninguém percebe.
    Melhor pasta, nunca ri tanto e não consigo parar de imaginar uma cena de Missão Impossível onde essa gorda desse do teto com uma corda feita de bacon. Concorrente direta contra o "Silent Night" e seu alienígena Shaquille O'neal.

    ResponderExcluir