24/03/2017

Creepypasta dos Fãs: Rotina

[Quer ver sua creepypasta aqui? Envie-a para o e-mail creepypastabrasil@hotmail.com]

6:45 – O relógio desperta. Estou suando. Mais uma noite péssima. Checo meu celular, talvez alguma boa mensagem fará com que meu dia não seja tão mal. A quem estou enganando? Nenhuma mensagem. Mais um dia. Fazer roupa de cama, alimentar os gatos, trocar areia. Tomar banho. Ir ao trabalho.

7:15 – Ponto de ônibus, não tomei café da manhã, droga. Eu odeio esse trabalho. Está quente hoje e o ônibus demora. Sinto tontura. Checo o celular.
Pessoas passam por mim, desejo um bom dia. Nem todas respondem. Não me importo.

9:10 – Atrasado pro trabalho. Ter de cumprimentar pessoas, sorrir e aparentar bom humor. Me pergunto se elas são felizes ou estão fazendo o mesmo teatro que eu. Não importa.

9:30 – Termino de abrir e limpar a loja. É um local pequeno. Já já aparece o primeiro cliente. Ouço sarcasmo vindo do patrão e outros colegas em relação a mim. Sorrio, ignoro.

9:47 – Primeiro cliente. Sorri e desejei um bom dia. Esperou que eu dissesse cada um dos produtos, levou a coisa mais barata.

9:48 – Checo meu celular. Nada, ninguém se importa. Não importa. O dia continua a ficar mais quente. Há moscas aqui. De hora em hora, ouço críticas ao meu respeito. Fico calado. Eu os odeio.

18:45 – A caminho de casa, um alívio. Mas por que um alívio? Tenho algum plano pra hoje? Não. Apenas chegar em casa. É o ponto alto do dia. Estou nervoso. Escolho ir andando pra casa e me acalmar no caminho.

18:52 – É engraçado como eu torço pra que algo aconteça. Qualquer coisa, um suspiro de emoção. Eu poderia ser assaltado agora e reagir. Eu poderia levar um tiro e morrer. Eu poderia fazer com que um carro sofresse um acidente andando alguns metros pra direção da pista. Nesse momento, eu sinto poder de mudar meu destino. É errado pensar assim? Eu não sei, me sinto mais calmo. Ainda é o ponto alto do dia.

19:13 - Chego em casa. Sinto o cheiro de fezes de gato desde a escada. Mas finalmente estou em casa e estou aliviado por isso. Por que estou aliviado? Entro em casa, coloco comida pros gatos. Eu estou desesperado, mas continuo. Troco a areia. Tomo meu banho. Como algo. Eu quero que isso acabe.

20:30 – Sento em frente ao meu computador. Meu quarto está uma bagunça. Não me importo, gostaria que o prédio inteiro desabasse. É meu momento de escapismo durante o dia. Alguém falou comigo? Não. Esqueço que estou sozinho ou torço por milagres? Patético.

20:40 – Vou até o travesseiro, coloco meu rosto nele e grito, grito o mais alto e forte que consigo, até que minha garganta doa. Me sinto menos mal. Volto pro computador. Eu quero morrer.

01:30 - Finalmente atingi o ponto em que estou cansado demais pra pensar ou fazer algo ruim a mim mesmo. Me pergunto até quando eu vou aguentar isso. Não importa, vou dormir. O relógio desperta às 6:45 e eu gostaria de não acordar.


6:45 – O relógio desperta e eu acordo. 

Autor: R
Revisão: Gabriela Prado


29 comentários:

  1. Bacana, mas isso não me soa nada como creepypasta, parece mais a minha biografia. Tem alguma ideia implícita ou oculta por trás, alguém morreu, ou é só isso mesmo? Bacana, mesmo assim, melhor que muita creepy de fã que tem aqui

    ResponderExcluir
  2. Não me parece uma creepy, mas é interessante

    ResponderExcluir
  3. Observa-se que o protagonista possui forte depressão. Não é assustador mas é muito boa.

    ResponderExcluir
  4. A creepy tenta retratar o estado mental do personagem. É um tipo de terror psicologico onde o protagonista é a vitima e o monstro ao mesmo tempo. Otima creepy. Adorei.

    ResponderExcluir
  5. A creepy tenta retratar o estado mental do personagem. É um tipo de terror psicologico onde o protagonista é a vitima e o monstro ao mesmo tempo. Otima creepy. Adorei.

