15/07/13

foundonthetape

[Nota: quase todos os links são do Megaupload, então obviamente estão fora do ar. Coloquei-os aqui porque, apesar disso, ainda são parte da história. Ainda fiz uma pesquisa rápida no Google, mas pelo visto ninguém reupou esses arquivos.]

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Um canal no youtube (foundonthetape) com um vídeo fora do normal foi encontrado. Quatro dias depois, outro vídeo foi postado.
4Chan e Reddit se interessam e conseguem decifrar um código que aparece no meio de um dos vídeos, um hex que ao ser decodificado mostra o link "tinyurl.com/BVU-800". Trata-se de um mapa customizado de Half-Life: Episode 2.

O mapa é composto por apenas um cômodo com a câmera focada em uma direção fixa, enquanto um Tom de Shepard toca ao fundo. Se você tentar sair do quarto em que se encontra (tendo que para isso desabilitar o view control), você será presenteado com uma imagem e um som extremamente alto (conhecido como screamer).

Algum tempo depois, a seguinte mensagem foi postada: "Ei você, qualquer fonte externa que não tenha sido referenciada pelo canal foundonthetape não é verdadeira, isso vale para contas no twitter ou qualquer outra informaçã666f756e646f6e7468657461706540676d61696c2e636f6d206
­56d61696c2031302e376d62" Descobriu-se que a sequência de números e letras era outra sequência hex. Decodificado, mostrou a seguinte mensagem: “foundonthetape@gmail.com email 10.7mb”. Se você enviasse uma mensagem para esse e-mail, receberia uma resposta automática: "preso estou preso estou preso estou preso estou preso http://www.megaupload.com/?d=3JLYPG9M". Nesse outro mapa, o jogador se encontra em um duto de ventilação. Existem dois finais possíveis: em um deles, o jogador "morre" e é levado a um quarto completamente branco, onde o único som que pode ser ouvido é um zumbido. No outro final, o jogador se depara com uma criatura vindo em sua direção... e então, o jogo trava.

O terceiro mapa foi enviado apenas para as dez primeiras pessoas que enviaram para "foundonthetape@gmail.com" uma mensagem dizendo "TAPEONTHE". O mapa é bastante similar ao anterior.

Algum tempo depois, o usuário foundonthetape postou a seguinte mensagem:
"01101000011101000111­01000111000000111010­00101111001011110111­01110111011101110111­00101110011011010110­01010110011101100001­01110101011100000110­11000110111101100001­01100100001011100110­00110110111101101101­00101111001111110110­01000011110101000010­01011000010110000100­00110011100001001100­0101001000110000 "
Ao decodificá-la em um tradutor de binário, o link para o quarto mapa foi obtido (http://www.megaupload.com/?d=BXXC8LR0).

Um arquivo chamado "radionoise1.wav" (http://www.mediafire.com/?wn9ox98wjt8esbk) também foi encontrado. Era um código morse, que ao ser decodificado revelou a seguinte mensagem:

"NÃOHÁCOMOSAIR.NÃOHÁESCAPATÓRIA.PORTANTOTEMPO.ENVIEAJUDA.
NÃOSIGAOSOM.NÃOHÁESCAPATÓRIA.

Em setembro de 2011, foundonthetape parou de postar mensagens e vídeos.

15 comentários:

  1. Sinistro... Essa foi uma das poucas creepys de jogos que eu gostei de verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é vdd... agora nunca mais vou jogar half life!

      Excluir
  2. Eles devem ter ido lavar uma louça = /

    ResponderExcluir
  3. Maneira, depois vou pesquisar sobre isso

    ResponderExcluir
  4. Vão baixar o radionoise1.wav? Tem o Canal dele no youtube. http://www.youtube.com/user/foundonthetape/feed

    ResponderExcluir
  5. Não gostei, final indefinido e muito sem o ''ar de mistério''.
    Próxima.

    ResponderExcluir
  6. Adoro o CPB mas apesar que gosto de ler de madrugada, Essa é uma história bem interessante...Apesar que o final deixa um tal mistério sombrio no final. Queria estudar mais sobre essa história,pena que não conheço essas 3 pessoas que mandaram as primeiras mensagens...

    ResponderExcluir
  7. Seria interessante, mas ai eu visito o canal do cara e ele curtiu e comentou um video, uma história q tinha um potencial a mais por dechar um ar de "fatos reais" perdeu a graça por um errinho bobo do autor.

    ResponderExcluir