21/12/2017

Encavernado

Não pode ser visto, não pode ser sentido. Não pode ser ouvido, não pode ser cheirado. Encontra-se atrás das estrelas e sob colinas, e preenche buracos vazios. Vem primeiro e segue depois, acaba com a vida, mata a risada. - J. R. R. Tolkien 


Vimos a já enfraquecida luz desaparecer diante de nós, toneladas de rochas sólidas e frias desabando atrás de nós, mas nunca desistimos, bom, até agora. Nossa água e comida logo acabaram e a fadiga veio. A maioria dos corpos, frios e vulneráveis, dos nossos amigos estavam debaixo daquela pilha de rochas. Já tínhamos passado nossa primeira noite, não pude dormir, havia sombras naquela caverna escura, elas se moviam, se contorciam... 

Também havia aquele som de arranhar, que nunca parava, tão alto... 

No dia seguinte comecei a explorar a caverna, sem resultados. Estávamos presos, mas quando retornei ao grupo pude perceber feixes de luz infiltrando-se pelas paredes, mas o que vi, iluminado pela luz, era terrível. 

Corpos desmembrados, membros decepados, e cadáveres secos, repletos de moscas. Moscas! Se havia moscas ali, poderia haver uma saída para a superfície! 

Não pude continuar olhando aquele massacre, então virei-me, tentando procurar por uma saída, cheio de esperança, mas atrás de mim havia figuras, sombrias, de sorrisos sangrentos, rostos sem emoção, negros, olhos vazios... 

Eles sentavam lá, imóveis, pacientes... Eles eram as coisas que tentamos repelir dormindo, a verdadeira luz... 


Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz. - Platão


14 comentários:

  1. É um medo poético que nos faz refletir, de certa forma...
    8/10, uma vez que poderia ter deixado mistério explicando a situação um pouco melhor.

    ResponderExcluir
  2. Encavernado jogado nas pedras eu sou mesmo encavernado (8)

    ResponderExcluir
  3. História poética e meio filosófica

    ResponderExcluir
  4. Me lembrou a alegoria da caverna, de Platão... Versão creepy

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Isso me lembrou àquelas creepypastas que passava no Gugu quando eu era pequeno hehehe
    Aquela história dos mochileiros que ficaram preso dentro da caverna e tiveram que ir matando uns aous outros pra se alimentar... tenso

    ResponderExcluir
  7. Medo da luz? Cuidado, os fótons matam! :) 4/10

    ResponderExcluir
  8. Kkkkkkkii os leitores desse blog são uma cambada de retardados só pode. O protagonista estava receoso em ver a luz para não ter que ver o terrível massacre que fez (matar os amigos) para poder sobreviver. Ele quria evitar aquela visão ruim. Creepy 9/10.

    ResponderExcluir
  9. Esse é o mito da caverna de platão, show na hora me veio a mente muito bom

    ResponderExcluir