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. Então tome um abraço, moça. O mundo é legal demais para você viver assim.

      Excluir
    2. Minha vida agora, obrigado pelo abraço também...

      Excluir
  7. Uff... muito boa, embora não pareça uma creepy, foi bem escrita, bem narrada e tal
    Eu me senti na pele do protagonista, fica fácil quando você passa por algo parecido.

    ResponderExcluir
  8. Uff... muito boa, embora não pareça uma creepy, foi bem escrita, bem narrada e tal
    Eu me senti na pele do protagonista, fica fácil quando você passa por algo parecido.

    ResponderExcluir
  9. É triste, infelizmente a realidade de muitas pessoas...

    ResponderExcluir
  10. Nao entendi nada...
    Alguem me ajuda a entender??

    ResponderExcluir
  11. Nao entendi nada...
    Alguem me ajuda a entender??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A personagem principal está com depressão. Não quer mais viver, está muito proximo do suicídio. Mais é covarde demais para cometer o ato e espera que o mundo faça isso por ele. Mais tem que viver, um dia após o outro, com a esperança de morrer.

      Só nao tem medo quem não se coloca no lugar dele.

      Excluir
  12. Vcs n já tinham postado isso a um tempo atrás?

    ResponderExcluir
  13. Respostas
    1. A todos que tem como resposta "representa ou representou uma fase da minha vida":

      Não desistam. Tudo que vc fará de bom vai ser nesta vida. Tudo é um, e um é tudo. Vc faz tanto parte da vida dos seus parentes, dos seus amigos, dos adms do site quanto da minha!
      Fica aqui uma promessa:

      Enquanto não houver mais ninguém por vcs, eu vou estar aqui. Vcs nao vao me ver, eu tampouco verei vocês, mais saibam que sua falta será sentida! Este mundo não será melhor sem vc, e eu vou estar mais triste sem vc nele.

      Hoje, vc encontrou alguém que se importa se você esta aqui. E eu estou aqui sempre (olha os comentários das creepys, eu sempre estou aqui). Sejam fortes, porque, como eu disse, somos todos parte de um todo; Acreditem!

      Todos os que sofrem são meus irmãos, e eu nao quero meus irmãozinhos tristes!

      Excluir
    2. Seu comentário é o único que me motiva a sobreviver nesse mundo caótico. Às vezes me sinto como esse personagem. Não tenho medo de revidar um assalto nem medo de morrer. Meu dilema é "Quando eu morrer, será o dia mais feliz para mim" pois não posso reclamar do meu falecimento já que vou aguardar o julgamento divino como os outros. Quem sabe conversar com os outros espíritos e se der ver tv mas como um espírito. Acho que todos sabem agora que não tenho medo de morrer né galera kkk

      Excluir
  14. Soando? Você é algum tipo de instrumento musical? kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkk
      Tadinhu do garoto!

      O conto o poço e o pêndulo tem uma abre alas que é assim:




      "A alma é como um alaúde: na corda tocada, ressoa"

      O que tem a ver com a postagem?!? Não sei.
      Só me lembrou isso!

      Huehuehuehuehuehuehue!

      Excluir
  15. Gostaria de saber quem andou me espionando pra escrever isso, raios!!

    Não importa.

    ResponderExcluir
  16. Parece até minha vida,Pior que Anoto tudo em um diário

    ResponderExcluir
  17. E não tem utilidade,vamos morrer mesmo, qual a diferença se a gente morresse ou não morresse? Antes de nascer eu não tinha vida, depois de morrer tb

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não que eu queira me matar, só deixando as coisas acontecendo. Não existe "presente"

      Excluir
  18. A vida real e a rotina são realmente assustadoras. Nos fazem pensar no que não deveríamos quando estamos deprimidos.

    ResponderExcluir
  19. Todos nós vivemos o mesmo presente nesse mundo pessoal. Acho que é isso que nos motiva a não ter medo de nada. Enfim, nossas vidas mudam quando começamos um relacionamento, espero ansioso para meu par. (Nota= Homens se apaixonam muito rápido, não se esqueçam disso meninas) kkkk

    ResponderExcluir
  20. No é bem uma creepy, mas a realidade de muita gente. Mas é bom de qualquer forma, parabéns!

    ResponderExcluir