04/12/2017

Seu trem era pontual

ATENÇÃO: ESSA SÉRIE/CREEPYPASTA É +18. CONTÉM CONTEÚDO ADULTO E/OU CHOCANTE. NÃO É RECOMENDADO PARA MENORES DE IDADE E PESSOAS SENSÍVEIS A ESSE TIPO DE LEITURA. LEIA COM RESPONSABILIDADE.

Ela sempre me disse que 4 de dezembro era uma data importante para ela, mas nunca disse o porquê.

“Você saberá quando acontecer”, ela costumava dizer. Então ela embarcaria em alguma viagem. Se fosse um dia útil, ela tiraria folga, se fosse um aniversário, ela se desculparia por não estar lá. Uma vez ela perdeu um casamento, por causa disso. Ela fazia testes profissionais para seu trabalho, e um ano o teste caiu no dia 4 de dezembro, então ela alegou estar doente, mesmo que fosse perder uma fortuna e talvez a chance de ser promovida.

Eu não podia ir com ela, mas deixava que eu a acompanhasse até a estação de trem.

Todo ano ela acordava sem nenhum despertador e se vestia em seu próprio tempo, nunca com pressa, nunca procrastinando. Se eu não acordasse antes que ela saísse de casa, ela sairia sem mim. Às vezes ela saía cedo, às vezes quase à meia-noite.

“Meu trem é pontual”.

Isso é o que ela dizia quando eu perguntava porque não me esperara.

O trem dela sempre era pontual, foi o que pensei. Ela entrava em qualquer trem na estação e seguia nele até o fim da linha. Algumas vezes era uma viagem local para a próxima cidade. Outras era uma excruciante longa viagem para o país vizinho. O trem mais longe foi para Viena, quando ela perdeu uma semana de trabalho e quase foi demitida, por não ter avisado com antecedência. Eu estava feliz que o Transiberiano saiu de uma estação diferente, pelo menos.

Para ser honesto, nunca compreendi. Era sua peculiaridade mais bizarra. Ela não era uma pessoa louca ou aventureira, exceto por esse dia. Mas o amor sempre faz com que vejamos essas coisas como adoráveis e bonitinha, e após alguns anos se tornavam normais. Eu comecei a ficar ansioso por ouvir as histórias quando ela voltava, mesmo que normalmente fossem “passei um tempão no trem e jantei em algum lugar”.

Estávamos juntos a 12 anos quando finalmente entendi. Era um dia nevado e o Siberiano viera algumas semanas antecipado. Ela vestiu seu casaco mais pesado e suas melhores botas, parecendo uma princesa da neve.

A levei até a estação e lhe dei um beijo de despedida. O trem era apenas uma viagem amigável de 3 horas para perto do mar. Ela prometeu tirar uma foto do mar congelado e me mostrar quando voltasse. O frio estava insuportável e esperamos na plataforma como pinguins. O nariz dela estava vermelho, e ela tirou as luvas para segurar meu rosto e nos beijamos mais uma vez. Seus dedos derreteram o iceberg que eram minhas bochechas.

Quando o apito do trem apitou, ela me deixou e se apressou para entrar. O trem começou a se mover assim que ela deu o último passo, mas então ela escorregou em algum gelo no hall de entrada. Ela caiu, escorregando, e mesmo que eu tenha corrido para segurá-la pelos ombros, suas pernas foram imediatamente amputadas pelas rodas.

Ninguém sabia primeiros socorros ou como fazer adequadamente um torniquete, e quando a ambulância chegou, já era tarde. Ela perdera muito sangue para ser salva. Ela estava convulsionando e pouco consciente enquanto a segurava em meus braços, chorando por ajuda. A neve ao nosso redor estava derretendo em vermelho. Pessoas próximas estavam gritando, provavelmente, mas eu pude ouvir seu ultimo suspiro de alguma maneira:

“Meu trem é pontual.”

FONTE

Esse conto foi traduzido exclusivamente para o site Creepypasta Brasil. Se você vê-lo em outro site do gênero e sem créditos ou fonte, nos avise! Obrigada! Se gostou, comente, só assim saberemos se vocês estão gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião!

34 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Talvez vai ser uma serie?? Eu n entendi foi nada :( se alguem entendeu por favor me ajuda aí..

    ResponderExcluir
  3. Pra quem não entendeu, ela sempre soube que deveria morrer nesse trem, só não sabia em qual 4 de Dezembro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada agora sim entendi.. só n gostei muito kkkkkk muito batido, e confuso... mas novamente obrigada ;)

      Excluir
    2. Entender eu entendi, mas acho que sabendo disso uma pessoa normal faria o possível pra não entrar em trem algum no dia 4/12...

      Excluir
  4. Olá pessoal, daqui fala o Guru. Para quem ainda não me conhece, bem, não esperem conhecer-me. Deixo o link aqui embaixo:

    https://tugagamez.blogspot.pt/

    Atrevem-se a entrar?

    ResponderExcluir
  5. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Isso +18? Chocante. Que perda de tempo x_x

    ResponderExcluir
  7. I'm sorry my dear, but you're up for elimination.

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. Vai morrer vai morrer huehuehurhue cuidado com o trem doido sô

      Excluir