08/08/15

O desaparecimento de David Lang

Os filhos de David Lang, George, 8, e Sarah, 11, estavam brincando no quintal quando Lang e sua esposa saíram da grande casa de tijolos, coberta por vinhas. Ele falou com os filhos e começou a atravessar o grande quintal. Nesse momento, o juiz August Peck, e o cunhado de Lang estavam chegando ao local, e enquanto entravam no quintal, o juiz avistou Lang, e já estava prestes a chama-lo quando aconteceu:

Lang desapareceu da face da terra.

Em um minuto ele estava de pé, no meio de um campo sem árvores, pedras ou cercas. No minuto seguinte ele simplesmente havia desaparecido. A esposa de Lang e os dois homens correram imediatamente para verificar se Lang havia caído em algum buraco. Não havia um buraco. A senhora Lang ficou histérica e foi levada para dentro de casa. Os vizinhos foram chamados para ajudar, várias pessoas procuraram pelo campo, sem sucesso. Um inspetor e um geólogo examinaram o campo e encontram uma formação calcária à apenas alguns metros abaixo do solo, sem nenhuma rachadura. Por um mês a procura continuou. Todos os empregados dos Lang partiram com medo. Um ano depois, a grama no local onde o senhor Lang estava antes de desaparecer, cresceu densa e em um círculo perfeito. Nenhum animal pastava ali, e os insetos não se aproximavam.

Um dia, em agosto de 1881, Sarah e George se aproximaram do círculo verde e chamaram pelo pai: “Pai, o senhor está por ai?” Eles repetiram a pergunta quatro vezes. Sem receber uma resposta, eles começaram a se afastar... quando ouviram um fraco grito por ajuda, vindo do nada. Rapidamente, as crianças correram para buscar a mãe. Eles chamaram pelo pai outra vez. E ele respondeu. Por vários dias, a família retornou, e a cada dia que chamavam pelo senhor Lang, a voz que respondia se tornava mais fraca, até que finalmente deixou de responder.

7 comentários: